# #

Virei putinha do cachorro aos 12 anos (3)

1023 palavras | 7 |4.63
Por

Continuando conto anterior: depois que vi minha Irmã a Ju se masturbar eu resolvi a ficar de olho nela pois a Ju em casa ela era uma verdadeira santa mas quando vinha da igreja com o namorado ela parecia uma putinha pois chupava pica bebia a porra e pegava na mão e deixava roçar nas coxas, teve um dia a noite de luar eu fiquei de tocaia atraz de uma árvore grande e vi ela fazendo tudo ate que o namorado dela virou ela de costas e começou a roçar a pica por traz e ela deu um pulo pra frente e disse no cu não faço tudo depois que casar mas agora não, vi que o clima tinha acabado sai de fininho e fiquei na sala com meus pais,Ju entrou e foi pro quarto, no dia seguinte eu vim da escola tirei o uniforme e coloquei o meu almoço e do meu pai pois a Ju tinha ido pra aula e como meu pai tinha dificuldade e andar tinha que ajudar ele, acabei de almoçar arrumei a cozinha e disse ao meu pai que iria brincar no quintal, esperei um pouco e fui ver meu pai que estava cochilando no sofa, sai e resolvi procurar o pingo o cão que tirou meu cabaço, sai pela rua pra saber do meu cãozinho querido ao chega na quitanda eu falei com a dona Elza sobre o pingo ela me disse que os donos do pingo se mudou e o levou,sai e voltei pra casa pelo um atalho qua leva ao fundos do sitio e antes de eu chegar me deu uma vontade de fazer xixi como era mata era fechada e estava proximo ao sitio eu resolvi abaixarr a minha calcinha e fazer xixi, eu estava tranquila mijando quando olho na minha frente havia um cachorrão grande todo preto me olhando pois fiquei padada com medo mas acabei de mijar e antes de levantar brinquei com ele e logo negão começou a me cheirar e eu com medo de me levantar rapido deixei ele me cheirar o danado ao sentir o cheiro do xixi na minha xaninha ele meteu o fucinho nela e eu consegui me levantar e fui andando e ele me acompanhou perto sitio eu comecei alisar e sentei num tronco e fiz carinho nele e ele voltou a me cheirar toda e tentava a enfiar o fucinho na minha xaninha que me lambia meu rosto, eu pra facilitar afastei a calcinha pro lado e deixei ele me lamber minha xaninha, como estava ja a muito tempo fora de casa me levantei devagar e fui saindo pra como meu pai esta ,quando olhei pra traz o negão ficou me olhando cara triste vi que meu pai dormia fui na area peguei um pedaço de cobertor e decidi que ia tentar outra vez ser mulher do cachorrão peguei um balde pequeno esses de maionse enchi de agua e levei comigo se não aguentasse eu jogava e ele me soltava,deixei o balde e fui forrar o pano quando olhei ele estava bebendo água, mal acabei de forrar o pano o folgado do negão veio e deitou ai eu peguei ó baldinho e coloquei perto, sentei me perto dele e fiz carinho e o negão colocou a cabeça no meu colo e fiquei alisando suas costelas e ele abriu as pernas pude ver sua pica dentro da capa e fui carinhando sua barriga onde veio sair a pontinha da pica era vermelha ai comecei a passar o dedo indicador na ponta e saia um liqudo e dei pra ele lamber, eu sentia minha xaninha pulsar forte como se tivesse batendo palminhas, ai negão sentiu o cheiro e veio me lamber pra ficar melhor tirei a calcinha e abri bem as pernas pois estava afim de ser mulher do cão deixei e lamber bem o negão achou de me empurrar pra eu ficar de quatro e me pus do jeito que ele quiz estava pronta, quando negão me viu daquele jeito e veio pra cima de mim com tudo e deu uma lambida que me fez ver estrelas foi ai muntou em mim e deu uma unica estocada que entrou tudo de uma vez parecia que ele ja era pratico no assunto sem muita demora eu ia sentindo o no entrar e abrir de uma vez minha xaninha eu gemia de dor sentia a bola crecer dentro de mim e cachorrão não parava socar e era uma dor terrive ate que tentei me ajeitar fiz um movimento de impinar mas a bunda e foi ai que tudo entrou e ficamos de bunda um pro outro ai senti uma explosão dentro de mim eu estava gozando sem perar sentido um prazer delicioso pois a pica do cão pulsava dentro de mim e eu não parava de gozar cheguei a desmaiar por alguns instante mas quando senti o negão gozar dentro da minha xaninha eu fui ao delirio ate gritei de tanto gazar o cão queria sair e eu senti uma dor infernal e tive que segurar suas patas pra esperar o caroço sair, quando a pica do negão saiu fez plof da pressão e eu desabei no pano olhei para o negão a pica dele estava toda pra fora e vi era grande grossa dava duas do pingo,ele se levantou e me limpou toda ai me levantei e vesti minha calcinha e fiz carinho no meu novo marido canino e entrei em casa ai meu pai me perguntando que eu tinha que estava mancando ai disse que cai meu pe estava doendo entrei no banheiro pra fui ver minha chaninha que se eu colocasse minha mao entrava toda,pois me decidi que iria dar mas pra meu cachorrão negão ai eu soube que ele é da raça fila brasileiro.me tornei putinha não so do cão isso eu conto depois no proximo conto .

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,63 de 16 votos)

Por # #

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Marcos

    Eu presenciei uma vizinha minha adolescente alisando o cãozinho dela e delirava até começar a chupar o pinto do cachorro e eu me acabando na punheta ela é mais velha que eu mais é safada

  • Responder ORFHEU

    Ja conversei com algumas meninas novinhas e algumas mulheres que tiveram experiencias com caes e algumas ate perderam a virgindade com eles, e alguns caras que foram o machos de suas cadelas e outros que foram cadelas de seus caes, parabens pelos seus contos e nao demore pra escrever mais Lucinda

  • Responder helen

    Para quem gosta de SEXO, belos corpos femininos, ♥ respostas francas a perguntas ardentes para meninas … Bem-vindo (copie o link) ➤ abre.ai/bfmc

  • Responder Rafaella

    Muito bom… continue.

  • Responder Duck

    Muito bom seus contos parabens continua mas e mas

  • Responder

    Pqp q conto gostoso continua

  • Responder Was

    Não demore pra continuar