# # #

Estuprada na mercearia com 10 aninhos

1331 palavras | 35 |4.17
Por

Lembro-me que ele dizia que, já que eu aguentava ele ia me arrombar inteira.

Estupro real, se não gosta, nem continue…

Tudo começou quando eu tinha 10 anos, tinha cabelos cacheado compridos, magra e alta. Morava em uma rua onde havia uma pequena mercearia na esquina, o dono, Paulo ou Senhor Paulo como eu costumava chamar era extremamente simpático e conhecido pelo bairro.
Minha família sempre teve boas condições então diariamente eu ganhava algumas moedas para ir comprar algo que eu quisesse, geralmente passava algumas horas na mercearia brincando com outras crianças, conversando com o Sr. Paulo e às vezes até ajudava ele na organização.
Em um desses dias estava em frente a mercearia brincando com algumas crianças e minha mãe veio e disse que eu precisaria ir para casa pois precisávamos ir ao centro da cidade para resolver alguma coisa, eu implorei para que ela me deixasse ali brincando e ela concordou desde que o Sr. Paulo não se incomodasse, ele assentiu e eu acabei ficando.

Pouco tempo depois de minha mãe ir embora, as crianças que estavam comigo também precisaram ir e eu fui para dentro da mercearia do Sr Paulo e comprei alguns doces para comer enquanto conversava com ele.
Durante a conversa, o Sr. Paulo me perguntou se eu tinha namorado e eu respondi que não podia pois minha mãe ficaria muito brava se soubesse. Ele disse que me achava muito bonita e que ele poderia ser meu namorado caso eu mantivesse segredo.
Na época pareceu uma ótima ideia e eu assenti.

Quando foi se aproximando do horário de almoço eu ajudei ele com algumas coisas na mercearia e observei o movimento ir caindo e ele fechando a mercearia para o intervalo. Na hora fiquei um pouco assustada pois nunca tinha ficado sozinha dessa forma com ele.

Sr. Paulo veio, me colocou em cima do balcão e me perguntou se eu já sabia beijar, eu disse que não e ele pediu para que abrisse a boca e colocasse a língua pra fora.
Quando fiz isso, a língua do Sr. Paulo invadiu a minha boca dando voltas em minha língua, um beijo bem babado. Eu não gostei muito, mas continuei ali como uma boa menina.
Ele disse que o que faríamos agora era coisa de namorado e que eu nunca poderia contar pra ninguém, porque senão iriam me por de castigo para sempre.
Então fomos para um quartinho que tinha no fundo da mercearia, onde tinha uma cama de solteiro, uma estante com uma televisão bem velha e algumas coisas jogadas ao chão. Sr. Paulo me colocou na cama e tirou meu shorts e minha calcinha. Eu estava extremamente assustada, mas sabia que não tinha volta pois estávamos sozinhos e minha mãe levaria horas para chegar.
Ele começou a lamber como um animal a minha pequena bucetinha, enfiava a lingua o mais fundo que podia e voltava para o meu clitoris sem parar.
Eu não sabia ao certo definir o que estava sentindo, mas não era ruim.
Aos poucos ele começou a enfiar o dedo em mim, eu sentia doer e recuava toda vez que ele começava a entrar, até que uma hora foi nítido a sua impaciência e ele segurou o meu quadril e enfiou devagar mas de uma vez um dos seus dedos.
Eu comecei a chorar e disse que não queria mais pois estava me machucando mas ele não recuou e disse que eu ia ter que fazer oq ele mandasse a partir de agora pois senão ele iria contar para todos o que eu tinha feito com ele. Então eu fiquei quietinha chorando enquanto ele estocava o dedo em mim.
Em um movimento Sr. Paulo me colocou de 4 em cima de cama e começou a enfiar o dedo cada vez mais fundo enquanto me lambia. Ele colocou mais um dedo e eu tentei afastar, fazendo com que ele enfiasse os dois dedos com força e fundo, o que me fez soltar um grito.
Ele me deu um tapa na cara e enfiou uma meia na minha boca e disse que se alguem escutasse ele iria contar para todo mundo.
Eu continuei ali enquanto ele enfiava os dedos em mim e senti ele colocar dois dedos de cada lado e abrir para os lados a minha bucetinha. Senti uma coisa quente tentando entrar pelo meio e quando olhei pra tras vi que ele estava em pé tentando empurrar alguma coisa para dentro de mim. Ele forçou mas não conseguiu entrar então me colocou de joelhos, tirou a meia da minha boca e me mandou babar bem gostoso no pau dele para que entrasse bem gostoso e não doesse tanto em mim.

Eu mal conseguia enfiar mais do que a cabeça, não era muito grande e ele forçava minha cabeça para que eu engolisse mais. Ele me fazia olhar pra ele enquanto eu engasgava e chorava. Uma bela visão eu imagino.

