#

Amiguinha da minha filha IV

1687 palavras | 5 |4.05
Por

Já estava a um bom tempo sem ter um contato físico com Iza(Izabely)e eu tentava descontar meu desejo naquela menina em minha esposa,e não era a mesma coisa,minha esposa é boa de cama,mas meu corpo e minha mente não pensava assim.
Tudo isso aconteceu ha duas semanas atras,Iza é bem decidida quando quer algo
Vamos ao que interessa;a avó de Iza foi internada as pressas por problemas de saúde e como sua mãe estava com um namorado novo é claro que ela não ia deixar Iza com ele,ela sabia que sua filha já estava ficando bem atraente e teve este cuidado como qualquer mãe.
Ela então veio pedir pra Iza ficar aqui em casa enquanto estivesse no hospital cuidando de sua mãe,Iza veio junto e acreditem a cara da menina não era de tristeza ja que ela era muito apegada com sua avó;enquanto minha esposa e a mãe de iza conversavam na cozinha Iza veio ate mim( estava assistindo tv) e quando teve oportunidade veio e perguntou
Ela :oi,tudo bem,aqui a gente não vai mas fazer aquilo,nunca mas,
eu gelei e fiquei tremendo enquanto ela estava perto de mim e disse
Eu :é claro que sim minha princesa,estou louco de saudades,mas aqui não é lugar pra falar isso
Ela :é que eu fico pensando bastante nos carinhos que você fazia em mim e eu fico alisando minha piriquitinha( o nome que ela deu)ai que vejo você beijando ela,e como não sei fazer sozinha eu paro,e também com medo da minha mãe pegar.
A mãe de Iza acabou de combinar com minha esposa e foram as duas embora pra voltar a noite com Iza quando ela irira para o hospital;por voltas das 8horas da noite as duas chegaram,a mãe de Iza não entrou e foi imbora,e Iza ao invés de procurar minha filha veio direto a mim com tanta intimidade que eu tive que zangar com ela pra disfarçar e ainda bem que minha esposa não teve maldade no acontecimento.
na hora de dormir ( como era de sábado pra domingo passado,dia 5 de setembro)eu gosto de ver filmes ate tarde ,todos foram dormir e Iza veio assistir filme comigo,ela me acompanhava feito novela,quando ela viu que todos estavam em sono profundo(isso era por volta de 1:30 da madruga ou mas) ela veio sentar bem junto de mim e começou as provocações,ela com um short doll fazia questão de mostrar que tava sem calcinha,eu que já tinha pensamentos sórdidos.
Eu :menina faz isso não,minha esposa pode acordar e ai já viu né
ela parece que estava em transe e continuava se exibindo ainda mas,e meu cacete começou a dar sinal de vida ,como eu durmo com aquelas sungas tipo short não demorou muito pra ela ver o volume por dentro da sunga,peguei uma almofada e coloquei em cima do bicho,e a menina possuida de tudo me provocando ainda,foi quando ela chegou mas perto e disse
Ela:posso pegar nele ´so um pouquinho,to vendo que esta bem duro
Eu:se eu deixar você jura que depois vai dormir,é que pode alguém acordar e dar problemas
ela meio que desapontada concordou,e foi logo tirando a almofada e pegando o garoto com vontade,aquilo foi demais porque eu estava com saudades daquela menina.
Que mãozinha gostosa que ela tem fui ao delírio,e pedi que pra ela bater uma pois tava muito bom,e eu com os olhos fechados percebi que ela deu uma parada e logo em seguida senti um perfume estranho mas próximo e era ela que sentou no meu colo encaixando a bundinha no meu pau,que delicia de bunda,imaginem que ela sem calcinha e eu com aquele tipo de sunga que é mesma coisa que estar pelado,quando dei por mim já estava agarrado naquela cinturinha,fazendo carinhos nos peitinhos dela,eu com o cacete em ponto de bala roçando naquele rabo,dava uns beijos no cangote dela ,deixando ele cada vez mas louca de tesão,e ela pedindo
Ela : vem brincar comigo,vem por favor
foi quando ela se deitou no sofa abriu as perninhas e puxou seu short doll pro lado mostrando aquela raxinha lindinha,naquele momento veio uma especie de foda-se na minha mente,se alguém acordar não quero nem saber;pedi pra ela esperar um momento e fui verificar se estavam todos em sono tranquilo e profundo,tudo certo e voltei pra sala, qual foi meu espanto quando vi aquela louca peladinha deitada de bruço com aquela bundinha empinada e me olhando de um jeito que cheguei arrepiar,meu sofa é daqueles que parece uma cama,bom ja fui logo empinado ela pra traz e chupando seu cuzinho,ela soltou um gritinho assim que minha lingua passou na sua portinha cheia de pregas,eu parei e quando ia pedir pra ela não fazer barulho ela mesma enfiou a cara em uma das almofadas abafando seu gemidos,que pelo tanto de tesão da menina nem as almofadas estava resolvendo;a situação ficou pior quando virei ela de frente e fui