# # #

Meu filho, minha mulher! (PARTE 1)

872 palavras | 4 |4.70
Por

Meu filho de apenas 12 anos já chupando uma rola?! Eu contarei um pouco da nossa história de pai e filho.

Olá galerinha, hoje irei contar a história sobre eu e meu filho, e como tudo começou. Essa é a primeira parte, não sei quantas partes vão ter, mas espero que gostem.

Meu filho se chama Davi e atualmente tem 16 anos. Ele sempre teve um jeito diferente…ele era meio afeminado, então eu já sabia o que ele seria. Eu me chamo Cristiano e tenho 38 anos. Minha mulher me traiu com outro quando Davi tinha apenas 1 ano de idade, ela largou tudo e foi morar com o amante bem longe, que agora é seu marido. No começo foi difícil, mas Davi conseguiu suprir minhas necessidades ao longo do tempo…ele é muito carinhoso, sempre foi apegado a mim, e eu sou aquele tipo de pai liberal extrovertido que mima o filho, até porquê o Davi nunca foi de fazer malcriação, sempre foi comportado e obediente. Ele é tudo o que eu tenho, e eu o amo.

Depois de falar sobre nós, vamos ao que interessa…onde tudo começou.

Davi estava completando seus 12 anos de idade, ele era lindo como um bebezinho e pediu que eu fizesse uma festa do pokemon para comemorar seu aniversário com os amigos, e eu fiz. No dia do seu aniversário tinha alguns amiguinhos que estudava com ele e alguns que morava na nossa rua mesmo, mas não era muitas crianças. Como já disse, cuido dele sozinho, então eu tinha que me virar para fazer as besteirinhas para as crianças comerem, eu fiquei bem ocupado. Depois de muito tempo, eu já estou cansado de tanto fazer comida, então eu decidir que era hora de cantar parabéns. Tentei encontrar Davi na festinha, mas ele não estava lá, então fui atrás dele dentro de casa. Andei pela casa toda até chegar no quarto dele, abri a porta e me deparo com uma cena que nunca vou esquecer. Seu amigo estava sem o short e meu filho de joelho chupando (acho que o nome do menino era Kauã). Meu filho de repente toma um susto ao me ver, vi que ele e o amigo dele ficaram vermelhos e assustado, até porque eles achavam que aquilo era errado. Eu fiquei surpreso com aquilo, não sabia que meu bebê já chupava rola, pensei que ia demorar mais tempo…e ainda mais em seu aniversário. Eu vi que eles estavam nervosos querendo chorar e eu fiquei com dó, entrei no quarto e falei que não tinha problema fazer aquilo, que a curiosidade era algo normal…eu disse também para irmos cantar parabéns, pois já estava ficando tarde. Ele e o amigo se acalmaram, mas ainda estavam vermelhos… foram andando até na frente da casa onde estava o resto dos amigos. Cantamos parabéns (o primeiro pedaço de bolo foi para mim, eu fiquei muito feliz), comemos mais um pouco e depois os amigos deles foram embora.

Depois que a festa acabou, eu estava limpando a bagunça da criançada e guardando o que sobrou da festinha, enquanto isso meu filho veio até mim:

Davi: -Pai, você quer ajuda?

Eu: -Claro, ajuda o pai colocando esse lixo lá fora por favor.

Ele fez o que eu pedi enquanto eu guardava os doces. Depois que acabamos de limpar a festa, eu varri o pátio e entrei. Vi que Davi estava no sofá deitado quase dormindo vendo desenho ainda com a roupa da festa.

Eu: -Filho, vai tomar banho, você está sujo.

Davi: -Mas eu estou cansado e quero ficar assistindo desenho pai.

Eu: -Depois você assiste, vai tomar banho primeiro.

Davi: -Tá bom.

Ele foi pegar a roupinha dele e foi tomar banho. Depois que ele saiu do banho, eu entrei e deixei ele assistindo o desenho dele. Enquanto eu estava no banho lembrei o que tinha acontecido na festa e de repente fiquei duro, tomei até um susto de está duro lembrando do meu filho chupando o coleguinha, mas mesmo assim bati e gozei bem gostoso. Eu sair do banho e fui para sala para conversar sobre o que tinha acontecido na festa, pois eu queria saber mais sobre o que ele andava fazendo, mas ele já estava dormindo no sofá…então fui para cozinha, comi mais alguma coisinha e fui escovar os dentes para ir deitar.

Escovei os dentes e estava indo para sala pegar o Davi para levar pro quarto dele, até que tive a ideia dele ir dormir comigo. Peguei ele no colo e levei para meu quarto (estava parecendo até um macho levando a mulher para cama). ele deitou na minha cama, se aconchegou e voltou a dormir. Eu apaguei a luz e deitei. Quando deitei, sabia que meu filho estava do meu lado e lembrei da mãe dele, a gente as vezes dormia de conchinha. Fiquei carente relembrando, virei pro lado do meu filho que estava virado com a bunda para mim e o abracei por trás, ficando bem grudadinho. Enquanto eu abraçava ele, sentia aquela bunda no meu pau e comecei a ficar duro…lembro que ficou pulsando na bundinha dele um pouco e depois eu caí no sono.

CONTINUAÇÃO…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,70 de 44 votos)

Por # # #

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder marcus

    ok vamos então!

  • Responder vitupério mano

    legal só falta a continuação

  • Responder Cat

    Conta mais, com mais detalhes

  • Responder Tony Alves

    Está indo bem mas pode melhorar, desenvolva com mais detalhes excitantes e deixe ele mais longo.