# #

perdendo a virgindade pro soldado parte 2

794 palavras | 0 |4.62

O soldado quis aproveitar todo o tempo antes de voltar pro batalhão 12 b.i

Ola ! Só relembrando, meu nome e kele, hoje tenho 39 anos e estou contando pra vcs como perdi minha virgindade pro irmão mais velho do meu amigo, eu com 13 anos e ele com 22 pra 23 anos, vamos continuar então .

Eu estava com tesão mas minha bucetinha estava ardendo depois da tentativa do Felipe.

O Felipe se levantou ligou o som com o volume bem alto e pegou um vidrinho em um dos quartos e voltou pro meu lado .

Me lembro perfeitamente de ouvir the cranberris enquanto o Felipe sussurrava no meu ouvido .

O minha linda não chora não ! Vcs vai gostar .

Mais ta doendo ! Eu disse a ele

O Felipe me beijou tirando minha blusa e me deichando com os peitinhos de fora.

Que delicia ele me disse !

Ele chupou meus peitinhos e me esfregava na rola dele, eubja não sentia mais dor e deixei ele louco quando segurei o rosto dele e pedi pra ele tentar de novo .

Felipe pegou o vidrinho que ele avia pegado no quarto, buzuntou seu pau com aquele oleo me deitou no tapete da sala abriu minhas pernas deixando minha bucetinha e seus poucos pelinhos toda arreganhadinha, eu mordi meu dedo indicador virando o rosto de lado e senti ele forçar mais uma vez .

Aaaaaa foi o meu grito quando senti pela primeira vez o pau de um homem entrendo em mim !
Felipe tirou os cabelos que cobriram meu rosto e inclinado sobre mim me olhando nos olhos ele empurou devagar , ate que uma lagrima escorreu mais uma vez no meu rosto .

vc quer que eu pare, ele me perguntou ?

Não !

Aaaa sua putinha gostosa, ele sussurrava e almentava o ritimo das suas bombadas em mim .

sentir aquele pau deslisando e pulsando dentro de mim era incrivel, e por mais de uma vez o Felipe disse que eu era toda dele eu estava adorando ser tratada como uma mulher.

Deixa eu sentar, deixa ?

Ele parou suas bombadas sorriu e me disse: vem cá.

Tirou seu pau duro feito aço de dentro de mim me deu a mão me levantando, sentou no sofa e disse :

E assim que vc quer ?

Confirmei balançando a cabeça, e fui .
Eu sentei engolindo cada pedacinho daquele pau, eu ja não cintia mais dor eu so queria sentir ele todo dentro de mim, o tesão foi tamanho que eu comecei a sentir uma coisa estranha , o Felipe chupando meus peitinhos e me forçando contra o pau dele um dos seus braços passado na minha cinturinha e o outro nas minhas costas puchando de leve meu cabelo, me fazendo estufar meus peitinhos enquanto ele os engolia ! Então eu gozei, foi unico, incrivel e o fato de ele não parar e continuar bombando e me chupando cada vez mais me fez gemer alto e quando eu estava gosando uma segunda vez, eu senti ele pulsando e me inundando de porra .

Depois de sentir o pau dele perde o volume lentamente dentro de mim, ele primeiro me beijou e depois se assustou porque nos manchamos o tapete da mãe dele de sangue.

Arrumamos tudo, e o tapete ele disse que daria um jeito, namoramos um polco com carinhos e beijinhos e quando vi a hora me assustei e quiz ir embora depressa .

Felipe não queria que eu fosse e pediu pra que eu ficasse mais, mas eu tive que ir.

Na porta da sala ele me disse que estava servindo o exercito e teria que voltar ao quartel e não me veria por um bom tempo , por isso queria ficar mais um polco comigo.

Fui pra casa mas não tirava o que ele avia me dito da cabeça, ate que ouvi alguem me chamando no portão, minha barriga esfriou meu coração acelerou e quando olhei ve que era minha amiga que morava proximo a casa do Felipe.

Eu vi vc saindo da casa do Mauricio, kele mas so que o Mauricio não esta la porque eu vi a hora que ele saiu, então oque vc estava fazendo la ?

Depois de contar tudo pra minha amiga vivi com todos os detalhes e ainda me gabar por ter aguentado um cara bem mais velho que eu, eu confecei a ela que não queria ter vindo embora queria ter ficado la e visto oque mais ele faria comigo .

Bom se vc quiser mesmo ficar la com ele, vc pode dizer pra sua mãe que vai dormir la em casa e ir pra casa dele, oque vc acha ?
Mas so que vc vai ficar me devendo uma .

Eu adorei a ideia, nos fomos pedir a minha mãe que deixou e nos saimos .

Continua !

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,62 de 13 votos)

# #

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos