# # #

Mae Puta, Filha Putinha

5394 palavras | 10 |4.44
Por

Meu patrão fudeu gostoso minha filha e fez dela a sua putinha.

Olá a todos, me chamo Lídia, tenho 35a, sou loira não natural, seios médios e uma bunda não muito grande, mas chama a atenção dos homens. Sou separada e tenho uma filha de 14a chamada Vitória. Loirinha, olhos verdes, seios bem durinhos e um corpo já bem desenvolvido pra idade dela. Quando vamos a praia os machos ficam babando olhando ela e eu me sinto uma mãe orgulhosa. Vitória gosta de provocar os homens com seus biquínis atoladinhos na bunda. Sempre conversei todo tipo de assunto com ela pois somos muito íntimas. Vitória não é mais virgem desde que foi abusada a força pelo pai aos 10a, mas ela não tem esse trauma de não gostar de homens ou ter medo quando algum chega perto. Pelo contrário ela sabe ser muito puta quando quer. Mesmo com pouca idade ela é bem safada e bem centrada e gosta de falar besteiras. Os fatos aconteceram em 2017 em Florianópolis, quando comecei a trabalhar na casa de um médico, Dr Marcos. Um coroa já com seus 56a, um homem simpático, pra não dizer bonito. Ele vivia falando besteiras e tinha a língua solta. Tudo que ele falava tinha uma buceta, um caralho, bosta, no meio rsrs. Morava sozinho numa casa enorme localizada numa praia conhecida por ser praia de rico. Dr Marcos era um homem rico porém simples. Era divertido, engraçado contava histórias vivia fazendo piadas falava pelos cutuvelos. Vivia falando besteiras pra mim e pra minha filha. Era o jeito dele. Tratava a gente muito bem. Por várias vezes levou eu e minha filha ao shopping, nas praias, comprava roupas pra mim e pra minha filha e nunca pediu nada em troca. Ele só dizia que não pudia ter filhos e por isso que gostava de fazer essas coisas e até ajudava uma instituição de crianças carentes na cidade. Depois de 5 meses trabalhando, já estava acostumada com as besteiras dele e eu e minha filha tínhamos acesso total a sua residência. Enquanto eu limpava a casa, Vitória tomava banho na piscina, usava o computador dele, mexia na Sky etc. Vitória tinha 12a na época, mas já estava com os hormônios fervendo e eu cansei de pegar ela olhando filmes pornôs na internet. Avisei ela várias vezes e dizia que um dia desses o Dr Marcos olha os históricos de navegação e vê esse monte de sites pornôs acessados e é capaz de me mandar embora achando que eu fico olhando isso ao invés de limpar a casa. E então num belo dia de manhã Dr Marcos mi liga e diz que vai vir mais cedo pra casa pq alguns pacientes dele haviam desmarcado algumas consultas. Digo pra Vitória me ajudar a terminar de arrumar a casa e peço pra ela limpar lá em cima. Ela então sobe para o andar de cima e diz que vai arrumar o quarto o Dr Marcos e diz pra eu ir adiantando o almoço. A casa normalmente não está suja basta apenas lavar o banheiro e arrumar o quarto dele já que só ele mora na casa e vem apenas pra dormir. Lá pelas 11hs da manhã chega Dr Marcos com seu jeito todo atrapalhado e falando alto e contando piadas falando besteiras. Vem até a cozinha me cumprimenta, conversa um pouco e pergunta da Vitória.
– onde está a Vitória?
– eu queria saber tbm rsrsrs ela subiu já faz tempo e disse que ia arrumar o quarto do senhor e não desceu ainda.
– eu vou subir pra ver o que aquela pestinha tá aprontando e já desço pra terminar o almoço do senhor.
– vou subir junto e já tomo um banho por que a tarde quero ficar só coçando o saco rsrs Rimos fiz mais alguns comentários e subimos. Ao chegar no quarto do Dr Marcos me deparo com uma cena que deixaria qualquer homem louco. Vitória deitada na cama do Dr com a metade da bunda aparecendo, pois estava de saia, com a calcinha fio dental atolado olhando revistas pornôs dele. Ele olha por um instante pra bunda dela e depois vira a cara e eu já dou um grito tentando disfarçar a minha surpresa, mas já sabendo que Vitória gostava dessas safadezas.
– filha o que você tá fazendo mexendo nas coisas do Dr Marcos? Tá maluca menina. Ela assustada tentando se explicar, pedindo desculpas dizendo que estavam no chão, mas não eram revistas pornôs, que eram revistas eróticas. Xingo ela de novo e digo que não quero saber e mando ela descer rápido.
– eu não quero explicação…desce agora que vamos ter uma conversinha séria em casa. Dr Marcos ficou calado e pela primeira vez acho que ficou com vergonha. Isso eu achava, pois ficou calado apenas andando pelo quarto. Depois que ela saiu e tentei me desculpar com o Dr Marcos, pedindo desculpas, dizendo que estava envergonhada pelo que Vitória tinha feito, por ter mexido nas coisas dele e ele tentando me acalmar.
– Lídia não se preocupa, não briga com a Vitória.
– como não…
– é coisa da idade essa curiosidade dela.
– mas eu cansei de dizer pra ela não mexer em nada aqui dentro da casa. Eu pedindo mil desculpas pra ele enquanto ia recolhendo as revistas quase chorando. Dr Marcos tentando me acalmar o tempo todo.
– não tem problema Lídia, ela mexeu, mexeu, mas é eu que tenho que te pedir desculpas. Deixei essas coisas atiradas por aí ontem e esqueci de guardar.
– capaz Dr Marcos, o senhor não precisa se justificar pra mim, mas eu vou conversar com ela.
– Lídia deixa ela, na verdade não são revistas pornôs mesmo, são eróticas.
– não importa Dr Marcos ela não deveria ter feito o que fez. Ele pegou uma revista e deu pra eu olhar, fiquei com vergonha na hora, mas vi que realmente não eram de pornografia explícita. Eram histórias eróticas e aparecia homens e mulheres peladas, mas não praticando o ato em si. Os modelos ou atores não sei como dizer o que eram, apenas faziam poses, mas não tinha penetração e nem chupavam de verdade, apenas fingiam que transavam. Fazia apenas poses como se fossem transar. A modelo ficava d4 e o ator fazia como se fosse meter, mas nem encostava nela. Ela fazia que chupava, mas não colocava na boca. As revistas eram todas assim só com histórias eróticas ilustradas. Eu pedi licença e desci pra terminar o almoço e Dr pediu pra eu não brigar com a Vitória. Disse pra ele que tudo bem e que só falaria com ela em casa. Chegando na cozinha dou uma disfarçada e chamo Vitória.
– filha sua loca rsrs eu disse que isso ia acontecer, o que ti deu na cabeça pra mexer nas coisas do Dr Marcos logo no dia que ele ia estar em casa.
– aí mãe, tava no chão e quando eu entrei, então vi as revistas e peguei pra ler rsrs
– rsrsrs e agora tenho que fingir que estou brava contigo.
– se ele perguntar alguma coisa deixa que eu falo ou pelo menos fingi que tá triste e pede desculpas pra ele. Estávamos fazendo o almoço e o Dr apareceu e seu jeitão engraçado já foi fazendo piadinhas.
– e aí Vitória, gostou das revistas? Rsrsrs tua mãe não brigou contigo, brigou?
– Dr Marcos me desculpa por ter mexido nas suas coisas.
– tudo bem menina, eu vou tomar mais cuidado com as minhas coisas da próxima vez rsrsrs. Espero que não tenham pensado mal de mim rsrsrs.
– capaz Dr, o senhor é homem e homens gostam dessas coisas rsrsrs.
– é pelo visto meninas tbm né Vitória rsrs Rimos e ele se sentou na cozinha com a gente enquanto terminava o almoço. Conversa vai conversa vem ele começou a contar de quando teve a sua primeira revista pornô. Nós riamos muito e durante o almoço ele não parava de contar histórias de sexo. Até que ele levantou e saiu correndo da mesa. Eu e Vitória ficamos se olhando sem entender nada. Minutos depois ele aparece com algumas daquelas revistas e joga sobre a mesa dando risada. Eu ainda sem entender nada ele disse que aconteceu um episódio com ele uma vezes que parecia a história das revistas, então foi contando o que tinha acontecido. Disse que tinha trazido uma garota uma vez aqui na casa dele e que ela não sabia transar direito. Nós rimos e ele mostrou uma cena da revista e começou a contar. Dizia que ela pegava no pau dele e não sabia chupar e nem bater punheta rsrsrsrs falava assim na maior cara de pau. Vitória pegou uma revista e foi folhando. Eu já estava ficando com vergonha da maneira que ele falava e ele nem se importava que minha filha escutasse aquele monte de besteiras.
– vocês não se importam de eu estar falando essas coisas né…
Quando eu ia falar algo, Vitória se entrometeu na frente.
– não Dr Marcos pode continuar tá ficando interessante rsrs Então o senhor nem comeu essa garota?
– Vitória!!!
