# #

As Aventuras da Eduarda – Parte 04

1263 palavras | 10 |4.08
Por

O dia foi passando, e admito que aquele comentário do Dindo a respeito do Thor, me deixou de certa forma um tanto excitada, eu pensava e já me sentia molhada, então não aguentei sai até a varanda e o Thor estava deitado num canto.
Fui e me apoiei numa muretinha, empinando meu rabinho e chamei ele, que no mesmo instante veio e já colocou seu focinho entre as minhas pernas e me lambia por trás, eu me contorcia toda sentindo aquela língua áspera passando pela minha bucetinha e cuzinho.
Eu gemia, e empinava mais para ele deixando minha raxinha totalmente exposta para ele, fiquei nessa posição uns 10 minutos, então me viro de frente para ele e com as mãos abro minha bucetinha, deixando saltar o meu grelinho que já estava inchado das fodas com Dindo e agora mais ainda das lambidas.
Aquilo me fazia as pernas tremer, de momento em momento eu sentia uns espasmos e meu corpo tremia com mais intensidade e tive vários orgasmos que as vezes tinha que me segurar na mureta para não cair.
Num desses orgasmo eu acabei gemendo alto e soltando um gritinho de tesão, o que chamou a atenção do Dindo que apareceu na porta, ficando parado me olhando a cena.

– Sabia que não iria resisti bebê, você está cada dia mais cadelinha.

– Dindo, isso foi muito bom, nunca imaginei que teria coragem de fazer isso.

– Então agora continua, abaixa e chupa o pau do seu novo macho, eu estou mandando.

O tom da voz dele, me fez no mesmo instante me agachar e sem nem um pudor agarrei naquela pica e já levei a boca, sugando o pau do Thor, sentia um gosto estranho, ele soltava um líquido salgado meio azedo na minha boca e dindo mandava eu continuar e não parar.
Dindo sai por uns instantes e volta com uma das coleira do Thor e me fala.

– Duda toda cadelinha tem que usar coleira.

E me passou a coleira pelo pescoço, me levando de 4 até um colchonete que ele havia jogado no chão.

Ele me segura pela coleira e chama o Thor, que logo já vai por trás e tenta subir em mim, por um instante tento sair daquela posição, mas Dindo me segura firme mandando eu ficar quietinha para cruzar.
Sinto o Thor subindo novamente e fazendo movimentos tentando achar a entrada da minha bucetinha, eu gemia e tremia de medo e tesão, foi quando eu dei um grito.

– Aiiii!!! dindo machucou. – As lagrimas escorreram pelo meu rosto e Dindo me olhava rindo.

– Calma Duda, foi o nó que entrou, agora relaxa e sente, daqui a pouco ele goza e já sai.

Fiquei naquela posição bem uns 20minutos de 4 atolada na pica dele de bundinha com bundinha e com o cacete do Dindo na boca, o tempo que ficamos ali, Dindo percorria me corpo com as mãos, fazendo uma deliciosa siririca em mim, foi quando o Thor começa a fazer movimento querendo sai de dentro de mim, sinto ele jorrando uma quantidade de porra dentro e tirando aquele cacete enorme, chegando até a fazer um barulho como já estivesse destampando algo.
Logo que ele saiu de dentro, sinto aquela quantidade de porra escorrendo pelas minhas pernas e ele me lambendo como se quisesse me limpar.
Me joguei no colchonete ficando ali deitada, ainda sentindo minha bucetinha pegando fogo, e toda aberta, eu pensava como eu com 14 anos deixava ser levada daquele jeito, sendo totalmente submissa aos prazeres do meu Dindo.

– Gostou de ser cadelinha do Thor bebê?

– Doeu muito Dindo.

– É assim mesmo, quando o nó entra doí, isso é normal, mas logo você acostuma, agora você vai cruzar direito com ele, vai ser minha putinha e cadelinha dele, agora descansa um pouco, porque daqui a pouco ele vai querer novamente, e como uma boa cadelinha que é, vai deixar.

Fiquei ali por um tempo, quando fui me levantar para ir para o banho Dindo me olha:

– Onde você vai?

– Vou tomar banho.

– Você vai tomar banho quando eu mandar, agora fica de 4 porque eu vou foder seu cuzinho de puta.

Me ajeito, ficando de 4 para ele, sinto o Dindo passar o cacete dele pelo meu reguinho e colocar a cabeça na entradinha do meu cuzinho, forçando a entrar.

– Aii!!! hummm!!! hammmm!!!

– Relaxa, a cabeça já entrou.

Quando ele fala isso, sinto ele dar uma estocada forte, fazendo o cacete dele entrar tudo de uma vez, grito, “aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii”, tentando jogar meu corpo para frente, mas ele me segurava com uma mão pela cintura e com a outra me segurava pela coleira, não deixando eu sair daquela posição e começa um vai e vem invadindo meu cuzinho de pre-adolescente, falando: é assim que você gosta né cadelinha, toma….toma… cadelinha, sente seu macho arregaçando seu cuzinho, sente, pede mais, pede eu sei que você quer e gosta.
A cada estocada dele, eu sentia meu cuzinho sendo invadido por aquela pica enorme, eu gemia e gritava de dor e prazer por estar ali sendo usada, o tesão era grande que tive meu primeiro gozo no anal, eu sentia meu cuzinho contraindo e apertando aquele cacete, minha bucetinha chegava a babar sentindo sendo rasgada na bundinha. Gozei umas 03 vezes sendo sodomizada com força, aquilo era como se fosse uma obrigação minha como fêmea, eu nasci para dar prazer, independente se eu sentisse ou não, mais pelo contrário, eu sentia prazer em estar ali , sendo usada para o prazer do meu Dindo.
Ele começa a aumentar o ritmo das estocadas até que me aperta contra ele, me enchendo toda com aquela gala e falando, – hammmm!!!! que delicia, estou enchendo você de gala meu deposito de porra.
Ele costumava falar para o Tio Mauro e o Tio Sérgio que eu era o “Depósito Particular de porra do Dindo”, todo vez que ouvia ele me chamando assim meu prazer por ele só aumentava, porque era assim que me sentia um depósito para ele usar, abusar e encher de porra como ele gosta.
Nesse dia até nos irmos dormir, ele ainda me colocou mais 02 vezes para cruzar com o Thor, eu ficava de 04 para o cachorro me usar e ficava olhando a cara de felicidade do Dindo em me ver daquele jeito obediente a ele e aos desejos sexuais dele.
Nessa noite dormimos juntos e aproveitamos o maximo possível da noite, porque no dia seguinte só poderiamos aproveitar durante o dia, não iamos poder dormir, pois os meus pais chegariam no sábado pela manhã, então não poderiamos correr o risco deles chegarem muito cedo e nos pegar na cama.
Dindo me vez de putinha durante os dois dias que ficamos sozinhos no sitio, uma hora sendo putinha dele, outra hora sendo cadelinha do Thor.

Fiquei usando a coleira de quinta até sexta a noite, quando Dindo me chamou para o quarto e disse que iria me usar, pois tínhamos que dormir em quartos separados nessa noite e lógico de roupa, então ele queria aproveitar o restinho da noite para foder a putinha mirim dele.

“Espero que tenham gostado até aqui, conto com o voto de vocês e comentarios, pois isso é o que me faz sentir mais e mais vontade de escrever para vocês contando meus relatos”

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,08 de 13 votos)

Por # #

10 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Professor rj

    É muito bom ter uma cadelinha assim. Sinto saudades da minha…

    • Menina_Levada

      Obrigada professor por lê meu relato, o convido para ler desde o início para você entender como tudo aconteceu..Bjs…

  • Responder Darkness

    Os adms devem estar de zueira comigo, mandei o comentario e nem publicaram…

    • Menina_Levada

      Eles vás vezes publicam as vezes não…rsss

  • Responder Rafaella

    Virou cadelinha mesmo.. Beijos Duda !!

  • Responder Will

    Adoro seus relatos e quero saber mais e mais das suas aventuras e de vc sendo putinha e cadela de todos e sempre com a bucetinha e o cuzinho abertos sem pena nem pudor
    Mulheres chamem no lelegram pra termos pazer juntos
    @Will_town

    • Menina_Levada

      Oi obrigada por ler meus relatos,a parte 5 e 6 já foram postados, espero que curta.
      Bjs…

  • Responder Will

    Todos os contos so lwvam a quwrem mais e saber mais de vc comp putinha obediente e sub do dindo e dos amigos alem do thor e vale muito apeba gozar pra vc aguardo suas novas fodas e que fique cada vez mais com a bucetinha e o cu bem ababertos de levar rola sem parar todos os dias sem pena nem pudor
    Telegram @Will_town
    Mulheres so chamar

  • Responder 40tão

    Cada conto mais salada
    Muito bom
    Continue escrevendo
    Bjsss

    • Menina_Levada

      Oi meu querido, obrigada por ler meus relatos,já postei a 5 e a 6 parte espero que goste..
      Bjs…