# #

Comi meu pai

801 palavras | 6 |4.56
Por

incesto gay – pai e filho comi meu pai adorei e sempre farei

Sou Carlos ou Junior, filho do Carlos e da Carol, cansava de bater punetas quando via minha mãe transado ou quando usava roupas que a deixava parecendo pelada. Ainda era virgem, nunca tinha comido uma mulher, mais tudo mudou certo dia.
Certo dia eles transavam e senti que ele tinha me visto, fiquei sem ação, sai dali e fui para meu quarto tomar um banho, ao retornar do banho ao retornar liguei meu tablete e coloquei um filme pornô, deitei na cama pelado, comecei a punhetar quando meu pai abre a porta e me vê com meu caralho duro. Ele ficou me olhando por muito tempo foi quando percebi que ele estava ali mais nem liguei fingi que nao vi mais eu percebi que ele me olhava de uma forma diferente com olhar de desejo foi quando eu falei : porque está parado ai na porta? Estava vendo você se masturbando e notei que você está com dificuldades. Não estou, as minas adoram gostam que você demore a gozar, dizem que dar mais prazer. Ele olhou fixo para o meu caralho que pulsava e falou assim -deixa o papai te ajudar ? eu respondi – como você nao pode fazer nada por min .ele retrucou – posso sim que ver? eu já tinha sacado falei – mostra então. Ele veio abaixou e começou a me chupar com se fosse um pirulito ele engolia e lambia, pegava meus ovos e levava a boca, depois ia até ter todo na sua boca, me fazendo gemer de prazer. Ele tirou meu pau da boca e falou – que piroca doce filho que orgulho do papai .voltou a chupar foi otimo ver aquele macho querido das mulheres, chupando meu pai ainda mais sendo ele meu pai ai, Eu gemia pela maneira como ele me chupava me deixando doído para gozarl, foi quando eu gozei fartamente na boca dele ! Ele bebeu tudo, limpando meu caralho, nisso ele ia saindo do quarto ai eu falei – vai a onde ? ele respondeu – pro meu quarto logo eu retruquei- não mesmo ainda não te comi Mandei ele ficar de quatro vendo aquele bunda dura abri suas pregas e vi seu cuzinho rosado passei a enfiar a língua no seu cu, ele uiva de prazer, que delicia ele depilava o cuzinho, eu chupava derepente emfiei um dedo, ele gemeu e deu um grito de prazer misturado com dor. Aumentei enfiei um depois dois e até três dedos, parecia que ele ainda era virgem, pois entrava com dificuldade, já tinha visto ele fazendo troca troca com um amigo, inclusive vendo ele transando com minha mãe, muitas vezes vi ela enfiar o dedo no cu dele, parei e falei para ele chupar novamente meu caralho e deixar a língua que delicia ele depilava o cuzinho, eu chupava derepente emfiei um dedo, ele gemeu e deu um grito de prazer misturado com dor. Aumentei os dedos, dois de uma vez, ele gemeu e pediu vem logo me come, seu tarado, pedi a ele para chupar meu caralho deixando ele bem molhado, comecei a passar a cabeça no cuzinho que gemia feito uma puta, de repente afastei suas nadegas e coloquei a cabeça para começar a comê-lo pediu calma meu filho, quero sentir ele todo lá dentro, mais com calma, como você já me viu várias vezes comendo sua mãe. Peguei um creme que tinha no quarto, passei e enfiei no cuzinho dele. Quando entrou ele gritava de dor e prazer, vai meu filho come meu cuzinho mostra que é um macho comedor. Esperei um pouco, até ele acalmar, comecei bem devagar ele gemia e ao mesmo tempo rebolava feito uma puta, tirei e novamente passava a cabeça no seu cu. Coloquei ele de quatro novamente e passei a cabeça no cu dele, comecei a enfiar a cabeça e esperei ele gemeia feito minha mãe nas vezes em que ela transava com outros machos ou com ele. Recomecei num vai e vem devagarzinho, quando ele mais gemia eu começei a bombar forte e fui bombando e ele grintando – vai garotao do papai e eu ouvindo aquilo me animava mais e dava mais rola pra ele e comia ele sem pena Foi quandoo Tirei do pau de dentro do cu dele coloquei ele pra chupar e gozei na boca dele fartamente, andei ele me limpar e fomos para o banheiro onde ele me lavou o caralho com carinho. Falou que ele estava liberando minha mãe para eu comer, disse que já tinha me visto varias vezes punetando enquanto eles trasavam,. Dai foi um passo para comer minha mãe. Mas de vez enquanto comia meu pai, ele ficou viciado no meu caralho.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,56 de 16 votos)

Por # #

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Santiago

    Conto ruim da porra!
    Volta ao menos pra escola.

  • Responder .

    Nossa, horrível. Totalmente irreal

  • Responder Jairo

    Porro, maravilhoso. Tomara que tenha continuação.

    • Carioca 1

      Já coloquei.
      obrigado

  • Responder @dklsyjgdd

    Delícia. Conta mais

    • Carioca 1

      Obrigado.
      Tô escrevendo a 3 parte.