#

Sorte ou azar na divisão dos quartos…

847 palavras | 0 |4.60
Por

Na divisão dos quartos em uma excursão fiquei com um menino bem afeminado, mas….

Depois de muito troca-troca (quase sempre só dando a bundinha) com meus primos na infância, Virei Homem, casei e estava levando uma vida sexual normal. Morna após anos de casamento.
Em função da minha atividade viajava constantemente a São Paulo para fazer compras. Saímos de Porto Alegre em ônibus de excursão e ficávamos 2 noites em SP. La a guia nos dividia em quartos de 2 ou 3 pessoas.
Eu estava mais ou menos com 35 anos. Logo que embarcamos notei no ônibus, um menininho de uns 18 anos, bem bonitinho com jeitinho meio delicado(Afeminado). Mas nem falei com ele nem cuidei nem nada.
Por sorte ou azar ou destino ; na divisão dos quartos ficamos eu meu companheiro de assento e colocaram o menininho junto.
Eu não conhecia nenhum deles. Entrei e fui direto para a ultima cama, O menininho ficou na cama do meio, estava cansado depois de 18 horas na estrada.
Reparei que ele levantou e entrou na banheiro, mas deixou a porta aberta.
Esperei alguns momentos , criei coragem e entrei atrás. Ele estava debruçado sobre a janela, olhando a rua.
——Não esta conseguindo dormir? perguntei puxando assunto.
——-Não, e você também não? respondeu me encarando.
——-Pois é , estou tão cansado que não consigo dormir e você ?
Ele do nada passou a mão no pau, e disse:
—— estou com muita tesão para dormir…
Fiquei meio envergonhado, mas meu pau não. Ficou duro na hora..
Ele percebeu o sinal e foi logo me agarrando e arretando. Abracei ele e passei a não na sua bunda.
Ele então me disse .
—— E´ melhor voltar para cama. Obedeci, deitei na cama e fiquei encarando ele que saia do banheiro.
Ele então veio na minha direção e sem se importar com o outro que dormia na outra cama, deitou-se sobre mim.
Imediatamente tirei o lençol e ficamos no roçando, por cima das cuecas. Pau com pau.
Fiquei doido de tesão. Ele se esfregou um pouco mais mas ouvimos nosso outro companheiro de quarto se mexer, virando-se para nos. Parece que ele tomou um susto ao nós ver e virou para o outro lado imediatamente. Meu menininho levantou -se e foi para a cama dele. Me deixando assim de pau duro. Como dormir desse jeito ? Isso já era madruga, pois chegamos as 3 da manha.
Cansado e de pau duro adormeci. Acordei as 7 e nosso companheiro já não estava no quarto, fiz um pequeno barulho e meu menininho acordou.
—–Estamos sozinhos. falei
Ele então levantou-se e veio deitar sobre mim novamente. Em segundos nossos paus estavam duros. Ele comandava toda a situação . Se esfregava , subia descia. Lutava espada com pau, até que tiramos nossas cuecas e a esfregação aumentou. Ele ainda no comando prensava seu pau no meu , depois tirava e voltava. Começou a lamber meu pescoço, beijar meu peito. Estava uma loucura.
Até que do nada ele me forcou a virar e ficar com bundinha para cima. Continuou seus com pau por cima da minha bunda . Depois colocou seu pau no meu reginho e com movimentos para cima e para baixo me deixando louco de tesão. Meu pau não amolecia. Estava com muita tesão.
Então nem reclamei e fui curtindo ,nem mesmo quando ele passou cuspe no seu pau para facilitar
Não reclamei . Então ele começou a forcar no meu cuzinho com a cabeça daquele pau duro, Eu ainda louco de tesão nada falei. Aí ele cuspiu no meu cu e voltou a forçar a entrada do meu cu.
Doia , mas a tesão era muita. Deixei . Quando percebi já estava com metade do seu pau no meio do meu cu. A dor foi aumentando e meu pau foi amolecendo.
Quando achei que deveria reclamar ele tapou minha boca. beijou meu pescoço e socou forte no meu cu. Já não estava tão bom , mas não tinha forças para reclamar, Deixei.
Ele gozou. inundou meu cu de porra se levantou tomou um banho e saiu.
Fiquei na cama algum tempo , levantai-me e fui trabalhar.
Passei o dia pensando naquilo. A noite eu me vingo . Será minha vez de comeu aquele viadinho.
Cheguei no hotel, mas não o encontrei. Fui jantar, voltei e nada dele.
Fui dormir e nada dele. Adormeci de pau duro pensando nele.
No outro dia também não o vi e na volta ele não retornou conosco no ônibus.
Quando voltei para Porto Alegre, consegui o endereço da loja dele em São Leopoldo.
Tentei procura-lo. Mas também não achei.
Isso mudou minha vida . Descobri que poderia ter prazer nestas viagens a São Paulo( Viajava todos os meses).
Passei a explorar cinemas , saunas e outras lugares de sexo em SP.
Mas aí são outras estórias. Teve mulher, boyzinho, gay, homem e até travesti…
(isso tudo é verídico)Conto outra dia….
meu email: [email protected]

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,60 de 10 votos)

Por #

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos