#

Não sei o que fazer (6)

1716 palavras | 0 |5.00
Por

Como avia falado fomos embora também mais com esperança de comer carol de novo

Bem como o clima tinha ficado pesado minha esposa resolveu ir embora tambe. A mãe de Carol veio chorando e pediu pra ir embora com a gente. Já no carro ela falou que não lembrava de nada nem de ter dado mole pro amigo do Cris, e disse que não queria mais ir pra casa da minha cunhada já que Cris era filho dela. Fomos direto pra casa minha esposa ajeito um quarto pra ela e Carol. Minha filha ficou muito contente já que Carol ia ficar o resto do mês com agente na nossa casa. Terminamos de ajeita o quarto a mãe de Carol ajeito as roupas que tinha levado para o sítio e ficou de pegar o restante quando minha cunhada chegasse, já a noite conversamos bastante ele disse que nunca pensava que isso iria acontecer com ela chorou mais um pouco minha esposa apenas consolava ele e eu só viu calado e pensando. Se ela soubesse que o safado mais o Cris comerá foi a filha dela, ela não tava tão preocupada assim com a reputação dela. Minha esposa viu que eu não atrapalhava e nem ajuda mandou eu sair pra compra alguma. Coisa pra gente comer já que ela. Não tinha feito nada depois que chegamos do sitio. Quando estava saindo pra ir no mercado pra comprar qualquer coisa Carol e minha filha pedem pra ir também. Eu levo as duas Carol ainda com o vestidinho solto e curto e minha filha de short Jean e camiseta. Seguimos pro mercado compramos o que tinha que comprar e na volta Carol pediu pra ir no banheiro com já tinha saído do. Mercado a opção era um posto de combustível. Parei e mandei minha filha ficar no carro esperando . Levei Carol pro banheiro e fique esperando do lado de fora foi quando ela. Me chamou pediu um. Papel que não tinha
Falei pra ela se vestir assim Mesmo pq já estava quase chegando Casa mais ela pediu pra mim entra no banheiro eu entrei meio que desconfiado. Ela tava com o vestido levantado e a calcinha até o joelho perguntei o que ela queria ela simplismente disse nada. Subiu a calcinha e. Saiu do banheiro na minha frente rindo deu uma olhada pra trás e riu novamente. Fomos pra casa chegando lá. Minha esposa Foi prepara nosso jantar mais a mãe de Carol eu fui para nosso quarto assistir TV e as meninas ficaram na sala assistindo TV tambem. Em um dado momento Carol chegou na porta do meu quarto e perguntou o que eu tava assistindo. Disse que tava assistindo uma série. Ela disse que queria assistir também. Perguntei por. Minha filha ela disse que tava na sala assistindo desenho mais ela não queria mais assistir. Desenho fui na sala minha filha estava assistindo soul um desenho novo que saiu a pouco fui na cozinha minha esposa e a. Mãe de Carol estavam. Fazendo a comida e conversando e a mãe de Carol até chorava. Perguntei se ia demorar pra termina o jantar minha esposa veio. Com uma cara muito ruim me puxou pelo Braço, e falou vc na tá vendo a situação não tenha calma come um biscoito sei lá mais deixa agente conversa ela tá precisando muito. Então eu sai e fui pro querto novamente passei pela sala e. Minha filha ainda tava lá assistindo e nem notou a falta de Carol. Minha filha por desenho e fascinada nem. Pisca quando tá assistindo fui no quarto e Carol tava na minha cama todo enrolada assistindo a série. Eu me sentei do lado dela e me cobri também só as pernas. Ela olhou pra mim e riu com aquela cara de safada. Então eu pensei. Será que ela não tá como cuzinho doendo já que o amigo do Cris disse que meteu tudo que ela fez coco no pau dele. Mais deixei ora lá e continue a assistir. Depois de uns 10 minutos sinto a mão dela chegar na minha coxa e ela olhando pra TV como se não tivesse fazendo nada. Eu deixei pra ver até onde iria ela continuou levando a mao mais pra cima até chegar no meu pau que deu logo sinal de vida ela. Apertou ele isso sem olhar pra mim e ficou apertando eu peguei a mãe dela tirei do meu pau, me levantei ela. Olhou pra mim se entender tipo (pq saiu) fui na sala novamente einha filha tava lá ainda fui na cozinha pegar uns biscoito pra disfarça minha esposa e a mãe de Carol estavam sentada às panela com o fogo apagado e conversando. Então imaginei que iriam demorar e o desenho da. Minha filha também iria demorar pra acabar dei uma de louco fui no banheiro tirei minha cueca e voltei pra cama. Pra deitar com Carol. Ela Perguntou o que eu tava fazendo