# # #

A inocência de minha priminha de 7 aninhos…

3146 palavras | 10 |4.50

Me chamo Lucas e tenho 13 anos, to no auge da punheta, são 3 por dia rsrs, tudo me deixa excitado, e de um tempo pra cá, eu tenho sentido tesão em uma prima minha, a Izabell, de apenas 7 aninhos.
Ela é uma menina MUITO bonitinha, é uma loirinha da pele branquinha e bem lisinha, cabelos lisos até a cintura, olhos claros e rostinho angelical, apesar de sua idade, é muito gostosinha (pelo menos eu acho), é magrinha, seus peitinhos ainda não existem, mas tem uma bundinha grandinha e coxas grossas, e isso sempre chamou minha atenção.
Porém eu nunca tentei nada com ela, porquê tinha medo dela contar pros seus pais ou pros meus pais, ou pra qualquer outra pessoa e tals, mas é como dizem: “basta uma fagulha para acender um fogo”, e foi isso que aconteceu comigo.
Numa bela manhã (que foi no final mês passado), tudo mudou, na ocasião, eu estava com ela na casa de minha tia (mãe dela), nós estávamos no quarto dela brincando de lutinha em sua cama, e a todo momento a saia que ela tava vestindo levantava, fazendo a sua calcinha vermelha aparecer.
Aquilo me deixava muito, muito excitado, logo meu pau tava duro igual uma rocha, aí eu fazia ela ficar deitada no chão de bruços, imobilizava seus braços com meus joelhos e aí eu levantava sua saia de propósito pra ver a calcinha dela, rsrs. Eu também ficava esfregando o meu pau em sua bunda, fazia de forma que parasse parte da brincadeira, mas eu não passava daquilo.
Porém a cada dia que passava, meu tesão por ela aumentava bastante, junto nascia em mim uma vontade enorme de arrancar aquele cabacinho infantil de minha priminha, mas eu não pensava em comer ela, só queria chupar ela, fazer ela chupar meu pau, dar uma sarrada na bucetinha e gozar nela, por fora e tals.
Um dia, eu tava com essa minha prima e sua irmã (minha outra prima, Julia de 13 anos), elas estavam fazendo o “desafio da yoga”, e eu tava de “câmera men”. Eu logo fiquei com tesão, porquê a todo momento eu conseguia ver a calcinha de minha prima mais nova, pois ela tava usando um vestidinho florido, que era BEM curtinho, porém nesse dia eu não tentei nada, pois a Julia tava junto, e se ela soubesse o que eu e sua irmã fazemos, eu estaria fudido.
Em uma outra oportunidade, eu tava aqui em casa com minhas primas, tava filmando elas dançando funk, e a Izabell vez ou outra levantava o seu vestido, fazendo com que sua calcinha branca aparecesse, mas ela fazia aquilo como se tivesse brincando e tals.
Eu via nos olhos dela, que ela não sabia que aquele seu gesto me deixaria de pau duro, pois ela era uma garota bem inocente, mas muito provavelmente, rsrs. Acho que se ela tivesse fazendo aquilo propositalmente eu não iria ficar tão excitado como fiquei, pois iria perder o encanto ou sei lá o que. Eu logo tava com o pau bastante duro, por sorte Julia não percebeu, mas Izabell sim, tanto que ficou até meio tímida quando eu à olhava nos olhos.
Logo que terminou a gravação, Izabell perguntou se a gente poderia brincar (eu e ela sozinhos). Julia ficou um pouco desconfiada, mas saiu do quarto e nos deixou a sós, e assim que sua irmã saiu, Izabell pediu pra eu sentar em sua cama, aí eu sentei, em seguida ela sentou em meu colo e começou e “rebolar” enquanto tocava um funk em seu celular, aí eu falei – Por quê você tá fazendo isso Bell? (eu chamava ela assim). Ela sorrindo diz – É que eu gosto de sentir ele desse jeito rsrs. Eu – Tendi Bell.
