#

Segredinho Sujo

456 palavras | 10 |4.43
Por

Quando eu estava com 16 anos meu pai foi me buscar no vôlei, voltamos pra casa de ônibus e o transporte estava lotado. Eu fiquei na frente dele, no vai e vem do ônibus minha bunda começou a se esfregar no pau dele, era inevitável. Ele tentou se afastar, mas o ônibus estava cheio e, na medida em que as pessoas iam saindo, mais pessoas iam entrando e a aglomeração tornava tudo cada vez mais insano, duplamente apertadinho e triplamente mais constrangedor, tanto pra mim, quanto pra ele. Eu pensava: “antes meu pai, do que outro homem!” E fingi que não estava acontecendo nada, no entanto, de repente, eu senti o volume do pau dele, duro feito pedra, na minha bunda. Um reflexo totalmente involuntário, eu dei uma empinada, levei um susto, não imaginava que meu pai tinha todo aquele potencial, o caralho parecia extremamente grosso, confesso que fiquei morrendo de vontade de colocar a mão e por uns instantes senti inveja da minha mãe. Em alguns momentos ele me dava umas encoxadas, segurava minha cintura e se atreveu a agarrar meus peitos. Nossa, eu comecei a gostar daquilo, achei que ia ser estuprada, se eu tivesse de vestidinho tinha engravidado do meu pai. A estravagante circunferência do caralho dele se encaixava perfeitamente na minha bunda, chegando a cutucar o meu cuzinho efetivamente por varias vezes. Em um dado momento nós dois cansamos de disfarçar e deixamos rolar, eu fiquei na pontinha dos pés e rebolei gostosinha no pau dele, nós sarramos por uns 15 minutos ate chegar no nosso ponto. Eu fiquei muito excitada, toda molhadinha, em alguns momentos cheguei a tentar me virar para beija-lo e deixar tudo mais gostoso. Nós descemos do ônibus e caminhamos por uns 5 minutos até chegar em casa. Durante o trajeto não trocamos uma palavra, ficou um climão estranho, mas ao chegar em casa, na hora do banho eu me masturbei loucamente imaginando meu pai me parando no meio do caminho, em um lugar deserto e, me fazendo mamar o pau dele… Minha boca enche d’agua e minha boceta chega salivar só de imaginar a cena. Pegamos o ônibus lotado mais umas duas vezes, porem, ele me evitou e ficou longe de mim e, nunca mais aconteceu nada parecido. Atualmente tenho 24 anos e até hoje tenho essa tara insana, mas é só uma fantasia idiota, amo meu pai e respeito muito ele. O que aconteceu no ônibus foi só uma coisa efêmera, de momento, sem importância. Mas uma coisa eu garanto: Se meu pai quisesse me comer naquele dia, eu teria dado com certeza. Deus me perdoe, mas foi gostoso de mais!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,43 de 53 votos)

Por #

10 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Padilha

    Seus contos são muito bem escritos e explorados. Comento nesse por ser o mais atual. Espero a continuação do relato com o pastor na locadora. Crie um blog com suas hsts, menina e divulgue aqui.
    Boas festas para nós.

  • Responder Trans loirinha

    Acredito que não tenha nada mais prazeroso para um homem do que ficar com uma menininha novinha.

  • Responder fabio

    pode ter certeza que varias vezes ele imaginou abrir essa yua bunda gostosa e chupa teu cuzinho e punheta o pau pra te fode

  • Responder Cristina

    Meu padrasto fazia o mesmo comigo. Sempre dava um jeito de me encoxar qdo queria. Eu tinha só 12a, mas ele era um tarado, e não estava nem aí. Qdo ia me acordar, entrava no meu quarto de cueca, com a rola dura, e fazia questão que eu notasse. Sei dizer que isto me influenciou, e eu passei a provoca-lo tbm. Então ele passou a tocar qdo me encoxava. Segurava minha cintura, e esfregava a rola na minha bundinha. Um dia “sem querer querendo”, coloquei a mão pra trás, segurei na rola dele e perguntei.
    – que troço é esse me cutucando ?
    Ele riu e falou.
    – é minha rola bb, mas pode ser todinha sua, se vc quiser.
    Respondi que parecia grande, e que não caberia em mim.
    Ele me pegou firme, me fez ficar de frente pra ele, e falou.
    – pode acreditar que cabe inteira nessa bucetinha gostosa que vc tem.
    Naquele dia, eu não quis ir pra escola, pq estava decidida a descobrir se caberia mesmo. Na real, eu queria mesmo era dar pra ele. E coube…senti aquela rola inteira dentro de mim. Tirando o incomodo inicial, o restante foi maravilhoso, e ele me fez gozar como nunca.

    • Was

      Tenho um sonho de fazer com minhas enteadas

    • #TecnoMan

      E hoje Cristina continua?
      Me conta @TecnoMan78

  • Responder Ric

    Se quiser posso ser seu pai em sua fantasia, creio ter a idade do seu pai 50 anos. Que tal?

  • Responder Pervertidobh

    Com certeza ele bateu umas nesse dia tmb pensando na encochada q rolou c vc

    • Evadeusa

      Que delicia
      O meu aos 11 lambia e me depilava

  • Responder Fernando

    Queria conversa com vc tem como ?