# # #

Atentando um Adolescente…

1037 palavras | 5 |4.40
Por

Quis dar uma “musa” nova para meu filhote punheteiro!

Atentando um adolescente

. Olá! Pode me chamar de Grasielle (ou só Grazy) e vou contar a vocês algo que aconteceu recentemente, alguns meses atrás, comigo. Eu tenho 26 anos e tive meu filho beeeem cedo, chamarei ele de Rodrigo, como resultado, nossa diferença de idade nunca foi tão grande, atualmente ele tem 12 anos e eu estou solteira, então eu não tenho muito com que me entreter a acabei por me acostumar a me masturbar todos os dias quase religiosamente.

No fim de semana eu me preparei bem, adoro fazer essas coisas com todos os meus buracos, fiz uma limpeza completa dentro de fora do meu corpo e, sexta a noite, eu já estava pronta para atolar até um hidrante na minha bunda! Saindo so banheiro após alguns minutos, eu estava de toalha amarrada no corpo e caminhava até meu quarto para me vestir, meu filhote estava na sala vendo Dragon Ball e eu passei por ele e parei de frente para as gavetas, precisava de meu secador, e ele já começou a me encher…

— “Maae!!! Sai da frente!!!!!”

— Calma garoto, eu só quero o secador, baixa a voz ou eu te dou um cascudo…

E emburrado ele ficou, resmungando, até que eu me abaixei e o silêncio mais tênue da vida dele se materializou. Catei o secador e me retirei… Mas passei pelo espelho grande (De quase dois metros) e percebi que tinha prendido a toalha mal, definitivamente ele viu minhas partes! Garoto safado, dali mesmo eu vi aquela ereção e a face rubra como um tomate!!

Eu me retirei ao meu quarto, com raiva, mas não podia culpa-lo já que o acidente foi completamente culpa minha, me vesti, uma legging preta padrão e uma camiseta social branca que achei jogada, não sou de escolher roupas para ficar em casa, me sentei para secar o cabelo com aquela imagem mental… Meu filho vendo minha buceta e meu cuzinho, e ainda por cima tendo uma ereção… Enquanto eu repetia isso, aos poucos, a sensação de que era algo ruim se esvaia e passou a ser um grandioso tesão!

Bem, eu estou solteira não exatamente por opção, eu sou o que é popularmente chamado de “puta” e não tenho vergonha desse título, não tenho vergonha desde muito tempo atrás e não seria agora que eu começaria, mas a idéia de liberar para o meu próprio filho já era inconcebível, mas nos masturbar observando um ao outro…

Depois de secar meu cabelo e minha buceta, eu me retirei decidida a fazer merda, eu olhei para minha calça legging velha que poderia ter um rasgo atrás… Eu dei um belo de um puxão nela e a costura da parte de trás quase EXPLODIU!! Sem calcinha, dava para ver a minha se pegasse o ângulo certo, tudo estava pronto e agora só bastava entreter o garoto um pouco até eu ficar pronta, eu voltei pra sala e dei dinheiro ao pequeno:

— Tó, pede pizza, do sabor que você quiser, eu não to com fome…

— “Nossa, ficou generosa do nada, o que aconteceu?”
Ele perguntou como se eu fosse um agiota…

— Nada, eu vou pro meu quarto…

Eu gentilmente dei um beijinho no rosto dele e “acidentalmente” acertei a boca dele, dando um selinho no bebezão, seguido de um cafuné, desejei boa noite enquanto saia rebolando mais que de costume para fazer o rasgo exibir ainda mais minhas partes. Do espelho, deu pra ver os olhos dele quase voando pra fora do rosto! E eu fui pro quarto segurando o riso!

Bem, depois de certo tempo eu fiquei entediada outra vez e fui atentar o punheteiro, vesti outra vez minha calça rasgada, que assim que eu vesti abriu mais ainda a costura, até de frente dava pra ver a minha buceta (alguns dias antes eu tinha ido à depiladora e ela fez um coração com meus pelos, dava pra ver até isso!) e eu admirei essa cena no espelho por alguns segundos, então eu abri a porta e logo de cara eu vi o safado socando a pupunha como se não houvesse um amanhã! Tão alucinado que estava de olhos fechados e nem me notou, então eu recuei e fiquei vendo só pela fresta da porta. Ele dura bastante até, bem, 30 minutos de punheta não é pra todo mundo né, mas o importante é que eu já tinha certeza do meu plano estar concreto… Ele disse “Mamãe…” antes de soltar um jatão! A essa altura do campeonato eu estava pingando no chão de tanto tesão!

Esperei por uns 10 minutos para ele se recompor e saí outra vez, exibindo meu grelo igual um troféu, eu caminhei fazendo barulho com os chinelos e logo que ele virou os olhos pra mim me afiou de baixo pra cima, eu então passei como se não tivesse nada pra falar, nem olhei direito pra ele, passei reto e fui pro banheiro e senti os olhos dele queimando a minha raba por trás, chegando lá eu não aguentei, tive que me masturbar, e não levou muito tempo pra gozar! Tipo, eu levo uma média de uma hora e meia mas eu já estava esguichando com dois minutos de dedada!! Fiquei sentada lá por uns minutos pra me recompor, e saí outra vez, dessa vez em silêncio, eu cheguei por trás dele e simplesmente pousei meus peitos, sem sutiã, no topo da cabeça dele pra alcançar a mesa de centro e pegar uma pizza de calabresa, do ângulo deu pra ver o pau dele quase rasgando a calça! Eu escorreguei por cima da cabeça dele de volta a minha posição original e disse “Licença—Hmm!”

Mordi a pizza e fui pro quarto quase correndo, e ele, como sempre, quase me engravidando de tanto me olhar…!

Bem, infelizmente não tive muitas oportunidades de atentar ele, decidi dar uma segurada quando ele trouxe uma garota pra cá, eu sou uma vaca mas respeito o matrimônio~

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,40 de 10 votos)

Por # # #

5 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Confia

    Esfrega a buceta na cara dele que ele vai amar

  • Responder Jh

    Quem quiser conversar sobre incesto comigo responde esse comentário que eu dou um jeito de passar meu contato

    • Rocha

      Vamos conversar

    • Rasec

      Eu mandei meu e-mail, mart acho que os administradores não vão com minha cara. Não postam uma mensagem minha.

  • Responder Junior

    Queria see seu filhinho 😋