#

Suzana a coroa casada que mudou minha vida

2020 palavras | 3 |5.00
Por

Relato de um cara que estava numa pindaíba tremenda, e consegiu ajuda financeira com uma coroa casada, que vivia numa carência afetiva, sofrendo muito

Eu sou o caçula de 5 irmãos, 3 homens, 1 mulher e eu, depois que meus pais morreram tivemos que ir morar com nossa avó, na casa de meus tios, onde tudo era regrado, almoço e janta, só naquela hora determinada, se chegasse depois ficava com foma, entrar em casa só até tal hora, senão dormia na rua, se não trabalhasse também não comia, e minha situação estava mal, pois eu com 18 anos, sem trabalho, dependia de meus irmãos, que também eram todos cheios de regras, e eu meio rebelde, não gostava de tanta formalidade tudo tinha que ser certinho, era horrível, e eu era cobrado direto pra trabalhar, e me arrumavam serviços horríveis, cavar barranco, fazer massa, roçar mato, catar papelão, latinha, na boa não era pra mim, sem contar que me tomavam todo o dinheiro que eu ganhava, mas numa segunda feira, eu com um pouco de febre, cheio de dor no corpo, o tempo frio chuvoso, me acordaram as 6:00 hs da manhã, coisa que era também regra, não podia dormir um pouco mais, minha avó me chamou puxando o cobertor. Levanta logo, teu tio tem um lugar que ta precisando de ajudante, vai la, tua carteira e documentos estão aqui, se arruma e vai. Eu levantei me arrumei tomei café e sai, tremendo mas tive que ir, fui até o endereço, fiz ficha, mas era pra aguardar, voltei, e todos me encheram por eu não ter conseguido, no fum de semana tive que trabalhar com um velho porco, que era pedreiro, eu tinah que fazer massa, carregar bloco, enfim na segunda tive que ir pra outro endereço, que também ja não tinha mais vagas, cheguei em casa, e meu tio falou pra um jardineiro que eu iria trabalhar pra ele, sem nem me consultar, e eu tive que ir, fui com esse jardineiro, num sobrado enorme, ai saiu uma senhora chique, conversou com o jardineiro, perguntou se ele tinha trazido as plantas que ela queria, mas ele só tinha levado algumas plantinhas sem graça, ia pegar terra de uma construção la perto, a senhora falou. Não eu pensei que o senhor iria trazer uma terra vegetal, as plantas que pedi, assim eu não quero, ai eu mesmo compro tudo e pago pra alguém fazer. Tivemso que ir voltar, e sem nada pra fazer fui pra casa. mas ai tanto minha avó como meu tio e minha irmã, falou um monte, eu sai de casa sem rumo pra não fazer besteira, pois tava demais, andei um bom pedaço, e pensei, se a senhora comprar o material eu posso fazer o jardim, ja fiz outros trabalhando com o jardineiro, fui a casa da senhora e toquei o interfone, ela perguntou que mera, eu falei e ela vem falar comigo. O que foi rapaz. o que quer? Eu. Perdão senhora, eu estava com o jardineiro, e vi que a senhora não deu o trabalho pra ele, mas se tiver o material eu faço, sabe to precisando. to quase sendo expulso de casa, por não ter trabalho. Ela falou. Ta vem amanha, vou ver se consigo o material, mas você sabe mesmo fazer o jaridm? Eu. Sim ja fiz vários com o jardineiro. Ela falou. Esta bem. entra, eu te explico como quero. Ela explicou, e eu falei que se tivesse ferramenta e o material eu faria do jeito que ela queria, ela falou que ferramenta ela tinha na garagem, e ia comprar as plantas, ai me mostrou as ferramentas e mandou eu preparar tudo, eu comecei a preparar o terreno pro jardim, ela foi buscar as plantar e a terra, ela volta eu eu estou varrendo o quintal pra ela, depois de ter praparado o terreno do jardim, ela chega e em seguida chega uma camionete com o material, e as plantas, eu ajudei a