disse que tinha ido pegar biscoito pra gente comer então encostei a porta do quarto. Ela com Certeza entendeu e deu um sorriso pra mim me sentei na cama encostado na cabeceira ela veio e ficou. Colada em. Mim botei o pote de biscoito entre minha perna ela. Ficou pegando o biscoito com uma mão e a a outra ela meteu embaixo do lencol e pegou no meu apu super duro ela. Olhou pra mim surpresa por eu estar sem cuecas e riu novamente. Ela entra meteu a mão por dentro do calção e começou a mim punheita de Leve eu fiquei de olho na porta já que dava pra ver se alguém vinha na direção do quarto por conta da luz isso fazia sombras bem antes de chagar no quarto. Ela ficou punheitando eu não aguentei lembrando que ela já tinha dado pro Cris e o amigo e eles ainda comeram ela depois, eu puxei ela pelo cabelo e conduzi ela pra chupar meu apu ali mesmo tava louco com a situação baixei o lenço e ela abocanhou meu pau fiz uma garganta profunda com ela ela até engasgou mais nao parei tava com tanto tesao que forcei a cabeça dela pra baixo e levantei meu quadril pra poder entrar bem no fundo da garganta dela, ela segurou nas minhas coxas tirando a boca. Pediu calma. Eu disse que não pq tinha que gozar logo antes de sua ame ou minha esposa ou filha chegar. Ela disse tá bom então. Foi aí que eu me levantei pedinpra ela levantar também fiquei na porta do quarto e mandei ela ficar de joelhos e me chupar rápido ela me obedeceu rapidinho abriu a boca eu meti com tudo fudendo a boca dela. Até fazia barulho ploc ploc. O tesao era tanto que eu vi que ia gozar rapidinho mandei ela levantar subi o vestido dela afastei a calcinha dela e meti com tudo na pepeka dela. Ela deu um. Pulo pra frente mais eu segurei ela novamente e meti de novo mandei ela aguenta que tava perto já. Só imaginei o que Cris e o amigo fizeram com ela e meti com tudo e forte e rápido. Até gozar litros dentro dela. Tirou meu pau ainda gozando apertei e tentei meter no cuzinho dela mais não entro e terminei de gozar só na porta do cuzinho dela. Mandei ela ir pro banheiro se lavar. Ela foi e eu fui limpar o chão pq caiu gozo no chão do quarto. Limpei com meu calção mesmo depois coloque de novo ele todo melado. Aasimnqie me vesti minha filha veio atrás de Carol um pouco. Mais ela tinha pego. Falei que ela tava no banheiro. Minha filha veio olhou no quarto e perguntou o que eu tava assistindo eu falei ela disse que ia ficar assistindo também. E apenas concordei ela olhou pra mim e perguntou papai que cheiro e esse no quarto fiquei sem reação fiu no banheiro do quarto peguei o bom ar e apliquei no quarto todo. Se. Minha filha sentiu o cheiro minha esposa com certeza também iria sentir e saber do que se tratava o cheiro claro. Logo depois cheflgou Carol tomada banho e com. Sua roupinha de dormi um outro camisão e com calcinha. Minha filha retrucou pq ela não chamou ela pra tomar banho juntas ela disse que tava com dor na barriga, então mandei minha filha tomar logo o banho dela também. Aproveite e tomei meu banho e coloque meu short de dormi Bem folgado, e fui na cozinha de novo minha esposa ainda tava na conversa com a mãe de Carol
Perguntei pela janta ela colocou a mao na testa a mãe de Carol pediu desculpa. Eu então disse. Vamos fazer duas lasanha congelada mesmo e mais rápido já que eu comprei mesmo. Então jantos e fomos deitar. Minha esposa falou que a mãe de Carol tinha dito quan não lembrava de nada do acontecido nem se tinha dado encima do amigo de Cris. Já que ela fazia um tempo que não tinha relações que o ex dela só queria abusar de Carol por isso ela veio passar uns dias. Tinha mandado ele embora da casa dela mais ele era violento demais baita nela por isso ela veio á com medo do pior. Minha esposa perguntou pq ela não fez uma denúncia dele. Ela disse que ela ameaçava ela de morte e que se ele fosse preso ela mandava matar todo mundo da casa. Mais ela disse que antes de vir pra cá denuncio a polícia e ele tinha sido preso e ela queria ficar um. Tempo por aqui pra ele não saber que foi ela que fez a denúncia. Fiquei até com remorso depois. Já que tinha acabado de comer a filha dela. Mais vida que segue. Depois volto pra contar o que eu fiz com a Carol. Depois de todo o acontecido. Vai ser a última parte pq elas vão embora.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 2 votos)

Por #

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos