# # #

Férias da Família Num Hotel Fazenda Pt 3

2338 palavras | 6 |4.50
Por

Mais uma continuação das minhas deliciosas e perigosas férias em familia. Muito sexo em família, pedofilia, voyeurismo e surubas.

Desculpem pela demora pra postar essa continuações. As coisas andam meio corridas pra mim ultimamente e estou tendo pouco tempo pra me dedicar a esses contos. Vou tentar me organizar mais e postar com mais frequência as próximas continuações.
Continuando
Depois que meti forte no cuzinho da Melissa, fomos até a cozinha pra ver o que as outras meninas queriam. Chegando lá, Letícia tava sentada na mesa de pernas abertas e Gaby chupando a buceta dela.
Eu…se era pra eu vir aqui ver essa putaria teria ficado lá na sala fazendo a minha rsrsrs
Letícia…ai pai eu não resisti a essa boca e essa língua. Gaby tava sentada numa cadeira e Letícia na frente dela e Kelin sentada ao lado olhando. Aquilo já foi me deixando de pau duro de novo. Sentei numa cadeira e Melissa vem e senta no meu colo. Ela sente meu pau enducerendo e cochicha no meu ouvido pedindo pra eu meter no cuzinho dela de novo, que claro, eu atendi o seu pedido. Ela mal sentou e meu pau que logo achou o caminho dentro do cuzinho dela. Melissa tava tão aberta que se eu não soubesse a sensação de comer um cú, não saberia dizer se tinha entrado ou não é mesmo meu pau não estando totalmente duro entrou muito rápido.
Kelin…o Edu já vai comer minha irmã de novo.
Melissa…não mana só tô sentada no colo dele. Melissa subiu e desceu umas duas vezes no meu pau pra mostrar que meu pau não tava dentro dela, mas aquelas sentadas fez meu pau entrar mais no seu cuzinho e aquele cuzinho mesmo que bem arregaçado dava uma sensação maravilhosa dentro dela.
Kelin… mas claro que ele tá comendo teu cú de novo sua putinha. Não cansou de dar o rabo ainda? Do jeito que teu cú tá arregaçado, até as bolas dele é capaz de entrar pra dentro.
Melissa… risos nunca ninguém tinha me comido tanto assim antes
e meu cú é bem gostosinho né tio Du?
Eu… é sim princesa muito bom. Eu perguntei por que tinham me chamado e Letícia pediu pra eu esperar um pouco. Letícia força a cabeça da Gaby contra a buceta dela e diz…
Letícia…vai gostosa me faz gozar, aaaaahhhh puta safada toma meu leitinho, vai toma aaaaahhhh. Letícia gozou na boca da Gaby e Melissa dava umas reboladinhas no meu colo. Elas me chamaram pra saber como seria a nossa pescaria e Kelin toda puta, já dizendo que queria transar o dia todo. Chupar muito pau, muita buceta e toma bastante porra. Rimos e Gaby disse que queria tbm e Melissa diz que quer perder a virgindade da buceta. Ficamos em silêncio pro alguns segundos e quando recobramos os sentidos rsrsrs adivinham quem apareceu. A mãe das meninas, a Vanda. Tava todo mundo pelado e a filha mais nova ela sentada no meu colo levando rola no cú. Imaginem o desespero que eu fiquei, mas calma deixa eu continuar. Vanda chegou e foi logo dando oi.
Vanda…oi meninas e meninos risos, se divertiram bastante. Foi aquela algazarra chamando, mããããeeee!!! Vannnndaaaaa!!! e Kelin tentado esconder o corpo pergunta o que ela tava fazendo aqui? Letícia logo toma a frente da situação e fala.
Letícia…pai, foi eu que disse pra Vanda vir aqui fazer uma visita pra nós risos.
Vanda…foi sim Eduardo. Ela me conto do jogo de vocês e eu fiquei curiosa pra saber como funciona. E aí quem ganhou?
Letícia…acho que todas ganharam Vanda risos
Vanda…eu tô vendo quem tá ganhando agora né Melissa?
Melissa…eu não tô fazendo nada mãe.
Eu… Vanda eu posso explicar.
Vanda…tudo bem Eduardo, não se preocupe eu imagino o que possa ter acontecido úaqui. Vocês todos pelados, Melissa sentada no teu colo rebolando risos e as três nuazinhas, posso até imaginar, mas eu acho que tá na hr da diversão terminar por hj. Eu vim buscar as meninas pra irem dormir, mas eu ainda tô esperando a resposta pra minha pergunta.
Melissa…que pergunta mãe?
Vanda…perguntei se, vocês divertiram?
Gaby…bastante Vanda.