descarregar, e ela falou. Gostei de você, vejo que gosta de limpeza. isso é bom. ela me deu café, eu comecei a fazer o serviço e ela gostando muito, ai o marido dela chega, ve o trabalho é gosta também, mas eu notei a grosseria dele com Suzana, no caso a senhora dona da casa. ai ele me deu dinheiro pra almoçar, e saiu, eu fiz o serviço, na hora do almoço, eu ia saindo pra comprar uma marmita, mas Suzana me chamou e falou. Oi onde você vai? venha aqui. Eu fui, e ela me chamou pra almoçar, eu almocei com ela, e notei que ela era uma coroa linda, 58 anos, os filhos dela bem mais velhos que eu, alguns casados, os outros trabalhando fora, um no exterior, ela disse que ficava na maior parte do tempo sozinha, só as faxineiras iam la, 3 vezes por semana. ela disse que se sentia sozinha, eu falei também da minha situação, e ela falou que entendia como eu me sentia, eu almocei e voltei ao trabalho, ela começou a me ajudar e assim ficamos conversando, no final da tarde o serviço quase pronto, ai ela me levou a uma edícula disse pra eu tomar um banho, e me deu algumas roupas do filho dela, tênis caros, e até um celular semi novo, que estava sem uso, eu voltei pra casa de roupa nova, uma mochila cheia de roupas e tênis novos, na minha bicicleta, relógio, em casa todos acharam que eu havia roubado tudo, puta fiquei furioso, e tive que ligar pra Suzana pra ela explicar, ela explicou tudo, e me deixaram em paz, nem jantei, no dia seguinte, sai mais cedo do que era pra sair, fiquei andando de bicicleta, até ela acordar, quando ela acordou eu ja estava la, ela abre o portão eu entro, e ja ia começando o serviço, mas ela me chama pra tomar café, ela estava bem triste, tomamos café, ela falou das grosserias do marido, da solidão, e até chorou, ela uma coroa loira, cabelos cacheados, alta, meio gorda, mas nem tanto, peitões, bundão, coxas grossas, eu jimaginava como podia, ela parecia ser tão boa, ai em meio as lagrimas dela, eu a abracei, ela também, ai eu falei. que ela era linda demais pra ficar tão triste, ela vai ao banheiro lava o rosto, ai volta, e fomos ao jardim, terminei de fazer o serviço, ela ali conversando comigo, ai tomei um banho depois de varrer o quintal. levar e guardar tudo, ai ela falou. Olha você vai ter que vir aqui pra molhar a jordim, eu te pago, assim terei com quem conversar, mas antes me ligue. Ela colou credito no meu celular, me deu dinheiro, e falou. Bom ainda ta cedo, você ja terminou mas vai ficar mais um pouco, meu marido só vem a noite, ai entramo e ficamos na sala ela falou que estava gostando da minha companhia, disse que eu era educado e caprichoso, falou também que nem os filhos dela davam atenção a ela, e que sentia falta de um homem presente que a agradasse. eu falei que se eu fosse casado iria fazer de tudo pra agradar minha mulher, e se fosse uma mulher linda igual ela, cuidaria mais ainda, ela falou que não se achava bonita, mas eu disse que ela era linda demais, foi quando ela se aproxima, segura minha mão, e me abraça, ai afasta um pouco e me beija, da uma selinho em mim, eu ja vou e a beijo, um beijo gostoso, uma lingua grande, carnuda, lábios carnudos, nos beijamos intensamente, ai ela fala, Eu nem acredito no que to fazendo depois de 30 anos de casada, mas ta tão bom que não quero parar. E nos beijamos mais, ela falou que era loucura, chorou um pouco, ai disse que só Deus sabia do sofrimento dela, ai pediu um tempo fomos almoçar, depois comemos uma sobremesa, e fomos de novo a sala, ela disse que era uma tremenda loucura, se o marido descobrisse, seria um tragédia, pois ela trabalhava com importação e exportação de armas, e lidava muito