# # #

Meu irmão comeu eu e a minha amiga juntas!

2761 palavras | 2 |4.55
Por

Na noite do dia em que “Meu irmão me comeu na frente da minha amiga!“… Era umas 19h, eu meu irmãos e nossos pais estávamos sentados no sofá vendo TV. O meu irmão mais velho tava bem ao meu lado, a gente tava com nossas coxas coladinhas e ele ficava me cutucando, enquanto roçava seus pés nos meus.

Eu logo tava toda fogosa de novo, aí eu peguei uma almofada, levantei um pouco minha saia, coloquei a almofada no meio das minhas pernas e fiquei esfregando a minha buceta nela. Em pouco tempo eu gozei e melei minha calcinha, aí eu olhei pros meus pais, que estavam olhando fixamente pra novela na TV.

Aí eu peguei a mão do meu irmão e coloquei em minha buceta por cima da minha calcinha, depois eu comecei a apertar o pau dele por cima do seu short. Aí meu irmão piscou pra mim e falou que ia pro banheiro, ele levantou e foi, eu levantei e disse que tava com sede, e fui atrás do meu irmão, entrei no banheiro e encontro ele já com seu pau super duro pra fora.

Aí eu fechei a porta, me ajoelhei na frente dele e comecei a chupar seu pau, ao mesmo tempo ficava fazendo carinho nas bolas dele, que logo tirou o pau da minha boca e gozou no meu rosto. Eu fiquei meio chateada, pois queria beber, rsrs, mas como adoro levar gozada na cara, sorri e beijei meu irmão, que me limpou com a toalha de rosto e lavou seu pau na pia, depois voltamos pra sala.

Mais tarde, quando era umas 19h45, minha amiga chegou, aí nós fomos pra varanda, ao chegar lá eu falei – E aí tá preparada pra dar essa bucetinha pro meu irmão?. Ela começou a sorrir, aí eu sorri também, depois ela falou – Acho que sim… Falou com ele pra ir devagar né?. Eu – Ihhh, eu esqueci, mas relaxa eu falo na hora, rsrs. Ela – Não esquece tá. Eu – Relaxa Lêh… Essa vai ser a melhor noite da sua vida, rsrs. Ela sorriu e falou – Assim espero, rsrs.

Aí nós entramos, eu logo fui falar com meu irmão, que tava jogando video-game em seu quarto, eu entrei e falei – Irmão a Letícia chegou!. Ele ficou todo sorridente e aí falou – Que bom. Eu – Olha eu tive uma idéia… A minha amiga vai dormir no meu quarto… Aí quando for umas 23h, leva o seu colchão, pra lá… Aí a gente coloca um colchão do lado do outro no chão… Pode ser?. Ele – Claro que sim, rsrs. Eu – Então tá combinado, rsrs. Ele – Dá uma chupadinha aqui antes, rsrs. Eu – Mais tarde. Ele – Por que?. Eu – É que eu vou ensinar minha amiga a chupar um pau com você, rsrs… Ah, e você vai ter que ir devagarinho com ela tá?. Ele – Tá bom.

Aí eu voltei pro meu quarto e deitei com minha amiga, quando deu 23h, eu e minha amiga estávamos deitadas em minha cama, uma de frente pra outra esperando meu irmão, que tava demorando. Aí eu aproximei minha cabeça da dela e a beijei, ficamos um tempão nos beijando, quando, de repente o meu irmão entra no meu quarto, e quendo vê a gente fala – Que delícia irmã, rsrs.

Aí nós paramos de nos beijar, minha amiga tava bem vermelha, e ficou meio que se escondendo do meu irmão, aí eu falei – Demorou irmão. Ele – É que a mãe e o pai não estavam dormindo ainda. Eu – Coloca teu colchão no chão, vou colocar o meu do lado.

