# #

Sexo com padastro e filhos é muito bom

2859 palavras | 14 |4.74
Por

Quando tinha 12 anos, minha mãe namorava Moacir (fictício) e resolveram morar juntos.
Ele tinha 2 filhos,de 17 e 15 anos e passei a dormir no quarto deles.
Várias noites percebi que um dos filhos dele ia para cama do outro  mas, na época, não sabia o que rolava entre eles.
Nas férias escolares, o mais velho foi passar uns dias com a mãe e eu e Bruno ( o mais novo e nome fictício) passamos a ter uma amizade maior.
Um dia perguntei para ele porque sempre eles ficavam a noite na mesma cama e ele respondeu que ira me falar mas que eu não poderia contar para ninguém.
Foi quando ele me explicou que eles batiam punhetas juntos e que de vez em quando,faziam troca-troca.
Perguntou se eu já batia punheta e respondi que não.
Minha curiosidade levou a fazer um monte de perguntas e ele explicava tudo e, que seu prometesse não contar para ninguém, poderia me ensinar a fazer.
Respondi que estava a fim de experimentar e combinamos de fazer a noite. Esqueci do combinado e assim passou o dia.
A noite eu estava deitado e Bruno veio para minha cama e disse que agora iria me mostrar como fazer.
Pegou no pau e disse que era bem pequeno e falou para eu pegar o dele para sentir a diferença.
Hoje sei que nem era tão grande assim mas para época,achei o pau dele enorme.
Ele brincava com meu pau e me ensinava a brincar com o dele.
Fui punhetando até que ele gozou e foi a primeira vez que senti uma porra quentinha na mão,
Por mais que ele tentasse, não conseguiu me fazer gozar.
Resolvemos dormir mas as brincadeiras continuaram nas noites seguintes.
Eu sempre ficava com pau duro mas não gozava.
Depois de uns 15 dias,o irmão dele, Thiago (fictício), voltou e eu achei que as brincadeiras fossem terminar mas eu não sabia que Bruno já tinha comentado com Thiago que eu estava brincando com ele.
Thiago veio conversar comigo e disse que ninguém nunca poderia saber o que rolava,que tudo seria um segredo nosso.
A noite, Thiago veio para minha cama e disse que queria tambem brincar comigo. Tiramos calção e Thiago já pegou no meu pau e comentou que realmente era muito pequeno. Quando peguei no pau dele levei um susto e comentei  que o pau dele era muito maior do que do Bruno. Thiago deu risada e disse que logo mais eu também iria adorar a vara dele, chamou Bruno para cama que queria mostrar para mim como ele usava aquele pauzão.
Mas agora os três na cama de solteiro não estava dando certo, Thiago colocou cobertor no chão e mandou nós ficarmos com ele no chão.
Foi quando vi Bruno começar a mamar o pau do Thiago e perguntei se era gostoso fazer aquilo. Thiago respondeu que era uma delícia, fez Bruno deitar e mandou eu ir chupar o pau do Bruno.Não sabia como fazer e Thiago foi explicando e dizendo para eu abrir bem a boca,não encostar dentes no pau do Bruno e engolir. Depois sugar bem forte como se tivesse chupando um sorvete e ir tomando o caldinho que saia como se fosse sorvete.
Fui fazendo como ele disse mas não sentia tesão naquilo. Ele mandou eu ficar de 4,voltar a chupar o pau do Bruno e veio por trás de mim e disse que iria brincar  um  pouco na minha  bunda. Ele pegava cuspe, passava no meu cu e tentava enfiar o pau mas não entrava
Por mais cuspe  que passasse, o pau dele não entrava de jeito nenhum. Ele ficou brincando no meu cú até que senti ele gozar. Com pau durasso,ele pegou a porra e enfiou com os dedos no meu cu. Depois de um tempinho, ele se deitou no chão e mandou eu chupar o pau dele que agora Bruno iria brincar com meu cuzinho.
Quando comecei a chupar pau do Thiago, senti um gosto muito estranho, uma mistura de porra mas com cheiro de merda.
Reclamei e disse que não estava bom mas Thiago insistiu para eu continuar chupando que logo eu me acostumaria.
Voltei a mamar Thiago e foi quando Bruno começou a brincar no meu cú. Não sei se era porque já estava lubrificado com a porra do Thiago ou se era porque o pau do Bruno era menor mas logo senti a cabeça do pau do Bruno entrando no meu cuzinho.
Era uma sensação estranha, mistura de coisa gostosa com coisa dolorida. Bruno percebeu que o pau estava entrando e mandou eu fazer como se fosse cagar.
Bastou eu fazer isso e o pau dele foi entrando direto. Nada de dor,só um incomodo e tambem nada de prazer. Bruno deu umas bombadas fortes,disse que estava gozando e logo tirou o pau sujo de merda de dentro do meu cu.
Thiago disse que iriamos parar,que agora eu já estava inaugurado e que depois seria mais facil para ele me fuder
Fomos dormir e fiquei com uma sensação de que nada daquilo tinha sido gostoso. Gostava mais quando ficavamos eu e Bruno na cama, um brincando com o pau do outro.
Na noite seguinte, Thiago já  colocou cobertor no chão e disse para irmos para a brincadeira. Lá estava Bruno deitado, eu de 4 chupando o pau dele e Thiago tentando me comer sem conseguir. Foi quando ele pediu para esperarmos, colocou calção, saiu do quarto e depois voltou com o pote de margarina na mão. Mandou eu ficar na posição chupando o Bruno, pegou margarina com o dedo, enfiou no meu cu, passou no pau dele e começou a tentar me fuder.
Quando senti a cabeça do pau dele começando entrar, senti uma dor  violenta e pedi para ele parar. Ele mandou ficar bem quietinho, abrir bem o cuzinho que logo a dor iria passar. Fiz o que ele pediu e senti aquela cabeçona do pau dela forçando o  anel do meu cu e, de repente, pareceu que o pau dele estourou meu cu e a cabeça entrou.Comecei a chorar e pedi para ele parar.
Ele dizia que o pior já tinha ido, para eu ficar calmo que iria doer só mais um pouco mas que depois eu iria gostar. Ele foi bombando e eu sentia aquele pau entrando e me estourando por dentro.  Por mais que tentasse, não conseguia mais mamar o Bruno e nem parar de chorar.
Thiago nem se importava e continuava a enfiar a vara no meu cu.Dizia que agora eu estava chorando mas que logo mais estaria vibrando e pedindo mais. Quando comentou que já tinha colocado tudo, disse que então ele já poderia parar e tirar o pau que estava doendo muito. Ele respondeu que só iria dar uma gozada e já iria tirar. Sentia os movimentos dele bombando a vara no meu cu, a dor foi diminuindo e fui relaxando. Ele perguntou se agora estava gostoso e respondi que ainda estava doendo um pouco. Ele disse para eu voltar a mamar o Bruno que a dor iria sumir todinha.
E lá estava eu novamente, mamando Bruno e Thiago me fudendo. Quando ele ia gozar, pediu para eu sentir a gozada dele dentro do meu cu e, dessa vez senti algo quente tomar conta do meu cu e realmente é uma sensação deliciosa.
Quando ele tirou o pau de dentro do meu cu, se limpou num pano velho e disse para eu me limpar, passei o pano no cu e senti que meu cu estava muito dolorido. Foi quando Thiago explicou que estava doendo porque tinha sangrado em função dele ter estourado as pregas do meu cuzinho mas que isso era uma coisa boa porque agora  eu seria facil para eu aguentar sempre levar vara.
E assim foi por várias noites. Tinha noite que Bruno começava a me fuder e depois Thiago completava o serviço e outros dias só Thiago me fudia.
Não posso dizer que sentia tesão, diria que estava acostumado com aquelas brincadeiras e, achava, que nem me importava se não acontecesse até que os dois, Bruno e Thiago, foram passar fim de semana prolongado com a mãe deles.
Como minha mãe trabalha em restaurante, as folgas normalmente ocorrem durante a semana e, em emendas de feriados, ele sempre faz extras para ganhar uma grana melhor. Eu não tinha o que fazer e fiquei na sala vendo TV, foi quando Moacir (namorado da minha mãe) apareceu só de cueca e disse para eu desligar a TV pq precisava conversar sério comigo
Desliguei a TV e ele perguntou o que nós 3 fazíamos a noite no quarto. Respondi que batíamos papo e depois dormíamos.
Foi quando ele falou de maneira direta que tinha visto várias vezes Bruno deitado no chão,eu chupando o pau dele e Thiago me fudendo.
Ele foi tão direto e seguro que nem sabia o que responder. Quando ele forçou para eu responder, disse que eu nem curtia aquilo mas que Bruno e Thiago queriam fazer. Joguei toda culpa nos 2
Moacir perguntou se eu gostava de fazer aquilo e respondi que nem ligava, só fazia porque eles queriam. Moacir perguntou se eu gostava de levar vara na bunda e respondi que quando Bruno me comeu a primeira vez, não doeu mas que quando Thiago me comeu,doeu muito.
Moacir mudou o tom da conversa e explicou que era normal.  Como eu era cabaço, o pau do Bruno era pequeno então doeu menos  mas que Thiago já era basicamente um homem e com pau grande. Quando ele me fudeu,  arrebentou as minhas pregas por isso deve ter doido muito e sangrado.
Agora ele já falava de forma bem mais amigável e respondi que tinha sido isso mesmo. As primeiras vezes que Thiago me fudeu, doia muito mas que agora eu estava acostumado.
Moacir exlicou que era assim mesmo e, se eu prometesse segredo,ele me contaria uma coisa.
Prometi e então ele contou que antes de morar com minha mãe, ele sempre levava Thiago ou Bruno para dormir com ele na cama e sempre comia um dos dois.
Que com os dois aconteceu a mesma coisa que eu tinha relatado, na primeira vez doia muito, sangrava mas que depois eles acostumaram levar vara.
Não sei porque mas foi a primeira vez que comecei a sentir tesão de verdade. Moacir estava de pau durasso e me perguntou se eu queria ver o pau dele para poder comparar com o do Thiago. Respondi que queria ver e ele na hora colocou o pau para fora.
O pau do Moacir não era muito maior do que o do Thiago mas era muito babão e comentei isso com ele.
Foi quando ele pediu para eu dar uma lambida para ver se tinha o mesmo gosto do pau dos filhos deles.
Disse que tinha medo, que alguem poderia chegar e ver e ele respondeu que ninguem chegaria e que eu sabia disso.