Vanda…eu sei que sim, mas acho melhor vocês continuarem amanhã no acampamento né, Eduardo risos? Eu fiquei com a cara de paisagem, gaguejei e disse que talvez. Vanda sorriu e disse pra eu não me preocupar por que o Ângelo não ia saber de nada. Vanda chamou as filhas dela e sairam. Melissa levantou tirando meu pau do cuzinho dela quase me fazendo gozar. Elas foram pra sala se vestir e se despediram e antes delas sairem perguntei da Carol. Vanda respondeu que tava descansando na piscina e saiu sorrindo. Eu Letícia e Gaby ficamos ali na cozinha.
Eu… tinha que ter contado pra Vanda né Letícia? Tu ficou loca foi? Imagina se o pai delas resolve aparecer e me pega comendo a filha dele. Aquele baita negrão ia me sovar de laço.
Letícia…risos calma pai, quando eu falei com a Vanda sobre o nosso jogo, o Ângelo e o Olair tavam comendo a mamãe, eles nem escutaram. Quando Letícia falou isso, a Gaby me olhou e eu nem deixe ela dizer nada.
Eh… não me olha assim, é isso mesmo o que tu tá pensando risos. Ela apenas sorriu.
Letícia… e quando eu cheguei lá na piscina tava a maior festa e quando eu tava vindo pra cá a Vanda me chamou e perguntou se tinha acontecido alguma coisa e eu só disse que vocês estavam jogando UNO e disse pra ela vir depois aqui conferir, mas ela chegou meio tarde né, nós já tínhamos terminado risos. Não vai acontecer nada, ela não vai contar nada pro Ângelo. Ela sabe que as filhas elas são putinhas assim.
Eu… ela sabia que as filhas iam transar?
Letícia… saber ela não sabia, mas quando viu a gente vindo pra cá ela imaginou.
Eu…tá, mas e agora?
Letícia… mas e agora o que pai?Eu…quem vai fazer meu pau gozar? As duas riram e vieram até a minha cadeira, uma de cada lado.
Letícia… será que nos duas serve? O que o senhor quer fazer heim papai? Peguei na deliciosa bunda da Letícia e apertei e fiquei passando a mão. Gaby já se ajoelhou na minha frente e caiu de boca no meu pau. Meti os dedos na buceta da Letícia fazendo ela gemer.
Gaby… que pau delicioso Edu, tá sempre duro e babado. Comecei a beijar Letícia enquanto Gaby engolia meu pau. Fomos pra sala de novo e Gaby já foi logo ficando d4 no sofá. Sem pensar duas vezes cuspi na cabeça do pau e Letícia cuspiu na buceta dela. Cheguei por trás e fui socando na bucetinha. Letícia se masturbava olhando eu fuder a Gaby. Olho pra rua e vejo Carol vindo sozinha, mas não parei de meter na Gaby. Olhei pra Carol e sorri e ela sorriu pra mim tbm.
Eu… filha a tua mãe tá vindo. Gaby parou de rebolar e Letícia disse que ela podia continuar. Carol tava só de calcinha e entrou na sala.
Letícia…oi mãe já foram dormir.
Carol…foram sim e teus pais mandaram tu ir tbm Gaby.
Leticia…deixa ela mãe, quem sabe o pai não brinca com nós três hein. Carol veio e me beijou e meu pau tava dentro da buceta a Gaby. Carol fez carinho em Gaby, alisou seu corpo e a beijou.
Eu… não faz assim amor, desse jeito eu não aguento.
Carol… aguenta um seu tarado gostoso. Vocês não querem ir lá pra cabana?
Letícia… mas e o robson?
Carol… ele tá dormindo, vim de lá agora. Fomos pra nossa cabana e Gaby foi junto. Chegamos lá Carol já me empurra pra cima do sofá e vem pra cima de mim me beijando. Letícia e Gaby tiram minha bermuda, pegam no meu pau e começam a chupar. Letícia dá umas lambidas na bunda da mãe dela e vai tirando a calcinha pro lado fazendo Carol descer e engolir meu pau com a buceta. Vou metendo em Carol enquanto Letícia e Gaby fazem um 69 no chão.
Carol… tá sentindo minha buceta gozada amor?
Eu… meu pau tá nadando aí dentro. Me diz o que fizeram contigo?
Carol… outra hr eu ti conto, agora quero fuder com vocês três. Carol saiu de cima de mim e mandou Letícia e Gaby chuparem meu pau. Carol colocou as duas d4 no chão e começou a chupar a buceta delas enquanto as duas chupam, se beijam, brincam com a língua na cabeça do meu pau. Carol metia o dedo no cú da Letícia que chupava a buceta da Gaby metendo a língua no fundo. Carol pede pra eu comer a filha d4, então levanto, boto ela d4 no sofá e meto pau na buceta da Letícia sem dó. Letícia…isso pai fodi a tua cadelinha d4 ai…ai…ai soca caralho, soca nessa buceta, fodi a tua putinha. Eu socava forte nela, mas como eu tava com muito tesão, tinha que dar umas paradas de vez em quando pra não gozar. Diminuía o ritmo e metia forte de novo. Carol tirava meu pau pra fora da buceta da filha, chupava e metia de novo pra sentir o gostinho dela. Carol…fodi a tua enteada puta fodi cachorro safado… come essa piranha vagabunda, soca nessa buceta que ela quer pica. Carol senta na cabeceira do sofá e dá a buceta pra Gaby chupar, enquanto meto em sua buceta da Letícia. Depois de fazer Letícia gozar, Carol manda eu comer a Gaby, então tiro o pau da buceta da minha enteada e pego Gaby d4, que chupava a buceta da Carol. Letícia abri a buceta da Gaby e mandava eu meter forte nela. Meto e tiro o pau da buceta dela várias vezes e dou pra Letícia chupar pra ela sentir o gostinho da buceta da amiga.
– Carol…não comeu o cuzinho dessa gatinha ainda amor?
– Eu…ainda não. Demos risadas e Gaby só me olhou, mas ela não disse nem que sim e nem que não, então peço pra Letícia cuspir no cú da Gaby pra eu meter. Letícia lambe, chupa o cú e a buceta dela. Carol ajuda leticia a preparar o cuzinho da Gaby pra eu meter. Carol e Letícia enfiam a lingua no cuzinho dela deixando ele bem babado. Gaby pede pra eu meter devagar e fica no chão toda empinada. Eu começo a forçar a entrada e a cabeça do meu pau começa a entrar no cú dela fazendo ela geme muito de tesão. Mesmo Gaby ter dito que deu o cú apenas 2x, o cuzinho dela aceitou bem meu pau. Entrou sem muita dificuldade. Com o pau dentro do cú da Gaby, comecei com movimento lentos e fui aumentando conforme ela ia gemendo.
Gaby…mete Edu, ai…ai…assim tá gostoso.
Letícia…isso paizinho, fodi o cú dessa puta gostosa. Carol me beijava enquanto eu fodia Gaby e Letícia beijava ela. Carol goza se masturbando e coloca os dedos na boca da Letícia pra ela chupar. Enquanto vou socando no cú de Gaby, Letícia se posiciona pq ia ser a vez ela levar no cú, então ela fica na posição de frango assado metendo os dedos na buceta e no cú.
Letícia…vem paizinho, mete no meu cuzinho mete. Mete na tua enteadinha puta. Me come do jeito que só você sabe.
Eu… tiro o pau do cú de Gaby e dou pra Carol chupar ele. Minha esposa lambe e chupa meu pau sentindo o gostinho do cú da Gabriely.  Chego em Letícia e meto. Meu pau entra tão fácil que nem preciso fazer força. O cú dela tá tão arrombado que nem sentiu. Aquele negão te arregaçou toda em filha. Começo a socar no cú dela e Letícia vai ao delírio. Fica gritando  e pedindo mais. Carol manda ela falar baixo pra não acordar o irmão. Avisei que eu tava quase gozando e Letícia pediu pra eu encher o cú dela de porra.
Letícia…isso pai mete, mete, goza dentro do meu cú. Me enche com a tua gala.
Eu…quero goza na cara de vcs três, fazer vcs se engasgarem com a minha porra. Mandei elas ajoelharam na minha frente e disse que ia gozar. Tirei o pau do cú da Letícia e as três de boca aberta esperando minha porra. Peguei a cabeça de Carol e puxei contra meu pau fazendo ela engolir ele e gozei na garganta dela. Dei dois jatos tirei e meti na boca da Letícia. Dei mais dois jatos fartos e gozei o resto na cara da Gaby deixando ela toda melecada. Demos risadas, Carol chamava a filha de puta, cadela e Letícia chamava a mãe de vagabunda. Carol beijou Gabriely e dividiram u pouco de porra. Sentei no no sofá já exausto e disse pra irmos tomar banho. Letícia e Gaby foram primeiro e eu fiquei conversando com Carol na sala. Já eram umas 3hs da manhã e ela me contou o que aconteceu na piscina, mas isso fica pra próxima. Grande abraço a todos e obrigado pelos comentários.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,50 de 8 votos)

Por # # #

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Rogério

    Troco incesto com prima e irmã só chama quem prática
    @boltDark telegram

  • Responder Rafaella

    Isso mesmo dudu.. continuem..

  • Responder Beto

    N demora conta logo

  • Responder Cunhadinha

    Demora postar não poxa

    • Martelo

      Oi cunhadinha vc tem telegram?

    • @danisill

      Chama no telegran @Danisiil