Sr Paulo, me levantou pelos cabelos e me jogou de 4 na cama com uma violência que era difícil imaginar que era a mesma pessoa de poucas horas atrás. Um homem consumido pelo desejo pode se transformar em uma verdadeira besta.
Ele me fez encostar a cabeça na cama, ficando totalmente empinada. Então ele começou a forçar na minha entrada até que lentamente começou a encaixar a cabeça. Ele foi entrando cada vez mais e eu sentia as lágrimas escorrendo pelo meu rosto enquanto a dor absurda e excruciante tomava meu corpo, eu tentava fugir mas às mãos firmes de Sr. Paulo me mantinham praticamente imóveis segurando meu rosto na cama e meu quadril.
Depois de enfiar boa parte de seu pau, começou com movimentos de vai e vem, entrando mais a cada volta e aumentando a velocidade.
Ele me manteve ali por alguns minutos enquanto eu chorava e engasgava com o choro e com a dor, socando cada vez mais fundo até alcançar o meu final, empurrando mais para que seu pau entrasse todo. Eu conseguia ver o sangue escorrendo pelo meio das minhas pernas quando olhava para baixo, bem como via às suas bolas batendo violentamente contra o meu clitoris.
Achei que eu ia morrer de tanta dor que estava sentindo, até que finalmente ele me preencheu de porra, gozou tanto que quando tirou minha bucetinha começou a escorrer a porra misturada com o sangue.
Ele enfiou dois dedos dentro de mim me fazendo gritar e depois os enfiou dentro da minha boca, me fazendo sentir meu gosto misturado com a sua porra e o ferro do meu sangue. Ele ficou repetindo esse processo até que a maior parte estivesse limpa e depois me jogou ao chão me pedindo para lamber o que tinha caído.
Sr. Paulo ainda me fez limpar toda a porra que estava no seu pau e me comeu mais uma vez antes de abrir novamente a mercearia, dessa vez com mais violência. Lembro-me que ele dizia que, já que eu aguentava ele ia me arrombar inteira.

Fui ao banheiro e limpei com o papel higiênico o que ainda tinha ficado na minha bucetinha e lavei o rosto para tentar disfarçar o choro.
Quando voltei Sr. Paulo me deu um dos sorvetes mais caros que tinha na mercearia e disse que eu merecia porque era muito boazinha e que sabia que eu não ia contar nada pra ninguém.

Minha mãe passou me buscar depois de algumas horas e nunca ficou sabendo sobre o ocorrido

Esse é o meu primeiro conto, caso gostem posso escrever mais sobre outras experiências que tive com o Sr. Paulo em sua bela mercearia.
Me chamem no telegram se quiserem conversar @SrhFrr

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,17 de 60 votos)

Por # # #

35 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Jardel

    Ela se chamava Helena, mas era conhecida como Leninha. Tinha 11a, era linda demais, e muito gostosinha. Fiquei sabendo que ela estava de graça com um comerciante do bairro, e peguei ela no pulo. Ela não teve como negar, e depois de uma conversa, ela se abriu. Falou que ele dava presentes pra ela, e dinheiro tbm. Disse que não tinham feito sexo ainda, pq ele morava em cima da loja, e a mulher estava sempre em casa. E que o dia que fizessem, ele daria o tão sonhado celular. Ele só brincava, e dava doces, chocolates e as vezes R$20.00. Falei que ia conversar com à avó dela, a guria se apavorou, então arrisquei. Falei que se quisesse, eu compraria um celular naquele dia mesmo, só que ia ter que rolar TUDO. Ela quis saber o que seria tudo. Expliquei, falei pra pensar, e ela respondeu na hr que topava, e quis saber onde iríamos. Respondi que seria na minha casa, pq eu morava sozinho. Foi o melhor investimento que fiz até então. Tirar o cabacinho, e as preguinhas dela, foi demais da conta, e ainda ganhei exclusividade, pq ela ficou só comigo por quase dois anos. E como trepava gostoso, ganhou muitos presentes.

  • Responder Cherry ♥

    hmmm delícia! sou louca pra ser pegada a força, fodida sem dó. sei que putinhas como eu temos que servir e obedecer aos homens

  • Responder Ingrid Cadela de Macho

    Se alguém quiser pode me engravidar, vou dar uma puta novinha pra vc estuprar também se quiser, me chama, meu twitter é rape_me_zy … Se já nasceu com buceta tem mais é que servir os machos sim, tomar muita porra na boca e na buceta pra aprender a servir macho direito

