# # #

Fiz meu Filho virar homem e ele fez minha Filha virar mulher! 2

1993 palavras | 5 |4.78

(Continuando)…

Mais tarde eu tava sentada no sofá da sala e pensando na conversa que tive com meu filho, e quando minha filha chegou eu fui falar com ela sobre a “brincadeira” dela com o irmão.

Assim que vi aquela fogosinha linda entrar pela porra eu falei – Filha vem aqui preciso ter uma conversinha bem séria com a senhorita. Ela já fazendo cara de assustada veio e quando tava na minha frente falou – Tô encrencada mamãe?. Eu – Não minha anjinha… Eu só quero falar de uma brincadeira sua e de seu irmão. Ela – Tá bem.

Aí eu fiz ela sentar em meu colo de frente pra mim e falei – É verdade que você pediu pra ele brincar de papai e mamãe com você?. Ela – Sim mamãe!. Eu – E é verdade também que ele pediu pra brincar de fazer o filhinho?.

Nesse momento ela ficou bem vermelhinha de vergonha e falou – Sim… Ele disse que só ia brincar comigo se a gente brincasse disso aí também. Eu – E vocês brincaram?. Ela – Sim!. Eu – Você queria brincar de fazer o filhinho?. Ela – Aham!. Eu – O que seu irmão fez?. Ela – Ele me deitou na cama dele, de barriga pra cima, depois deitou em cima de mim e ficou esfregando o pinto duro em mim… Eu gostei, rsrs.

Nisso que minha filha disse ter gostado da “brincadeira” do irmão, eu fiquei muito aliviada e um pouquinho feliz, aí falei – Vocês brincaram de fazer o filhinho também?. Ela – Sim mamãe! Eu acabei de te contar. Eu sorri e falei – Filha a brincadeira de fazer o filhinho é diferente tá. Ela – E como é?. Eu – Bom… O teu irmão vai colocar o pinto dele aí na tua ppkinha. Ela – Sério mamãe?. Eu – Aham… Mas é que dói um pouquinho, mas depois de um tempo a dor vai embora e fica bem gostosinho, rsrs.

Nisso ela fez carinha de quem não tinha entendido e falou – Dói muito?. Eu – Se o seu irmão fizer certinho, dói só um pouquinho. Ela – É muito bom mamãe?. Eu – Muito bom filhinha, rsrs. Ela – Eu posso fazer com meu irmão?. Eu – Poder, não pode… Mas eu deixo vocês fazerem. Ela me abraçou e falou – Ebaaa… Te amo mamãe. Eu – Mas me promete uma coisa?. Ela – O que?. Eu – Se doer muito pede pro seu irmão parar tá bem. Ela – Tá bem mamãe… Ele tá em casa?. Eu – No quarto jogando vídeo-game, eu acho… Vai brincar agora?. Ela – Se ele quiser sim, rsrs. Eu – Vai lá minha anjinha, rsrs.

Cerca de 1 hora depois, eu tava terminado de lavar as roupas de meus filhos, rsrs. Até que ouço minha filha me chamando, logo ela aparece na varanda, toda peladinha e suada, aí ela bem ofegante diz – Mãe… Ajuda a gente a brincar?. Eu – Vocês não conseguiram?. Ela fez cara de triste e disse – Não!. Eu – Doeu?. Ela – Não, quer dizer, doeu um pouquinho sim… Mas eu pedi pra ele continuar, porquê tava gostoso, rsrs. Eu sorri e falei – Tava gostoso é filha?. Ela – Sim… Só que ele não quis continuar, disse que não queria me machucar.

Eu fiquei aliviada por meu filho não ter forçado, mesmo com a irmã pedindo pra continuar e tals, aí eu me abaixei em frente a minha filha e falei – Filha isso não é uma brincadeira… O que você e seu irmão querem fazer se chama sexo… É tipo uma brincadeira de adulto, que só os adultos podem fazer. Ela – E porquê você deixou a gente fazer?.