Ele tirou a cueca, deitou no sofá e pediu para eu mamar como se fosse o pau do Bruno  Eu estava inibido mas aquele homem realmente me atraia.
Meio sem jeito, cheguei perto do pau dele, dei uma cheirada e comentei que tinha um cheiro forte. Na hora ele respondeu que cheirava forte e que era delicioso, para eu começar a lamber. Mesmo sem jeito, comecei a lamber e quando me dei conta, estava chupando gostoso o pau dele
Moacir –  Isso moleque, chupa um pau de macho de verdade…..
O jeito que ele me tratava e ver aquele homem maduro entregue para mim,despertou um tesão que nunca tinha sentido.
Pela primeira vez comecei a lamber o saco,o pau, sem que ninguem me explicasse.
Ele levantou e me chamou para cama dele, Tirou minhas roupas, começou a me alisar, a me beijar. Me deitou na cama e disse :
– Hoje vou te ensinar a se entregar para um macho de verdade.
Pela primeira vez alguem me beijou gostoso, chupou meu mamilos, minha barriga, me virou de bruços,lingou meu cu e sempre dizendo putarias que me deixavam maluco de tesão.
Ele me puxou para beirada da cama, me deixou na posição de frango assado, encheu meu cu de gel,passou no pau dele e começou a brincar com o pau na entrada do meu cu. Eu sentia aquela cabeçona quente  na entradinha do meu cu mas ele não forçava a entrada. Moacir se curvava, me beijava, me chamava de viadinho dele e dizia que estava esperando eu pedir para o macho dele fuder o cuzinho.
Eu estava delirando de tesão e não conseguia mais me controlar e pedi : – Por favor meu macho,fode seu viadinho.
Moacir :Isso,adoro ouvir meu viadinho pedir, pede mais mais
Eu : Por favor meu macho, fode seu viadinho.
Moacir foi bombando bem devagarinho e eu sentia aquela sensação deliciosa de sentir o pau dele ir entrando gostoso no meu cu.
Eu : Que gostoso meu macho, fode bem gostoso seu viadinho….. quero sua vara todinha dentro do meu cu
Moacir dava risada e dizia que adorava ouvir o  viadinho dele pedir vara,que os filhos deles nunca falavam assim.
Aquele pauzão foi entrando todinho no meu cu e Moacir perguntava se eu estava gostando
Eu : Ta delicioso, só vc sabe mesmo fuder meu cuzinho. Fode, fode bem gostoso seu viadinho
Moacir disse que estava tudo dentro e começou a bombar devagarinho e foi intensificando as bombadas
Eu delirava sentindo o saco dele bater na minha bunda. Era uma sensação que eu nunca tinha tido e pedia para ele abusar de mim, que eu era todinho dele.
Senti a respiração dele mudar, ele ficar ofegante, aquele pauzão aumentando de volume e preenchendo todo meu cu,foi quando disse que iria me encher de leite;
Eu : – Vai meu macho, enche seu viadinho de leite. Quando senti aquele liquido quente tomar conta do meu cu, fui a loucura e, pela primeira vez tive um tesão fantástico que me fez gozar
Moacir :Isso meu viadinho,goza bem gostoso com seu macho te arregaçando….Seu cu é muito mais gostoso do que da sua mãe
Nossa, sem duvida alguma foi a melhor trepada de toda minha vida.
Quando Moacir tirou aquela vara do meu cu, examinou e disse que eu estava arregaçado. Pegou celular e tirou foto do meu. Depois pediu para eu forçar e colocar a porra para fora e filmou tudo. Quando ele me mostrou, fiquei no maior tesão em ver como ele tinha me arregaçado e ver a porra saindo de dentro do meu cu
Ele me levou para o wc, me deu banho e disse que iria me fuder durante todo o feriadão  e assim foi mesmo.
Ele me fudeu na cozinha, no quarto dos filhos, no wc. Toda vez que passava por mim, me abraçava por trás, me chamava de viadinho dele e que agora sempre iria me fuder.
Adorava ouvir as putarias que ele me dizia, adorava sentir seus beijos, adorava quando ele colocava pau para fora e mandava eu mamar mas, nem tudo o que é bom dura para sempre. Feriadão acabou, os filhos voltaram e  voltei para a rotina noturna, Mamando Bruno e Thiago me fudendo mas sem encanto, tipo enfiou, colocou, gozou, acabou.
No próximo sabado, minha mãe foi trabalhar como sempre e quando eu, Bruno e Thiago estávamos na cozinha, Moacir apareceu, me deu uma encoxada e disse para eu ir para o quarto dele.. Fiquei super-envergonhado pois Bruno e Thiago tinham ouvido visto e ouvido. Mas fui para o quarto.
Como sempre Moacir me fez feliz. Me fudeu muito. Quando sai do quarto, Bruno estava na sala e perguntou se eu curtia dar para o pai dele e respondi que adorava.
Bruno disse que tambem curtia dar. Quando Thiago apareceu, continuamos a conversar e  Thiago disse que o único cara que sabia comer ele bem gostoso era o pai dele.
Agora já não tinha mais segredos. Sabíamos que os 3 levavam vara do Moacir
Claro que Moacir usava e abusava dos 3. Com ele aprendi um montão de coisas gostosas que depois praticava com os filhos deles….assim todos iam se aperfeiçoando.
Aconteceram um monte de coisas que depois relato se vcs desejarem. Pena que minha mãe e Moacir se separaram mas continuo a difundir tudo o que aprendi com eles….