Aí ele colocou seu colchão no chão, em seguida pegou o meu e colocou do lado, enquanto isso eu tranquei a porta, em seguida cheguei perto da minha amiga, que tava visivelmente nervosa, aí falei – Que foi Lêh?. Ela nada falou, aí eu falei – Tá com medo né?. Ela disse sim com a cabeça, aí eu falei – Irmão, diz pra ela que você vai ir bem devagar. Ele – Eu vou ir bem devagarinho… Prometo Letícia, rsrs. Eu – Viu?… Não precisa ficar com medo. Ela – Tá bom então.

Aí nós 3 deitamos nos colchões, eu e meu irmão num canto, e minha amiga no outro com as costas na minha cama, aí eu levei minha mão até o pau do meu irmão por cima do short dele e o apertei, ele urrou de prazer e levou sua mão até os meus peitos.

Em pouco tempo eu tava peladinha, com meu irmão me masturbando e massageando meus peitinhos, em seguida eu tirei o pau dele pra fora, ele tava mega duro e babando de tesão. Aí eu comecei a masturbar ele, enquanto isso ficava olhando pra minha amiga, que já tava se masturbando enquanto olhava na direção do pau do meu irmão.

Um tempo depois eu abocanhei o pau do meu irmão e comecei a chupar a cabeça que tava toda babadinha com aquele pré-gozo dele, depois olhei pra minha amiga e falei – Vem cá Letícia… Vem chupar o meu irmão um pouquinho.

Aí ela veio, eu saí e ela sentou no meu lugar, eu fiquei do lado do meu irmão e fui guiando minha amiga, que tava um pouco receosa, mas logo abocanhou o pau do meu irmão e começou a chupar. Aí eu olhei pro meu irmão e vi ele revirar os olhos, aí falei – E aí?… Tá gastando irmão?. Ele – Muito irmã… A boquinha dela é muito gostosa, rsrs. Eu – Tá gostando amiga, rsrs?.

Ela tirou o pau do meu irmão da boca, mas não falou nada, mas o sorriso que ela deu, deixou claro que ela tinha gostado, aí eu falei – Agora tira a roupa Lêh… Deixa meu irmão ver como você é gostosa, rsrs.

Minha amiga timidamente tirou sua blusa, depois seu sutiã, no que meu irmão viu os peitos dela, ficou vidrado neles, que eram maiores que os meus, que inveja tenho da minha amiga, rsrs. Em seguida ela tirou o shortinho que tava vestindo, e por fim tirou a sua calcinha, ficando peladinha na frente do meu irmão pela primeira vez.

Aí ela sentou na frente do meu irmão toda tímida, aí eu falei – E aí?… Achou minha amiga gostosa irmão?. Ele – Sim… Ela é muito gostosa… É também, muito bonita, rsrs. Aí eu fiz minha amiga deitar de barriga pra cima e abri as pernas dela, aí falei – Fica relexada… Meu irmão vai enfiar o pau dele na tua bucetinha… Mas ele vai bem devagarinho tá.

Aí ela fez um leve sim com a cabeça, então o meu irmão se ajeitou entre as pernas dela, em seguida colocou o seu pau na entradinha da bucetinha dela e começou a enfiar. Como a bucetinha da minha amiga era bem apertadinha, meu irmão teve muita dificuldade em penetrar seu pau nela, mas assim que a cabeça entrou a bucetinha dela começou a engolir o pau do meu irmão, que em segundos tava todo dentro dela.

Minha amiga gemia muito e muito alto, aí eu tapei a boca dela com a mão, em seguida caí de boca em seus peitos, enquanto beijava e chupava um, ficava alisando o biquinho do outro, aí eu olhei pro meu irmão e falei – Fica um pouquinho parado irmão.

Aí ele parou, e eu tirei minha mão da boca da minha amiga, que já não gemia mais tão alto, mas fazia cara de dor e se contorcia bastante, parecia um bambu no vendaval, rsrs. Aí eu então comecei a beijá-la, apenas selinhos no começo, até que ela mesma abriu a boca e colocou sua língua pra fora, aí olhei pro meu irmão e falei – Tá vendo?. Ele – Vocês são muito safadinhas, rsrs.

