# # #

A Despedida de Uma Putinha – Parte 1

2783 palavras | 18 |4.50
Por

Olá, tarados e taradas. Antes de começar a contar, tenho que dizer que esse é o último relato a se passar no “presente” porque a Shaira agora está oficialmente namorando, então eu e o Beto não transaremos mais com ela. Dito isso, vocês gostariam que eu continuasse a trazer relatos passados ou paro por aqui?
Enfim, vamos ao relato.
A Shaira pegou eu e o Beto pela mão, fez a gente sentar no sofá, as mãos dela tremiam um pouco de nervoso e ela mordeu o lábio antes de respirar fundo e finalmente dizer.

– Pai, mãe… Segunda-feira eu quero pedir a **** em namoro. Se ela aceitar, eu vou ser só a namorada dela, então nós paramos com o que fazemos. Tudo bem?
– Claro, meu amor. Não precisa ficar nervosava pra dizer isso pra gente. – eu respondi primeiro, dando um sorriso compreensivo. – Apesar de ter certeza de que vamos sentir falta e vai ser um pouco estranho no começo, nós já sabíamos que uma hora isso ia acontecer.
– E nós te amamos e vamos te apoiar em qualquer decisão que você tomar, princesa. – o Beto também sorriu, apertando um pouco a minha mão, o que me fez perceber que ele estava nervoso mesmo que tentasse parecer normal.
– Valeu. Vocês são os melhores pais do mundo. – a Shaira disse animada enquanto nos abraçava, então disse. – Esse final de semana vai ser o último que vamos transar, então quero foder com vocês o máximo que eu aguentar. Vocês topam?
– Com certeza. – eu e o Beto respondemos ao mesmo tempo, então rimos e nós três começamos a nos beijar.

Em seguida a Shaira se ajoelhou no chão, puxou o pau do Beto de dentro da bermuda e começou a chupar ao mesmo tempo em que enfiava a mão na minha calcinha e acariciava minha buceta delicadamente. Não demorou muito pra ele ficar duro e eu ficar molhada.

– Pega a cinta. – ela mandou com um sorriso safado. – A senhora vai me comer bem gostoso enquanto eu chupo o papai e depois vocês trocam.

Não precisei de uma segunda ordem, corri pro quarto para pegar a “cintaralha”, aproveitei e peguei um tubo de lubrificante, algumas camisinhas e chequei o Henrique na rede. Ainda dormindo, ainda lindo. Tive que e segurar pra não dar um cheiro nele porque poderia acordá-lo, corri de volta pra sala e vesti a cinta enquanto olhava minha filha chupando com muito gosto o pau do meu marido.
Ajoelhei atrás dela e comecei a esfregar aquela xoxotinha gostosa com o pau de borracha, me inclinei e perguntei no ouvido dela.

– Quer que eu meta, minha putinha safada?
– Mete, mamãe. Fode essa bucetinha. – ela respondeu entre gemidos, imediatamente voltando a por o pau na boca.

Segurei a bunda da Shaira com uma mão e com a outra guiei o dildo para a entrada da xaninha dela, então fui enfiando devagar até entrar inteiro. Ela gemeu abafado, o que fez o Beto sentir ainda mais tesão com as vibrações da garganta dela em seu pau.
Aos poucos fui metendo mais e mais rápido até que ela precisou parar de chupar pra deixar os gemidos fluírem livremente, mas é claro que ela ficou tocando uma punheta pro Beto. Foi aí que ela gozou a primeira vez. Tirei o pau de borracha de dentro dela devagar, ela deitou no chão pra descansar uns minutinhos e disse.

– Mãe, deixa ele duro pra mim.
– Deixa comigo, princesa. – respondi tirando a cinta, sentando no sofá e começando a beijar o meu marido enquanto continuava a punhata que a Shaira estava fazendo antes.

