#

Sexo gostoso que rendeu

762 palavras | 6 |4.64
Por

Em um dia de sol, alguém bate no meu portão, me pedindo um prato de comida. Mal sabia eu, que isso iria me render bem mais…

Meu nome é Gally, tenho 45 anos, branco, passivo afeminado somente na cama.
Um dia, estava fazendo meu almoço, e alguém bate palmas em meu portão. Era um moreno de mais ou menos 1,78m e que chamou logo minha atenção pelo generoso volume que tinha entre as pernas. Mesmo mole, era grande e grosso.
Ele me disse que queria um prato de comida, pois tinha acabado de sair da cadeia, e estava com fome e sem grana. Sem pensar muito, eu o fiz entrar e disse que estava terminando de fazer o almoço, mas que se ele quisesse, poderia se servir de pão. E que quando o almoço ficasse pronto, nós comeriamos e eu faria uma marmita pra ele levar. De pronto ele aceitou, e se serviu.
Enquanto isso, fui lavando a louça que tinha, e me sentindo observado. Ao terminar de comer os pães e beber o leite, perguntei se queria mais algo.
Ele, então, me puxa pela cintura e me faz sentar no colo dele, dizendo:
– Tu pensa que eu não notei que tu usa calcinha por baixo desse calção? Poxa, tô há muitos anos sem comer ninguém. Libera pra mim esse cu!!!
Sentado no colo dele, sentia que além de grande e grosso, seu pau estava duríssimo. Sem pensar, eu disse:
– Tá bom. Vai lá tomar um banho e depois nós iremos transar gostoso.
Dei à ele uma toalha limpa, e ele foi. Enquanto isso, eu que já tinha tomado um banho assim que acordei, fui me preparar pra transar com aquele homem gostoso.
Quando ele saiu do banho enrolado só na toalha, me encontrou sentado na cama, só de calcinha. Ele então, tirou a toalha, revelando um monumento que deveria ter uns 20 cms mais ou menos , e eu não pensei duas vezes, caí de boca.
O cara gemia muito, estava adorando a chupeta que estava recebendo. Depois de um pequeno tempo só chupando, me coloquei de quatro na cama, pronto pra receber o mastro.
Ele então, abaixou minha calcinha, deu um beijo na minha bunda, e começou a linguar o meu cuzinho me deixando doido de tesão. Depois de um tempo só lambendo e chupando meu cu, ele posicionou o mastro na entrada do meu cuzinho e foi forçando.
Senti minhas pregas se abrindo, e o pau entrando, fazendo eu soltar gemidos de puro tesão.
– Assim… isso, põe tudo… ah
– Calma que só tá começando… Cuzinho apertado da porra. Que delícia…
Senti suas bolas encostarem em minha bunda, e ele colocar suas mãos dos meus dois lados. Então, ele começou a socar gostosamente, com todo tesão acumulado, num vai-vem frenético, bem gostoso, que me fazia gemer de tesão. Talvez, pelo tempo sem foder ninguém, ele gozou bem rápido, mas não parou de meter, socando com todo gosto aquele enorme pau no meu cu.
Enquanto me fodia, o cara mordiscava minha orelha e chupava meu pescoço, me deixando cada vez mais excitado. O cara, então, se debruçou sobre mim, e começou a aumentar o ritmo das estocadas no meu cu. E, novamente gozou. Era tanta porra, que eu sentia vazar do meu cu.
Ele então, se deitou sobre mim, saciado. E ficou ali passando a mão pela minha bunda, e dizendo que iria descansar, e depois queria mais.
Meia hora depois, o cara colocou minhas pernas sobre os ombros dele, e me penetrou de novo. E, novamente, me fodeu com todo tesão e vigor que ele tinha. Aquela pica grande e grosso, fazia eu ir às nuvens de tanto tesão. Eu gemia, revirava os olhos de tesão, enquanto sentia aquela deliciosa vara entrando e saindo de mim. Tomado pelo tesão, o cara socava o cacete no meu cuzinho com vontade, e gozamos juntos.
Descansamos, e acabamos dormindo. Acordei com ele me penetrando novamente, cheio de tesão e metendo gostoso aquela vara no meu cu até gozar. Foi assim a noite toda…
Nunca fui tão fodido em toda minha vida. Quando amanheceu, ainda fodemos mais 3 vezes antes dele ir embora, pois eu arrumei dinheiro pra ele voltar pra casa da família dele. Mas, de vez em quando, ele vem me comer gostoso.

Se vc gostou desse conto verídico, deixe nos comentários o seu e-mail caso vc seja aqui de SP e queira foder gostoso o meu cuzinho. Beijos.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,64 de 11 votos)

Por #

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Dartanhã

    Amei o conto, como todo puto eu adoro ler estes contos gays, fico imaginando se fosse eu a dar o cuzinho ao macho dotado do conto, eu desde criança adoro ser mulherzinha para um macho, chupar uma pica me leva nas nuvens, e tomar o leitinho é uma delicia, eu gosto do cheiro da porra saindo da pica, o gostinho é delicioso, fica colada nas bochechas, dar o cu foi a melhor sensação que eu senti até hoje, Ass: Uma gauchinha bem putinha delicadinha de Porto Alegre.

  • Responder mial

    vc.nao teve medo.
    porque ele tinha acabado de sair da cadeia

    • Passivo Maduro

      Eu não tive medo pq o tesão bateu mais forte. E eu estava há meses sem dar, o que contribuiu.

    • Passivo Maduro

      O tesão falou mais alto. 😂😂😂

  • Responder Saulo

    Muito bom,conta mais e quantos anos ele tem.
    Bju

    • Passivo Maduro

      Ele tem 53 anos.