Aí eu comecei a fazer carinhos no rostinho dela, em seguida eu fiquei um tempinho alisando suas coxas e fui subindo em direção à sua bucetinha, mas antes de eu chegar lá, Julia entra no quarto e quase dá um flagrante em nós. Isso porquê eu reagi muito rápido, quando vi a porta abrindo eu joguei Izabell deitada na cama, e fiquei fazendo cócegas nela, que logo começou à rir, e isso fez Julia apenas sorrir de forma indecifrável e sair do quarto com o seu fone de ouvido na mão.
Um outro dia, era domingo de manhã, eu tava na varanda, deitado numa rede e escutando música no meu celular, quando minha prima aparece perguntando sobre minha irmã Bruna (6 anos), eu falei – Ela ainda tá dormindo Bell!. Aí ela falou – Poxa… Eu posso deitar com você?… Adoro deitar em redes, rsrs. Eu falei – Pode sim, sobe aqui.
Aí ela deitou comigo, ficando em cima de mim, com sua bundinha exatamente em cima do meu pau, que logo já tava duro igual pedra, eu instintivamente coloquei minha mão na barriga dela (num gesto de carinho), e na hora eu senti ela se arrepiar.
Um tempinho depois eu senti ela pressionando sua bunda contra meu pau, e aquilo me deixou maluco, eu então comecei à alisar as coxas e os braços dela e assim fiquei por uns 5 minutos, e como ela tava usando um vestidinho, fui subindo até chegar em sua calcinha, logo eu encostei meu dedo de leve em sua bucetinha, fazendo minha priminha dar um pulinho e soltar um gemidinho lindo, apenas um “Aaah” bem baixinho, aí eu falei em seu ouvido – Tá gostando Bell?… tá gostando do carinho do priminho?.
Ela já com a respiração mais intensa, apenas balançou a cabeça positivamente. Então eu comecei a alisar sua bucetinha por cima da calcinha, aí eu falei – Vamos pro meu quarto prima?. Ela – Pra que primo?. Eu – Pra eu fazer mais carinho em ti, rsrs… qui na rede tá difícil. Ela sorriu e disse – Tá bem primo.
Logo levei ela até meu quarto, e chegando lá eu tranquei a porta e falei pra minha priminha deitar na minha cama, aí ela deitou, e em seguida eu sentei ao seu lado e comecei a alisar suas pernas e fui subindo por suas coxas até chegar em sua bucetinha novamente. Eu fiquei um tempinho à alisando por cima da calcinha, aí eu falei – Posso tirar sua calcinha prima?. Ela balançou a cabeça dizendo “sim” e falou – Mas pra quê primo?. Eu – Relaxa, é pra eu fazer um carinho mais gostoso tá?. Ela – Ahã!.
Eu então tirei sua calcinha bem depressa, e logo comecei à alisar aquela bucetinha que tava toda molhadinha, minha priminha tava com a respiração bastante ofegante e soltava uns gemidinhos lindos, aí eu falei – Tá gostando prima?. Ela meio gemendo fala – Ahããnn!. Eu – Vou fazer um carinho diferente agora tá prima… vai doer um pouquinho mais vai ser muito mais gostoso.
Ela nada falou, aí eu coloquei meu dedo médio na entradinha da bucetinha dela e comecei a enfiar, no começo foi difícil, mas logo meu dedo tava todinho lubrificado com aquela babinha que saía da bucetinha de minha prima.
Aí meu dedo começou à entrar, fazendo minha prima gemer um pouquinho alto, logo meu dedo tava todo dentro dela, aí eu comecei a fazer movimentos de vai-e-vem bem devagarinho, em pouquíssimo tempo, eu senti meu dedo sendo apertado e logo em seguida foi solto, segundos depois senti um líquido quentinho envolvendo meu dedo, eu tinha acabado de fazer minha priminha de 7 aninhos ter um orgasmo enquanto eu à dedava (muito provavelmente foi o seu primeiro).
