# #

Devia ter feito diferente. Parte 1

1226 palavras | 7 |3.39
Por

Uma história sobre um fato que aconteceu cmg em 2018, com uma mulher que talvez fosse a mulher da minha vida, só que fiz besteira, muita besteira…

Oi, esse é o primeiro conto que escrevo e confesso que é uma droga escrever pelo celular
(maldita hora que quebrei o PC em um “acidente” no meu carro) bem, meu nome aqui vai ser Marcos tenho 23 anos de idade, tenho um corpo normal nem gordo nem magro, a única coisa boa em mim é meu rosto que acho bonitinho, meu pau também é pequeno eu acho têm uns 16cm apenas mais é bastante grosso (muito bom pra comer uma bct,
Mas só isso msm , pq é quase impossível comer um cu com um pau grosso desse jeito)
vou contar um fato que aconteceu comigo em 2018 quando estava namorando uma mulher ( a Júlia , ela é muito linda, tinha peitos grandes, o corpo era daqueles de academia e sua bunda era bastante empinada, tinha cabelos comprido e uma pele branquinha, achava ela quase perfeita só tinha um pequeno defeito era muito interesseira) e provavelmente não irá se repetir nunca mais kkkk
Estava terminando de fechar a loja onde trabalhava quando fiquei sozinho com uma das vendedoras de lá.
Ela era baixinha e tinha um cabelo curto, seios pequenos e uma bunda normal, pelo rosto infantil e tamanho eu nunca olhei pra ela como mulher nem nada do tipo, parecia só uma criança pra mim, o nome dela era Anna Júlia mas muitas vezes era chamada de Anny ou Julinha pelos mais íntimos. Ela chegou do meu lado arrumando os botões da blusa e falou;
-bem, agora a gente já pode ir pra casa, + um dia encerrado graças a Deus rsrs.
Eu sorri e não falei nada, não sei pq fazia isso, sempre fui muito extrovertido e conversava com tanta alegria com quase todo mundo, menos com ela.
Ela fica me olhando abaixar as grades da loja e me pergunta;
-bem…amanhã vc vai pra festa da minha prima?
Feriado e Final de semana perto, já aproveitamos e emendamos TD kkkk.
Acabo de fechar a loja e me viro em direção dela,
Eu com 1,85 de altura fazia ela ficar menor ainda do que era,
-Ainda não sei queria fazer umas coisas amanhã e pode não dar tempo e também sua prima não se dá bem com a minha madrasta. _disse isso indo em direção ao estacionamento que ficava nos fundos de um shopping ao lado. Fui andando e ela me segura no braço dizendo;
– É que não vai ser a mesma coisa sem você…
-rsrs acho que sua prima n… _ nem terminei a frase e ela me dá um beijo rápido e fico sem reação
-sempre quis fazer isso com vc Marcos;
-você sabe que não podemos neh? Falei isso pra ficar com a consciência mais tranquila. Nesse momento ela tenta me beijar de novo e eu olhei ao redor pra ver se não tinha ninguém que nos visse, puxei ela pra dentro do meu carro e beijei ela de vdd, agarrei seu cabelo e puxei um pouco, nesse momento sua orelha, seu pescoço,( nossa, como eram pequenos, pareciam mais de uma criança do que com os de uma mulher adulta)
Beijei seu pescoço pensando nisso, subi mais um pouco e mordia sua orelha, com uma das mãos ia acariciando a bunda dela, apertando, meu carro que usava era espaçoso (pq eu desde que arrumei um dinheiro forte eu retirei os bancos de trás e coloquei um estofado especial que parecia uma cama e logo no fundo do banco tinha um notebook que sempre usava pra jogar quando não estava em casa, tinha alguns controles que deixava por lá sempre pq tinha preguiça de guardar eles) mas nesse dia eu nem tava aí pra controle, deitei por cima deles e a Anny subiu e ficou por cima de mim como se nada pudesse nós atrapalhar, me beijava com força, se eu estava excitado ela devia estar pingando de tesão.
Eu vou tirando sua blusa com calma enquanto ela não para de beijar meu pescoço, ela tava muito fogosa, quando tirei ela nem tive paciência pra tirar o sutiã, a única coisa que fiz foi alevantar eles um pouco pra ter como chupar aqueles peitinhos.
Ela parou de me beijar e se sentou em meu colo, nesse momento eu não pensava em mais nada , só queria gozar, ela tirou seu sutiã e começou a desabotoar minha camisa, ela me olhava com uma carinha de safada mas…seu olhar era tão infantil, que as vezes a minha consciência me dizia (( pareeeeee!!!!! Paree agora!!! Ela não tem nem um corpo de mulher, parece o de uma criança de 14 anos!!!!)))
Minha cabeça volta ao lugar por alguns segundos,quando Dei por mim eu já estava sem camisa e ela estava tirando meu sinto, uma parte de mim quer isso, a outra parte queria parar, fiquei parado por quase 1 minuto apenas olhando ela tirando minha calça e me deixando só de cueca. Meu pau estava explodindo de tesão, achei que ia gozar nesse instante msm, aí resolvi trocar de posição e deixei a annynha por baixo e eu fiquei por cima controlando tudo, era o que podia fazer pra diminuir minha excitação senão iria gozar rápido igual a um adolescente precoce.
A calça dela era tão fina que conseguia tocar uma siririca por cima dela numa boa, fiquei fazendo uns carinhos com minha mão esquerda e com a direita ia colocando meus dedos na boca dela pra ela chupar. 07:00 horas da noite e lá estava eu emcima de uma mulher que conhecia a anos e nunca tinha notado ela até aquele momento, ela ficou apenas de calcinha deitada na minha frente e meus dedos estavam na sua boca,
Tirei eles de lá e fui colocando dentro de sua outra “boquinha” rsrs, gemendo baixo, tentando abafar ao máximo o som que fazia, ela ficava feito uma louca de prazer, minha cueca toda molhada de pré gozo, eu estava suando pouco e Anny estava toda molhada, dos pés a cabeça, suor misturado com o que saía daquela bucetinha tinha um cheiro diferente, não sei explicar isso, era uma coisa bastante nova pra mim, nunca tinha notado nesse cheiro que as mulheres tinham nessas horas de prazer .Me perdi nós pensamentos e parei de dedilhar ela, não sei oque ela achou que eu Queria que ela fizesse, acho que devia ter pensado que era a vez dela me masturbar mais era só minha consciência tentando né parar mesmo.
-hmm,dlc, gostoso…. _Dizia ela, msm quase que não dando pra escutar direito, fazia sinais pra mim ,olhava nós meus olhos, tirava meu pau da boca e parava de chupar e só lambia ele dos lados e depois partia pra lamber a cabeça, no meio da excitação meu corpo mau me obedecia, minha perna estava estirada sobre o banco do motorista, era uma posição nada confortável pra mim e acabei deixando a perna descer e sem querer bati no freio de mão e derrubando meu notebook que estava bem ao lado e fez um barulho que assustou anny…
(Continua pra não ficar muito grande)

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,39 de 23 votos)

Por # #

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Anônima

    Devia ter feito diferente, o quê??? Cadê a parte 2 ? Como entender o título do conto,ou o conto,se não tem continuação.Cadê o final ? Porquê disse que teria continuação,se não tem?

    • Vegeta

      Eu postei a parte 2 mas não apareceu aqui, tentei duas vezes e o texto não foi postado online, aí desistir de postar a continuação.

      ADMIN: Procurei seu conto parte 2 e não encontrei. Usou um titulo diferente? Entre em contato.

  • Responder Anônima

    Cadê a continuação??? Não encontrei.Estou CURIOSA!!!

  • Responder Vegeta

    E também, não uso esse tipo de site para encontros,
    A maioria parece ser fake e pedem dinheiro até pra mandar msg kkk, prefiro usar o baddoo se for assim

  • Responder Moreno14cm

    Continua mano gostei

    • Vegeta

      É bom saber que alguém gostou cara, vou publicar a segunda parte ainda essa semana msm

  • Responder Vegeta

    Sinseramente, nao sei só seu que estou disposto a descobrir