#

Bela se descobrindo

866 palavras | 3 |4.63
Por

Minhas experiências juvenis valeram a pena.

Me chamo bela, tenho 20 anos mas minha história começou a 10 anos atrás em momentos inesperados.

Eu era inocente de tudo, estudava em uma escola particular e havia um segurança muito gentil que brincava comigo sempre que eu passava, me dava doces escondido das demais crianças e me paparicava de mais.

Um dia não tive uma das aulas e fiquei junto a ele no pátio batendo papo e ouvindo seus elogios. Falava que eu era muito linda com meus cabelos longos e cacheados, pele bem branquinha, olhos castanhos esverdeados e sem falar boquinha vermelha.

Ele era o único que me achava linda, os meninos me chamavam de magrela e me zuavam de mais na escola, as meninas também não curtiam ficar comigo, então ouvir aquilo tudo me fazia bem e me deixava ainda mais próxima dele.

– Se tivesse sua idade – dizia seu João, o segurança.
– O senhor faria o que se tivesse minha idade?
– Namorava com você, é claro.
– Mentira, ninguém nem me olha, se tivesse minha idade estaria atrás da Monique, como os outros ali.
– Mas não mesmo. Eu certamente estaria com você dentro daquele banheiro agora mesmo.
– O que faríamos ali dentro??
– Coisas de namorados horas, mas infelizmente não tenho sua idade e nem sou seu namorado.
– Mas o senhor queria de verdade?
– Que ninguém nos ouça, mas morro de vontade de namorar você. Mas não pode contar isso para ninguém.

Seu João era um homem de seus 40 anos, com um cavanhaque bem aparado, magro, de postura ereta e bem bonito para sua idade. Dizer aquilo para mim me deixou sentida, ninguém nunca gostou de mim e ele queria namorar comigo, então segurei sua mão e o puxei.

– O que foi menina, o que quer fazer?
– Vou levar meu namorado para o banheiro -disse sorrindo para ele.

Ele olhou para os lados e mandou que eu fosse a frente, então foi logo atrás. Assim que entramos ele trancou a porta com uma chave que apenas ele tinha, me pegou no colo e me colocou sentada encima da pia do banheiro

Ele então chegou pertinho de mim, me olhou nos olhos enquanto passava a mão em meu rosto, seu hálito fresco e quente fez minha pele arrepiar.

– Você tem certeza do que está fazendo? Sendo seu namorado você terá de fazer tudo que eu mandar sem reclamar e não poderá falar para ninguém. Nem mãe , pai, amiguinha, confidente…
– Sim, farei tudo que mandar, você é o único que se importa comigo

Ele então se aproximou e me beijou, foi estranho mas gostoso, a língua dele roçava na minha, ele enfiou a mão por debaixo dos meus cabelos e os agarrou puxando- os com carinho e me fazendo ficar mais perto dele. Um calor tomou conta de mim, ainda.mais quando ele começou a passar a mão em minha buceta por sobre a calcinha, ele apenas afastava a saia e dedilhava minha boceta com vontade.
Em determinado momento ele afastou a calcinha e passou o dedo direto no meu grelo, um grito saiu da minha boca e ele me beijou para.me calar enquanto afundava dois dedos em mim, foi uma gozada tão forte que cheguei a ficar mole, nunca havia gozado na vida e, se namorar era assim, então queria toda hora.
Ele então me desceu da pia ainda mole e me fez ajoelhar no chão a sua frente, então sacou aquele kct enorme na minha frente e acariciou meu rosto

– Agora abre a boca meu amor e chupa o pinto do seu namorado.

Tentei fazer mas não sabia, então ele foi me conduzindo até que entrou a cabeça e consegui chupar como ele gostava, em pouco tempo ele avisou que sairia o leitinho do amor e que deveria beber tudinho para provar meu amor por ele e a vontade de ser sua namorada.
Quando ele falou isso comecei a chupar ainda.mais forte e gostoso, queria muito que ele me aceitasse como namorada e faria de tudo para isso, então um jato grosso e salgado invadiu minha boca,por pouco nãoo vomitei, mas resolvi engolir quando lembrei das suas palavras, logo já tinha saído tudo e seu pau estava mole na minha boca e eu contunuei chupando para tirar todo leitinho.

– Fiz certinho senhor João?
– Certinho meu amor, agora vc é minha putinha chupeteira. Quero mais todos os dias e você não contará para ninguém ou fará para mais ninguém, senão não namorarei mais com você.

Saí do banheiro feliz, já estava para começar a próxima aula e eu estava com as pernas moles, o coração quente e o estômago cheio. Além de provar meu amor por ele ainda fui alimentada. Eu decididamente faria tudo o que ele pedisse pois queria aquilo todos os dias.

😉😋😋
@negrotop
[email protected]

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,63 de 16 votos)

Por #

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Suzi

    Esse senhor João, é um galanteador muito safado. Aproveita.

  • Responder Was

    Continua logo fiquei louco de tesão

  • Responder anónimo

    Continua