com gente barra pesada, eu ja fiquei com o cú meio que na mão, mas ela disse que daria um jeito de fazermos em secreto, nisso nos beijamos mais, ela me fala que fazia tempo que não sabia o que era sexo, ai fomos ao quarto e la ela meio que travada, eu também, ai a beijei, e ja fui pegando na bunda, ela se entregando, ai tirie a camisa, depois fui subindo o vestido dela, e a deixei de calcinha e sutiã, nos beijamos e eu passando a mão nela, meu pau ja duro, eu a deito na cama e vou em cima, tiro a calcinha, e e vejo aquela buceta enorme com pelinhos ralinhos, um gralão encaixei o pau e fui metendo devagar, ela ja se contorcendo, eu fui bem devagar, e depois aumentei um pouco a velocidade, e num beijo louco, aumentei mais a velocidade, ela gemia gostoso, eu segurei o máximo o gozo, pois eu ja tinha feito antes, mas foi bem pouco, segurei, e ela gozou gostoso, eu senti um melado gostoso descendo, e bombei mais um pouco e gozei, ficamos molhados de suor, ela levantou e foi ao banheiro, mijou, se secou, e falou. Que gostoso meu amor, eu nunca pensei que gostaria tanto, nunca fiz tão bom assim, sei que é loucura, mas to querendo mais, descemos pra cozinha, tomamos agua, um suco, nos beijamos, e voltamos ao quarto, ficamos na cama deitados nos beijando, a TV com a camera ligada, para ver se chegava alguém, ela falou que depois que entrou na menor pausa, a uns 4 anos atraz só fez sexo pouquíssimas vezes, e ja faziam quase 1 ano, achava que o marido devia ter mulher por fora, nos beijamos e depois eu chupei os seios dela, fui descendo até a buceta, ela não queria deixar eu chupar, eu insisti, ai ela deixou, perguntou se não dava nojo, eu disse que não, e lambi, ela a principio me mandava ir logo, era estranho, parecia que queria mijar, ai me fez parar e ir lavar o rosto, eu fui, lavei o rosto, ela disse que era esquisito demais, e eu falei. Ta bom, do jeito que você quiser. Ela me beijou mais, e ficou mexendo no meu pau, que ja tava duro, e estava bom, ai ela mexendo eu gozei na mão dela, enchendo de porra. ela cheirou, ai pegou uma toalhinha limpou limpou meu pau também, e ali ficamos num beijo gostoso, eu tentei meter de novo, mas ela não queria, depois levantamos eu a ajudei a lavar a louça do almoço, a limpar a cozinha, depois tomamos um café da tarde, e ela recebeu uma ligação do marido pra ela ir no forum pegar um documento pra ele, ela me deu mais dinheiro, e falou pra eu ir pra casa, e voltar amanha, eu fui pra casa feliz da vida na minha bicicleta, em casa dei algum dinheiro pra minha avó, e fiquei só pensando em tudo o que aconteceu, domri cedo nem jantar eu quis, acordei no dia seguinte bem cedo, disse que tinha arrumado trabalho, mas fui direto a casa dela, as 6:00 hs. liguei pra ela, que abriu o portão pra eu entrar, eu entrei, e ela ainda na cama, eu deitei com ela, e dormimos juntos até as 8:00 hs, abraçados, ai levantamos ela fez café tomamos, e voltamso ao quarto, e transamos muito, e ficamos até as 11:00 hs na cama. ai transamos de novo, ela pediu pra eu abrir um conta que iria colocar dinheiro pra mim, mas era pra eu esperar a ligação dela, pois no dia seguinte um dos filhos estaria em casa, e eu continuo na próxima.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 11 votos)

Por #

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Abacatão

    Continue.

  • Responder Saulo Batista

    Adorei, não demore pra continuar

  • Responder Biel

    Sou bí, sou novinho, sou bem safado, bem mesmo kkkkk, curto BDSM e tals, se tiver algum Dom ou Domme (sou switcher) que seja de Uberlândia e que tenha até 25 anos chama lá no telegram @Biell2001