#

Desejo de menina parte 2

1202 palavras | 1 |3.75
Por

Olá conforme prometido voltei para continuação da minha historia, como narrei no conto anterior, após o banho onde o lucas não resistiu e tirou meu cabaçinho debaixo do chuveiro, fiquei imprecionada que ele tenha enfiado parte do seu cacetão em meu corpinho franzino, pois aos 11 aninhos ainda sou pequena fisicamente, pois bem, passei a tarde radiante pelo acontecido, finalmente tinha tranzado pela primeira vez, almoçei e fui me deitar, quase não consegui dormi, pois o desejo de tranzar estava me tirando o sono, pois bem, minha mãe voltou do trabalho, eu ainda estava deitada foi ao meu quarto e perguntou, que vida boa e esta, vamos comer pois estou muito cançada, e amanhã vou passar o dia inteiro no hospital, pois uma colega me pediu para tirar o plantão dela, ai pensei amanhã estarei livre novamente vou avisar a lucas, liguei para ele e falei, olha amanhá minha mãe vai passar o dia novamente no hospital, venha logo cedo, pois estou te desejando, se pudesse deicharia voce vir logo hoje, ele nossa e gostou tanto assim, se gostei nem fala, adorei mesmo tendo sentido dor, mais valeu a pena, no dia seguinte logo cedo o lucas chegou, comessamos a nos acariciar na sala, ele foi me desnudando com pressa, quase rasgando minha roupa, tambem não deixei por menos, tirei roupa, ficamos peladinhos, nos deitamos no tapete, abri as pernas para ele me chupar, sua lingua entrava na minha bucetinha, eu delirava de tesão, então me fala, vem por cima de mim. Me chupa, eu que nunca tinha feito isso, fiquei um pouco sem saber como fazer, seu pau estava rigido, segurei com as duas mãos, e coloquei na boca, era meio salgado, fiquei passando a lingua na cabeçona arrochiada, ele continuava me chupando, comessei a sentir muito prazer, quando ele passava a lingua no meu clitori, fui colocando a cabeçona na boca que mal cabia pela sua grossura, tentei enfiar mais em minha boca, nossa quase me sufoquei, fiquei enfiando e tirando, minha saliva dava banho em seu pau, foi então que lhe falei, quero seu pau dentro de mim novamente, mais vou ficar por cima de voce, não quero que voce enfie este cacetão em mim, não vou aguentar é muito grande e grosso, sentei em seu pau deixando ele deslizar entre os lábios pequenos da minha bucetinha, ia e vinha, que delicia o contato com aquele pauzão, vada medo em pensar que ele entrasse em mim, me levantei um pouco para poder guiar seu pau para a minha bucetinha, ele então me fala, vai deixa entrar, não tenha medo, ontem o caminho foi aberto, falei so quero um pouquinho, ainda estou dolorida, encaixei a cabeçona abriu meus labios da bucetinha, como tudo aquilo ia entrar em mim, deixei seu cacete acoplado, ele acariciou minha bunda me puchando para baixo, nossa a cabeçona foi desaparencendo, gritei aaaiiiiiiiiiiii, ta doendo, não vai entrar, não conseguir, como doi, aaaiiiiiiiiii, aaaiiiiiiiiiiiiiiiiiii, ele pediu pra mim não se mover, pois era normal doer um pouco, ficamos parados, me inclinei para lhe beijar, sua lingua entrou em minha boca eu acariciava seus cabelos enquanto ele deixava seus dedos acariciar meu cuzinho indo ate minha vagina que estava engolindo seu cacetão, sentia ele pulsar dentro de mim, as dores foram diminuindo, comessei a me vover, devagarinho, sentia que seu cacete ia entrando, pois sentia minha vagina se alargando, ele percebendo meus movimentos, comessou a empurrar seu corpo de encontro ao meu, nossa que delicia, seu cacete parecia que era de fogo de tão quente, comessei a sentir prazer, meu corpo tremia de desejo, tinha esparmos sucessivos, minha vagina mordia seu cacetão, ai deixei o corpo arriar, queria sentir o maximo do seu cacetão, nisso me abraçou, senti algo topar dentro de, gritei aaaiiiiiiiiiiii, aaaiiiiiiiiiiiii, não bota mais, ai ta bom, ta bom, ele movia o corpo socando o quanto podia, comessei a sentir meu gozo, agora sim sem dor, so prazer gemia aannnnnnn, aaannnnnnnnnnnnnnn, vou gozar lucas meu amor, como e bom, deixa eu sentir seu leitinho como ontem, vai goza comi hooooo, hooooooooooo, comessei a tremer sobre seu corpo, de repente ele deu uma socada forte, ai senti seu jatos dentro de mim, dois adolescentes se esvaindo em gozo mutuamente, ficamos abraçados, o mundo era so nosso, a menina virou mulher, eu estava nas nuvens , virei para o lado, me deitando no tapete de lã macio, deixei minha coxa sobre a dele, sentia que seu cacete ainda continuava duro, comessei a contrair minha bucetinha as mordidads que dava minha buceta foi o suficiente para ele endurecer o pau novamente, ele comessou a se mover de ladinho, o cacete entrava e saia, depois enfiava quase tudo, mordi seu ombro, ele gemeu de dor, nisso ele por cima de mim, abri as coxas para facilitar seus movimentos, delirei quando seu accetão comessou a entra e sair, eu fica olhando seu cacetão sumir dentro me mim, era um sonho, eu estava com medo do monstro agora adorava vê ele sumindo, a menina magrinha agora estava sendo penetrada sem pena sem dó, não demorei muito a ter novos orgasmos, queria me saciar em seu cacetão, gritei, meu amor, vou gozar, bota mais, mais, mais, ooooiiiiiiiiii, uuuuiiiiiiiiiiiiiii, não para, não para bota tudo, tudinho, ai enfiou o restante, seus culhoes colaram na minha buceta, tive varios orgasmos naquele momento, ele continuava socando com forma, meu corpo ia junto, minha cabeça batia no sofá, , nisso ele me suspendeu ai retezou seu corpo, num gozo alucinante, desta vez seu leitinho tocava no fundo da minha buceta,arriou sobre meu corpo, nossos corações batia tão forte que dava para ouvir as batidas, passado algum tempo ele foi saindo de cima de mim, seu cacete ainda estava semi ereto, não acreditei quando foi tirando que cacete imenso, como tudo aquilo entrou todo, não era possivel, meu corpinho pequeno suportar tamanho cacetão, então perguntei voce ja mediu seu cacete,, ele me pergunta, porque, curiosidade de menina, ja sim falou ele, tem 26 x 6cm, então respondi, e do tamanho do meu antebraço, voce me arrombou direitinho, a gente podia ter feito isso antes, foi muito bom, vamos tomar banho, fomos para meu quarto, ao chegar no chuveiro eu lhe falo, agora deixo voce enviar tudo de novo, ele me beijou e comentou voce não se cança, falei não, ele me encostou na parede, segurei na torneira, ele suspendeu minha perna, guiou o cacetão para entrada da minha bucetinha, e socou de uma so vez, entrou tanto que colamos nossos pertelhos, sotei um gemido forte aaannnnnnnnnnnnnn, vai amor, ota tudo, quero este cacetão, ele agora e so meu, gozamos como loucos, tudo que eu queria, encontrei no lucas cacetudo e fudedor, a menina se tornou mulher, formos para minha cama, e dormimos saciados pelo gozos alucinantes, por hoje é só, se gostaram manda seu comentario, tenho mais para lhes contar, ate breve, beijos……………

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,75 de 4 votos)

Por #

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Yuri

    Adoro novinha

    Chamem no insta yuriaguiar48