# # #

Filha trans

1273 palavras | 1 |4.33
Por

Pai e filho se descobrindo trans será que dá certo?

Tomei coragem lendo um relato ontem aqui no site

Apesar de não sermos evangélicos aqui em casa também é uma espécie de prisão e a gente acaba se acostumando com as coisas da vida
O marido é um homem bravo, criado por um pai ignorante ele só conseguiu aprender grosserias e trabalhar duro no banco isso nos proporciona muito conforto .
Eu também o conheci lá e trabalhei até o última dia de gravidez nasceu Vitória e Vitor ( nome fictício) nossos gêmeos.
Eles desmontaram a armadura do Pedro e ele passou a ser mais carinhoso em tudo.Mas em relação a rua ele não permitia nada fora de casa .
Achava que a sociedade não prestava , e nossas famílias também..
Com a luta diária ele ficava com Vitor e eu com a menina.
Então os banhos , troca de fraldas , mamadeira ele passou a dividir essa tarefa comigo não permitindo acesso de ninguém a nossa família .
Eu dava massagem na Vitória ele do lado dava no Vitor e as crianças foram crescendo relaxadas e com carinho
Com o tempo a gente enfiava tudo embaixo do chuveiro e tomava banho junto
O Vitor sempre curioso mexia no pai , punha a mãozinha e brincava com o pau do pai ate endurecer . Eu não ligava não ele era novinho ainda ; o pai ficava só aproveitando a punheta inocente .A rotina familiar era muito boa até .O Vitor imitava a irmã em tudo e quando desfraldamos ele não aceitava usar cuequinha.
Isso levantou uma dívida no meu coração de mãe
O Pai era muito bravo e toda vez que via nosso filho de calcinha imitando a irmã era uma discussão.
Ele chamava pra sala punha de bruços dava dois tapas e falava que ele era menino e que não podia usar calcinha..
Abaixava as calças e mostrava a cueca que vestia pras crianças abaixava e mostrava a tromba de elefante ainda mole …
O Vitor e a Vitória olhavam e davam impressão que queriam manipular .O Vitor sempre mexia, sempre alisava.

Os gêmeos estavam se desenvolvendo e as coisas não iam como o pai queria sabe; o Vitor era afeminado meu filho dizia que era uma menina.
E foi numa noite em que ele se vestiu com a roupa da irmã , eu acho que eles tinham 11 anos que o pai pegou ele todo vestido de Vitória.
O marido se enfureceu , pediu pra eu ficar com a menina no quarto que ele ia conversar com Vitor
Eita que meu coração foi na boca .

Fiquei olhando pela fresta da porta do quarto a hora que ele levantou a saia e com um dedo ensopado de óleo ele disse:
Quer ser menina ? Não basta ser viadinho?
Pois vou te mostrar o que é ser menina
Ele botou o Vitor de bruços e meteu o dedo ensopado de óleo no cuzinho , no começo meu filho pediu pra parar que estava doendo, mas de repente ele aceitou o pai estava enfiando já 2 dedos no cuzinho dele e ele gemia baixinho…
O pai levantou ele e pra minha total surpresa o menino estava com a rolinha saindo da calcinha , duraaaa minha gente
O pai abaixou e puxou o pau pra fora e ordenou que mamasse
Meu filho que não era bobo caiu de boca .
A cena seguinte era meu marido gemendo na boca do meu filho .
Vitor lambia engolia , chupava mas sugou tanto a enorme rola que meu marido esporrou na cara dele caindo num choro de prazer ou talvez remorso.
O menino veio correndo pra mim com a cara toda esporrada …
Levei ao umchuveiro , ajudei no banho e coloquei na cama.
Conversei com o marido dizendo que aquilo foi um erro .
Meu marido me pediu perdão e disse que queria dar uma lição , mas que não tinha jeito o garoto era transgênero.
Ele tinha que entender essa realidade de ter uma filha transgênero.
Meu Deus mas ele vai sofrer , eu não imagino essa vida pra Vitor.
Eu o acalmei e disse que ele era pequeno e que tínhamos muito tempo pra acostumar .
Nessa mesma noite estivemos no quarto e as crianças já dormiam e marido sentou na beirada da cama de Vitor e chorou , pediu perdão .meu marido estava mudado, era um homem agora se sentindo culpado.
Vitor acordou e disse:
Papai não chora eu sou feliz e o que você fez comigo foi muito gostoso .
Meu marido abraçou nosso filho e prometeu não se importar mais com o uso de roupas de menina e pediu que ele usasse só em casa
Vitor aceitou
Pediu que o pai poderia lhe fazer carinhos mais vezes que ele tinha gostado .
Nesse momento o pau do meu marido já estava duro ..ele me pediu óleo , gel..eu corri e entreguei na mão dele ..
Ele levantou o edredom e novamente o pauzinho de Vitor saia pra fora da calcinha.
Meu marido oleou os dedos e começou a mexer no nosso filho
Então você quer ser a garotinha do papai?
Vai ter que aguentar gostosinho os carinhos do papai.
E nisso ele punhetou o menino que gemia gemia
Colocou-se entre as perninhas abertas e com a rola grossa enfiou na boca dele..
Novamente Vitor estava numa espécie de mamadeira , mas o pai enfiava até o fundo da garganta fazendo ele engasgar ..
Não gozou porque a intenção era que o filho gozasse na penetração.
Eu vi então meu marido descendo até o pau de Vitor e chupando gostoso disso eu posso dizer que ele sabia lamber gostoso .
Quando Vitor gemeu mais alto ele parou .
Melecou a bunda dele de óleo e colocou a cabeça do pau no cuzinho apertado do nosso menino
Meu marido dizia palavras como : estou quase , ah que apertadinho, puta que pariu e o menino nasceu pra isso , agarrava o pau do pai e engolia e começou a gemer forte .
Eu vi a cena deles gozando juntos .O Vitor deu um espirro , o gozinho , o primeiro neh ?ficou ali..mas meu marido estava doido ..enlouquecido dentro do cu do menino estava socando só a cabeça Mas não queria tirar.
Enfim eles gozaram eh gostoso e se entenderam .Eu como mãe prefiro mil vezes que Vitor vire mulherzinha do próprio pai .
O que não tem remédio remediado está.
No fundo meu marido não era um homem animalesco , foi a criação que recebeu .
Ele passou a viver muito melhor em relação a tudo , só tinha ciúmes das meninas , sim meninas aqui as duas agora são meninas só que uma tem uma rola que tá crescendo bem .
A Vitória era desligada de tudo agora com 13anos que está começando a querer namoradinho o pai já disse que não .
Ela vive dizendo que o papai namora sua irmã que chamamos carinhosamente de beca entre nós em casa, e ela não pode namorar ninguém
Poxa mãe ele aceitou a sexualidade do Vitor eu quero também…eu quero experimentar
Acontece que meu marido amou ter uma trans em casa e tão novinha com a rola em crescimento..ele ama .
A Vitória ficou de lado mesmo
Ela nunca se masturbou e agora quer porque quer.
Ou meu marido ensina Vitória ou ele abre finalmente a porta do mundo pra nossos as filhas .

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,33 de 9 votos)

Por # # #

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Alexandre

    Muito exitante, só faltou a participação da mãe, seria legal os quatros se pegarem