pra bocetinha dela,comecei a dar linguadas bem profundas deixando minha gatinha bem alucinada,e quando chegava em seu clitoris a menina enlouquecia falando coisa sem sentidos tipo:ai não,ai não,ou aiiii que gostoso,chupa mas,chupa essa menina,mete a lingua vai,e eu ja não me aguentando com o cacete estourando e todo babado,comecei a bater uma, só que ela viu e falou que só ia continuar a brincar se eu colocasse meu cacete mas uma vez dentro dela,eu disse que seria muito perigoso, e ela disse que mais perigoso do que ela estando pelada e eu beijando a pepekinha dela,ela empurrou minha cabeça pra traz me impedindo de continuar a chupa-la,abriu as pernas e me chamou,ai eu não pensei em mas nada,ela ja estava com a bocetinha bem molhada,deitei por cima dela apontei a cabeça do meu cacete e fui forçando a entrada que noi foi muito difícil ,Iza estava toda arreganhada pra facilitar minha entrada,quando a cabeça entrou senti Iza dar uma contraída ela deu uma leve pressionada com as pernas em minha cintura e pediu que para-se um pouco,que ela precisava se acostumar afinal ja tinha bastante dias que ela não era penetrada;meu tesão era tanto que fui metendo bem devagarinho mesmo ela pedindo pra eu parar,meu cacete foi entrando entrando e ela ameaçando chorar
Eu :você me perturbou e agora quer me deixar na mão e correr,vai ter que ir até o final
Ela :ta doendo só um pouquinho,mas ta gostoso to ate com as pernas bambas.
Enfiei o cacete todinho naquela bocetinha quentinha e d-e-l-i-c-i-o-s-a que loucura,nada como uma xaninha nova sem querer desfazer da minha esposa,mas ão tem comparação a menina é gostosa demais;comecei as bombadas bem devagar pra ela ir se acostumando,a essa altura Iza tinha mas prazer do que dores,ela ja estava bem relaxada e estava rebolando(meio sem jeito)em baixo de mim voltando a gemer,fui aumentando as estocadas que estava cada vez mas gostosa,Iza abriu os braços no sofa em sinal de que estava entregue a mim,ai eu não aguentei e tive que foder aquela boceta como se ela fosse uma adulta,então pegei umas das almofadas e coloquei debaixo dela pra ficar melhor e fui metendo com mas violência ,e socando,socando,e meu cacete chegava doer de tão apertada aquela xoxota,a menina continuava com os olhinhos fechados e com aquela carinha de quem tava adorando levar pica na xoxota,eu ligado pra ver se ninguém vinha,mas o tesão falava mas alto e mesmo se alguém vinhe não daria tempo de fazer nada,eu estava contando com a sorte.
Iza deu sinal de que ia gozar primeiro,ela começou a ficar mas ofegante se contorcia toda,senti que ela contraia a barriga e soltava,foi assim que ela em um gemido bem forte se atracou ainda mas em mim e gozou bem gostoso sua expressão era de estar no paraíso; logo em seguida relaxou,a menina adorou sua primeira experiencia em ter gozado com um pau na sua bocetinha,já que da outra vez ela havia gozado quando eu tava tocando uma siririca pra ela;bom já eu eu tive que dar mas umas estocadas pra gozar,e desta vez eu inundei aquela bocetinha com minha porra,dei varias esguichadas la dentro,foi a melhor gozada do mundo.
Ficamos parados por um tempo,ela toda molinha e ja bem relaxada e cansada depois de uma gozada intensa pra idade dela, e eu curtinho o leite que tinha jogado dentro daquela menina.
Sai de cima dela e lhe dei um beijo bem gostoso e de lingua, e pedi que fosse pro quarto da minha filha onde ela ia dormir;ela toda sorridente foi indo pro quarto dizendo que a mãe dela tinha que ficar mas tempo fora de casa só pra ela dormir la em casa mas vezes,e ela dizendo isso eu ainda fui atrás dela e dei outra agarrada na bundinha dela e meu pau tava ficando duro outra vez,e disse que na próxima eu ia querer entrar em outro lugar, fazendo carinho em seu cuzinho por cima do short dela e ela confirmou e falou que se eu for bem carinhoso ela deixaria,ela pegou no meu cecete ja bem durão e falou que poderíamos fazer mas.
Vou deixar pro próximo conto,a menina esta aqui em casa por estes dias,ela é louca gente.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,05 de 20 votos)

Por #

5 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Rafaella

    Que delicia… beijos !

  • Responder Beto

    Cara n tenga do sai passea faxe caminhada e fode esta puta sem do

  • Responder Novinhotel

    Nossa que delícia esse conto.
    Mandem vídeo no telegram @leandrobre16 podemos conversar sobre o assunto 😈

  • Responder Gabriel20y

    Nossa que delícia esse conto.
    Mandem vídeo no telegram @leandrobre16 podemos conversar sobre o assunto 😈

  • Responder Gabsteen13

    Que dlc 😈😈😈
    Mandem vídeo no telegram Gabsfrag