Aí eu e minha amiga começamos a nos beijar de língua, enquanto isso meu irmão iniciou um leve vai-e-vem, e a cada 30 segundos eu falava no ouvido da minha amiga – Pede pra ele ir mais forte. Ela olhava pra mim e fazia um leve não com a cabeça, eu continuava insistindo pra ela falar pro meu irmão e mais forte, aí falei – Pede pra ele ir forte… É muito mais gostoso Lêh. Aí ela enfim falou – Vai mais forte. Eu sorri, olhei pro meu irmão e falei – Ouviu irmão? Ela quer mais forte!. Ele – Ouvi sim irmã, rsrs.

Então ele começou a meter mais forte na bucetinha da minha amiga que gemia bastante, aí eu tapei a boca dela de novo, dessa vez com minha boca, rsrs. Um tempo depois eu olhei pro meu irmão e falei – Deixa eu chupar ela um pouquinho irmão… Enquanto isso você pode me foder, rsrs.

Aí ele saiu de cima da minha amiga e eu me ajeitei na frente dela, ficando meio de 4, enquanto isso meu irmão se ajeitou atrás de mim, aí falou – Onde quer, rsrs?. Eu olhei pra ele e falei – Na bunda, rsrs. Aí ele enfiou seu pau no meu cu, enquanto fodia ele, eu chupava e dava lambidas na bucetinha da minha amiga, que tava toda meladinha.

Um tempo depois eu e minha amiga trocamos de lugar, ela ficou na minha frente chupando minha buceta, enquanto isso o meu irmão se posicionou atrás dela e ficou fodendo a sua bucetinha com força. Em pouco tempo, ouvi minha amiga gemendo mais alto e se contorcendo bastante, ela já não me chupava mais, estava deitada em cima de mim, com a cabeça na minha barriga.

Aí meu irmão olhou pra mim sorriu e falou – Ela gozou, rsrs. Eu – Então continua… Faz ela gozar de novo, rsrs… Isso se você conseguir, rsrs. Ele – Claro que consigo… Eu consigo com você, por que não com ela, rsrs.

Aí ele continuou fodendo minha amiga, eu saí de baixo dela, me deitei do lado e comecei a masturbar enquanto olhava eles transando. Um tempo depois meu irmão virou minha amiga de frente pra ele e continuo fodendo ela, em pouco tempo ele olhou pra mim com um sorriso enorme no rosto e falou – Ela gozou de novo, rsrs. Eu – Tô vendo, rsrs… Agora é minha vez.

Aí eu deitei em cima da minha amiga e em seguida beijei ela, nós ficamos nos beijando por um tempinho, enquanto isso o meu irmão enfiou seu pau na minha buceta. Depois de um tempo enfiou ele na bucetinha da minha amiga, enquanto fodia meu cu com um dedo, depois ele enfiou o pau na minha buceta de novo, ele ficava metendo seu pau, hora na bucetinha da minha amiga, hora na minha buceta.

Ficou assim por um bom tempo, logo eu e minha amiga gozamos, em seguida ele ficou metendo só na minha buceta, em pouco tempo falou que tava gozando. Aí ele tirou da minha bucetinha, aí eu olhei pra minha amiga e falei – Fica de joelhos Lêh. Ela – Por quê?. Eu – Só fica de joelhos… Meu irmão vai dar banho na gente, rsrs.

Aí eu e minha amiga ficamos de joelhos na frente do meu irmão e ficamos chupando ele, primeiro eu, chupava e dava lambidas na cabeça, em seguida falei pra minha amiga chupar e lamber ele também, ela fez o mesmo que eu, rsrs.

Um tempo depois meu irmão falou que tava gozando, aí ele ficou se masturbando na nossa frente, eu logo abri a minha boca e mostrei minha língua pra minha amiga, que fez igual a mim, rsrs. Em pouco tempo meu irmão gozou na nossa cara, e ele gozou muito, foram uns 10 esporros, e como nós estávamos com a boca aberta alguns jatos e várias gotas foram pra dentro, rsrs.

