# # #

minha primeira gozada

1434 palavras | 2 |4.00
Por

vou contar aqui como foi esse momento historico na minha vida e como minha irmã mais velha participou nisso.

o q vou contar aqui aconteceu de verdade,por isso vou usar um nome falsos pra nos identificar,mas a idade é verdadeira.

minha familia era grande,7 pessoas na mesma casa meus pais,e 5 filhos,entre os filhos eram 2 mulheres e 3 homens,por ordem de nascensa é (Monize,Carlos,Leticia,Arthur e eu Alex, eu e o Arthur somos gemeos identicos)

Monize e Leticia puxaram o biotipo do nosso pai,são brancas de cabelo liso e nós homens puxamos o biotipo de nossa avó,q é negra,mas nós somos pardos mas qualquer sol ja ficamos bem bronzeados

meus pais saim pra trabalhar bem cedo,Monize e Carlos estudavam de manhã e eu Arthur e Leticia ficavamos sozinhos de manhã pois iamo para a escola só a tarde.
Eu tinha 8 anos e Leticia 11,brincavamos de esconde esconde e certo dia durante essa brincadeira eu e Leticia nos escondemos numa cama de solteiro q eu e meu irmão dividiamos e q ficava no mesmo quarto do meu pai,eu estava só de cueca e Leticia estava de só de camisola e calçinha enquanto meu irmão procurava nós nos escondemos de baixo do cobertor (como se meu irmão não fosse descobrir kkkk) quando meu irmão entrou no quarto minha irmã tentou ir mais para o canto da cama nisso encostei minhas costas na parede e ela me pressionou contra a parede,a bunda dela encostou no meu pau,meu irmão fingiu que não viu e saiu do quarto,alguem chamou no portão e Arthur foi atender,nesse meio tempo Leticia falou pra eu encostar na parede,lembro que ela levantou a camisola e vi sua calsinha,ela encostou a bunda dela em mim de novo e me pressionava contra a parede,ela pedia pra euesfregar eu esfregava fizemos isso por muitas vezes.
O tempo passou e meus pais pediu pra eu e meu irmão irmos dormir no outro quarto,ali tinha 2 beliches uma pras Monize e Leticia e outra pra eu e meus irmãos,Monize e Carlos dormiam na parte de cima eu,Arthur e Leticia dormia em baixo das beliches.
Leticia ja tinha 12 anos e eu 9 quando ela começou me levar pro quarto dos meus pais de manhã,trancava a porta,mandava eu tirar a cueca deitar na cama,ela subia em cima de mim e ficava se esfregando,a partir de certo ponto ela pedia pra eu segurar a base do meu pau,pra ele ficar apontado para o alto,ela começou subir em cima de calcinha mesmo,e pressionava contra meu pau fiziamos aquilo direto,com o tempo eu q ficava por cima dela e pressionava meu pau na xota dela ,de calçinha mesmo.
Um tempo depois Leticia tirou a calçinha e subiu em cima de mim,finalmente meu pau entrou dentro dela,era muito quente,e muito,MUITO bom,nem se comparava em pressionar o pau na ppk dela por cima da calçinha,mas ela não fez nada,ficou ali parada por um certo tempo,levantou e foi fazer outra coisa.

Ela sempre falou para eu não contar o que estavamos fazendo,desde a 1° vez que ela me pressionou contra a parede.Certa vez a noite Leticia me levou pro nosso quarto,nem acendeu a luz lembro do barulho dela abrido o ziper da calça dela,deitou na beliche,jogou as pernas pra cima e mandou eu chegar perto,tirei meu pau pra fora ela pegou ele e colocou na buceta dela de novo,mas pediu pra eu ficar parado,e eu fiquei,isso virou rotina e se repetiu por anos,sempre faziamos isso,eu colovava o pau na xota dela e ficava parado la,sem fazer nada,só sentindo calor da buceta dela.

