#

Nosso motorista gostoso

519 palavras | 2 |4.25
Por

Filha de um pai bem sucedido que gosta de gozar a vida

Este é um caso que aconteceu e continua acontecendo. Meu nome é Cristiane, sou casada com Aluízio, tenho vinte e sete anos, tenho um metro e sessenta e nove de altura, sessenta e cinco quilos, gosto de malhar e gozar a vida, moro em João Pessoa, meu pai tem industria e meu marido é representante viaja muito, quando ele viaja eu dispenso a secretaria, temos alguns motoristas mas tem um que se destaca, moreno, alto, forte musculoso, simpatico, muito educado e novinho chamado Sérgio, este sempre esta a minha disposição pata compras, passeio, cinema, praia para onde eu quiser ir, certo dia fui a praia com uma amiga também casada ele ficou me esperando eu disse a ele que estava dispensado e marcamos a hora de voltar, ficamos eu e minha amiga tomamos umas cervejas e começamos a conversar ela ela falou na praia de nudismo Tambaba e disse que já foi com um casal de amigos e um irmão do marido da amiga, pois o marido dela havia viajado e lá só entrava casais e disse que se divertiu muito mas não disse ao marido, iiquei muito curiosa mas não disse nada, chegou a hora voltamos fui deixa-la em casa na volta falei para o Sérgio parar em algum lugar para tomarmos algo que esta muito quente e papo vai papo vem perguntei se ele conhecia Tambaba? ele disse já ouvi falar dizem que se tem muito respeito por la, o melhor horário seria este pois muita gente já foi embora para quem nunca foi seria bom para acostumar e fêz um arzinho de riso malicioso, já haviaos tomado umas cervejas eu estava um pouco excitada, perguntei posso te fazer uma proposta? ele disse a senhora manda, pois quero segredo total lhe dou mais cinquenta por cento de seu salário pelo seu silencio, ele disse estou ao seu dispor. Vamos par eu conhecer Tambaba? ele disse vamos pois guardarei segredo total em silencio, chegando lá, entramos tiramos nossas roupas como se fossemos acostumados, passeamos de mãos dadas para não dar outras impressões depois tomamos umas caipirinhas para alegrar e fomos brnicar na água já estavamos um pouco altos, mergulhamos, fomos tomar uma cerveja para esquentar, ficamos na agua as vezes nos encontramos por força das ondas e riamos muito eu já estava um pouco excitada vendo aquela linda grande e grossa pica de Sérgio maior que a do meu marido onde cheguei a esquecer que era casada onde ele sempre estava com a pica dura ou meia bomba certa hora passei por perto e peguei pois estava muito dura e não resisti encostava em minha boceta e ele pedia para botar dentro mas o fiz gozar na punheta, nos vestimos e fomos embora no caminho não resisti e fiz o delicioso boquete, quando chegamos eu lhe disse que entrasse pois iriamos terminar trepamos até a madrugada. Moro em Cabo Branco, sempre vou a Tambaba com Sérgio e trepamos na água e na volta trepamos muito no meu apartamento. Até hoje.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,25 de 8 votos)

Por #

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder 40tão

    Continua escrevendo
    Ficou ótimo
    Bjsss

  • Responder Rafaella

    Conto bonzinho..