Logo que tirei meu dedo vi que ela tava quase desmaiada em minha cama, aí eu falei – Tá bem prima?. Ela responde bastante ofegante – Sim… eu to bem sim primo!. Eu – E aí gostou?. Ela – Ahã! Muito, rsrs… faz de novo?. Eu – Outra hora prima… agora quero que você faça um carinho em mim, rsrs. Ela – Tá bom… como?. Aí eu tirei meu pau pra fora e falei – Vem cá e chupa ele. Ela – Chupar seu pinto?. Eu – É!. Ela – Como?. Eu – Como se você tivesse chupando um pirulito, ah e tem que lamber também, rsrs… vai chupar Bell?. Ela – Tá bom primo.
Aí eu fiquei em pé na frente dela que pegou meu pau com suas 2 mãozinhas e o colocou dentro de sua boquinha. Nossa só em ver aquela imagem do meu pau dentro da boquinha dela quase me fez gozar, aí eu falei – Vai devagarinho prima.
Ela então começou a chupar, e vou te contar, ela chupou muito bem pra uma primeira vez, até lambia a cabecinha do jeito que eu tinha pedido, é verdade que arrastava os dentes, mesmo meu pau não sendo grande, tinha 11/12 cm e não era grosso, mas mesmo assim tava muito gostoso, até porquê era a primeira vez que alguém chupava meu pau.
Em poucos minutos eu senti que iria gozar, e nem deu tempo de avisar ela, logo eu gozei dentro da boquinha de minha priminha de 7 aninhos, ela assustou e engasgou, tirou meu pau de sua boca e ficou cuspindo meu gozo no chão, meu pau ainda mandou mais 2 esporros no rostinho dela que ficou todinho gozado, rsrs.
Depois pedi pra ela deitar na cama com as pernas abertas, em seguida me coloquei entre as pernas dela, encaixei meu pau na entradinha de sua bucetinha e comecei enfiar. No começo não entrava nenhum centímetro, mas com muita paciência e calma, consegui enfiar a cabecinha, nisso que a cabeça entrou, Izabell deu um gritinho e começou à tentar me empurrar, mas como era fraquinha não conseguiu, ela gemendo fala – Tá doendo primooo… Tira que tá doendo muito.
Eu não quis tirar, porquê tava muito gostoso, então decidi ficar uns minutos parado, pra bucetinha dela se acostumar e, pra dor que ela tava sentindo passar. Um tempo depois, vi na expressão de m prima que ela não devia estar sentindo tanta dor, aí perguntei – Tá doendo muito?. Ela – Não. Eu – Posso continuar?. Ela – Ahã!.
Eu então continuei enfiando, e mesmo meu pau sendo pequeno e fino, foi difícil, porquê a bucetinha dela era bem apertadinha, mas logo meu pau tava todinho dentro da minha priminha, que gemia e se contorcia bastante, com meu pau todo enfiado eu inicie os movimentos de vai-e-vem.
Em poucos minutos eu gozei, foram apenas 2 esporros, mas o suficiente para deixar aquela bucetinha minúscula toda cheinha, em seguida eu tirei meu pau, nisso vejo uma mancha de sangue nele, ali soube que minha priminha não era mais virgem, pois eu acabará de à desvirginar. Em seguida fomos tomar banho no banheiro do meu quarto.
Mais tarde naquele mesmo dia, Izabell e eu estávamos deitados na rede de novo, logo eu tava a masturbando por cima da calcinha, ela reclamava de dor, mas não pedia pra parar, então à levei ao meu quarto. Chegando lá eu baixei meu short e eu nem precisei pedir, ela levou sua mãozinha até meu pau e começou a me masturbar, em seguida o levou até sua boquinha e começou à me chupar.
Em segundos eu gozei, fazendo minha priminha se engasgar um pouco. Depois fomos pro banheiro nos limpar, enquanto ela lavava sua boca na pia, eu tirei meu short e minha cueca, em seguida levantei a tampa da privada, me sentei de frente pra parede e eu comecei a lavar meu pau, rsrs. A minha priminha lavava sua boquinha na pia, que ficava bem do lado da privada.