    • Luiz

      Manda seu twitter

    • Ingrid Cadela de Macho

      Não tenho mais twitter, me chama no Telegram ingrid_submissa26

  • Responder Marcelo

    Quando eu morava em Cáceres Mato Grosso eu cansei de comer cuzinho infantil de meninos e meninas,quase todos indiozinhos,com idades entre 6,7,até 11,12 aninhos(mais idade não rolava porque já tavam velhos kkk),sempre andava com uma bisnaga de KY dentro do carro e muito dinheiro trocado,eu tinha uma técnica pra fazer eles relaxarem o cuzinho pro meu pau poder entrar,aí era só esperar acostumar com a rola dentro e bombar,até gozar ,fiz isso dos meus 18 até 22 anos,daí mudei pra capital pra estudar casei e parei com isso,mas lembro com aquela saudade gostosa dessa época

    • Puto

      Top

  • Responder fdljga4569ty

    Gostosinha tem que ser Estuprada sua gostosa.
    Você deu o CU para Ele??

  • Responder Paulo

    Tem que fuder mesmo essas crianças sem pena

    • Anonimo

      Você me foderia?

    • Paulo

      Eu foderia vc anônimo né gostoso e gozava dentro de vc

    • Giovany trovão...

      Fiz uma loucura a dois anos…peguei a filha da minha vizinha a força..a menina era muito folgada medida a malandrinha não respeitava os pais e nem ninguém…mas tinha uma bundinha bem arrebitada….entro na casa dela na madruga no quarto dela a mobilizem ela nem me me viu..tinha que ser rápido virei ela de bruscos na cama amarrei seus braços baixei sua calcinha chupei seu cu e boceta td junto uma delícia a menina..botei dois travesseiro debaixo da barrigada dela e fui pro abati..ela balançava a cabeça negativamente…mas na perdoei empurrei meus 26cm de pica naquele cuzinho ela trancou o cu mas não adiantou foi até o talo ela merecia a folgada ela desfalecer mas não parei comei a bombar bem gostoso ela acordou gemendo muito lágrima nos olhos abugalhados mas logo senti seu corpo respondendo aos meus movimento ela começou a empinar a banda e é vez de chorar passou a gemer baixinho meti muito que delicia por minha experiência sei que ela teve três gostos fortes pois seu cu mastigou meu pau por três vzs e ela se estremece do td eu gosei três vzs naquela raça dos sem tirar de dentro..enchi ela de porra..o dia já tava amanhecendo fui embora mas deixei as cordas frouxas .

  • Responder Sergio

    VC voltou na mercearia pq queria mais? Ou ele te estuprou de novo?

    • Carlos

      obv que essa vadia queria, deve ter voltado pra ser puta denovo ele que tava certo de aproveitar uma buceta gostosa

    • Cara safado

      Criança merece ser estrupadas.

    • Carlos

      concordo que crianças merecem ser estrupadas, ainda mais mulheres pra aprenderem a servir macho desde cedo

    • Anonimos

      Claramente vocês servem a machos também né?

    • Obejto Sexual

      Se vc quiser pode me engravidar, vou dar uma puta novinha pra vc estuprar também se quiser, me chama, passo o contato no twitter dps

  • Responder INICIADOR DE MENINAS

    Nossa! Q delícia! Ao ler meu pau até endureceu! Vc fez a alegria do sr Paulo.

    • Cara

      Muito bom o Paulo e um cara de sorte

  • Responder SS

    Não contou porque gostou, putinha.

    • aaa

      Isso mesmo

    • Senhor

      Muito bom continue

    • Valmir

      Continua sua saga

  • Responder B

    Muito bom

    • Dps

      Já chupei minha filha quando ela tinha 8 anos, todo dia ela chamava pra seu quarto falando que não é conseguindo dormir, mais ela chamava pra sentir prazer, mais nunca tive oportunidade de tirar seu cabecinha, com 10 anos parei de fazer.

  • Responder Caio

    Tive uma experiência muito dahora com uma garota de 6 anos uma vez , mas ela so me fez um bokete , até hj me arrependo por não ter chupado ela

  • Responder Silva

    Adorei seu conto e tente chamar no telegram maia não existe esse contato, casonquira conversar me chama la
    Telegram @silva_silva_silva

  • Responder Tarado pelas novinhas

    Eu adorei seu conto

    • @ThiagoDF33

      Conte ai

    • Paulo

      Tem que fuder mesmo essas crianças sem pena

    • Abusadors

      Verdade Paulo.

    • Obejto Sexual

      Nós mulheres devemos sempre servir os machos, não importa a idade, é direito deles estuprar, e é nossa obrigação fazer eles gozarem gostoso

    • Alxxya

      Objeto sexual tem toda razão nos já nascemos para sermos fudidas, nascemos pra sermos escravas de macho e ser estuprada todo dia

    • Daria Putinha

      Gostaria de ser estuprada todo dia por um macho, queria ser objeto sexual, até pq eu só sirvo para isso e engravidar e fazer parir uma nova putinha para ele abusar