# # #

Meu filho, minha mulher! (Parte 2)

939 palavras | 22 |4.40
Por

Meu filho é muito gostoso, 12 anos e já tem uma bunda gostosa…papai não aguenta.

Olá de novo. Hoje irei continuar a contar sobre eu e meu filho. Quem ainda não leu a primeira parte, aconselho a ler.

Ressaltando o que eu já tinha dito no conto anterior…Meu filho tem 16 anos atualmente, mas o conto se passa quando descobri que eu amo ele como um homem ama sua mulher, e não como pai e filho. Eu tenho 38 anos e sempre fui muito apegado a ele desde que ele nasceu, mas esse sentimento foi crescendo cada vez mais. Eu amo meu bebê.

Continuando sobre o conto anterior…

No dia seguinte, eu acordo bem cedo, que já é de costume pois tenho um relógio biológico. Davi estava todo aberto na cama (ele se mexe demais dormindo). Levantei e fiquei bem feliz de olhar para cama e ver meu menino lá. Vou para cozinha e já começo a limpar a casa (Ahh… estava bem quente aquele dia) . Enquanto eu limpava, Davi acordou e foi logo tomar seu cafézinho… meu bebê sabe fazer quase tudo sozinho. Quando eu acabei de limpar, eu fui tomar um banho pois estava muito suado. Enquanto eu tomava banho, eu comecei a pensar no Davi chupando a piroca do amigo de novo e fiquei duro, mas não bati punheta pois tinha deixado o arroz no fogo e não podia demorar. Sair do banho com uma toalha e fui vê se o arroz já estava pronto. Quando cheguei na cozinha, Davi estava só de cueca por causa do calor, ele estava mexendo no arroz, apagando o fogo. Olhei bem para aquela bundia marcada na cueca, meu pau começou até endurecer de novo, mas voltei a prestar atenção.

Eu: -Filho, deixa que eu via o arroz, papai não esqueceu.

Davi: -Ah pai, pensei que ia queimar, por isso vim ver.

Eu: -Obrigado, mas cuidado quando mexer com isso, você ainda é pequeno.

Davi: -Tá bom pai.

Acho que foi naquele momento que eu comecei a ser safado com meu filho, eu senti muita tesão em ver ele de cueca, aquela bunda empinadinha e aquelas pernas gostosas. Eu não parecia mais eu, só pensava em putaria com meu próprio filho.

Davi: -Pai, vamos ver um filme hoje a tarde

Eu: -Pode ser, mas escolhe um filme bom.

Ele ficou todo feliz e já foi escolher o filme para assistirmos. Chegou umas três da tarde e ele colocou o filme que escolheu (não me lembro que filme era). Eu estava sentado e ele logo veio deitando com a cabeça em cima na minha perna. Na hora do filme, lembro que fiquei duro vendo ele, ainda de cueca, deitado perto do meu pau…eu queria bater punheta ali mesmo. Peguei um travesseiro e pedi para ele deitar a cabeça pois a minha perna estava doendo (mentira). Comecei a desabotoar um pouco a calça e tirar a pica para fora (ainda não tinha dito, mas minha rola tem 17cm e um pouco grossa). Ele olhava para televisão vendo o desenho que nem se importou em olhar para o que eu estava fazendo. Eu comecei a bater uma devagar vendo a bundinha dele e imaginando como deveria ser comer aquela bundinha. Estava bem gostoso que gozei rápido…até suspirei. Não tinha como levantar para me limpar, então tive que limpar com a camisa. Abotoei a calça e fiquei lá vendo o desenho, fiquei com um pouco de receio de novo por está pensando no meu filho…mas agora sei que era normal. Depois de cinco minutos, comecei a sentir o cheiro forte da minha porra, eu acho que meu filho também estava sentindo, mas ele não falou nada.

Após o filme fomos tomar café, depois eu fiquei vendo jornal enquanto ele brincava um pouco na rua. Ele entrou e nem veio conversar comigo, foi direto pro banho…acho que eu sabia o que ele tinha aprontado. Eu tive a ideia de beber muita água e entrar no banheiro falando que estava com vontade de mijar, eu tirei o pau que estava meio duro para fora esperando minha bexiga encher para eu mijar.

Eu: -Nossa, o xixi não quer sair.

Ele ficou quieto,mas por outro lado eu tentei conversar para saber o que ele tinha feito.

Eu: -Eae filho, como foi lá na rua?

Davi: -Foi normal.

Eu: -Não aprontou né?

Ele ficou com a voz tremula.

Davi: -Não pai.