Nesse momento eu levei minhas mãos ao rosto de minha filha e falei – Porquê quando eu tinha a sua idade sempre quis fazer, mas não tinha irmão ou primo com idade próxima da minha… Agora vai pra dentro e avisa seu irmão pra ir com você pro meu quarto de noite tá bem?… Vou ensinar vocês 2 à brincar certinho. Aí ela me abraçou e entrou em casa.

Na noite daquele dia, eu tava super ansiosa para o que iria acontecer, a ansiedade era quase comparável com a que senti quando estava me casando, rsrs. Quando era umas 21h45, minha filha entrou no meu quarto e a sapekinha tava peladinha, em seguida entra meu filho, que envergando, tava de cueca ainda, rsrs.

Eu logo chamei os 2 pra subir na cama, coloquei minha filha deitadinha ao meu lado, aí eu coloquei a mão dela em sua bucetinha e fiz ela ficar se masturbando, aí falei – Fica assim até ela ficar bem meladinha tá filha. Ela – Tá bom mamãe… Humm isso é gostoso também, rsrs.

Enquanto minha filha se masturbava, eu fiz meu filho ficar de joelhos do meu outro lado, aí eu tirei seu pau já bem duro pra fora e fiquei masturbando ele um pouquinho. Cerca de 2 minutos depois eu coloquei aquele pau dentro da minha boca e comecei a chupá-lo até deixar ele bastante babado.

Era hora de tentar penetrá-lo na bucetinha de minha filhinha que ainda tava se masturbando, aí eu coloquei minha mão na bucetinha dela e notei que tava bem meladinha, aí eu falei – Já tá bom minha princesa… Agora abre um pouco as pernas.

Ela bem obediente abriu as pernas, aí eu olhei pro meu filho e falei – Agora se posiciona entre as pernas de sua irmã, depois coloca teu pau na entradinha da bucetinha dela e empurra… Mas vai bem devagarinho tá meu amor. Ele – E se ela pedi pra continuar igual fez hoje de tarde?. Eu – Aí você para, pra não machucar ela… Não adianta ela pedir pra continuar… Se você perceber que ela tá sofrendo você para tá. Ele – Tá bom. Eu – Agora enfia esse teu pau gostoso nessa bucetinha.

Aí meu filho se colocou entre as pernas da irmã, que ficava olhando pra mim, aí eu falei – Olha nos olhos do seu irmão filha… Agora enfia filho. Aí ele começou a enfiar, fazendo sua irmã gemer um pouco alto, aí eu coloquei minha mão no pau dele e falei – Devagarinho filho, bem devagarinho tá.

Nisso ele foi empurrando e eu fui ajudando com minha mão, eu empurra um pouquinho e depois parava. Eu e meu filho fizemos esse empurra e para repetidas vezes, e a todo momento olhava pra minha filhinha que fazia numa carinha de prazer e dor muito fofa, rsrs, aí falei – Tá doendo filha?. Ela – A… Aham. Eu – Para filho. Aí ele parou e falou – Ela não aguenta mãe. Eu – Só fica paradinho por um tempo tá. Uns 5 minutos depois eu falei – Tá doendo filha?. Ela – Não!. Eu – Agora continua filho… Bem devagarinho.

Nisso meu filho continuou empurrando e eu o ajudando, até que a cabeça do pau do meu filho entrou todinha, nisso minha filha gemeu bem alto e abraçou meu filho com força. Aí eu olhei pra ela e vejo uma lágrima escorrendo dos seu olhos, quando volto meus olhos pra baixo, vejo que a bucetinha dela já tinha engolido todo pau de seu irmão, que acabara de descabaçar sua irmãzinha, que gemia bastante.

Aí coloquei minha mão no ombro do meu filho e falei – Filho, agora você tem que ficar assim: paradinho por um tempinho tá?. Ele – Tá bom mãe, mas acho que não vou aguentar. Eu – Vai gozar?. Ele – Vou. Eu – Então tira… Não pode gozar dentro dela, ela é muito nova, e não pode tomar a pílula que tomei pra não engravidar de você, rsrs.

Aí ele tirou seu pau de dentro da bucetinha de sua irmã e no exato momento que seu pau saiu, ele gozou, mandou 5 esporros do seu leitinho branquinho na barriguinha e nos peitinhos de sua irmã, que tava com a respiração bem ofegante.