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,74 de 42 votos)

Por # #

14 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Menino Dotado

    Conta tudo não demora por favor hehe adorei

  • Responder Felipe

    Qual o seu telegrama?

  • Responder naju

    onlycnn01

  • Responder Manu

    Oi Boa tarde gostaria de um vidio tenho um aqui pra fazer uma troca com vc

  • Responder ANÔNIMO

    Telegram @Matt1
    Trocar experiências

  • Responder R.

    Chama lá no telegram @onlycnn01 e trocamos hehe

  • Responder rrc12

    completando meu comentário quem de vcs que gosta de uma rola, gosta de ser humiliado e desprezado ? Eu só mijei dentro da buceta de mulher e não na cama para não fazer sujeira sentado na cadeira e ela de cavalinho no colo.

  • Responder rrc12

    Eu quando fodo um novinho nunca menosprezo, acho que chamar viadinho, bichinha não é legal, eu gosto de chamar de querido, amado é como eu chamo uma mulher, e eles gostam, não gosto de humiliar e só o que eles querem, e mais uma não acredito que jovens de menos de 13 anos gostem, eu só pego depois desta idade, eses sabem o que querem

    • Bruno_Gaucho

      verdade

    • Vitor Hugo

      Eu sou novinho e gosto de ouvir putaria e me foderem forte (se tiverem o pau não grande), gosto de me sentir mulher na rola no macho, por isso curto mais velhos, um velho barbudo forte gostoso em cima de um novinho pequeno…tão bom!

  • Responder Ners

    Só conto bobo

  • Responder bacellar

    Maravilhoso! Gozei muito! Se tiver continuação, não demore!

  • Responder Anônimo2019

    Delicia de conto…gozei muito.

  • Responder Anónimo

    Muito bom