# #

A mãe dela deixou Sexo a 3

695 palavras | 2 |3.70
Por

10 em 10 homens desejam comer uma novinha virgem e eu comi, assim como desejam comer a cunhada e eu também comi não só uma mas duas e uma delas ainda era virgem, muitos desejariam comer a cunhada mas poucos um dia pensaram em fazer isso numa orgia com seu filho juvenil e a tia dele. 4 ou 5 caras desejam comer a sogra, número que alimenta pra uns 8 se a sogra for gostosa como a minha é.
Pois é senhores eu tive uma baita sorte, passei o rodo em todas se você quiser entender melhor sugiro que leiam toda histórica desde o início, descobri os segredos do meu sogro que um dia ainda contarei a vocês.
Mas hoje venho aqui compartilhar depois de muito tempo o último dia que passamos na chácara, talvez seja difícil de acreditar mas quero que essa dúvida fique em sua mente martelando pois antes de vivenciar isso eu também jamais imaginei que algo desse tipo pudesse acontecer.
Era segunda todos tinham voltado pra casa no domingo a noite exceto eu minha menina e sua mãe, acordamos pela manhã, o dia já estava quente, então fui pra piscina, minha sogra estava na rede armada próxima a piscina quando surge minha menina angelical, corpo maravilho de barriguinha lisinha, pele clara, cabelos longos, seios médios e uma bunda empinadinha maravilhosa. Chegou com seu micro biquíni vermelho, primeiro ela molhou os pés e achei que fosse dar um mergulho mas antes disso soltou a parte de cima do biquíni e depois a calcinha ficando com todo seu corpo maravilhoso nú, aí sim ela mergulhou em minha direção. Nadou na superfície funda da piscina em minha direção e ao se aproximar puxou meu calção me deixando sem nada também, meu pau, quem leu os contos sabe não tenho pau grande uns 14 centímetros mas grosso, sou magro e alto mas quem quiser mais detalhes das fisionomias leiam os contos anteriores, meu pau deu sinal de vida na hora, minha menina joga as pernas atrás do meu quadril e me empurra em direção da borda da piscina próximo de onde sua mãe estava, me apoio na borda e engato minha rola na buceta dela ela geme pede pra meter gostoso, começa a morder minha orelha e cravar suas unhas em minhas costas, eu enfiava com força e quanto mais forte eu colocava mais forte ela pedia pra eu por, tirei ela então do meu colo e a coloquei de pé com a barriguinha apoiada na borda da piscina e fui comer ela por trás, foi nesse momento que presenciei minha sogra, coroa gostosa que tinha saído da rede e estava na espreguiçadeira bem atrás de onde estávamos nos observando, além disso estava se deliciando numa siririca inesquecível, aquela cena me levou a loucura, cada enfiada que eu dava minha menina gritava de tesão minha sogra acelerou a masturbação foi quando tirei o pau da buceta da minha menina e enfiei no cú, entrei de uma vez só arrancando um berro dela, minha sogra se levanta e senta na borda da piscina com as pernas abertas na cara da minha menina a menos de um metro de mim, eu não tava aguentando mais queria foder ela foi nesse momento que com as pernas ela apoiou atrás da cabeça da minha menina fazendo com que ela caísse de boca na própria mãe, sensação indescritível ver aquela cena, grudei na cintura da minha menina e cravei minha rola nela uma, duas, três vezes, até que na quarta eu gozei. Minha menina grudou sua mãe pela bunda e mastigou sua buceta até que ela gozou em tua boca.
Minha sogra se levantou dizendo que eu tinha muita sorte e dependia só do meu silêncio pra que essa sorte continua-se.
Bom galera o fim de semana prolongado na chácara terminou dessa forma, espero que tenham gostado, se sim deixem comentários e seus votos, obrigado.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,70 de 20 votos)

Por # #

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder BIA

    TBEM ACHEI FRACO

  • Responder Velhinho

    Conto besta da porra…pqp. Merece nem voto.
    Fraco