# #

Deflorei minha filha de 9 anos

2020 palavras | 24 |4.54
Por

Cabacinho da filha , gozadas dentro da bucetinha , sexo oral vaginal

Sou Marcelo hoje tenho 50 anos sou solteiro por opção , quando eu tinha 19 anos tive um relacionamento com uma mulher mais velha a qual ficou grávida de mim , ela era separada do marido era um tanto doentia e ao dar a luz a nosso filho no caso nossa filha ela veio a falecer no parto , eu com 20 anos completo assumi a criança e durante o dia minha mãe cuidava dela pra mim a noite eu me virava pra cuidar dela dando mama na mamadeira e trocando suas fraudas , os anos foram passando e eu tive que mudar de estado por causa do meu trabalho , não podia perder a chance de ganhar mais e crescer na empresa , minha filha já com seus 5 aninhos chorou muito por causa da avó minha mãe , já os parentes da minha falecida companheira nunca nos procurou , bem contratei uma mulher pra cuidar da minha filha Vanessa durante a manhã de segunda a sexta feira , tarde ela ficava na escola e eu a buscava as 17:00 hs , Sônia era uma mulher casada já com seus 43 anos eu com 25 anos e solteiro , a mulher tinha um jeito de puta , vinha com roupas curtas e provocantes , não era bonita mas era gostosa de corpo , umas tetas grandes , como o restante do seu corpo , uma bundona e um bucetão gordo , Sônia também limpava nossa casa nas segundas quartas e sexta feira , bem nem preciso dizer que em menos de 3 meses soquei a rola na safada , comia até o cú dela e a puta sabia mamar uma rola , Sônia era operada então eu gozava sempre dentro da sua bucetona cabeluda , quando não enchia o cuzão preto dela de porra , a safada estava doida por minha rola , mas a história é entre eu e minha filha .

Bem minha menina sempre dormia comigo e eu não sentia nada por minha filha pelo menos até seus 8 anos , com oito anos ela já era bem grandinha , seu corpo era um tanto acima do peso pra idade pernas grossas bumbum grande era bem gordinha mas ainda não tinha peitinhos , na hora em que nos deitavamos ensinei ela a dormir confortável com um vestidinho ou um pijama macio , eu sempre durmo de cueca e nada mais , passei a ficar de pau duro ao lado da minha filha , e uma noite arrisquei a dar uma olhada em sua bucetinha, acendi a luz e como ela tem sono pesado puxei seu vestidinho pra cima e vi sua bundinha deliciosa virada pro meu lado , abaixei sua calcinha e vi aquela bundinha deliciosa e linda ao meu dispor , dei muitos beijos na bundinha dela , abri sua bunda e vi aquele cuzinho de cor rosinha que delícia,um cheiro alucinante de pura tentação , abri suas perninhas e comecei a alizar sua bucetinha por cima da calcinha de bixinhos que ela usava na época , não resisti e arranquei sua calcinha ele se mexeu mas continuou dormindo , agora de barriguinha pra cima , abri suas perninhas e nossa quase infartei a bucetinha mais linda do mundo estava ali na minha cara , lizinha sem qualquer indício de pelinhos , uma fenda minúscula , abri os lábios e vi seu hímen fechando a entradinha , delícia , os lábios bem rosinha era um convite ao prazer , cai de língua 👅👅👅 lambendo a raxinha , que delícia o gosto de uma bucetinha tão pura como aquela , apaguei a luz e continuei chupando até minha língua amortecer , pus ela de bruços e abrindo suas nádegas passei a dar linguadas no cuzinho rosado de minha filha , a vontade era enterrar a rola no cuzinho e na bucetinha dela mas jamais iria machucar minha menina , toquei uma punheta e gozei gostoso em um pano .