Esse descanso da Shaira não durou muito tempo, logo ela levantou, pegou uma das camisinhas que eu tinha trazido do quarto e colocou no pau do pai dela. Nesse momento ouvi um chorinho e fui pro quarto pegar o meu filho, quando voltei vi uma cena tão sexy: meu marido todo grandão segurando minha filha tão pequena e linda por baixo da pernas e fodendo ela contra a porta da nossa sala. Sentei no sofá e fiquei tocando uma siririca enquanto observava.

– Assim que você gosta, putinha? – ele perguntou olhando nos olhos dela.
– Isso, paizinho, com força. Que delícia. – ela respondeu gemendo tão gostoso que eu já estava com a buceta pulsando só de olhar.
– Como tá essa buceta, amor? – perguntei com um sorriso safado.
– Deliciosa, amor. Quente e bem apertadinha. – o Beto respondeu, virando a cabeça pra me olhar rapidinho, depois voltou a se concentrar só em meter.
– Então come com gosto, arregaça essa xoxotinha. – pedi entre gemidos.

Nisso meu marido começou a beijar a nossa filhinha linda enquanto socava forte o pau inteiro dentro dela, dava pra ouvir aquele barulhinho melado e as bolas batendo no corpinho dela a cada metida ritmada. Demorou um bom tempo, eles se beijavam e falavam putarias um pro outro enquanto eu fazia uma pausa ou outra pra não gozar na siririca porque queria prolongar essa sensação ao máximo. Até que o Beto gemeu e estocou ainda mais forte uma última vez, dando uma gozada espetacular que eu aposto que a Shaira queria sentir no fundo da xaninha dela, mas infelizmente foi dentro da camisinha.
Devagar ele a colocou no chão, tirou o preservativo, amarrou e deitou ali mesmo perto da porta, praticamente desabando sem forças.

– Espero que esteja pronta, mãe. Porque agora é a sua vez. – a Shaira disse vindo até mim em passos lentos porque suas perninhas ainda estavam meio trêmulas de tanto foder.
– Eu sempre to pronta pra minha putinha preferida. – eu respondi dando uma risadinha safada.
– Tá mesmo. – ela disse quando ajoelhou na minha frente e separou as minhas pernas. – Hmmmm. Bem molhadinha, do jeito que eu gosto. Quero te fazer gozar até escorrer pela minha língua, minha puta gostosa.
– Chupa, putinha da mamãe. Eu quero meu gosto fique marcado na sua boca. – sim, eu queria que minha filha fosse feliz nesse novo namoro dela, mas também queria que ela se lembrasse com saudade da minha buceta porque eu com certeza lembraria da dela.

E ela não perdeu tempo, começou a lamber e chupar com vontade. Minhas pernas chegavam a tremer com aquela língua macia deslizando por cada pedacinho da minha xota e me deixando cada vez mais e mais melada. E quanto mais melada ficava com mais gosto a Shaira chupava.
Depois de algum tempo percebi meu marido se levantando, passando pra cozinha e voltando bebendo um copo d’agua, então ele sentou do nosso lado e começou a bater uma punheta observando nossos filhos me mamando (de um jeito ou de outro rs). Com isso eu estava quase gozando, mas a Shaira percebeu isso e parou.

– Que foi? – perguntei com um olhar confuso.

Ela não respondeu, só sorriu e tirou o irmãozinho do meu colo, pedindo pro pai dela segurar. Quando o Beto pegou o Henrique, a Shaira veio até mim e me fez virar ficando de joelhos e com as mãos apoiadas no encosto sofá, meio que de quatro pra ela. Primeiro senti aquela língua quente e ágil no meu cuzinho, deixando ele piscando e todo melado de saliva, mas depois ouvi o barulho do tubo de lubrificante sendo aberto e logo em seguida senti o geladinho no meu cu quando ela foi enfiado devagar os dedos bem lubrificados nele, um a um até ter quatro dentro de mim. Ela ia fazendo um vai e vem bem gostoso enquanto com a mão livre apertava minha bunda com vontade e tudo isso estava me deixando louquinha de tesão.

– Papai, deixei prontinho pro senhor. Fode esse cuzinho que eu quero ver. – ela disse, tirando os dedos de mim e pegando o irmão de volta.

Vi quando ela segurou o Henrique no colo e o Beto veio pra trás de mim, logo senti o pau grande e grosso entrando deliciosamente centímetro por centímetro dentro do meu cuzinho. Apertei o encosto do sofá e comecei a gemer, olhando pro lado e vendo o quanto minha filha fica linda tocando uma siririca bem gostosa enquanto observa o papai fodendo a mamãe com muita vontade, a carinha de safada dela me deixava com mais tesão ainda.

– Vai, paizinho, mete com força. – ela pedia entre gemidos. – Tá gostoso, mãe?
– Nossa, tá uma delícia. – respondi em meio a gemidos também.
– Gosta de ser fodida, né? Que mamãe safada essa minha. – ela disse com um sorriso malicioso e muito tesudo. – Rebola essa bunda gostosa. Sente esse pau grosso pulsando dentro de você.

Fui rebolando com vontade e controlando cada vez menos meus gemidos, depois de alguns minutos ela gozou olhando pra nós e com essa visão perfeita eu não resisti e gozei bem gostoso também, nisso meu cuzinho piscou deliciosamente no pau do meu marido, então é claro que ele também acabou gozando bem no fundo do meu cu.
Nós três deitamos no chão tentando descansar e dar atenção ao Henrique ao mesmo tempo pra que ele não ficasse entediado e começasse a chorar. Ficamos assim por um tempo até recuperar o fôlego e decidimos pedir comida porque ninguém estava em condições de cozinhar, estávamos bem cansados rsrs.
Fui tomar banho primeiro pra poder ficar com o neném e os dois foram tomar banho juntos logo em seguida. Quando a comida chegou eles ainda estavam no banho, então fui avisar e me deparei com a cena mais linda:
O Beto abraçando a Shaira por trás e beijando o pescoço dela com tanto amor e ternura que meu coração ficou todo derretido de tanto amor.
Demorei alguns segundos observando os dois amores da minha vida até lembrar da comida e avisar pra eles saírem logo debaixo do chuveiro se não iria esfriar, então eles finalizaram o banho rapidinho e se vestiram pra almoçar.
Depois de comer, fomos pro quarto e deitamos pra assistir um pouco de televisão, mas foi só o tempo da Shaira recuperar as energias e logo ela começou a provocar tanto a mim e quanto ao pai dela passando as mãos em nós por baixo do lençol. Logo tirei o lençol de cima da gente e (não posso escrever o que eu tava fazendo pelas regras do site) e ao mesmo tempo a Shaira tirou a cueca do Beto e a própria calcinha, encaixou a xana gordinha no pau grosso que estava meia bomba e começou a se esfregar bem gostosinho até fazê-lo endurecer de vez. Como ficou bem babado com o mel da bucetinha dela, a Shaira mandou eu dar uma bela chupada pra apreciar o gostinho dela no pau gostoso do papai. É uma putinha mesmo.
Chupei e em seguida segurei com firmeza a base pra ela vir sentando. Ela ficou de costas pro Beto e começou a cavalgar no pau com muita vontade, parecia que ela estava determinada a enlouquecer o pai de tesão. E é claro que estava dando certo, ele enchia as mãos na bunda macia dela e apertava forte, puxando-a mais ainda contra o pau grosso.

– Que linda minha filhinha sentando no papai. – falei e dei um beijo nela enquanto acariciava seu rostinho lindo. – Engole esse pau com essa bucetinha gulosa.
– Sim senhora. – ela respondeu gemendo e apertando as pernas do Beto enquanto rebolava ainda mais. – Me chama de putinha, vai.
– Você é a putinha mais gostosa do mundo. A mamãe fica morrendo de tesão quando te vê assim, fodendo gostoso com essa carinha de que quer sempre mais e mais. – comentei acariciando os peitinhos perfeitos dela.
– Só aprendi com a melhor. – ela respondeu sorrindo e mordendo o lábio.