Aí eu comecei à alisar as coxas dela, em seguida eu desci a calcinha dela e fiquei alisando seu anelzinho com meu dedo médio, depois eu enfiei ele todinho e comecei a ir e vir bem lentamente, minha priminha gemia e se contorcia todinha. Em seguida eu peguei ela e à sentei em meu colo de frente pra mim, aí eu peguei em sua mãozinha e fiz ela me masturbar.
Uns 5 minutos depois eu gozei, e como gozei, foram 3 fortes esporros, o 1° foi direto no olho e no nariz dela, o 2° foi no cantinho de sua boquinha e em seu queixo e, o 3° foi em seu pescoço e ombro. Aí eu limpei seu olho com meu dedo, e em seguida levei meu dedo até a boquinha dela e o esfreguei em seus lábios, aí minha priminha deu um beijinho em meu dedo, em seguida ela abriu sua boquinha e deu uma chupadinha rápida nele.
Depois eu fiquei olhando nos olhos dela por uns 30 segundos, aí eu falei – Eu te amo priminha. Ela apenas sorriu, aí eu dei um selinho nela e fiquei acariciando o seu lindo rostinho, que tava todo gozadinho rsrs.
Um outro dia lá estávamos nós 2 deitados na rede outra vez, eu ficava alisando seus cabelos, enquanto ela alisava meu pau por cima do short que eu usava. Aí eu levei ela pro meu quarto e tranquei a porta, logo minha prima sentou na cama, aí fiquei em pé na sua frente e tirei o pau pra fora, ela colocou sua mão nele e ficou um tempinho me masturbando, em seguida começou a chupar ele.
Em segundos eu gozei e ela cuspiu tudo no lençol de minha cama, em seguida eu à deitei na cama e fiquei por um tempão chupando sua bucetinha. Em seguida fomos pro banheiro nos limpar e, enquanto eu lavava meu pau, que tava todinho melado do boquete que minha prima tinha feito, rsrs, ela lavava sua boquinha.
Assim que ela me viu daquele jeito começou a rir, aí eu comecei à ficar excitado novamente, porque eu sentia um tesão maluco por ela, em segundos meu pau tava duro outra vez, e eu já tinha iniciado outra punheta. Depois eu levei minha mão por dentro do vestidinho que minha prima tava usando, aí eu comecei à alisar sua bucetinha por cima da calcinha dela.
Um tempinho depois eu desci sua calcinha, em seguida eu puxei ela pra mais perto de mim, depois eu peguei ela pela cintura e à sentei em meu colo de frente pra mim, em seguida eu encaixei meu pau na entradinha de sua bucetinha. Aí eu coloquei minhas 2 mãos na cintura dela e comecei a puxá-la pra baixo, logo meu pau tava todinho enfiado na bucetinha de minha priminha, que me abraçou e começou a gemer bastante.
Um tempinho depois eu comecei a subir e descer ela, assim eu fiquei por alguns minutos, logo senti que tava gozando, então eu me levantei e fiquei de pé bem na frente de minha prima. Aí eu comecei a esfregar a cabeça do meu pau nos lábios dela, que logo abriu sua boquinha e começou a chupar meu pau, em menos de 1 minuto eu gozei.
Dessa vez a minha priminha fez um esforço e engoliu 1° jato do meu gozo, mesmo assim ela se engasgou um pouquinho, aí eu vi meu gozo escorrendo pelo canto da boca dela, em seguida terminamos de nos lavar e voltamos pra rede.
Uns dias depois, estávamos novamente deitados na rede, com eu à masturbando com meu dedo, como naquele dia eu estava sozinho em casa, nem à levei pro meu quarto, eu logo desci o shortinho e calcinha dela, aí tirei meu pau já duro pra fora, encaixei ele na entradinha de sua bucetinha e o enfiei de uma vez, eu tentei encontrar um posição confortável, mas não consegui, então eu levei ela pro meu quarto.
Assim que entramos pedi pra ela deitar na cama com suas pernas abertas, em seguida tirei toda minha roupa, subi na cama, me posicionei entre as pernas dela, aí encaixei meu pau na entradinha de sua bucetinha e enfiei ele de uma vez. Logo comecei o vai-e-vem e assim fiquei por uns 5 minutos, quando senti que iria gozar, eu tirei meu pau da bucetinha de minha priminha e pedi pra ela me chupar, aí ela ficou uns segundos me chupando, até eu gozar e encher sua boquinha com meu leite.
Depois fomos nos limpar no banheiro, eu tava sentado na privada lavando meu pau todo mole e babado, aí quando olhei pra minha prima, ela tava cuspindo o gozo que ainda estava em sua boquinha, aquilo me deixou muito excitado. Logo comecei a me masturbar e em pouco tempo eu gozei, foram 3 esporros, que deixaram a tampa da privada toda melada com meu gozo.
Em seguida me levantei e abracei minha prima por trás, aí fiquei à acariciando por um tempinho, depois eu comecei a dar beijinhos em seu pescoço, dava também mordidinhas em sua orelha, fazendo ela se arrepiar todinha. Aí eu levantei seus braços e retirei o seu vestidinho, em seguida eu fiquei dando beijos e mordidinhas em suas costas, aí eu fui descendo.
Logo que cheguei em sua bundinha fiquei dando mordidas nela por cima da calcinha, em seguida eu comecei à lamber sua bucetinha e seu cuzinho também, minha priminha gemia e se contorcia muito, ela encolhia suas pernas e curvava suas costas.
Depois eu coloquei ela sentada em cima da pia de frente pra mim, aí eu continuei chupando sua bucetinha, uns minutos depois eu enfiei meu mindinho na sua bucetinha e fiquei fazendo um vai-e-vem bem lento. Isso fez ela ir nas nuvens, pois fazia uma carinha de prazer muito linda, tava com a boquinha entre-aberta e olhinhos fechados, e ela tava bastante ofegante, ver aquela expressão no rostinho angelical de minha priminha de só 7 aninhos, me fez ficar extremamente contente.
Depois eu enfiei meu dedo em seu cuzinho e fiquei um tempinho fazendo um vai-e-vem bem devagarinho, aí eu fiquei alternando entre sua bucetinha e seu cuzinho por uns 10 minutos, depois fiquei fazendo só na bucetinha dela, e em menos de 2 minutos ela gozou e deixou meu dedo todinho melado.
Em seguida eu comecei a me masturbar, ao mesmo tempo fiquei acariciando os biquinhos dos peitinhos de minha prima, em pouco tempo eu gozei, foram 5 esporros, que voaram na direção da bucetinha dela, que ficou toda meladinha com meu gozo. Nossa, voou muito, muito leite em sua barriguinha e em seus peitinhos também.
Em seguida fomos nos banhar e depois ficamos deitados na rede e, nos acariciando até minha mãe chegar do trabalho. Bom… Daqui uma semana será o aniversário de 8 aninhos dela, e eu estou pensando em dar um presentinho maravilhoso pra ela rsrs, só não sei ao certo qual, rsrs.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,50 de 8 votos)

# # #

10 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder @Exibicionista116

    Delicia de conto. Fantasioso meio fora da realidade mais quem tem a experiência nunca esquece

  • Responder Joe

    Belo conto

  • Responder Xavier

    Eu gosto quando é um adulto com uma menininha. Não outro menininho

  • Responder W.G.

    Porra que maravilha

    • AnonimoEu

      Telegram, bora

      @mdc2309

  • Responder Daniel

    @DanielJum

  • Responder Joe

    Aqui perto de casa tem uma menina de 5 anos que é muito linda nem parece que tem essa idade

    • Anônimo

      to pegando uma de 4 uma de 5 duas gemeas de 8 vou fode elas amanha

    • Adriano

      Ei anônimo, passa o telegram, grava e me manda rs
      Quero veeer

    • Anonimo

      Busque ajuda amigos o tratamento e simples. Castração química São alguns anticoncecional usado por mulheres.