# #

minha namoradinha de 12 anos

659 palavras | 9 |3.83

da época que trabalhava em um condomínio e acabei tirando a virgindade de uma safadinha de 12 anos

Trabalhei três anos num condomínio de alto padrão, e me envolvi com algumas mulheres de lá, tanto solteiras qto casadas. Com certeza dirão que sou isso, aquilo e td mais. Mas não é bem assim, sou apenas um cara que sempre se cuidou muito bem, tanto do corpo qto da mente, e modéstia a parte, me considero um cara bonito tbm, e na época, com 31a, ninguém me dava mais que 25, pois sempre tive à aparência de bem mais jovem. Mas, de todas experiências que tive por lá, nenhuma supera a que tive com a Anna Carolina. A conheci logo que a família mudou-se pra lá, ela então com 10, prestes a completar 11. Uma graça de menina, muito simpática, bonita, bem articulada, e o melhor de tudo, gostosa demais da conta, pela idade que tinha. Não demorou, e a garotada caiu em cima, mas foram rechaçados. Perto de completar 12, brincando com ela, perguntei pq não dava uma chance para os garotos, a resposta foi direta.
– pq são idiotas, e comentam entre eles qdo ficam com uma das meninas, e falam até o que fazem com elas.
Aquilo me surpreendeu, e continuei perguntando afim de saber mais coisas.
Perguntei, torcendo pra ela falar sobre as meninas, e quem sabe entregar algo delas. Ela até falou alguma coisa, e deu até nome “as vaquinhas”, mas o que chamou a minha atenção, foi qdo sugeri o nome de um garoto, e ela respondeu na lata.
– ele até que é bonitinho, mas não gosto de meninos tipo da minha idade.
Uau, aquilo me entusiasmou, e arrisquei perguntar.
– ué…mas na sua idade, vc tem que namorar com garotos como ele…com 13, 14 anos…
Ela rechaçou e falou.
– Deus me livre, nem pensar
– tá bom…que idade vc curte então ?
Ela me olhou e perguntou.
– qtos anos vc têm ?
Menti, disse que tinha 26, mas tinha 30 na época. Ela sorriu, mordeu o lábio interior e falou.
– tá bom, 25, 26…tá ótimo…
Aí meu gás subiu, eu tinha que tentar…e deu certo, acertei na mosca.
– ah se eu fosse bonito, e não trabalhasse aqui…rsrs…
Ela me olhou e falou.
– mas vc é bonito sim, e não tem nada demais trabalhar aqui
Ataquei de uma vez pra ver no que dava.
– qtos anos vc têm ?
– vou fazer 12 em Julho
Ela respondeu e se levantou dizendo que voltava mais tarde. Então falei que na quarta a gente continuava nossa conversa, pq eu largava em meia hora, e na terça era minha folga.
Ela parou, e falou.
– vai buscar na escola amanhã
– tá doida menina, se alguém souber, imagina a zica ?
A resposta me encorajou.
– é só vc não sair falando por aí
Falei que ia de moto, e perguntei onde era a escola. Comprei até um capacete novo, mas naquele dia, só conversamos, e fomos lanchar num shopping. Passei a busca-la sempre, e as coisas aconteceram naturalmente, dos beijos as carícias mais ousadas. Até que um dia levei-a pra minha quitinete. E rolou. Foi demais faze-la gozar chupando sua bucetinha, e mais gostoso gozar com seu primeiro boquete. Mas o ápice foi ouvi-la gemer enquanto socava a rola, mesmo depois dela ter chorado e reclamado de dor qdo torei seu cabacinho. Ela gemia e falava que se soubesse que era tão gostoso, tinha me dado a buceta no dia que a busquei na primeira vez. Foram quase oito meses metendo com ela, até o dia ela falou que foi pedida em namoro, que tinha aceitado, e que não queria traí-lo. De todas, foi a que mais me marcou. Mas ela traiu ele várias vezes sim, inclusive passou até um fds comigo, enquanto todos pensavam que ela tinha passado na casa de uma amiga.
Até hj qdo lembro dessa delicinha, acabo tocando uma, de tão excitado que fico.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,83 de 18 votos)

# #

9 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Vini

    Vai tomar no cu, cagueta safado…
    Hipócrita sem vergonha.
    Lê os contos, toca uma bronha…e depois vem com essa conversa.
    Vai sentar numa touceira de rola…invejoso de merda. Na real vc queria estar no lugar das meninas, dando esse cu frouxo e arrombado…seu merda.

  • Responder Um carinha ai

    Aonde?

  • Responder Niko belic

    Tem que encher o cu delas de porra mesmo gozar na cara fuder até deixar larga

  • Responder Bruno

    Puta que pariu !!!
    O babaca que postou este conto, é muito cara de pau.
    Me chamo Bruno, e no dia 05/04/21, o autor Hal Jordam, postou o conto “Porteiro da mamadeira para menina curiosa”. Li o conto, e postei nos comentários…a história postada acima.
    Fala sério hein babaca, não há problema em ter postado como um conto, mas poderia ao menos ter sido honesto, e dar crédito a quem escreveu.
    Em tempo, o conteúdo do “conto” é verídico, e foi apenas uma, das várias experiências que tive, durante o tempo que trabalhei lá.

    • Um carinha ai

      Eu vi mano, eu achei q tinha sido vc que tinha postado agora

    • Bruno

      Mas não foi eu quem postou hj, me liguei qdo comecei a ler.

    • Rodrigo

      Vc podia contar essa experiência, com mais detalhes né, e talvez outras que vc teve qdo trabalhou no tal condomínio.
      Que tal ?

  • Responder Advogado do diabo

    podia ter contato mais detalhes da foda….como foi sentir a pica numa bucetinha virgem de 12 anos…descrever o tesão da ninfetinha

  • Responder Advogado do diabo

    kkkkkkk…..vai denunciar……kkkkkk…..novinha de 12 tem que fuder