# # #

Com 13 anos viciei em mamar a rola do meu irmão

1605 palavras | 3 |3.57
Por

Vou contar como mamei pela primeira vez uma rola. Meu irmão descobriu minhas brincadeiras com meu primo e me ensinou como fazer um boquete.

Meu nome é Luizinho, tenho 34 anos e vou contar como chupei uma pica pela primeira vez, e como acabei viciado na rola do meu irmão mais velho.
Minhas primeiras aventuras foram com meu primo Airton, que era 1 ano mais velho que eu, mas nós só dávamos umas encoxadas um no outro, quando eu tinha uns 10 anos e ele 11. Mas ele me levava no papo, e eu sempre acabava deixando ele me encochar, pois nós brincávamos de marido e mulher, e ele como era mais velho sempre fazia o papel de marido, e eu da mulher, mas não passava de umas encochadas, mas eu no fundo gostava de ser sua mulherzinha. Lembro que ele dizia pra mim que gostava de mim e que eu tinha que deixar ele me comer, e eu comecei a gostar da ideia. Durante uns 2 anos nós brinquemos assim, víamos umas revistas pornôs e eu fazia o papel da mulher, e gostava de ver a mulher chupando a pica dos caras, no fundo eu queria fazer o mesmo, mas não surgia a oportunidade, e como nós éramos muito novos nessa época eu não fiz nenhum boquete pra ele. Eu nem fazia mais questão de tentar encochar ele, so queria sentir a rola dele na minha bundinha. Alguns anos depois quando eu já tava com 18 anos e ele com 19 acabei dando pra ele de verdade, mas isso é assunto pra outro conto. Quando eu tava com uns 12 anos eu já não tava mais sendo encochado pelo meu primo o Airton, mas eu tinha uma vontade louca de sentir uma rola de novo na minha bundinha. Eu tenho um irmão que é 4 anos mais velho que eu, eu tinha 12 anos e ele 16. Sempre fomos muito próximos, e eu comecei a reparar nele já que fiquei um pouco distante do meu primo Airton. Algumas vezes assistíamos uns filmes pornôs na tv e eu reparava no volume que meu irmão tinha, que pra sua idade era enorme , bem maior que a rola do meu primo. Eu ficava com tesão, mas não podia falar nada, pois tinha medo que ele me chamasse de viado, mas sempre dava umas olhadas de canto. Um dia estávamos assistindo um filme e ele ficou de pau duro, e eu tirei sarro dele, aí ele perguntou pra mim se eu tinha gostado de ver ele de pau duro, eu fiquei meio com vergonha, mas disse em tom de brincadeira que sim, aí ele falou pra mim dar uma conferida pra ver se era grande. Eu já tinha malícia nessa época e acabei dando uma apertada no pau dele por cima do calção, o pau dele era grande, e aquilo me deixava com um puta tesão, mas por ele ser meu irmão eu achava errado, mas sempre dava uma pegada no pau dele, e aquilo foi ficando cada vez mais frequente, acho q ele percebeu que eu gostava daquilo mesmo. Um dia ele me mostrou o pau dele e falou pra mim pegar, eu claro não resisti, e acabei pegando, aí ele me perguntou se eu já tinha batido punheta, e eu acabei confessando pra ele que já tinha batido umas com o Airton, nosso primo. Aí ele me perguntou se era só punheta ou se tinha rolado algo mais, e eu falei pra ele que rolava umas encochadas. No fundo eu queria que ele me encochasse com aquele pauzão. Eu ficava louco de vontade de pegar, mas não me passava pela cabeça em chupar ainda. O tempo foi passando e nós íamos em uma mata perto para bater uma punheta juntos. Eu ficava admirando o pau dele que era muito bonito e grande, dava uns 18 cm, e algumas vezes ele me pedia pra mim bater um pouco pra ele. Eu já tinha perdido a vergonha e pegava no pau dele sem cerimônia, mas no fundo eu queria mesmo era dar pra ele, apesar de ainda ser virgem, pois acabei dando de verdade pela primeira vez pra um outro primo mais novo meu o Fernando, o qual já relatei aqui.
Um dia nessas nossas brincadeiras ele perguntou pra mim se eu não queria dar pra ele, já que nosso primo já tinha me encochado algumas vezes e que eu gostava de bater uma punheta pra ele, e que eu gostava de elogiar o pau dele que era grande e grosso, aliás esse foi o motivo de eu nunca ter conseguido dar pra ele de verdade. Eu a essa altura já tava louco de tesão por aquele pauzão, e tava a fim de deixar ele me comer, tinha vontade de ser sua mulherzinha, igual eu era do meu primo a uns 2 anos atrás porém tinha medo daquele pauzão arrombar meu cuzinho Então ele me mandou eu ficar de quatro, e veio com aquela rola deliciosa e encostou na porta do meu cuzinho virgem. Começou a forçar, mas como eu nunca tinha dado começou a doer e eu fiquei com medo e falei pra ele parar. Aí ele pediu pra eu bater uma pra ele, eu prontamente atendi e comecei a bater uma punheta gostosa pra ele. Durante algum tempo nós ficamos nessa, eu batia umas punhetas pra ele, ele me dava umas encochadas, mas não conseguia me penetrar, pois eu tinha medo. Mas o tempo foi passando e eu cada vez mais fissurado naquela rola deliciosa, até q um dia quando eu já tava com 13 anos e ele com 17, fomos nadar em um riacho, e depois fomos bater uma, perto do rio. Eu confesso que a está altura já era gamado naquela rola, mas ainda não tinha coragem de chupar, acho que por ele ser meu irmão ia me chamar de viadinho, e contar pra alguém, mas eu tinha vontade de saber como é chupar uma rola. Nesse dia ele falou pra mim que aquele dia ele ia me comer de qualquer jeito, pois não aguentava mais ficar só me encoxando. Eu já me sentia mal de não conseguir dar pra ele, pois eu queria mesmo era dar de verdade igual eu via nos filmes e revistas. Então ele mandou eu ficar de quatro e forçou sua rola no meu cuzinho. Entrou a cabeça, mas o pau dele era muito grosso e eu pedi pra ele parar, aí ele falou que era só eu ter relaxado que já tinha entrado um pouco e que ia entrar o resto fácil. Mas eu fiquei com medo de levar aquela rola de vez no meu cuzinho e doer muito. Aí ele falou que já que eu não conseguia dar mesmo pra ele que eu podia agradar ele de outra maneira. Achei que ele quisesse que eu batesse uma pra ele, mas aí ele perguntou se eu não queria dar uma chupadinha no pau dele. Gelei na hora, pois apesar de eu já ter pensado naquilo eu nunca tinha feito. Aí relutei um pouco, mas no fundo eu já desejava saber como era ter uma pica na boca, ainda mais aquela piroca enorme. Então fiquei sentado da sua frente e ele veio chegando perto com sua rola, e eu abri a boca, então começou a entrar aquele pau delicioso pra dentro. No momento me deu um pouco de nojo, mas quando olhei pra ele com aquela cara de tesão esqueci tudo e comecei a mamar como um bezerrinho. Chupei meio desageitado por uns minutos mas aos poucos fui entendendo como que fazia. Só quem já mamou uma rola vai saber como é delicioso vc sentir ela preencher sua boca. Fiquei ali por uns dez minutos chupando deliciosamente meu irmão, e sabia que a partir daquele momento eu já estava totalmente viciado numa pica, e que eu ia ter que satisfazer meu mano por um longo período. Depois daquele dia não tive mais sossego, qualquer hora ele mandava eu chupar, dormíamos na mesma cama, e eu sempre que podia dava uma mamada naquela rola deliciosa. Foram alguns anos de aprendizado ainda. Mamei ele desde meus 13 anos até quando completei 17 anos. Aí demos uma parada. Mas durante esse tempo ele ainda tentou me comer várias vezes, mas o máximo que eu consegui foi deixar ele por metade da sua pica no meu cuzinho. As vezes tomávamos banho juntos e eu pagava altos boquetes pra ele, no quarto, no mato, no paiol, as vezes ficavamos sozinhos em casa e eu chupava ele várias vezes no mesmo dia, até sorvete eu colocava no pau dele pra poder chupar. Íamos pescar, e no meio da pescaria ele perguntava se eu queria dar uma chupadinha, e claro eu como uma boa putinha não me fazia de rogado, caia de boca e mamava adoidado. Foi assim que eu fiz mestrado em mamar uma rola até que nós decidimos parar quando eu já tava com 17 anos e ele com 21. Mas não ia ficar muito tempo sem ter uma rola pra chupar, quando completei 18 anos meu primo mais novo o Fernando que tinha 17anos acabou descobrindo que eu gostava de mamar uma rola. E foi pra ele que eu dei meu cuzinho pela primeira vez. Aqui está o link dos meus outros contos.

