# #

Lembranças das putinhanças na escola

581 palavras | 2 |4.31
Por

Meu nome é Fernando. Eu sempre fui a criança menor, mais miuda pra minha idade. Eu tava na quinta série, não entendia nada de sexo, era bem ingenuo.

O Ricardo era um colega que sempre me chamava de bichinha. Eu não ligava, não respondia. Fingia que não era comigo. Mas aconteceu de a gente ter que fazer um trabalho em grupo. A gente tinha que encenar a história da Lisa in London, era um livrinho que a gente tinha que ler pra aula de inglês. Meu grupo só tinha meninos, e logo quem teve que interpretar a Lisa foi eu.

Peguei da minha irmã calcinha uma saia jeans meia-calça, soutien com enchimento de meia, blusinha e uma jaquetinha jeans. Eu fiquei com muita vergonha quando cheguei na escola, pois o único outro menino que teve que interpretar a Lisa só colocou uma saia por cima do uniforme, e eu tava “toda produzida”. O Ricardo chegou no meu ouvido quando me viu e falou “to de pau duro”. Eu não entendi muito bem. Encenei, tiramos nota B e quando fui no banheiro só vi o vulto me segurando. Era o Ricardo e mais outro de outra sala. “Vai putinha, mama minha pica!” E forçou a pica na minha boca. O outro levantou a saia e abaixou a meia-calça e a calcinha e enfiou o dedo no meu cuzinho. Depois tirou o pau dele pra fora e esfregou na minha bunda. Ele nem penetrou nem nada. Nisso mais um menino chegou, o Vitor. Viu a cena já colocou o pau dele pra fora e ficou punhetando. O Ricardo gozou na minha boca, nisso veio o Vitor e encaixou na minha bunda. Foi esfregando até entrar. Gozou e os tres sairam e me deixaram no banheiro. Me lavei, troquei de roupa e voltei pra sala. Ganhei fama de bixinha, a escola inteira ficou sabendo que eu dei a bunda pros moleques. E daí pra frente, várias vezes eu tinha que chupar e algumas dar o cu.

Mas minha família se mudou do bairro e eu mudei de escola. Nessa eu tinha uns 12 anos. Teve uma festa na casa de uma coleguinha, era do outro lado da cidade e a casa dela tinha uma piscina. Eu não tinha levado roupa de banho nem nada mas um dos meninos ficou me apurrinhando pra eu vestir um biquini da menina que morava na casa. Não contente com eu falando não ele chamou a menina e ela se animou. “Ai Fernando, é só brincadeira.” Pois eu vesti. E a partir de então todo mundo me chamava de Nanda. Mais tarde, um menino que nunca tinha mexido comigo, o James, o mais quieto me puxa pelo braço, “vem cá, deixa eu te mostrar uma coisa”. Eu tava ainda de biquini e molhado. “Tenho que me secar”, ele fala “tem toalha lá no quarto”. chego lá ele fecha a porta e tem uns 5 meninos me esperando. Eu pensei, se não dá pra escapar, melhor aproveitar. E fui chupando e arrebitando a bunda pra levar dedada e pica no cu. Os meninos também eram novinhos e a maioria nem sabia foder direito, mas o que não esqueço é que o James, ficou massageando minha bunda um tempão. Passava os dedos no meu reguinho, apertava, penetrava só o comecinho. Depois enfiou o pau dele. Ele pelo menos sabia foder muito bem.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,31 de 16 votos)

Por # #

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Loirinhottntb

    Me conta mais ….vó adora. @stuk2

  • Responder Tesudo

    Que delícia de conto