# # #

Minha filhinha de 11 anos começou a me seduzir Parte 3 – Tirando sua virgindade

2060 palavras | 26 |4.60
Por

Fala pessoal, essa parte vai tratar da vez que eu e minha filhinha finalmente conseguimos sermos um só, quando finalmente tirei a virgindade dela, durante esses entredias (entre o que ocorreu na parte 2 e entre o que ocorre nessa parte) faziamos uma rotina muito prazerosa, sempre que chegava do trabalho já era recebido aos beijos e abraços animados da minha filhinha e agora esposa, viamos TV, ajudava ela nos estudos, faziamos e comiamos a janta, e no final vinha a melhor parte, nos amavamos com todo o resto de energia que nos restava no fim do dia, eu procurava alargar suas partes de princesa com minha língua e dedos para podermos finalmente conseguir fazer aquilo, mas quando tentava encaixar meu membro sempre acabava não dando muito certo, ela sempre reclamava de dor e eu sempre parava quando via que já não era mais prazeroso pra ela tentar, ela ficava triste e pedia desculpas, porém eu sempre acalmava ela e dizia que estava longe dela ter alguma culpa e que alguma hora iria dar certo, vai de corpo pra corpo a facilidade de se romper o hímen de cada menina, o melhor é adaptar dia após dia o corpinho da mesma carinhosamente e com paciência pra que ela perca o medo mas nunca o prazer, enfim depois de uns 4 dias tentando ela já ficava meio impaciente, vinha por cima de mim, empurrava e pressionava fortemente sua conchinha rosa em meu membro, eu sempre intervia e parava quando via que estava sendo muito doloroso pra ela, minha pequena ficava desanimada, mas eu logo á animava dando beijinhos e chupões fortes no meio de suas perninhas, sempre fazendo ela se desfazer em minha boca e ir dormir tranquila, no começo do quinto dia tudo correu normalmente, deixei ela na escola e fui ao trabalho, naquele dia por um milagre consegui sair cedo e queria fazer algo, mas o cansaço estava me vencendo, pensei em simplismente ir pra casa e esperar minha pequena chegar, nisso me peguei pensando no quão difícil estava de realizar sua primeira vez, nesses devaneios me veio uma ideia, dirigi para um sex shop que tinha perto dali, entrei lá e tentei pensar em coisas que excitariam ela ao máximo para podermos consumar o ato, comprei dois mini vibradores ativáveis por controle, um aparelho massageador e um par de algemas com tamanho médio de correntes que acompanhava uma tapa olhos elástico, me dava arrepios só de pensar minha filhinha usando aquelas coisas, paguei e dirigi para meu apartamento, entrei e fui recebido com pulinhos e beijos como sempre, abraçei meu docinho e sentamos no chão para ver o final de outra batalha em Naruto, após terminar e eu ter que aguentar ela se gabando por ter acertado quem iria vencer eu fui até meu quarto junto com a sacola preta e discreta, foi ali que Larissa percebeu a sacola e perguntou o que era, eu a disse que mostraria mais tarde, fui tomar um banho, enquanto tentava controlar minha ansiedade para usar aquelas coisas na minha fofinha fui surpreendido pela mesma que entrou no banheiro totalmente despida, se juntou a mim no chuveiro e começou a se ensaboar e a dar aquele sorriso fofo para mim, ajudei a passar shampoo em seus grandes cabelos e enxaguar depois, saímos do banho e ela enquanto colocava seu body íntimo preto (se não souberem como é essa roupa recomendo pesquisarem imagens na internet para melhorar a experiência), me pediu para secar e pentear seus cabelos, sempre fazia isso quando ela era mais nova, fiz isso na sua penteadeira rosa que ela usava pra se arrumar e estudar, seus cabelos ficaram lindos, volumosos, finos e castanhos, com aquele tamanho que chegava ao fim de suas costas, fiquei fitando e admirando a beleza de minha filha com uma cara de bobo por uns segundos antes de terminar seu cabelo, ela me agradeceu e foi deitar na cama, logo me indagou
– Vamos tentar hoje de novo pai? –ela me perguntou enquanto sorria e abria um pouco suas perninhas, olhando bem nos meus olhos.
– Sim vamos, mas eu queria que tentassemos algo novo –eu correspondi seu sorriso e evitei olhar em seus olhos com medo do que ela acharia de mim por ter tido essa ideia.
– Bom deixa eu ver primeiro o que é –Ela disse enquanto deitava de bruços e balançava suas perninhas, que junto de suas coxas brilhavam por conta do seu óleo favorito que ela sempre passava pelo corpo antes de dormir, óleo esse que realçava seu corpinho pequeno junto de suas pequeninas curvas.
Peguei a sacola e mostrei o que tinha comprado a ela, a mesma pegava os vibradores e as algemas e me olhava com curiosidade e confusão.
– Pra que é isso tudo pai? –ela perguntou com um leve sorriso no rosto.
– Olha, essa prática se chama BDSM, é bem complexa dependendo do nível mas eu basicamente só vou limitar um pouco seus movimentos, no caso apenas dos braços com as algemas, e colocar esse tapa olhos em você, existem pessoas que sentem muito mais prazer por conta desse fator mistério e suspense, mas tudo isso só se você permitir.
Ela hesitou por um momento mas logo disse:
– Tudo bem então, eu confio no senhor –ela sorriu enquanto segurava uma das algemas.