No outro dia passei pensando na loucura que eu havia feito , meu pau ficou duro na hora me lembrando da bucetinha linda da minha filha , a tarde pude dar uma escapada do trabalho e soquei a rola na Sônia de quatro na sala , a safada estava sempre pronta pro macho , enchi sua buceta de porra , com isso me aliviei um pouco , a noite quando eu e minha filha estávamos na sala assistindo tv ela sempre mimada sentou no meu colo , meu pau endureceu e ela perguntou o que era esse troço duro na sua bunda , Falei a verdade disse que era meu pau que estava duro , ela não insistiu no assunto , ela estava com seu vestidinho então com jeitinho comecei a acariciar suas pernas , fiquei um tempo ali só alizando suas coxas ,precisava ganhar confiança , com o tempo comecei a subir por entre suas pernas e então toquei sua bucetinha por cima da calcinha , brinquei muito com ela fazendo uma massagem na sua raxinha , ela não dizia nada mas sei que estava gostando seus sussuros denunciavam , comecei a beijar sua nuca e nas laterais do pescoço , enquanto uma mão alizava sua bucetinha a outra apaupava na região do seus peitos que ainda não possuía , afastei com meus dedos sua calcinha e comecei alizar diretamente sua fenda úmida , delícia masturbar minha filha , eu comecei a falar em seus ouvidos que sua bucetinha era uma delícia e papai ia cuidar bem dela mas ela não podia falar pra ninguém , ela balançou a cabeça em afirmativa , dedilhei seu grelinho por um bom tempo e então disse pra irmos ao quarto , ela aceitou e eu a peguei no colo e a levei até nossa cama , pus ela de costas na cama e tirei seu vestido , depois sua calcinha a deixando peladinha , também tirei minha roupa queria que ela se acostumasse a me ver pelado , com minha rola dura me deitei ao lado dela e comecei a beijar sua boca de leve apenas nos lábios sem língua por enquanto , ela ia fazendo conforme eu fazia , beijei seu corpinho todo e cai novamente chupando sua bucetinha , ela gemia enquanto minha língua trabalhava em sua xoxotinha carnuda , depois fiz ela segurar minha rola ensinando a me punhetar , suas mãozinhas me deixaram louco , mas na hora em que eu estava a fim de gozar me pus entre suas pernas e pedi pra ela ficar com as pernas abertas e os joelhos dobrados , sua bucetinha ali em minha frente , abri com a mão esquerda sua bucetinha e com a mão direita me punhetava até esporrar enchendo sua bucetinha de porra , gozei gostoso na portinha daquela xoxotinha , ela passou a mão e me perguntou o que era aquele líquido grudento , não escondi , disse que era sêmen , esperma , mais conhecido por porra , que era este liquido que injetado dentro da buceta fazia os bebês , ela inocente disse se eu havia colocado um bebê nela , eu dei risada e disse que não , que ela só teria um bebê quando se casasse , eu limpei bem sua bucetinha e ajudei a por sua roupa de dormir , dormimos abraçados , no outro dia fui trabalhar e a tarde quando estava buscando ela na escola dentro do carro ela disse se nós podíamos fazer aquilo denovo pois ela havia gostado muito , eu disse sim meu amor papai vai chupar bastante tua bucetinha e vou gozar gostoso nela a noite tá bom , ela sorriu contente com o que eu falei .

Depois do jantar fomos na sala assistir TV , ela novamente se sentou em meu colo queria meus dedos em sua prexequinha, fiz ela tirar a calcinha e se sentar no meu colo , passei a massagear seu pequeno grelinho e com as pontas dos dedos alizava o seu cabacinho , ela dizia que era muito bom fazia cócegas e também uma sensação boa , depois do jornal fomos dormir, na verdade fomos se deitar , ela mesma tirou as roupas ficando peladinha , eu tirei minha bermuda e a cueca e me deitei ao lado, nos beijamos muito e eu sempre tocando sua raxinha , ela segurava Forte meu pau , depois de chupar bastante sua bucetinha eu disse que era para ela abrir a boquinha que o papai ia enfiar a rola dentro , ela deitada e eu me pus por cima com uma perna de cada lado do seu peito e guiando minha rola até sua boquinha fui enfiando a cabecinha, isso filhinha, chupa o pau do papai , vai mama na rola do papai assim quando se casar vai saber chupar o pau do teu marido , minha filha estava chupando meu pau , mesmo sem saber chupar como a Sônia me chupava eu estava adorando sua inexperiência , avisei do gozo e pedi pra abrir bem a boca , ela com a boquinha aberta e eu dei umas punhetadas e gozei gostoso , vi três jatos de porra entrando em sua boca e o restante em seu rosto seu pescoço , mesmo não gostando ela engoliu minha porra , disse que era salgado e grudento , ela foi ao banheiro enchaguar a boca eu estava feliz por ter gozado em sua boquinha , dormimos e assim foi acontecendo , sempre nos acariciando antes de dormir , eu gozei várias vezes na entradinha da sua bucetinha e algumas vezes em sua boquinha , ela também gostava quando eu chupava lambia e passava a língua em sua bucetinha e seu cuzinho , eu estava doido pra arrancar seu cabacinho e encher sua bucetinha apertada de porra , dois meses foram assim sem penetração mas então eu comecei a deitar por cima dela e apontando a rola pro seu buraquinho eu forçava mas não entrava , ela começava a reclamar de dor , eu parava e chupava dando alívio a ela , mas foi em uma sexta feira que eu decidi foder sua bucetinha tirar seu cabaço , fomos pra cama e fiz ela mamar gostoso meu pau , também chupei gostoso sua bucetinha e falei , hoje o papai vai enfiar o pau na tua buceta minha filha , vai doer mas é necessário , vou por só a metade aos poucos durante a semana papai vai enfiando até entrar tudo , com ela deitada de costas abri bem suas pernas e como já tinha chupado bastante sua buceta estava molhada , deitei por cima dela mas não soltei todo meu peso , apontei minha rola em sua bucetinha e dei uma forçada , não queria entrar era muito apertadinha , esperei um pouco ela sentia dor , dei mais uma estocada forte e nada , ela deu um gritinho eu parei , depois de um tempinho dei mais uma empurrada e a cabeça do meu pau rasgou seu cabaço , eu havia deflorado minha filha , Vanessa chorou eu fiquei muito exitado e decidi finalizar o ato , dei mais um empurrão e meu pau entrou apertado naquela bucetinha pequena , enquanto chorava eu parei pra ela se acostumar , meu pau pulsava dentro daquele buraquinho apertado , eu havia posto uns 10 cm , não ia por mais , então comecei a foder aquela bucetinha entrando e saindo com metade da minha rola , fiz isso por uns 15 minutos e como estava dolorido para minha filha eu disse que ia gozar , tá doendo meu amorzinho é assim mesmo na primeira vez , papai vai gozar tá bom vou encher tua bucetinha de porra haaaaa toma minha menina toma o leitinho do Papai na pepeka , esporrei igual um cavalo na bucetinha da minha filhinha , nossa que gostoso arrancar o cabacinho da própria filha e gozar gostoso dentro , tirei minha rola de dentro e vi o estrago que fiz naquela bucetinha que era fechadinha e agora estava com um buraco aberto escorrendo porra e sangue do cabaço , saiu pouco sangue até , fui ao banheiro com ela e ajudei no banho , lavei bem sua bucetinha recém inaugurada e a levei para cama , dei um descanso naquela noite não ia machucar minha filha mais do que o nescessário para tirar sua virgindade , no próximo conto quando enterrei todo meu pau em sua buceta e como arrombei seu cuzinho apertado , espero que gostem .

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,54 de 80 votos)

Por # #

24 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Nilramos

    Delícia, é assim que tem que fazer no começo é assim mas depois é só alegria

  • Responder Queria uma garotinha ;-;

    Queria uma amiguinha ;-;

  • Responder Anonimo

    N vejo a hr de sair a adoção da minha pra cuidar do jeito certo com 7 comecar a amaciar a carne

    • Tiagonj

      Aproveita mano

  • Responder Tarado pelas novinhas

    Eu adorei seu conto continue
    Eu queria comer uma de 10 anos sou de sp

    • Mano bom

      Delicia… Eu tenho uma que já faço o estrago

  • Responder Rape

    Anonimo vai tomar no cu. Você tá é por fora do assunto

  • Responder Raperhappy

    Aguenta sim mas e bom dar algo pra ela ficar de boa, e usar bastante lubrificante, dependendo do porte físico dela aguenta sem problema

  • Responder Anonimo

    Delicia

    • Diego

      Caralho que tesão que me deu , tem que enterrar tudo até os bagos nesta bucetinha apertada e sem pelinhos , mete rola no cuzinho dela e nos conta muito tesudo seu conto

  • Responder Carlos cruz

    Que delicia quero comer a bucetinha de uma criança.

    • Anonimo

      Vcs sao doentes vai se tratar deveria estar na cadeia fazer um coisa dessa cm filho meu eu mato qualquer um

  • Responder Nina BH

    Delicia ..continua
    Muito bom !! Me lembro da minha infância no Paraná morava em cidade pequena do interior meu pai me deixava sempre de vestido e sem calcinha desde muito pequena ele e meu irmao mais velho vivia chupando e gozando na minha xoxotinha eu achava uma delícia rsrs

    • Sapekinha

      Hummm, gostei, nunca houve isso comigo mas sempre fantasiei rsrs mora aonde atualmente? Me chama no e-mail [email protected]

  • Responder Netto

    .o tesao continua logo adoro fode putinhas

  • Responder Jairo

    MUITO LEGAL

  • Responder Chupetinha

    Devia escrever como foi a reação quando ela te viu pelado

    • Valmir

      Delicioso seu conto!

  • Responder Anônimo

    vcs são loucos só pode, uma menina de 7 ou 9 ainda não tem o corpo todo formado, alem de não saber ainda o que é sexo, que bem provavél que o pai e mãe deveria ser responsavel não deve ter falado, isso é abuso sexual pelo amor de Deus vai numa psiquiatra cara tu é um cara nojento, imagina o trauma que vai dá a ela quando for mais velha

  • Responder Luiz Andrades

    Tudo depende, o ideal é começar com carinho, chupando e introduzindo os dedos. Com o tempo vai metendo a cabeça e um pouco do pau. Logo já penetra o pau todo

  • Responder @teleyure

    Continua

  • Responder Mommy_sp

    Eu estou vivendo essa descoberta com a minha de 11. Ate entao o maximo que tinha feito era uns beijinhos quando menorzinha. Agora estou ensinando ela sentir prazer se mastrubando. Eu gostaria de falar com outras mães que estejam na mesma situacao. Eu ainda não sei o que faremos juntas, mas eu quero que ela me peça para ser chupada . Vamos conversar? Teleg @Mommy_sp
    Beijos mamães lindas e papais putos

    • ¬¬'

      oh, really… vc é mulher e gostaria de falar com outras mulheres sobre…. sei. Até existe mulher assim, mas a esmagadora maioria é macho tentando dar o ganho

  • Responder @teleyure

    Delícia cara. Os pais têm que iniciar a molecada na putaria. V