#

Nossos 9, 11 e 13 anos

1380 palavras | 4 |3.85
Por

Gostava,quando ja tinha acostumado com ele.so que minha irma,nunca,me disse nada,que era penetrada anal,com aquele sem vergonha,mas eu sabia,de tudo ,

OLA sei que tudo é imaginação, leio estes contos aqui ,e resolvi também escrever o que aconteceu comigo,mais imaginação que verdade.Meu nome é lika,apelido de Melisa,na época eu estava com 9 anos,minha irmã Gina com 10 e meu irmão mais velho com13 anos,nos eramos em 4 irmãos, mas o irmão caçula morreu,quando nasceu…minha mae saia cedo para trabalhar,e meu pai viajava ele é caminhoneiro,então ficava em casa so eu e minha irma,que cuidava de mim,meu irmão so andava pelas ruas, e jogando bola nos campinhos,eu e minha irma, estudávamos na mesma escola ,e quando ela não tinha aula ela me levava e deixava na porta da escola,em casa nos tínhamos muitas brincadeiras , e nesta época nos não tinha brigas, entre irmaos, e nos dávamos super bem,ate eu notar que minha irma,de uns tempos começou a discutir com meu irmão,tudo eles discutiam,motivos não lhes faltavam,por,pao,por prato,por sentar no sofá,barulho,era empura empura ,beliscões,tapa,chute,e ninguém via motivos,bastasse os dois estarem perto ,e em poucos tempos,eles já estavam brigando,eu sempre ouvia minha irma,chamar por minha mae ,ela dizia manhe o leo ta me atrapalhando na tarefa,e gritava,manheeeeh, e minha mae cuidava tudo no cinto de couro,chamava atenção deles ,e dizia para meu irmão,que, quando seu pai chegar você vai ver.Quando a tarde ,nos ficávamos sozinhos,as vezes meu irmao,ficava coma gente,so,que ele sempre tinha brincadeiras que minha irma não gostava,de abraços,apertos,ele tinha uma mania de agarrar nos por tras e não soltar,eu gostava,pois era divertido,e ele eu não via ameaças nenhuma,mas minha irma,já nao gostava,e quando minha mae não estava ele sempre agarrava ela por tras ,principalmente quando ela tinha que ficar na cozinha,fervendo o leite ou, lavando os pratos do almoço,vi varias vezes ele agarrar ela e ficar agarrado dizendo,solta Gina,vai Gina se solta,ela falava,que estava machucando,me solta,ele so dava risada,Depois saia puxando o pinto dele pra baixo, apesar de minha irma so ter 11 anos,ela era da altura de meu irmao de 13 anos,so que meu irmão era bem mais forte,ou gordo,sei la,Tive uma grande surpresa,neste dia eu chegei mais cedo da escola e ouvi minha irma,gritando,paraaaaaa,corri ver o que era ,eles estavam trancado no quarto,e não me ouviram chamar ,pois eles faziam muito barulhos,em cima da cama,pensei que estive brincando mas,vi meu irmão segurando ela por tras como fazia na cozinha ,so que seu short estava abaixado ate o joelho e com uma mao ele segurava seus braços e a outra ele estava tentando colocar o pinto no cu dela,ela pedia para ele parar com aquela brincadeira ,dizendo que contaria tudo pra mae,e forçava,caindo em cima dela no colchao do quarto de minha mae,ela ficou embaixo, e ele segurava ela,so que acho que conseguiu enfiar o pinto nela porque ela ficou chorando ,dizendo palavrões pra ele,ele saiu do quarto arrumando sua bermuda,e foi jogar bola eu acho,minha irma,se levantou e foi para o banheiro,eles saíram dali e nem me viram escondida atrás da poltrona,da sala ,espionando tudo por entre as paredes pois a casa era de madeira e tinha fresta,entre as tabuas.Fiquei assustadas com aquilo,não sabia o que era sexo ,mas tinha noção. Quando meu pai chegava ,meu irmao ficava comportado,era so meu pai viajar ele virava o capeta.Nestas brincadeiras,tinha uma que eu vi minha irma chorrar,meu irmão chegava por tras e puxava nossas short,como era short de malha ,descia fácil ficávamos as vezes mostrandos nossa pepekas branquinhas