# # #

Mais uma gozada em familia

572 palavras | 1 |5.00
Por

Todos chegaram em casa cheio de tesao, paus duros e babando e a xoxota de mainha implorando por uma trepada

Nesse conto eu ja tinha 13 anos.
Eu tinha acabado de chegar em casa, arranquei minhas roupas logo na entrada e larguei la mesmo. Meu pau ja com alguns pelos deu um pulo, ele sabia oq ia acontecer, um dia inteiro vendo as meninas na escola com a rachinha marcando os peitos querendo rasgar a camiseta, nao tinha sido facil p meu amigao ficar mole, na vdd eu quase sempre acabo ficando com ele meia bomba e soltando baba, hj nao tinha sido diferente. Depois de passar o dia me imaginando comendo as menininhas da sala chegou meu momento de gozar.
Sentei no sofa pelado e comecei a assistir um porno. Eu como amo a sensaçao do pau duro, gosto de prolongar o maximo possivel. Fiquei vendo o porno sem relar no pau, deixava ele pulando e babando sozinho, parecia q tinha vida.
Foi quando eu ouvi meus pais chegando em casa. Olhei p porta e eles ja estavam tirando as roupas tb.
Mae-“que isso filho, ja de pau duro?”
Eu-“nossa mae, hj eu quase rasguei a calça da clarinha na sala, acho q ela tava sem calcinha, a xoxota tava mto marcada eu nao tava aguentando de tesao”
Pai-“nossa filho, eu hj tive uma reuniao com uma gostosa, eu nem sei oq foi falado, so conseguia olhar p aqueles peitoes, queria mamar como se fosse um bebe”
Mae-“mas vcs sao dois tarados, nao conseguem ficar um dia sem meter, eu einh”
Eu-“como se vc conseguisse ficar um dia sem um pau fodendo sua boceta”
Ela nem me respondeu, os dois ja foram sentando no sofá cmg p assistir ao porno. O pau do meu pai ja tava meia bomba, eu via a babinha escorrendo e acho q minha mae notou tb, pq ela nao resistiu, sequer titubeou levantou e foi sentando na piroca do papai, ela deu umas pinceladas na xota p espalhar o melzinho e o pau terminar de crescer e ja começou a cavalgar.
Eu-“nao eh justo! Eu to de pau duro a mto mais tempo, tava sonhando com sua xana mae!”
Mae-“ desculpa filho, mas eu precisava de um pau grande agr, nao contei p vcs antes mas eu tb passei o dia no tesao, o meu sócio hj foi com um terno super apertado, eu conseguia ver ate o contorno nas bolas, teve uma hr q eu vi ele de barraca armada e foi p banheiro, segui ele escondida e percebi q ele tinha ido bater uma, nao deu outra, fui correndo p banheiro feminino e me acabei na siririca”
Pai-“nossa sua puta, por isso ta toda melada, ja ate gozou hj”
Mae-“nao para de meter”
Eles gritaram e gozaram juntos.
Mae-“ eu to sem anticoncepcional, nao era p ter gozado dentro!”
Pai-“vc sabe q eu nao consigo tirar”
Eu-“ sai pai, minha vez de meter”
Levantei e empurrei ele, entrei no meio das pernas de minha mae e comecei a brincar com a cabecinha no grelo dela.
Mae-“mete logo filho, to me enchendo de tesao dnv”
Entao eu comecei a entrar, a boceta dela estava um paraiso, o mel, o gozo dele e o gozo do meu pai, meu pau entrava deslizando.
Nao deu outra trepei nela uns 2 minutos e ja estava gozando.
Eu nem sai de dentro dela, deitei sobre ela e agarrei o peito com minha boca e comecei a mamar.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 7 votos)

Por # # #

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Claudio Rodrigues

    Que família hein, adoro!!!!!!