# # # #

Primeira vez dando para um extranho

1268 palavras | 23 |3.50
Por

Dando para um extranho pela primeira vez aos 8 anos.

Como ja contei em outro conto, fui violado por 3 vizinhos mais velhos aos 7 anos e perdi a virgindade definitiva no dia de meu aniversário de 8 anos aonde eu morava.
Hoje vou contar como foi minha primeira vez com um extranho aos 8 anos, alugado por meus machos.

Após perder a virgindade recebi o nome de ” Branca “, sendo tratado dali en diante como menina pelos meus ” homens “, que como ja sabem do conto anterior me comiam pelo menos uma vez por semana.
Certo dia fui levado para mais um ” passeio ” no Rancho, como sempre autorizado por meus pais que nunca desconfiaram que seu filhinho era a Branca putinha dos vizinhos.

No meio do caminho pegaram um amigo que eu nunca tinha visto, ele entrou no carro, sentou ao meu lado, me olhou, passou a mão em meu rosto e disse:
– Ola Branca tudo bem com você, meus amigos me falaram que você aguenta homem adulto, sera que você vai aguentar a minha rola ?.

Eu com meus 8 anos de idade quase morri infartado, gelei tremendo de susto, de Branca fiquei Vermelha de vergonha porque meu grande segredo entre eu e meus maridos agora ja não era mais segredo.
Ja na estrada para fui obrigado mamar aquele extranho no banco de trás do Corcél, eu que achava o pau de um dos meus comedores grande, descobri naquele dia que existia MASTROS BEM MAIORES no mundão, aquilo não cabia em minha boca, comecei a chorar de vergonha e medo, medo só de ver aquilo nas minhas mãos, mas como eu ja estava entregue a putaria fui mamando e levando dedada até o rancho.

Chegando la como ja era de costume tomei os remédios que me davam sempre, tirei minha roupa ficando pelado de 4 na borda da cama esperando passar a pomada que passavam em mim, introduzirem o objeto de sempre em meu traseiro e por fim colocar uma calcinha apertada em seguida para segurar o objeto dentro.
Com aquilo dentro eu tinha que andar, sentar com ele enfiado em meu anús, era um meio de irem me alarciando para a hora do abate, as vezes os movimentos daquilo em mim, fazia eu sentir espasmos no corpo e cair gemendo no chão.
La eles testavam meus limítes elevando meus conhecimentos sexuais, porque meu corpo ( bumbum ) aceitava todos os abusos, sendo a cada semana mais resistente as dores, passei gostar daquilo, esperava o dia de irmos para o rancho para fazer aquelas coisas.

Fiquei alarciando até as 9:00 hs, quando o extranho apareceu pelado ao meu lado com seu Mastro 100% em pé, meu Deus pude ver o tamanho real daquilo, era gigante, enorme.
Minha boca secou na hora, minhas pernas tremeram, eu corri de medo abraçando meu preferido, pedi para ele não deixar o extranho fazer comigo porque eu estava com medo, ele me abraçou forte contra seu peito, saindo lagrima de seus olhos me disse que diferente de seus irmãos, ele me amava desde o dia que mamei seu pau pela primeira vez, que não queria deixar o extranho fazer em mim também porque estava com ciúmes, mas seus irmãos estavam precisando de dinheiro, que este extranho estava a muito tempo procurando um ” anjinho ” agasalhador de Mastros, que o extranho tinha ficado alucinado por meu bumbum quando me viu alguns dias antes, que ele tinha pago muito bem só para entrar um pouquinho dentro de mim, que se eu fosse corajoso e mesmo chorando agasalhasse inteiro o extranho, ele iria pagar mais ainda e ele me daria o presente que eu quizesse, disse que só tinha aceitado me alugarem porque confiavam na minha superação de dor.

O extranho se aproximou, sorriu, me pegou pelas mãos, me levantou no colo e disse:
– se você não aguentar me agasalhar inteiro eu paro, mas era mentira.
Enquanto o extranho me levava no colo para dentro do Rancho, os outros dois irmãos chamaram o outro para irem para o rio, ele relutou em ir, mas os irmãos disseram que era melhor ele ir.
O extranho disse que eles podiam ficar tranquilos, que eu ia voltar para casa vivo, mas nem tanto.

Mal os 3 irmãos foram para o mais distante possível, o extranho se transformou de anjo em demônio, me fez mamá-lo novamente por um tempo, quando não consegui engolir inteiro ele me deu tapas na cara, puxou meu cabelo, enfiou um dedo com violência em mim mandando eu calar a boca, encheu a mão de um liquido muito liso de um pode, passou em meu rego, abriu meu anús com dois dedos, enfiou um monte daquilo dentro em mim, lambuzou seu Mastro inteiro, limpou a mão, se deitou na cama me mandando sentar em cima do Mastro e agasalhar, tentei sentar várias vezes mas não agasalhava, ele novamente me deu tapas, tentei correr dali aterrorizado pedindo por favor para ele parar, mas foi pior, apanhei de novo, qua to mais chorava mais excitado e insandecido ele ficava, disse que conhecia putinhas como eu, que agora eu ir ver se a Rola dele entrava ou não no meu Cú.

Ele puxou pelos cabelos de novo, em pé me pegou no colo de frente para ele, encostado meu peito em seu peito, encostando meu rosto em seu ombro direito, me.segurou com minhas pernas arreganhadas e sua cabeça ( ROLA ) roćando em minha porta, começou me dar estocadas embaixo, eu gritei, gritei, gritei…. gritei, até que em uma destas estocadas senti algo em meu cú, como se algo tivesse se rompido, ele tinha acabado de me rasgar o anús ao introduzir aquela mostruosidade dentro de mim de uma única vez, fui no inferno e la fiquei.