e gorda,ele so ria,e nos chutava ele ,teve uma vez que minha irmã estava arrastando lixo no quintal com a enchada,e meu irmão veio por tras e baixou sua calcinha,ela estava de vestido,na hora ela virou e deu uma paulada com o cabo da enxada,o cara quase morreu,ficou um galo enorme em sua cabeça ,minha mae falou um monte,eu so assistia,tinha so 9 aninhos.Mas foi,no final de ano ,que eu fiquei de recuperação e meus irmaos passaram então tive que ir na escola por duas semanas,e na parte da tarde,e teve um dia que terminou a prova,e sai mais cedo cheguei em casa as 3 da tarde,e procurei meus irmaos e não achei,olhei por todos os cômodos quartos,não vi ninguém em casa,então eu chamei.Ginaaaa,minha irma não estava meu irmao,estava no quarto de minha mae e me chamou disse que mostraria um jeito novo de virar cambota no colchão,eu fui e estava tudo bem,quando ele me prendeu entre sua pernas e abaixou meu short,e tentou enfiar seu pinto em mim ,no cu,acho que não entrou porque ele,ficou tentando ate minha irma chegar,e bater na porta e dizer ,o que estão fazendo ,depois minha irma,me tirou de la,e perguntou o que ele te fez ,eu não disse nada,não sei porque,acho que foi meu erro não dizer nada,porque semanas depois,minha irma,saiu ao mercado,ele fez novamente aquilo,so que desta vez de frente ficou esfregando o pinto na pepeka,ate lambuzar ficou gosmento ,saiu uma baba esquisita de seu pinto,e eu estava gostando era muito bom,ele forçou e entrou seu pinto na minha pepeka, entrou fácil,não era dificil como de minha irma,so que foi rápido eu me lembro que senti alguma coisa por dentro,quentinha,e ele saiu de cima arrumou sua bermuda,e disse para guardar segredo,isto era so acontecia ,quando meu pai viajava,a trabalho.Mas sempre que eu saia mais cedo da escola eu flagava ou era penetrada por aquele sem vergonha do meu irmão sempre assim,teve uma vez que eu flaguei ele e minha irma no fundo do quintal,e assustei no que vi ,parecia alguém,mas so via as costa,estava com a camiseta do meu irmão,eu subi no pe de manga e via eles atrás do milheiro de tijolos ,fiquei assustada,meu irmão ,estava por tras de Gina,ele sempre pegava ela por tras,acho que ela nunca deu a buceta pra ele,porque ela dizia,já chega,ta bom,ta doendo,para,para,e queria sair debaixo dele so que ele nao deixava,soltava seu peso em cima e ficava ali parado ,segurando ela com uma mao e a outra acho que tentando penetra o cu dela,porqueele ,so conseguia quando ela chorava,vi por duas vezes ela chorar e ele fazer aqueles movimentos de vai e vem, depois parava,se limpava e saia de cima dando risada ela ficava chorando e praguejando ele,sempre ouvia ela dizer tomara que você morra seu sem vergonha ,vou contar tudo pra mae,so que minha irma nunca contou ,então eu também não contei nada ate hoje,sempre que lembro tenho muito tesao.lembrando das cenas o pinto do meu irmão entrando e saindo de dentro de minha irma,ele me comeu ate aos 13 anos , quando eu comecei a menstruar, minha irma eu nao sei, porque depois ficou difícil ver e flagar eles, pois ,já estavam com 15 e 17 anos. NoS damos super bem hoje,ninguém fala destes estrupos,agora so que ninguém sabe nada parentes nem pai e nem mae, já se passaram mais de 25 anos,e eu ainda penso em dar para meu irmão,so que ele e casado e eu também,então gostaria de ter coragem,pra falar pra ele me pegar igual antigamente,quem sabe um dia ,eu contarei aqui ate la.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,85 de 20 votos)

Por #

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder @Esse_sou_eu

    Show!

  • Responder lucas

    muito bom

  • Responder @Esse_sou_eu

    Muito bom

  • Responder @TecnoMan78

    Adorei!