# #

Brincando pelado com a prima

491 palavras | 1 |4.00

Minha prima era bem mais esperta que eu, acabamos peladinhos juntos. Com um plot twist.

Mais de dez anos atrás eu tava na casa da minha tia, gostava de brincar com a minha prima lá, tinhamos a mesma idade então adorávamos os divertir juntos. Num dia desses a gente tava sem nada pra fazer, nossas mães tinham saído pra fazer compras e nós ficamos lá na sala assistindo TV.

Na época tava passando o programa Tudo É Possível na Record, nesse programa tinha um quadro chamado “essa moda pega” sobre arte no corpo, basicamente pessoas peladas com o corpo pintado parecendo roupas. É claro que a atração principal eram as mulheres e eu gostava de ver a bunda delas, embora ainda não tivesse noção do porquê. Mas tinha homens também, e o volume do pau deles era bem visível.

Tava assistindo no sofá com minha prima, ambos assistíamos sem fazer muitos comentários, mas ela deixou escapar bem baixinho um comentário com um sorrisinho “dá pra ver o pinto dele”.

– O que? – perguntei
– Nada não.

Não sei bem o que deu mim mas decidi continuar.

– Ah para! Você disse que dá pra ver o pinto dele, tá gostando é? Kkk
– Não, deixa pra lá.
– Acho que você gosta hein? Não ia querer ver um de verdade? Tipo o meu?

Ela estranhou eu ter dito aquilo, eu tava zoando é claro mas disposto a continuar.

– Por que? Você vai me mostrar? Então me mostra!

Nos levantanos e eu estiquei minha bermuda na frente dela e ela viu meu pinto, que já começava a ficar duro.

– Duvido você ficar pelado igual a eles!
– Eu fico! Mas não aqui.

Então fomos pro quarto dela. Tirei a camisa, abaixei a bermuda, fiquei de costas pra ela na hora de abaixar a cueca e ela riu de ver minha bunda, mas logo eu estava completamente pelado na frente dela. Ela dava risadinhas vendo meu pinto duro.

– Ah mas só eu vou ficar pelado?! Agora você também tem que ficar!

Ela resistiu, mas insisti e ela topou. Ergueu o vestido tirando por completo e ficando só de calcinha, depois ela abaixou a calcinha e pude ver a pepeca dela. Meu pinto ficou ainda mais duro.
Rimos e ficamos brincando pelados mesmo, até que em um momento aconteceu uma coisa inusitada.

Eu subi nas costas dela e meu pinto roçou, quase encostando nas nádegas dela. Aquilo foi muito gostoso embora eu não soubesse ainda o porque. Começeu a roçar o pinto nela como que por instindo, fiz movimentos repetitivos eu tava adorando aquilo, até que senti uma coisa vindo, eu não quis parar, continuei até que acabei gozando nas costas dela e fiz um “aaaahhhhh”.

Ela se irritou falou “eca você fez xixi em mim!” E foi correndo pro banho.

Só anos depois entendemos o que aconteceu ali.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 1 votos)

# #

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Henrique

    Xixi é de fude kkkl