#

Gabriela a camareira da pousada

755 palavras | 0 |0.00
Por

Virei gerente de uma pousada da cidade e a camareira virou minha amante

Olá esse meu primeiro conto peço desculpa por qualquer erro de digitação… então sem demora vamos lá… meu nome é Carlos na época tinha 30 anos moreno 1,75 de altura corpo normal nem gordo e nem magro demais.
Moro na cidade de Piranhas-AL cidade turística e fui convidado a gerenciar uma pousada recém inaugurada e já tinha algumas pessoas trabalhando e uma dessas pessoas era Gabriela… linda loira de 21 anos corpo delicioso peitos durinhos e bunda linda tinha acabado de separar e voltado de São Paulo onde foi tentar a vida com ex marido e estava trabalhando como camareira… assim que assumir o cargo fiz uma reunião com todos que trabalhava na pousada e pedi pra me colocarem no grupo dos funcionários e já dei um aumento no salário e já fiquei de olho em Gabriela muito sorridente e simpática… alguns dias depois comecei a ficar mais íntimo dela e criando coragem pra dar em cima dela e aos poucos fui conquistando a confiança dela e começamos a conversa no Pv e fui perguntando mais sobre ela e falando que queria conhecer ela melhor foi quando convidei para após o expediente dela sairmos para tomar uma cerveja em uma chácara que aluguei no mesmo momento que ela aceitou… ficamos bebendo e conversando foi quando disse que queria muito beijar ela que achava ela linda e foi quando ela disse que me achava atraente tbem que estava carente e puxei ela pra beijar m, quando percebi já estava beijando seu pescoço e passando a mão em sua bunda e apertando bem gostoso e beijando seu pescoço foi quando escutei um gemido bem gostoso aí não aguentei tirei minha blusa e a dela e comecei a beijar sua boca e a descer até o sutiã que tirei e ficou amostra aqueles lindos peitos branquinhos e deliciosos de chupar… cai de boca chupando eles e fui direto em sua buceta passando a mão por cima da calça depois abrir o zip e enfiei a mao em sua buceta e sentir ela toda molhadinha cheia de tesao gemendo… chamei ela para o quarto e a deitei na cama e fui beijando seus pés e tirei sua calça deixando só calcinha… estava com uma calcinha de renda preta deixando ela mais ainda gostosa fiquei louco só de ver ela assim…. Voltei a chupar seus peitos e a brincar com sua buceta passando dedinho deixando ela com mais tesao e ela pedindo pra comer ela… foi quando desci e afastei a calcinha de renda e vi sua linda buceta toda molhadinha cai de boca chupei gostoso fazendo ela gozar em minha boca ficava alternando entre a buceta o cuzinho dela onde ela confessou que seu ex marido nunca tinha chupado o cuzinho dela e que estava adorando que era sensacional… depois que ela gozou gostoso ela levantou da cama e veio retribuir a chupada que dei nela e que boca incrível ela tinha… quase me fez gozar em sua boca deixou meu pau todo babado… segurou ele encaixou na buceta e foi descendo e falando que pau delicioso e começou a cavalgar e falava “era isso que vc queria? Agora come essa buceta faz ela gozar nesse pau gostoso” ela estava no comando nesse momento cavalgava gostoso e colocava os peitos pra mim chupar sentir ela se contrair e gemendo dizendo que iria gozar abracei ela e disse “goza no meu pau vai safada goza nele todinho” ela obedeceu e gozou gostoso ficamos abraçado por uns minutos deixei ela recuperar um pouco o fôlego e a coloquei de quatro… que visão maravilhosa ver aquele cuzinho rosinha e buceta dela toda gozada… encaixei meu pau na entrada da buceta e fui enfiando bem gostoso aos poucos fui aumentando o ritmo quando escuto ela gemendo de novo… veja aquela bunda branquinha e meu pau entrando na buceta dela e não aguento anúncio que vou gozar… ela pedi pra não gozar dentro porque não toma anticoncepcional e pedi pra gozar na boca dela… ela vira e começar a chupar meu pau e depois desci para as bolas e não aguento mais vários jatos de porra na boca dela… ela engole tudo… fomos tomar banho nos arrumos e a deixe na casa da mãe dela onde estava morando…. Depois conto como foi comer o cuzinho dela e outras aventuras que fizemos na pousada

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(0 Votos)

Por #

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos