# # #

Começa aos 9

1582 palavras | 8 |4.36
Por

Amor, desejo, carinho e amizade entre pessoas tão diferentes que se completam

Alguns anos atrás fui fazer um trabalho na região dos lagos do RJ. e como tenho amigos na área resolvi fazer uma visita a um casal de amigos.

Sou um cara normal me chamo Sérgio tinha na época 48 anos, não bebo nem fumo e sou muito saudável, mi alimento bem e adoro esportes o que não impediu de ter uma barriguinha , mas o peso tá normal até sou bem afeiçoado, recebo até cantadas das mulheres mas como sou casado mantenho a descrição e seriedade.

Bom tudo começou justo na casa desse meu amigo que surpreso me recebeu com alegria mandando entrar no que percebo que rolava uma festinha no local, deslocado tentei dar uma desculpa e sair dali no que fui impedido por ele que rapidamente ordenou a alguém que service algo pra seu amigo, e logo atendido veio em minha direção a menina Lana, 9 aninhos peitinho em formação, os cabelos ondulados e soltos, um shortinho branco e curto e uma blusinha amarela bem decotada ou seja um tesãozinho, não consegui parar de encarar aquele pedacinho de gente me servindo com tanta gentileza, e com o tempo passando fui me liberando e até cantamos juntos no karaokê e quando dei por mim já era quase 2 da manhã e ainda não tinha um local para durmir pois meu amigo já tinha várias pessoas para acomodar, então lembrei do local do serviço e resolvi descansar por lá mesmo e continuar o serviço pela manhã,

Me despedi dos que ainda estavam na casa e fui em direção a porta de saída no que fui impedido por Lana e sua mãe que sabendo da falta de aposento mi convidaram para ficar com elas pois tinha um quarto nos fundos e me acomodaria até com certo conforto, e eu poderia brincar mais com Lana que sente falta de uma figura masculina, pois seu pai pouco aparece, adorei a ideia e fui conhecer o local.

Era um quarto grande nos fundos com cama de solteiro e um sofá algumas máquinas de costura uma geladeira uma pia enfim daria pra viver alí muito bem.

Logo pela manhã abro a porta e Lana já esperava pra tomarmos café juntos, aproveitou e apresentou seu irmão Jonas 14 anos e viciado em jogos online, perguntei durante o café se a Eliane mãe da Lana teria interesse em mi alugar o quarto pelo tempo do serviço no que ela aceitou rapidamente deixando tudo combinado enquanto os olhinhos da Lana brilhavam de alegria a menina se apegou mesmo em mim, a nossa afinidade era imensa todo tempo agarrados um no outro até que passado uma semana ela até durmia comigo no quarto, sem que sua mãe se quer contestava as vontades da menina dando total liberdade para eu e ela brincarmos de tudo inclusive vídeos no tiktok como pai e filha, marido e esposa, dancinhas coreografias e tudo mais nesse ponto eu já passava mais tempo lá do que em casa.

Um dia passados 6 meses depois de um dia de trabalho resolvo ir para o quarto e chegando vejo Lana deitada na cama, então tomo um banho e deito ao lado dela para descansar acabo cochilando e acordo com a Eliane nós chamando para jantar, abro os olhos e vejo Lana deitada de frente pra mim um pouco abaixo e com a boquinha aberta mordendo levemente meu pau que a essa altura amolece pelo fato da mãe dela estar ali próxima e aquela pirralha adormecida com a boquinha gulosa mamando meu pau mesmo que por cima do tecido do short, me afastei e a acordei e fomos jantar, eu não sabia se ela viria para o quarto comigo más sabia se viesse algo sexual aconteceria, segurando a mão de Lana entramos em sua casa e sentamos a mesa jantamos sorrindo, brincando, fomos na sala e continuamos as brincadeiras em que consistia em ela correr e eu a pegava jogava ao alto e segurando para q não caísse sua mãe feliz não só observava como filmava claro que pedi uma cópia pois nossos movimentos sempre vinham acompanhados de toques em partes íntimas e sempre que a pegava dava um jeito de esfregar sua bundinha em meu pau que endurecia e soltava Melzinho na cueca, depois de algum tempo nos divertindo e sarrando resolvi me recolher ao que Lana quis me acompanhar porém retruquei que iria descansar e não brincaria mais, mesmo assim ela insistiu com a mãe querendo me acompanhar sua mãe lavou as mãos e disse pra eu resolver puxei a menina pela mão e fomos para o quarto perguntei se havia tomado banho como não tinha a mandei para o banheiro, peguei toalhas e fui atrás quando entrei ela estava de calcinha abrindo o chuveiro fiquei só de cueca e percebi seu olhar curioso e envergonhada, me aproximei de seu ouvido e retruquei, hoje vou te lavar e deixá-la muito cheirosa pra brincarmos outras brincadeiras mais adultas ela muito curiosa esticou a mão tocando em meu pau que já estava duro, entramos no chuveiro mi sentei no chão a coloquei em meu colo ainda de calcinha peguei o sabonete e esfreguei cada pedacinho do seu corpinho claro na bundinha e pepeka dei uma caprichada ao que ela respondia com gemidos e suspiros nesse momento de total concentração percebo sua mão tocando levemente a cabeça do meu que soltava muita gosma e ela pergunta porque e eu respondo que é alimento para meninas bonitas, ela ri e diz querer experimentar eu digo que terá que colocar a cabeça na boca e sugar sem usar os dentes pois machucaria e ele é muito sensível, ela fez e adorou e eu vendo aquela boquinha sugando a cabeça do meu pau quando estou pra gozar explico que ficaria muito feliz e daria presente a ela pelo penis e ela teria que engolir tudo ou não faria mais nada dito isso não aguentei a pressão e explodi em sua boca um gozo gigante uma só golfada mais que enche sua boca escorrendo pelos lados, mando que engula e saímos do banheiro em direção a cama onde a coloco de barriga pra cima abro suas perninhas em posição papai e mamãe e Caio de boca deixando ela delirando em minha língua ela segura minha cabeça pressionando contra sua vagina exercendo mais pressão eu levanto mais suas pernas e passo a língua de cima a baixo parando no cuzinho e dando línguadas no buraquinho apertado tentando penetrar com a língua ela se treme toda se aperta travando as pernas em meu pescoço chegando um orgasmo arrebatador dizendo coisas sem sentido e depois ficando paradinha até adormecer, ajeitei ela na cama deitei ao seu lado de conchinha com meu pau colado em sua bunda e adormeci.