Minhas aventuras. Meu primo mais novo me comeu

Minhas aventuras. Virei a putinha do primo gostosinho

Primo mais novo me ensinou a beber leite

Minhas aventuras: meu vizinho novinho delicioso me fez de putinha

Minhas aventuras. Ganhando leite quentinho do vizinho novinho no dia do seu aniversário

Vizinho novinho. Meu machinho delícia. Minha fonte de leite quentinho.

Sendo putinha do primo novinho. Fernando me comeu de frango assado.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,57 de 7 votos)

Por # # #

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Roger

    ENTÃO ERA SUPER NATURAL..
    MINHA PRIMEIRA VEZ FOI TENSO.. EU SENTAVA NO PENIS DELE DEVAGAR PARA NÃO MACHUCAR MEU ANUS.. FOI MUITO GOSTOSO…

  • Responder Roger

    SEU CONTO É MUITO LEGAL . APROVEITANDO SEU DEPOIMENTO QUERO DEIXAR O MEU DEPOIMENTO.. ME INTENTIFIQUEI COM SEU DEPOIMENTO… VOCÊ COMEÇOU COM 12 ANOS SOMENTE AOS 13 ANOS QUE VC CHUPOU.. ENTENDI POR TER ACABADO UM RELACIONAMENTO COM SEU PRIMO.. MINHA HISTÓRIA É UM POUCO SEMELHANTE..
    EU TINHA 8 ANOS DE IDADE NO ANO DE 2003 EU ERA UMA CRIANÇA QUE AINDA GOSTAVA DE CHUPAR BICO’CHUPETA..
    MAIS UM DIA DO NADA EU COMEÇEI A CHUPAR MEU IRMÃO DE 14 ANOS . FOI SUPER NATURAL.. ALI COMEÇOU UMA RELAÇÃO ENTRE IRMÃOS.. AMBOS CRIANÇAS EU COM 8 ANOS E ELE COM 14 ANOS..
    UM DIA ENPOLGADO ELE CHAMA DOIS AMIGOS PARA VER EU CHUPANDO O PENIS DELE.. OS GAROTOS TINHA 15 E OUTRO 16 ANOS.. O DE 15 EU DEI UMA CHUPADA.. SÓ O DE 16 QUE NÃO..ESTE DE 16 ERA UM QUE EU VIVIA BRIGANDO COM ELE. PORRADA E PEDRAS KKK ENFIM.
    EU ALI COM 8 ANOS CHUPAVA MUITO.. EM 2004 EU COM 9 ANOS E MEU IRMÃO COM 15 ANOS.. NOIS FOI PARA OUTRO BAIRRO ALI ERA SÓ NOIS. NÃO TINHA NINGUÉM QUE SABIA DO NOSSO SEGREDO.. IMAGINA UM GAROTINHO DE 9 ANOS QUE CHUPAVA DESDE OS 8 ANOS..A RELAÇÃO FOI ESQUENTANDO CADA DIA MAIS.. NESTE ANO 2004 FOI QUANDO EU TIVE A CORAGEM DE SER PENETRADO POR ELE.. OLHA NAQUELE TEMPO EU E NEM ELE TINHA DVD OU REVISTA PORNO

  • Responder Joselito

    Porque esse site e doente