# # #

Irmão, Padrasto e Papai

928 palavras | 7 |4.20
Por

Desde muito cedo tive muita curiosidade sobre sexo e acessava sites proibidos, admirava os meninos mais velhos da escola emos homens mais velhos em geral.
Bem, me chamo Ana, e o que vou relatar aconteceu um tempinho atrás, quando meu estava com 12 anos. Meus pais são divorciados a algum anos mas são super amigos, tanto que mesmo depois de casar de novo meu pai e meu padrasto se tornaram sócios numa empresa e melhores amigos.
Eu era loirinha, branquinha, olhos verdes, seios ficando cheinhos, bumbum empinado, grande, mais ou menos 1,55 de altura na época. Meu irmão Joel na época com 23 anos, loiro, alto musculoso, um príncipe, papai também tinha e tem o mesmo porte do Joel, e Ricardo meu padrasto, um negro, bem negro mesmo, alto, 2,05 de altura, corpo definido e super lindo também.
Na minha curiosidade comecei a espiar o Joel durante o banho e muitas vezes o via se masturbando, aquilo me ficava molhada, uma rola grande de uns 20 cm e grossa, e decidi que queria perder a virgindade com ele, e tinha que bolar um plano.
A partir desse momento comecei a usar roupas mais curtas e provocantes perto dele, como ele trabalhava em casa, passava praticamente o dia todo só ele e eu. Comecei a perceber os olhas dele, assim resolvi atacar, come véi a ser mais carinhosa e manhosa com ele, fica sem sutiã, calcinhas minúsculas e saias mais curtas ainda. Um dia percebendo o volume dele n bermuda falei que estava com calor e ia tomar um banho, e passei maliciosamente a mão na minha bucetinha. Durante o banho deixei a porta entreaberta, e percebi ele me espiando, fiquei me tocando e fazendo cara de safadinha, assim que sai do banho fui para meu quarto, me sequei, hidratei meu corpo, e deitei nua na minha cama, fingi cochilar de bruços, nisso percebo a presença dele no quarto, Alis meu bumbum, e como estava com a pernas abertas sinto seu dedo roçando minha bucetinha que já estava bem molhada. Chegou perto do meu ouvido.
– Tá me provocando a dia safadinha.
Eu sorri maliciosamente, nisso ele m beija e segura minha xana entre sua mão e começa a me masturbar, que delícia, delirei, então de repente ele coloca seu rosto entre minha pernas e começa a chupar minha bucetinha lisinha, fui ao delírio, então depois de algum tempo ele se levanta e tira aquele pau pra fora, mega duro, enorme rosado, e uma cabeça babona, brilhando, o cheiro me deixou com mais tesão, era o primeiro pau que eu via de perto, e como já vi os filmes, vai de boca, pro seu delírio, chupei um tempinho quando ele perguntou se era virgem, disse que sim, ele delirou, me chupou mais um pouco, deixou minhas pernas abertas e foi forçando o pau dentro da minha xana, dois um pouco, mais o tesão era maior, nosso senti meu himen romper, ele socou forte, me chamava de putinha que eu seria a vadia dele, depois de um meia hora encheu minha naninha que estava totalmente inchada, com muita porra. E assim começamos a foder com frequência, tomando cuidado contraceptivos pra eu não engravidar dele, eu já tomas remédios.
Foi então que algum tempo depois, algumas semanas, durante uma tarde enquanto eu estava de quatro, sentindo o Joel socar fundo e sem dó, que tudo aconteceu, eu gemia feito um putinha.
– O que está acontecendo aqui?
Meu pai e meu padrasto estavam parado na porta do quarto. Joel tirou o pau da minha bucetinha, e cobriu seu pau com as mãos, e eu me cobri com um lençol.
– Enquanto seu pai e eu trabalhamos vcs ficam de safadeza? Bem que eu falei eu já desconfiava.
Eu olhava pra eles desesperada, foi quando eu vi meu padrasto alisando o pau, e o volume do meu pai era imenso, e como quem tá na chuva é pra se molhar, tirei o lençol abri minha pernas e joguei…
– Tem pra todo mundo…
Nisso meu padrasto caiu e boca na minha xana, papai tirou o pau e começou a se masturbar, eles haviam planejado tudo, pois meu padrasto já vi visto Joel e eu foder e contou pro meu pai, que é um safado.
Enquanto ele me chupava eu voltei a chupar meu irmão, e punhetar meu pai, foi quando ele me chamou de vadiazinha ele deu seu pau lindo igual ao do Joel pra eu mamar, mamava os dois.
Mas m assustei quando o meu padrasto tirou o pau pra fora, uma rola preta, enorme, muito dura, 24 cm, e bem grossa, e foi encostando n minha bucetinha, devagar, até entrar tudo.
– A safada aguentou tudo – ele falou, e começou a bombar, quando tirava eu sentia um vazou, rsrsrsrs, ele deitou e eu fui por cima cavalgando, ele chupava meus peitos, papai veio por trás e passou um gel no cuzinho, eu já tinha dado pro maninho também, e ele oi enfiando, doía um pouco, de repente eu estava com papai no meu cuzinho, meu padrasto na xana e meu irmão na boca, e ficaram revezando em meus buracos, mas depois de uma duas horas, e eu exausta, todos gozaram na minha buceta, e hj eu sou a putinha fixa do três, as vezes me levam a umas festinhas com amigos, amo ser puta deles.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,20 de 30 votos)

Por # # #

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Bruno

    Fico louco com o jeito que você escreve! Tesão demais… [email protected]

  • Responder Alucard

    Pai e padrasto juntos? Kkkkk que conto fake

  • Responder ribeirosafa

    amei o conto . chama no telegram pra cvrsamos
    @ribeirosafa

  • Responder Rola grande

    Que gostoso tenho muito tesão por criança menina tenho vontade de comer um Bucetinha de uma tel ccruzsilva

    • Pai safado

      O dia que vc experimentar não vai esquecer nunca mais !

  • Responder Rafaella

    Tem “ANA” que nasce safada mesmo.. Beijos !!

  • Responder Paulo

    Delicia de conto nasceu pra ser puta tem que satisfazer os machos mesmo parabens