Eu suspirei de alívio, e logo subi para cama em sua direção, começamos a nos beijar levemente e fomos aumentando a intensidade, ela cada vez mais melhorando seu beijo infantil, já passava sua língua quente e pequena por quase toda minha boca, e me fazia ficar sem fôlego com toda sua voracidade e desejo apresentados ao apertar minhas costas e braços durante nossos amaços, desci para seu pescoço onde era seu ponto fraco, alguns beijos e chupões nele e ela já gemia baixinho, seu corpo já não apresentava muita intensidade e ela logo começou a se render e deitar na cama, deixando me por cima dela enquanto saboreava todo aquele lindo e macio corpo infanfil, retirei o seu body lentamente enquanto descia minha cabeça em direção aos seus peitinhos rosas, onde reiterava minhas carícias e beijos, mordisquei o seu seio direito (que assim como o esquerdo estava duro como pedra) levemente apenas para ouvir seu primeiro gemido alto de prazer, ao retirar completamente sua roupa peguei seus braçinhos magros e coloquei nas duas algemas uma em cada lado da cama, minha anjinha olhava me com um olhar excitado e ao mesmo tempo um pouco nervosa, coloco o tapa olhos nela e dou um beijo na mesma para acalma-la, desço até sua intimidade que já estava bastante umida, começei a passar meu dedo indicador ao redor de sua área molhada, ela se assustou ao sentir o toque, tratei de aproveitar sua lubrificação natural e penetrei meu dedo dentro dela, começando movimentos de vai e vem, aumentando gradativamente enquanto dava beijos e chupava carinhosamente seu clítoris, já ouvia ela ofegar e dar gemidinhos baixos de novo, troquei as funções e começei a penetrar minha língua dentro dela, alternando entre beijos e chupões na sua intimidade, o gosto da sua conchinha invadia meu paladar, quanto mais eu chupava seu fluído de prazer mais ela produzia, enquanto isso meu dedo acariciava gentilmente seu clítoris que já estava em pé de tão estimulado, continuando aqueles movimentos por alguns minutos vi que já era hora de mudar de etapa, peguei um lubrificante afrodisiáco da marca “Eficácia” que já tinha em casa e passei por toda sua intimidade, mas dessa vez desci até seu cuzinho, passei em toda sua entrada o que facilitou a penetração do meu dedo indicador, começei os mesmo movimentos de vai e vem lá, mais gemidos e gritinhos vindos da minha princesa, parei depois de uns minutos, o efeito estimulante do lubrificante já fazia efeito, ela já se contorcia e gemia mesmo sem eu tocar nela, peguei os dois mini vibradores a controle remoto e encaixei um em cada buraquinho seu, liguei os dois controles de uma vez, o resultado foi uma crescente de altos gemidos seguidos de murmuros e que desencadearam gritos altos de prazer enquanto seu corpo se contorcia loucamente, ver o corpinho pequeno e frágil da minha filhinha daquele jeito foi muito prazeroso, peguei o aparelho massageador e passei levemente em seu clítoris, mais um grito de excitação, deixei ele por pouco tempo, pois quando percebi que minha filhinha estava perto do orgasmo parei o processo, retirei e desliguei os vibradores internos, retirei suas algemas e tapa olhos, sua intimidade encharcou a cama de tanto prazer que ela teve, ela olhava pra mim ofegante e com seu rosto todo vermelho, aquela era a hora de finalmente sermos um só, tirei minhas roupas, fiquei por cima dela e dei mais alguns beijos na sua boca que que babava de tanto tesão, afastei suas perninhas e coloquei meu membro contra sua intimidade, empurrei levemente e senti a ponta de meu membro entrar, ela respirou fundo e colocou seus braços por cima de meu pescoço, empurrei mais um pouco e após a metade dele entrar vi ela fazer uma carinha de dor que acompanhou um gemido alto, eu tinha rompido seu hímen, permaneci naquela posição um pouco e perguntei:
– Tá tudo bem?
– S-sim, a dor tá indo embora, eu tô gostando, pode continuar –disse ela dando algumas pausas para respirar fundo enquanto me olhava com seu sorriso que como sempre estava lindo.
Obedeci e empurrei meu membro mais ainda, encaixando completamente dentro da minha princesa, aquela sensação meus amigos, há aquela sensação de ter seu membro completamente dentro da bucetinha molhada da sua filhinha, sendo super apertado pela conchinha virgem dela, foi a melhor coisa que senti na minha vida, após ficar com meu membro imóvel dentro dela por alguns segundos enquanto nos encaravamos apaixonadamente e até trocamos alguns selinhos, começei com os movimentos de vai e vem, a intimidade da minha filha simplismente sugava e apertava meu membro ereto todas as vezes que eu entrava dentro dela de novo, e a cada estocada profunda e devagar que eu dava dentro da minha princesa eu a via revirando os olhos, mordendo seus lábios e gemendo baixinho, a medida que fui aumentando a intensidade das estocadas os seus gemidos ficavam ensurdecedores, o que me excitava mais ainda para meter mais forte dentro dela, causando um ciclo vicioso muito prazeroso, depois de cerca de 10 minutos do melhor sexo que eu já tive na vida, vi suas pernas começarem a terem espasmos, seus olhos reviraram e eu ouvi seu último, alto e longo gemido da noite, senti sua intimidade se contrair levemente, minha filhinha tinha tido seu tão merecido orgasmo, aquela cena toda me excitou tanto que eu me desfiz dentro dela, urrei de tanto tesão, após aquilo nós ambos exaustos aproveitamos os últimos segundos dos nossos orgasmos para nos beijar enquanto riamos um do outro e de nossas caras cansadas e suadas, por fim retirei meu membro de dentro dela, a abraçei forte e disse:
– Eu te amo filha
– Eu também te amo pai –ela sorriu e beijou meu pescoço enquanto ainda tentava recuperar o fôlego.
Fomos para o banheiro tomar banho, dessas vez no chuveiro, ajudamos um ao outro a nos lavar e dormimos de conchinha aquela noite, aliviados pois era sexta naquele dia, então poderiamos dormir até a hora que quisermos.