Acordei já amanhecendo e vejo ela mexendo no meu celular, fico curioso mas ela devolve o aparelho e deita de conchinha de novo encostando a bunda em meu pau que endurece, sinto sua mão segurando minha pica e esfregando em seu reguinho pergunto o que ela quer ela responde que quer que entre nela pois tinha visto um vídeo no celular que um homem penetrou uma menina na bunda e pepeka e ela adorando pedia mais expliquei que a primeira vez doeria mais que depois iria adorar levanto vou ao banheiro pego tubo de pasta de dente e volto, sim pasta de dente de hortelã, esfreguei em seu reguinho e no pau e ficamos esfregando pau na boceta, e boceta no pau com gosma do pau e o Melzinho da sua pepekinha ficou muito gostoso e molhado e sem que me desse conta a cabeça desliza pra dentro fazendo ela soltar um gritinho e vejo seus olhos lacrimejar, sentindo que a cabeça passou o resto iria também, fico parado esperando que se acostume e logo ela começa a forçar a bunda pra trás querendo mais pica volto a empurrar e sinto o a cabeça bater em seu útero sem que ela reclame apenas gemidos e suspiros e olha que tenho uns 18 cm e bem grosso mas ela aguentou e rebolou no meu pau e algo Que percebi é que não havia sangue , então não tinha mais cabaço o que ela confirmou que pediu seu irmão pra enfiar como não tava lubrificada na época foi dolorido e sangrou muito.

Ficamos metendo de ladinho por várias horas até que gozamos e ficamos agarradinho se curtindo ela mi olha nos olhos e pergunta: tio Sérgio agora sou sua esposa? Respondo que já sou casado mais que adoraria que fosse minha putinha ela ri inocente e concorda explico que na frente das pessoas devemos ser como pai e filha e nossas brincadeiras seria apenas a sóis eu e vc e que tudo que ela quisesse eu daria começando por um notebook para estudar melhor online e que comprei no outro dia deixando ela muito feliz…

Por enquanto é só se gostarem continuo pois hoje Lana tem 11 prestes a fazer 12, quero contar quando ela implorou para comer seu cuzinho

É isso tarados até a próxima!!!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,36 de 25 votos)

Por # # #

8 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder anÔnimo

    que conto delicioso adoro esse carinho entre adulto e criança que sabem demostrar todo carinho quando são agradadas, parabens amei tudo.

  • Responder Danadinha

    Péssimo, um dos piores que já li, sem sentido, sem nexo, sem coesão, sem lógica nenhuma e não preciso sequer comentar os erros de português!

    • DANADÃO

      Ah, danadinha, me deu tesão, vc faz melhor?

  • Responder Leitor

    Uma bosta !! Zero

  • Responder Lsp

    Eu não lembrei do detalhe da ardência que a pasta de dente trás mas com a penetração e o movimento fica muito bom não tô mentindo e talvez isso ajudou a evitar os desconforto e dor na menina

  • Responder Judas

    Tava indo bem até a pasta de dentes… kkkkk aí forçou demais…Passa pasta de dente no pau e uma ardência insuportável

  • Responder Caco

    Estranho !!!
    Usar pasta de dentes…é ruim hein…e digo pq.
    Minha namorada certa feita, entrou no banheiro para escovar os dentes, no momento que eu tirava a roupa pra entrar no banho. Ela esticou o braço, meteu a mão na minha rola e ficou acariciando. É óbvio que meu pau subiu na hr, ela então sentou na tampa do vaso e meteu a boca. Estava com a boca cheia de pasta…foi foda, pq ardeu pra caralho…
    Só parou de arder depois que enxaguei bem a rola.
    Então meu caro, o fato de ter usado pasta de dentes como “lubrificante”, deve ter sido estranho…muito estranho mesmo.

  • Responder Lsp

    Boa sorte porque e isso que precisa ter muita sorte e sem incesto, um abração