# #

Sobrinho Guloso

523 palavras | 10 |4.43
Por

As crianças brincavam no quintal. Eu permanecia sentado frente ao computador, tinha que terminar mais alguns capítulos, pois meu editor já me estava cobrando. De repente Marquinhos entra todo afoito, fica em pé ao meu lado, põe a mão em meu pau sob a calça e olha pra mim, como se quisesse pedir-me algo. Entendi logo o que queria, levantei-me e o conduzi até meu quarto. Deitei puxando-o ao meu lado, abri a calça, tirei 20×8 cm de pau duro colocando em sua boquinha já aberta. Marquinho tem sete anos e já é viciado em mamar no meu cacete, então sempre que vem à casa de sua avó, próxima à minha, invade a casa e me chupa feito um viciado em busca de uma nova dose.
Ele sorri segurando minha vara com as suas mãozinhas e enfiando-a na boca. Ele começa chupando a cabecinha e vai engolindo sempre mais, punhetando, babando, sempre tentando devorar-me inteiro. Seguro em seus cabelos e forço uma garganta profunda, ele se engasga, seus olhos lacrimejam, mas continua até que eu goze e encha sua boquinha. Ele engole tudo com maestria, limpa a boca com as costas da mão, levanta-se e sai alimentado a brincar com os demais garotos da sua idade.
Nesta tarde o retive à cama. Tirei seu shortinho, apertei aquela bundinha apetitosa e branquinha, untei seu cuzinho com xilocaina encaixei meu cacete à entradinha virgem, com preguinhas rosadas. Virei-o de bruços, deitei sobre seu corpinho e iniciei a penetração. Foi difícil, demorou mais do eu imaginava, Marquinhos chorava dizendo:
– Pára tio dói… tá doendo muito tio… aííī doiíī…
Parei um pouco, havia entrado apenas a glande, tirei tudo. Coloquei de volta devagar, mas sem hesitação, sempre entrando, abrindo, rasgando. Marquinhos mordia a fronha, amontoava o lençol em seus dedos, gemia, dava gritinhos, dizendo:
– Chega tio, dói demais, tá machucando… É muito grande tio… Eu não vou deixar mais… Pára vai…
Entrou a metade. Falei em seu ouvido:
– Você é a putinha do tio, não é?
– Sou, mas tá doendo… eu nunca fiz…
– Mas agora o tio vai enterrar tudo, inteirinho, nesse cuzinho quentinho e apertadinho, entendeu?
– Não tio, chega… outro dia eu dou…
– Relaxa, relaxa, solta o corpinho, pensa que você é uma mulherzinha levando pau do marido, no final você vai adorar!
Enquanto falava fui metendo devagar, ele ficou quieto, foi um susto pois achei que tivesse desmaiado. Empurrei o resto, entrou tudo, ele suspirou e soluçou num pranto silencioso. Tirei a metade quando ele disse:
– Não tira tio… mete devagarzinho… devagar que dói…
Fiquei ali tirando quase tudo e enterrando até o talo. Marquinhos gemia e começava a rebolar o rabinho.
– Vem tio… me come… tá ficando bommmn!
– Você é a mulherzinha do titio?
– Sou.
– Você faz com mais alguém?
– Só com o tio… mas tá doendo o meu cuzinho… o tio machucou…
Gozei, enchi o cuzinho dele de porra. Ele se levantou e disse:
– O tio vai fazer comigo amanhã?

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,43 de 30 votos)

Por # #

10 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Milicosafado_MT

    Eae diLucaTem continuação??? Meu afilhado as vezes faz isso comigo só q ainda não cheguei a fuder ele… tenho 27 anos e ele está com 6 anos, medo de rasgar ele por ser muito pequeno….

    • Thiago

      É muito pequeno mesmo é melhor deixar só na chupeta por enquanto

    • RC putao

      Pqp cara… conta detalhes aí vai… Delícia meu

    • casado louco

      Dá mama até ele viciar e depois ele será seu de boa. A cabeça da rola já passa nessa idade. Pode jorrar leite nele e fazer seu deposito

    • Anonimo

      27 anos e 6 aninhos? Que lindo 😍
      Acho que você pode começar aos poucos, até onde ele aguentar

  • Responder Marco_Shotara

    Conto Bom, continua aí 🤤😋

  • Responder Gabsteen13

    Que dlc 😈😈😈
    Mandem vídeo no telegram Gabsfrag

  • Responder André

    O… que conto delicioso…. 86 9 81753906.? Entra em contato comigo.?. Sabe… muito massa esse conto….

    • Pirocudo

      Oi amigo, quantos anos vc tem?

  • Responder Gus

    Ameeeei