# # #

Assediado pelo feirante

524 palavras | 6 |3.86
Por

Olá, depois de acompanhar alguns relatos aqui, resolvi me expor…irei me nomear de Théo, hoje tenho 17 anos, mas isso aconteceu quando eu tinha uns 12/13. Nunca fui um menino feio, aliás sempre recebi elogios, na época devia ter em média 1,70, por volta de 64KG branquelo, cabelo castanho,

Obs: relato 100% real

Sempre gostei de ser independente, sair sozinho etc… lembro que sempre costumava ir a feira de domingo a noite, parar comprar jogos, como de lei sai de casa domingo por volta das 19:30 é me desloquei pra feira, sempre passava horas andando pra la e pra ca, nesse dia apos chegar na feira notei que tinha uma banca nova, bem chamativa pelo fato de ter luzes neon, bem fechada com os dvds na frente, entrei é fui direto ao homem que vendia na banca, um moreno claro, carinha de cafuçu, 1,78 por ai, usando uma regata, uma bermuda tectel e uma havaiana azul, na hora já senti um certo tesão, principalmente pelo suvaco cabeludo, aquele cheiro de cigarro misturado com suor, devia ter em media uns 37/38 anos, lembro que eu queria um cd do filme Bullit, logo então ele se pós a procurar em uma outra caixa, lembro que fomos ao fundo da banca, enquanto ele procurar em uma caixa, fiquei de costas pra ele pra ver outros cds, lembro que era um espaço tão pequeno, que eu conseguir sentir a bunda dele roçando na minha, ate que senti a mão dele procurando a minha bunda, na hora fiquei um pouco sem intender mas tava adorando aquilo, aquele macho safado apertando a minha bunda, ficou bem uns 5 minutos assim, ate que um amigo dele chegou, logo em seguida ele virou pra mim é disse : o cd ta no carro, precisamos ir la buscar, logo disse pro amigo ficar na banca pq talvez fosse demorar pra achar, saímos da banca e segui ele ate o carro, que tava a umas duas quadras da feira, em uma rua escura ao lado de um bosque, lembro que ele não falou uma palava comigo no trajeto ate o carro, chegando la ele abriu a porta do passageiro, que dava visão pro bosque, e me pediu pra sentar, quando sentei ele veio esfregando a rola na minha cara, sentia aquele pau duro dentro daquela bermuda e o inconfundível cheiro de suor e mijo, depois de um tempo nesse esfrega esfrega, tirou aquela rola pra fora é me mandou chupar, devia ter uns 16cm não muito grossa, sem pentelhos. Sem jeito fui chupando aquele pau que ja tava todo babado toda hora ele pegava na minha nuca e me fazia engasgar no pau, apos uns 15 minutos chupando senti aquele gosto de porra na boca, tive minha boca preenchida por leite quente, ele me deu um pano pra me limpar, deu uma limpada no pau, e me deu o dvd de graça kk acabamos nos vendo outras vezes, mais isso e historia pra outro conto

Espero que gostem é relevem os erros, escrever conto no cell é muito ruim, tenho outras experiencia da minha infância que gostaria de compartilhar com vcs

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,86 de 22 votos)

Por # # #

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder gui

    gostei do caso, tem um certo tesão , nota 6

  • Responder a

    olha mano, eu curti a historia e fiquei curioso pra saber o resto dela, espero q vc continue, mas uma dica, vc pode dar mais detalhes do q rolou na proxima historia, sempre fica mais interessante

  • Responder Felipe

    Ruim… Bem. Ruim

  • Responder Nando

    Fraco. Vc se elogiou tanto, e no entanto, achou um cara que confundiu vc com um buraco na bananeira. Mas vai melhorar.

    • Marcão

      Kkkk definição perfeita!

  • Responder Saulo Batista

    Muito bom