Depois que meu filho gozou, ele deitou na cama ao lado da irmã e ficou fazendo carinhos no rostinho dela, que ainda tava ofegante. Aí eu que tava com AQUELE fogo, chamei meu filhão pra perto de mim, em seguida eu fiz Anna deitar mais pra beirada da cama, e ela tava tão cansadinha que dormiu quase que instantaneamente.

Depois deitei meu filho de barriga pra cima, aí abocanhei seu pau, que tava meio mole e todo melado. Eu comecei a chupar o pau do meu filho, que logo tava duro de novo, aí eu montei em cima dele e fiquei por quase 1 hora cavalgando, fiz ele gozar 2 vezes, rsrs.

Claro que ele gozou bem pouquinho, pois tinha gozado quase tudo na irmã, rsrs. Quando ele tava pra gozar pela terceira vez, eu gozei, e segundos despois eu senti um mini esporro saindo do pau dele, rsrs, que tava “morto”, debruçado em cima de mim, e respirando forte. Aí eu que tava muito cansada também, deitei ele ao lado da irmã e me deitei ao lado dele, meio que conchinha com ele, que ficou de conchinha com a irmã também, aí nós dormimos.

Na manhã do dia seguinte, acordei com meu filho de conchinha comigo, ele atrás de mim e me cutucando com seu pau, que tava duro, rsrs, eu logo tava excitada, e com a buceta toda meladinha. Aí eu virei de frente pro meu filho e fiquei um tempinho batendo punheta nele, que logo acordou, segundos depois de acordar, ele gozou, mandou 3 esporros pro alto, em seguida eles pousaram na sua barriga e nos seu peitos.

Depois levei ele pra tomarmos um banho, quando saímos do banheiro, minha filha tava se levantando. Aí eu levei ela pro banheiro e dei um banho nela, lá eu lavei a sua bucetinha com bastante cuidado, pois ela tava avermelhada e ela reclamava de dores nela.

Depois do banho eu levei ela de volto pro meu quarto, sentei ela na beirada da minha cama e passei pomada na bucetinha de minha filha. Em seguida fomos pra cozinha, lá eu fiz o lanche mais perfeito e gostoso do mundo pros meus filhos queridos, eles ficaram a manhã toda se olhando, com aquele olhar de quem tinha amado fazer o que fizeram na noite anterior.

Depois daquele dia nós ficamos 5 dias sem essas brincadeiras proibidas e muito gostosas, mas assim que essa semana passou, as coisas foram ficando bem intensas. Uma noite meus filhos entraram no meu quarto já pelados, aí deitaram em minha cama e começaram a transar na minha frente.

Eu nem me incomodei, pelo contrário fiquei excitada e comecei a me masturbar. Depois que meu filho gozou na irmã (fora), ele gozou na barriga dela, rsrs, em seguida ele veio até mim com seu pau já ficando duro de novo e falou – Vamos mãe?. Eu virei de 4 e falei – Vai devagar filho.

Até hoje eu e meus amados filhos fazemos essas brincadeiras gostosas, rsrs. Eu e meu filho sabemos que é errado e proibido, mas é como dizem “o proibido é semrpe melhor”. Minha filha que é toda inocente ainda, já sabe que aquilo não é uma brincadeira, sabe que é sexo, mas não sabe que é errado.

Eu nem sei se um dia vou contar isso pra ela, pois os meus últimos 3 meses têm sido os melhores da minha vida, sei que o que está acontecendo entre eu e meus filhos é errado, mas esse errado deixou nós 3 mais unidos, rsrs.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,78 de 32 votos)

# # #

5 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Jota

    Que maravilhoso. Chama no meu e-mail([email protected])

  • Responder Papai Carinhoso

    Que delícia.
    Meu e-mail [email protected]

  • Responder Gato Safado

    Muito bom mesmo, que delicia

  • Responder Rafaella

    Muito bom. Nada como uma boa professora.. só esqueceu de ensinar ele a chupar a ppk..

    • Djsafadin

      Demais