Eu: Tá bom…saiba que eu sou seu pai e seu amigo né? Pode contar tudo para mim.

Davi: -Eu sei pai.

Depois que parei de conversar com ele, eu voltei a me concentrar no mijo. Comecei a mijar bem forte pela quantidade de água que tomei, eu reparei que ele ficava olhando as vezes eu mijando (Todo mundo sabe que mesmo sendo da familia ou não, viado gosta de ficar olhando para rola dos homens). Balancei a rola e sair, parece que ele gostou.

Eu fiz a mistura da janta e fiquei vendo filme que passava na televisão, enquanto isso Davi ficava mexendo no tablet dele. Comemos, ficamos vendo mais um filme e como o outro dia, ele dormiu de novo. Como sou um bom pai, levei ele para minha cama outra vez, enquanto eu pegava ele, eu apalpava a bunda dele um pouco, ele nem acordou. Deitei ele na cama e vi aquele rostinho de bebê que eu não pude controlar, lambi os lábios e dei um selinho nele molhado e um pouco demorado. Deitei na cama, apaguei o abajur e dormir.

CONTINUAÇÃO

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,40 de 53 votos)

Por # # #

22 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Sour

    Chamem no telegram @milkshakeice

  • Responder Alex

    Me manda o link ou contato [email protected] ou ale585 telegran

  • Responder Jairo

    Não gostei desse. Pensei que ia ser excitante como o primeiro. Mas não foi. Espero que a terceira parte possa ser melhor. Faltou sexo nesse, pode ter sido isso.

  • Responder @Garoto_Sigiloso

    Muito bom, continue escrevendo, já estou imaginando os próximos capítulos.
    Chama no Telegram @Garoto_Sigiloso pra trocarmos idéias.

    • Domador de bebês

      Gosto muito. Tenho experiência com novinhas e bebês. @meachow

    • Loirinho

      Tb adoro esses contos. Quem tiver Skype. Max Max.

  • Responder Ronaldo B

    Continua, quero os detalhes.
    Quero logo saber como foi comer o garoto.
    Não demora a continuar, vc me deixou todo excitado .

  • Responder Elias

    Gosto de contos detalhados, mas esse ficou chato.

  • Responder Renam

    Contos bem detalhados são exitantes, mostra o comportamento das pessoas diante a real dificultade até chegar no objetivo, mas contos como esse, para, é muita enrolação foram dois contos e não rolou nada. Só uma punheta. Punheta eu bato direto kkk.

  • Responder Putinho13

    Tô gostando da enrolação, alguns reclamam mas um conto bem detalhado é bom!

  • Responder ereeD

    Né veado,em vez de ir atrás duma mulher como um homem normal,parte pra veadagem com um garoto,o próprio filho ainda por cima em,que amoroso!Veado,veado,cuidado,sou o John Deere,comigo veadagem termina mais rápido que bênção de pai em filho!

    • Selo Kim-Erdha-de-Conto

      Tá perdido aqui é?
      Toma vergonha nessa cara hipócrita!

    • ereeD nhoJ

      Cale essa boca veado

  • Responder Li

    O excesso de enrolação está deixando o conto bem chato

  • Responder Ricardo

    Nas melhores partes acaba.. Vamos logo pros finalmentes né hehe

  • Responder Anônimo

    Quanta enrolação.
    Muito brocante.

  • Responder Boby

    Adoro receber fotos de piroca pica meladinha gosada e gostosa envie sua foto da sua pica gostosa para [email protected] adoro fotos de pica toda babadinha lambuzada de gozo gostoso envie sua foto pelado no banho de cuequinha miltar fardado da guarda municipal exercito aeronautica marinheiro porteiro bombeiro policial guarda civil guarda nacional Motoboy Bombeiro Civil Motorista Urber e segurança vai no banheiro e tira uma foto da sua pica gostosa adoro receber fotos de homem safado e sua deliciosas piroca rola gostosa envie suas fotos da sua pica gostosa para [email protected] vou adorar receber a foto da sua piroca gostosa ai que pica gostosa Aí Que ROLA GOSTOSA [email protected]

    • Mikuim

      Quer ver a minha pica [email protected]

    • Cu estuprado

      Louco por foder assim… Fui puta por anos de varios. Meu cu era desejado por muitos

  • Responder Gabriel

    Escreve mais

    • Cu estuprado

      Queria ser fodido q nem qdo tinha 11 anos levava ferro no rabo o dia todo

    • Cu estuprado

      Queria escrever o q acontece q nen qdo dava pra todos amigos de calcinha. Q saudade da adolescencia de ser puta