Eu ja estava com 11 anos e ela 15 quando em uma noite de chuva e raios Leticia me acordou, e me chamou pra cama dela,eu fui,ela deitou de bruço eu me posicionei atrás dela,ajeitei meu pau na buceta dela,enfiei e deitei em cima da Leticia,fiquei parado ali por um tempo,até q ela por algum motivo,não sei se foi ajeitar a perna,ajustar a camisola,não sei…. só sei q ela empinou a bunda por um tempinho e desceu pra deitar e ficar de bruço de novo,nesse movimento de empinar a bunda e deitar,meu pau deslisou dentro da buceta dela,meu…que sensação maravilhosa,aquilo tinha sido uma delicia,percebi como é bom quando o pau dentro da buceta,entãocomecei mover meu quadriu pro meu pau deslisar dentro dela,ja tava fazendo isso a uma certa velocidade quando ela levantou a cabeça e sussurrou pra eu fazer mais devagar porque com o movimento de entra e sai ia balaçar a beliche e a nossa irmã Monize pederia acordar,deminui a velocidade e continuei enfiando,ela dava umas empinada na bunda e eu delirava,abraçei ela e continuei os mivimentos,derrepente começei a sentir um leve calor q vinha de dentro,minha respiração ficou um pouco mais ofegante,como eu ja estava abraçando ela por trás eu comecei a apertar ela ainda mais,eu nao tava entendendo o que tava acontecendo comigo,continuei os movimentos e senti que meu pau tava pra explodir,aquilo tava muito bom,até q do nada acelerei os movimentos e de repente me deu uma vontade enorme de enfiar o meu pau o maximo possivel,e assim eu fiz,foi super automatico,senti minhas bolas começar a latejar,quando isso aconteceu,só lembro de ter enterrado com muitissima força e parei o movimento,minha irmã tentou sair de de baixo de mim mas eu não deixei,agarrei ela com força e dei mais uma enterrada,meu pau começou a pulsar freneticamente,quando isso aconteceu eu não tava entendendo,quando me dei conta eu tava forçando meu pau entrar o maximo q podia,eu sabia que meu pau ja tava enfiado até o talo,mas era automatico,eu percebi que eu enfiava e pressionava com muita força,meu pau pulsava e esse movimento se repetia,eu enterrava,deixava pressionado la no fundo da buceta dela,esperava o pau dar aquela pulsada e enterrava de novo,fiz isso acho q umas 6 vezes,até meu pau amolecer, e saí de cima dela,senti a cabeça do meu pau um pouco melada mas não dei trela,e voltei pra minha cama,Leticia levantou e foi ao banheiro,minutos depois ela me chama e me leva até o banheiro e mostra uma poça de semen no chão,obviamente eu nao sabia o q era aquilo,ela me explicou q era meu,e q saiu das minhas bolas,vi que ela tava muito preucupada,na hora não entendi,mas hj reconheço,pois ela não podia contar pros pais,não tinha dinheiro pra comprar pilula do dia seguinte.

Ela me explicou q eu não poderia ter agarrado ela com tanta força porque tava machucando ela,disse q mulher nenhuma gosta daquilo e q nao era pra eu fazer aquilo de novo. Falei pra ela q não sabia o que tava acontecendo comigo,eu só fazia,disse a ela que quando meu pau pulsava uma vontade subta e completamente incontrolavel de enfiar o pau bem fundo,e quanto mais fundo mais força eu fazia e quando eu chegava no maximo que dava eu cravava la.
ela explicou q aquilo era natural do homem e que mais pra frente eu entenderia,e tbm disse q fazia aquilo comigo pq sabia q nao corria o risco de uma gravidez,mas q depois daquela noite nós não iamos mais fazer aquilo de novo,e realmente ela nunca mais deixou eu chegar perto dela de uma forma mais sexual. O tempo passou e felizmente ela nao tinha ficado gravida.
Ela mudou completamente depois daquela noite,nunca mais tocou no assunto,parece outra pessoa,hj tenho 25 e ela 29 e a impressão q eu tenho é q ela nem lembra disso.

Dessa experiencia 2 coisas eu levo até hj:
A posição que ela deu pra mim se tornou minha preferida. (prone bone)
E eu vicie em gozar dentro,logico hj faço sexo e gozo onde a mulher quiser, ou deixar mas se depender de mim é só pancada no utero e tiro de leite.

ficou meio longo,espero gostem e que perdoem os erros de ortografia

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 14 votos)

Por # # #

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Rafaella

    Bonitinho…. Beijos !!

  • Responder Robson

    Nossa, meu pau ta todo babado, estou batendo uma deliciosa, que vontade de ter uma xoxotinha quentinha como a da sua irma