Não sei quais posições, nem quanto ele tempo ele me violentou, ou como parou, só sei que quando acordei gemendo ja era tarde, eu estava literalmente com o anús arrombado, sujo com o sangue escorrido do anús até minhas pernas.
Os s 3 irmãos discutiam com o extranho, perguntando porque ele tinha feito aquilo comigo, que aquilo não tinha sido combinado, se alguem descobrísse, se eu morresse.
Assustados tentavam saber como parar meu sangramento anal, desmaiei novamente, acordei nú mas tomado banho no outro dia de manhã, sem conseguir ficar em pé, sem forças para falar, o extranho tinha sumido, os irmãos ao meu lado falando para mim não falar nada com ninguém, que aquilo tinha sido um erro, que estavam arrependidos, me falando como a partir daquele dia eu teria que me limpar ao ir no banheiro, como esconder o papel higiênico quando saísse sangue, que se alguém soubesse daquilo ia matar eles, que meus pais iam me matar também.

Fiquei semanas tomando remédio, passando pomada todos os dias escondido sem dar meu agora cusão, mesmo assim ainda sangrei de novo algumas vezes nas primeiras vezes que voltei dar para os 3 irmãos semanas depois.
Obs: Mesmo anos depois ainda sangrei algumas vezes ao fazer com pessoas de pau grande.
Até que casei e por insistência de minha esposa que sempre soube de meu passado, acabei passando por uma cirurgia para fechar um pouco o arrombamento.

Quando alguém vê vídeo gay de um cara adulto fazendo fisting com mão, garrafa de refrigerante, introduzindo consolos enormes no cú, saiba que la no passado, na infãncia, ele foi arrombado por um adulto.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,50 de 14 votos)

Por # # # #

23 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Maxx!

    Fico vidrado nos seus contos
    @nalabuta

  • Responder Menino violad

    Serviu ?, teve efeito.

  • Responder Marcelo

    Delicia. Tele @maurcelo

    • Menino violad

      Obrigado

  • Responder luiz

    gosto demais dos seus contos, o primeiro foi delicioso, passei por algo semelhante mas tinha 11 anos e a primeira vez foi so 1 rapaz ate noivo nos dias de casar. quero le o dia que vc deu ao amigo de seu pai, ao contrario de vc eu sintia prazer em dar para homens adultos e dotados

    • Menino violad

      Ja foi enviado o conto do amigo de meu pai, mas esta aguardando liberação do site.
      Existiu mais de um amigo.

  • Responder John Deere

    Né veado
    Pensaram que eu tinha sumido?Estão enganados ,veados…estou aqui e nas ruas,sempre dando fim na veadagem,e em veados como você…cuidado veado!

    • Menino violad

      Kkkk, em mim kkkk, mesmo porque não ando pelas ruas fazendo viadagem kkkk.

      Escrever coisas ocorridas no passado, não me torna criminoso, você nunca vai ver algo meu escrito sobre eu ter violado alguma criança, mesmo porque isto eu nunca fiz nem nunca farei.
      Aqui é mais uma valvula de escape para tirar tirar um pouco da mente coisas que nos afligem.

      Muitos pessoas deveriam por para fora seus medos escondidos, expor este lado ruim de uma parte da sociedade que insiste em abusar, estuprar, violentar crianças mundo afora.

      Portanto sua postagem não me incomoda mem me atinge, porem ameaça contra alguém, mesmo que na internet é crime, VOCÊ DEVE SABER DISTO SEU MANÉ.

    • Matador de Veados

      Cale a boca, veado sem-vergonha,ou vai postar veadagem através dum médium!

    • Macho do John Deere

      Cala a boca veado vêm mama minha rola safada um beijo do seu macho

  • Responder Bob Jr.

    Não li, mas achei uma merda.

    • Menino violad

      Você é o bichão, co segue saber que é merda mesmo sem ler, imagino que deve ter persido a virgindade sem dar, comeu alguém sem meter.

  • Responder Zorro

    “Estranho” com x????
    Puts!!!! Poderia ir pra escola antes de querer ser escritor!

    • Menino violado

      Encontrou mais algum erro ortográfico professor Pardal, se encontrar me avise kkkk.

      Obs: É melhor escrever uma palavra errada por conta própria do que viver se desculpando atrás de corretores ortográficos.

      Você por acaso tem algum conto escrito ???.
      Indique aqui algum conto seu que seja 100% escrito corretamente, caso não tenha, creio que você seja apenas alguém mediocre que não possui capacidade sequer para isto.

    • Menino violado

      Kkkkk, professor Zorro Pardal vou enviar meus próximos contos para você corrigir kkkk, afinal vi que você é o corretor ortográfico do site aqui na internet kkkk.

    • Paizão

      Não entendi esse conto. É pra sentir tesão ? Particularmente achei uma bosta.

  • Responder B

    Conta mais histórias 👏👏👏👏

    • Menino violado

      Vou escrever sim, só que antes de publicar vou ter que enviar para o professor Zorro Pardal para uma avaliação ortográfica kkk.

    • Menino violad

      Hoje contei sobre o amigo de meu pai.

  • Responder Sem nome

    Isso é terrível, também já fui estuprado mas não chega nem perto disso…

    • Menino violado

      Sim terrível, mas graças a Deus ainda estou aqui para contar, pior os que além de violados lhe foram tirados a vida.

  • Responder Menino violado

    Correção do texto, fii violado aos 6 e perdi a virgindade definitiva ( introdução de pênis ) no dia de meu aniversário de 7 anos.

    • 24 cm Grossao

      Conta pra gente e faz um conto sobre isso. Amo essas histórias de estuprador e pedofilia com meninos e meninas novinhas e novinhos.