//E aí pessoal, espero que tenham gostado dessa parte, li todas as críticas construtivas nos comentários das duas primeiras partes e tentei maneirar nos aspectos que vocês me alertaram, não esta perfeito ainda mas uma hora eu chego lá, começei a escrever sobre isso recentemente e fico muito feliz de ver essa interação, eu respondo quase todos os comentários então se quiserem trocar uma ideia comigo eu apareço de bom grado, vejo vocês na próxima parte, se cuidem.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,60 de 30 votos)

Por # # #

26 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Edgar_34

    Isso me deu tanto tesão, uma obra de arte

  • Responder _Lauro_

    Mano, simplismente incrível, me deixou sem palavras

  • Responder Breno Lopes

    Incrível, faz mais, sua escrita é ótima.

  • Responder Mari_Fofa

    Meu Deus que tesão, queria alguém pra me tratar como uma criançinha inocente

  • Responder Lucas20

    Cara que incrível, se pudesse leria mil histórias suas, sua escrita é ótima.

  • Responder Anônimo que adora ninfeta

    Gustavo parabéns pelos seus contos, me faz lembrar os melhores anos que eu passei ao lado da minha enteada.

    • Coronel_Gustavo.

      Obrigado pelo elogio ^-^.

  • Responder MENINA_LEVADA

    Oi meu lindo adorei o seu conto, isso é muito excitante.
    Me remeteu a a minha iniciação com o meu Dindo, lembrei o quanto é gostoso aprender o sexo ainda novinha.
    Gostaria de convidar vc a ler meus relatos acho que vc vai também se identificar cmg.
    Procura por “iniciação da Eduarda” conto tudo la desde o início.
    Um bj enorme

    • Coronel_Gustavo.

      Obrigado pelo elogio fofa ❤, vou lá dar uma olhada.

  • Responder Anonimo

    Ah n vejo a hr de sair a adoção da minha filha vou ir com calma e depois finalmente vou ter uma esposa q será ela

    • Coronel_Gustavo.

      Obrigado pelo elogia fofa, vou lá dar uma olhada ❤.

  • Responder Bia_SP

    Queria um papai pra comer minha bucetinha agora meus dedinhos tão doendo!!

    • diogo

      oi bia eu ja chupei minha sobrinha foi bem gostoso ela gozou eu acho resdende se vc quiser

  • Responder Bia_SP

    Aii que delicia queria um papai pra comer minha bucetinha meus dedinhos tão doendo!!

    • Daniel

      Ooii bia tô aq.

  • Responder Zoka

    Concedo a vc a nota maxima entrando no hall dos grandes contos desse portal
    Meus parabéns

    • Coronel_Gustavo.

      Muito obrigado amigo(a), fico feliz em ler isso.

  • Responder Netto

    tenho as minhas 2 filhas adotivas n troco as duas pot nenhuma outra mulher o tanto que m satisfaz nem a canseira do trabalho atrapalha. so quem prova sabe o tesao que e.continua meu amigo

  • Responder Helenna

    Aí que delícia !! Quero um papai pra encher minha bucetinha de.porra .. alguém por favor?

    • Neto

      Pedindo assim fica difícil recusar.

    • Valmir

      Estou aqui!
      Onde vc mora filhinha?

    • cavalao

      bora

    • De bem com a vida

      E um vovô vc gostaria tbem. meu skype,,,carinhoso93 Vamos conversar um pouco. Quem sabe encho vc de leitinho.

  • Responder Tté_21

    Seus textos me excitam muito, gozo horrores com eles, minha ppk fica pingando

    • Valmir

      Maravilha!

    • Coronel_Gustavo.

      Obrigado pelo elogio amiga, fico feliz por poder te proporcionar isso ^-^.