Depois de um tempo, a Shaira levantou e virou de frente pra poder continuar cavalgando, mas agora podendo beijar pai dela ou colocar os peitos na boca dele. Estava uma cena linda de ver, parecia que eu ia explodir de tesão a qualquer momento só olhando, mas então percebi um detalhe importante.

– Amor, você não tá de camisinha. – falei.
– Porra, é mesmo. – ele resmungou meio ofegante.
– Poxa, tá tão gostoso. – a Shaira disse com uma carinha triste. – O senhor aguenta segurar se eu gozar no seu pau? Depois eu e a mãe terminamos com a boca.
– Aguento. – o Beto respondeu, deu uma respirada bem profunda e falou. – Manda ver, princesa.

Ela não se fez de rogada, rebolou no pai dela com tanta habilidade que eu não sei mesmo como esse homem aguentou não gozar. Ainda mais quando ela começou a se contorcer e tremer as pernas. Eu já fiz ela gozar várias e várias e várias vezes e se já é maravilhoso sentir as paredes daquela xoxotinha deliciosa apertando meus dedos involuntariamente, imagine qual deve ser a sensação do Beto quando ela goza no pau dele.
Assim que ela saiu de cima dele eu já caí de boca e, nossa, que tesão eu senti. O pau dele tava completamente encharcado com o mel da nossa filha, chegou a escorrer e fazer uma pocinha nas bolas do meu marido, que eu tive o maior prazer em limpar cada gota com a língua. Não demorou muito e a Shaira se recuperou o bastante pra me ajudar na chupada e com nós duas o Beto não aguentou por muito tempo, logo sentimos a porra quente nos nossos rostos e nas nossas bocas, melou muito a gente de gozo. E é claro que nos beijamos muito compartilhando o gosto maravilhoso daquela porra quentinha.

– Sua vez, mamãe. – ela disse, dando um sorrisinho sapeca e me beijando antes de pegar o Henrique, colocar nos braços do Beto e me fazer deitar onde ele estava sentado antes.

Não tive tempo para dizer nada e ela já separou minhas pernas e começou a me chupar como uma profissional. Vocês já devem estar enjoados de ler isso porque eu sempre repito nos meus relatos, mas é maravilhoso o quanto essa putinha chupa com vontade como se tivesse nascido pra isso, como se fosse o prazer mais supremo que ela poderia ter.
Eu gemia alto e rebolava involuntariamente, meu quadril simplesmente seguia o ritmo da língua ávida da minha filha fora do meu controle. Depois só senti os dedos dela escorregando com facilidade pra dentro de mim de tão molhada que eu estava, então ela foi me fodendo forte e rápido com os dedos ao mesmo tempo em que me chupava, eu mal conseguia ver de tanto que os meus olhos reviravam de prazer…

Oi, pessoal. Desculpa parar o relato aqui, é que estou com covid e fico cansada muito rápido, mal consigo escrever. Quem acreditar em Deus, peço que orem por mim. Pessoas de outras religiões também podem pedir a suas entidades que olhem por mim, pois não tenho qualquer preconceito com nenhuma religião. Obrigada, meus queridos tarados e taradas. Espero estar de volta em breve.
Além do mais, eu preciso que vcs entendam que um “eu quero foder com vcs o máximo que eu aguentar” da Shaira é MUITA coisa (MUITA coisa MESMO), então acho que eu teria que dividir de qualquer forma ou não contar tudo porque o que escrevi aqui não chegou nem perto da metade do que foi aquele final de semana.

P.S.: Talvez vcs gostem de saber dessa notícia: eu estou grávida de novo. Sim, o meu filho ainda é um bebê, mas se eu engravidei agora é pq já estava nos planos de Deus e eu só desejo que esse bebezinho ou essa bebezinha venha com saúde, pois eu e o Beto vamos recebe-la/o com muito amor.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,50 de 8 votos)

Por # # #

18 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Mãe da Shaira fdp

    Torço pra Deus q a COVID te leve, crianças não podem consentir, tudo q você fez foi estupro e essa é a maior violência q vc pode cometer a algum indivíduo.

    Aquele seu argumento merda sobre uma mulher bêbada q é abusada por um Uber, se é q da pra chamar aquilo de argumento e não uma falácia de espantalho. Primeiro vc já supõe que eu não considero estupro q uma mulher bêbada seja abusada apenas pra tentar “ganhar” na sua lógica de pedófila. E vamos dizer que eu realmente pense assim, ainda não justifica o fato de vc abusar a sua filha sua piranha.

    Deveríamos caçar pedófilos que nem animais

    • KJM3

      Vc é uma pessoa muito frustrada e triste que precisa preencher a mente com essas falas cruéis pra tentar se sentir melhor consigo mesmo. A Lúcia é (ou foi) uma mãe maravilhosa, uma esposa incrível e uma pessoa muito melhor do que um dia vc pode sequer sonhar em ser. Sorte a dela viver (ou ter vivido) cercada de pessoas que amam muito exatamente como ela é (ou era), assim ela nunca precisou diminuir ninguém pq quem tem amor só oferece amor ao mundo, quem tem ódio também só espalha ódio.
      Vai se tratar.

  • Responder Leitor

    Acho que a Lúcia perdeu a luta para Covid.
    Vi no perfil dela no telegram a imagem de luto na foto de perfil.

    • Gabriel

      Tb acho, conversei com um cara hj que disse que comprou o celular do marido dela e o telegram já veio no celular

    • Fgbzerra

      Eu tinha uma conversa com ela no meu… Sumiu… Realmente algo aconteceu… O pai da Shaira poderia nos informar o estado de saúde da sua esposa

    • Mãe da Shaira fdp

      Tomara q tenha morrido

    • ruiva

      alguma noticia?

    • Aluap

      Alguma notícia da Lúcia?

  • Responder M

    Qual o seu contato mamãe da Shaira

  • Responder Tretudolex

    Como não ficar excitado e apaixonado? Amei! Ficarei ansioso para as partes seguintes e também para saber mais do passado.
    Melhoras, Lu!! Você vai melhorar, com certeza.

  • Responder pervboy

    qro saber mais sobre o Henrique

  • Responder Família_incesto

    Certeza que vocês já iniciaram o Henrique, eu entendo das regras, mas eu gostaria de saber os detalhes meu email [email protected]
    se quizer manter em segredo, tudo bem.

  • Responder Claudio Rodrigues

    Mamãe da Shakira, fé e pensamento positivo, estarei com as orações aqui da minha parte, quanto aos relatos, muito prazer e tesão em cada um deles, e quando puder, termine esse relato, pelo visto você criou uma ninfomaníaca, louca por putaria, e eu amooooo. Abraços.

  • Responder Mamãe da Shaira

    Se quiserem,também conto a parte em que eu,meu marido e a Shaira fomos para um sítio e lá descobrimos,junto com o caseiro de lá os prazeres da zoofilia.Eu amei tei transado com um cachorro,fiz muitas coisas com ele junto do meu marido,já a Shaira,essa deu trabalho,não queria largar o pauzão do cavalo!

    • Claudio Rodrigues

      Eu gostaria de saber, todos os detalhes!!!!!

    • Pablo

      Caralho, mano. Essa mãe fake não respeita a Lúcia nem com ela doente. É muita falta do que fazer.

    • PAPAIDAREBECA

      POR FAVOR, NÃO PARE COM SEUS RELATOS, NOS CONTE TUDO, VOCÊS SÃO UMA GRANDE INSPIRAÇÃO PARA TODA FAMÍLIA, QUERO SABER MAIS DAS HISTÓRIAS DO PAI DA SHAIRA, PARABÉNS. E CONTE ALGUMA COISA SOBRE O NAMORO DELA. BEIJOS

    • PAPAIDAREBECA

      POR FAVOR FALE SOBRE ESSE RELATO, VOCÊS SÃO OS MELHORES