Eu, como sempre saboreei e bebi tudinho, mas a minha amiga não, ela ficou tossindo e cuspindo o leitinho quentinho do meu irmão no meu colchão, rsrs. Aí, eu, sem falar nada, apenas olhei pro meu irmão e sorri pra ele, em seguida beijei minha amiga, depois ela ficou olhando pra mim, toda envergonhada e com uma carinha de nojo, rsrs. Aí eu fiquei sorrindo pra ela e falei – Não gostou do sabor, rsrs?. Ela – Não é ruim de mais. Meu irmão – Você vai se acostumar. Eu – É… No começo eu também não gostava… Mas hoje acho uma delícia, rsrs.

Aí eu e meu irmão arrumamos o quarto, colocamos o meu colchão na minha cama, em seguida minha amiga deitou na cama, e ela tava tão cansada que dormiu rapidinho. Depois meu irmão levou seu colchão pro seu quarto, enquanto isso eu fui pro banheiro tomar banho, e quando tava saindo meu irmão entra. Ele veio até mim com um sorriso que não cabia no rosto, aí eu falei – Tá feliz né irmão?!. Ele – Tô sim, rsrs… Sua amiga é muito gostosa.

Aí eu já ficando com tesão de novo, peguei no pau dele e comecei a apertar, logo ele tava duro e eu comecei a masturbar ele. Enquanto eu masturbava o meu irmão, ele ficava apertando os meus peitinhos, em seguida nós saímos do banheiro e fomos pro quarto dele. Chegando lá ele me deitou em sua cama, em seguida deitou-se por cima de mim e enfiou seu pau na minha buceta, aí eu do nada comecei a lembrar daquele dia em que fui “estuprada” por 3 ao mesmo tempo.

Eu logo tava cheia de vontade de apanhar, aí eu falei – Bate na minha cara irmão. Ele parou de meter e falou – Oiii?. Eu – Bate em mim e me chama de putinha. Aí ele me bateu (fraco), e falou – Você é minha putinha. Eu – Humm, bate mais forte… Pode bater forte irmão… E me chama de safada. Aí ele me bateu de novo (agora forte), e falou – Sua putinha safada… Vou te foder gostoso. Eu – Hummm, que gostoso irmão… Então me fode com força e goza dentro de mim.

Ele então começou a me foder forte, ele me dava tapas e me xingava, eu toda feliz por estar apanhando, rsrs, gemia e xingava ele também, rsrs. Até que eu gozei, ele gozou logo depois de mim e encheu minha buceta com seu gozo, em seguida ficou deitado ao meu lado e ficou acariciando o meu rosto enquanto olhava nos meus olhos.

Ele ficou um bom tempo fazendo carinho em mim, até que me deu um selinho e depois falou – Por que pediu pra eu te bater irmã?. Eu – É… Lembra daquele dia no rodízio de pizza?. Ele – Sim… Você ficou me masturbando e me chupando enquanto olhava praqueles caras, rsrs. Eu – Então… Uns dias depois… Eles me comeram numa casa abandonada… Eles me batiam com chicotes e com tapas, me xingavam, e eu gostei muito, rsrs. Ele – Caramba irmã… Você é mesmo uma putinha hein.

Eu sorri beijei ele e me levantei, aí quando tava indo na direção da porta ele falou – No dia que nossos pais descobrirem sobre isso você vai estar muito fodida, rsrsrsrs. Eu – Mas do que já sou, rsrs.

Aí eu abri a porta e assim que saio do quarto do meu irmão, vejo meu pai meio que escondido no final do corredor, que dava pra cozinha, não dava pra ver ele bem, mas eu sabia que era ele. Eu sabia também, que ele estava me vendo, mas eu não me assustei, nem fiquei preocupada, eu apenas sorri olhando na direção dele e fui pro caminhando lentamente pro meu quarto, rsrs.

Continua…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,55 de 22 votos)

Por # # #

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder JSS

    Delicia de conto queria ter essa sorte. JSS1970

  • Responder asd

    mt bom