– até comi, mas tive que bater punheta por que ela não conseguiu me fazer gozar rsrs Ela fazia igual essas moças das revistas. Fazia poses e não colocava na boca ou ficava se fazendo pra deixar eu meter rsrsrs. Eu não estava acreditando que minha filha e o Dr falavam abertamente sobre sexo. Terminamos o almoço e o Dr Marcos me ajudando a recolher a mesa e Vitória continuava olhando as revistas.
– a Vitória gostou mesmo das revistas hein Lídia rsrs
– pois é, e eu achei que ia ter que brigar com ela rsrs
– deixa ela Lídia, ela já tá bem grandinha.
– viu mãe o Dr me entende.
– continua lendo essas revistas e fica quietinha filha rsrs.
– Dr Marcos, o senhor não trouxe mais ninguém aqui pra sua casa depois daquele dia?
– Vitória!!!
– trouxe sim, mas aquela vez foi engraçado.
– daqui a pouco estamos indo viu Dr pra deixar o senhor descansar.
– por que vocês não ficam e me fazem companhia hoje.
– é mãe vamos ficar a gente podia fazer alguma coisa.
– tem alguma idéia Vitória?
– a gente inventa alguma coisa.
– por que a gente não tira umas fotos iguais a revistas em mãe.
– só pode tá de brincadeira né Vitória.
– ué por que, são só fotos nada demais. Olhei pra cara do Dr e ele parecia gostar da idéia da Vitória, mas não perguntei o que ele achava né. Dr e a Vitória foram pra sala e ela continuava lendo as revistas.
– mãe essas revistas tem histórias de vários temas muito legal.
– qual tu tá lendo, diz aí Vitória? Dr perguntou e eu só escutando.
– é sobre uma menina que chega em do colégio e tá só ela e o pai casa. O pai dela vai dar um castigo nela por tirar nota baixa srsrs
– huuummm eu lembro dessa história e eles acabaram transando.
Os dois davam gargalhadas e eu escutando tudo e não sabia onde meter a cara, pois não estava acreditando naquilo. Vitória então quis imitar as cenas que tinha na revista com o Dr Marcos, onde a atriz fingi pegar algo no chão e empina a bunda pro pai dela. Vitória vira pro Dr e fica empinada com a calcinha atolada na bunda e o Dr fingi surpreso.
– eu lá da cozinha vendo aquela cena e na hr eu fico sem reação, eles davam risadas. Escuto Dr Marcos elogiando a bundinha da Vitória.
– nossa menina que bundinha linda.
– mãe tira uma foto nossa assim…
– o que é isso Vitória, vocês dois só podem estar malucos.
– o que tem mãe, não estamos fazendo nada demais. O Dr Marcos ainda incentivou a idéia da Vitória.
– vai Lídia tira uma foto nossa como se fosse pra revista.
– eu não vocês tão loucos.
– tua mãe é uma estraga prazer.
– filha como vou tirar fotos de você pelada na frente do Dr. Tu é uma criança. Eu ali sem acreditar ainda que minha filha teve coragem de dizer isso, muito menos o Dr Marcos. O senhor não deveria incentiva ela Dr Marcos.
– foi só uma brincadeira Lídia, desculpa, mas a idéia foi boa rsrsrs. Os dois pareciam me ignorar por ter estragado os planos deles. Eu perguntei o que eles queriam fazer e não me responderam. Eu precisava fazer alguma coisa pra mudar aquela situação chata que ficou, então perguntei.
– vocês ainda querem que eu tire a foto? Eles me olharam com umas caras de safados e Vitória falou.
– não quero que vc tire a foto, quero que tire as fotos.
– vocês querem tirar mais de uma é isso.
– vamos Lídia vai ser divertido,
– aposto que vai. Tá bom só algumas.
– eu vou tomar um banho e trocar de roupa e já volto, disse Vitória.
– Lídia, eu prometo não ultrapassar os limites com a Vitória. Sei que ela é uma criança ainda, mas vai ser só uma brincadeira.
– eu não sei se é certo, não acredito que vou fazer isso. Enquanto Vitória estava no banho, o Dr Marcos ficou lendo as histórias das revistas e aquilo foi me deixando excitada e nisso aparece minha filha vestindo um uniforme de colegial bem curtinho com uma calcinha fio dental e uma babylook. O Dr ficou babando, dava pra ver pela cara dele.
– o que acharam? Vai ficar legal as fotos.
– pra que essa produção toda, vai ser só algumas fotos. Tá parecendo uma colegial putinha com essa roupa.
– a ideia é essa mãe rsrsrs
– huumm tá linda e safadinha com essa roupa. Eles riram e Vitória disse que queria tirar umas fotos na cozinha.
– Dr Marcos vamos começar na cozinha pode ser?
– pode mas não me chama mais de Dr só de Marcos. Dr Marcos usava uma calça jean e uma camisa de botão. Fomos até a cozinha e Vitória tomou a iniciativa e começou a fazer poses. Marcos sentou numa cadeira e Vitória ficou na frente dele e fingia que pegava algo no alto do armário. Assim ficava na ponta dos pés empinando a bundinha e mostrando a calcinha enfiada. Fiquei na maior apreensão, pois não sabia qual ia ser a reação do Dr. Então antes dele fazer qualquer coisa por conta própria, eu entrei na brincadeira e pedi pro Dr fingir que colocava a mão na bunda dela pra ajudar. Vitória fazia uma cara de putinha que me deixou envergonhada. O que será que o Dr Marcos tava pensando da minha filha. Tirei umas fotos nessa posição e mandei ela se apoiar na mesa e o Dr puxava o cabelo dela como se estivesse pegando ela por trás. Vitória chamava ele de papai e pedia pra ser punida.
– isso é fotos Vitória não vídeo, então não precisa falar nada que não vai aparecer nas fotos rsrsrs.
– filha senta de frente e coloca as pernas em cima da mesa. Fingi tirar a calcinha dela Dr Marcos.
– me chama só de Marcos por favor. Ele ajudou ela a subir na mesa e colocou a cara perto da bucetinha dela.
– tem alguma coisa molhada aqui Lídia.
– tô vendo, que safada essa minha filha. Ele segura nas pernas dela e eu tiro mais umas fotos. O Dr Marcos pergunta se eu vou deixar ele tirar a calcinha da Vitória e eu digo que sim, se ela quiser.
– claro que eu quero. Tem que ser igual as da revista.
– vai então Marcos, puxa a calcinha dela pro lado agora, pra mostrar a bucetinha na foto. Ele puxa a calcinha pro lado e vê a bucetinha dela toda melada e nisso eu tiro umas fotos.
– nossa? mas tá molhada mesmo.
Nós rimos e Vitória disse que tava só um pouquinho.
– só um pouquinho safada, tá encharcada que faz até espuminha rsrsrs disse o Marcos.
– fingi meter a língua Marcos. Vitória coloca a mão na cabeça dele.
– agora vai tirando a calcinha dela e puxa até os joelhos. Marcos foi puxando e a calcinha veio aquele fio de melzinho junto de tão molhada que ela tava.
– nossa toda depiladinha, toda lisinha e molhada fica mais linda ainda. Marcos falava isso é eu olhava pra Vitória e dava pra ver que ela tava muito excitada.
– gostou da bucetinha melada da minha filha Marcos?
– linda, esses gominhos bem inchadinhos são lindos rsrsrs. Vitória ali com as pernas abertas na frente do Marcos, então digo pra ele fingir que vai colocar a língua na buceta dela.
– abre a buceta pra ele filha com os dedos e o Dr Marcos faz que vai lamber. Vitória abre a buceta e eu vou tirando as fotos. Marcos pergunta se pode ele abrir a bucetinha da Vitória.
– posso tocar nela Lídia? Eu abro e finjo lamber.
– deixa ele fazer isso filha? Claro que a puta disse sim.
– pode sim Dr Marcos. Eu vou ter que pegar no seu pau tbm pra tirar pra fora.
– quem disse isso Vitória?
– aah mãe tem que ser igual as revistas.
– posso ou não posso?
– vai abre… Ela abre as pernas e ele pega nos beicinhos da bucetinha dela e abre. Vitória começa a gemer e enquanto ele fingi colocar a boca ela se tremer toda. Vitória goza quase na boca do Dr dando uns gemidos e se tremendo.
– mas já menina, eu nem encostei. Ficou ainda mais molhada e começou a escorre o melzinho da buceta dela. Dr Marcos largou os beicinhos dela e ela em êxtase ali.
– viu o que tu fez eu fazer, agora vai tomar tudinho.
– tu tá bem Vitória?
– o que tu acha safado fez eu gozar desse jeito. Agora vai ter que sentir o meu gostinho. Achei que ela ia pedir pra ele chupar a buceta dela de verdade, o que ia me deixar com mais tesão ainda e tlvz eu não impediria, mas ela passou o dedo na buceta e colocou na boca dele. Marcos chupava, lambia os dedinhos dela e pedia mais.
– toma meu melzinho cachorro safado, senti o gosto de uma novinha. E nessa hora eu tiro fotos que me deixou ainda mais excitada ouvindo minha filha falar aquelas coisas. Ela passava os dedos e vinha encharcados de gozo.
Eu vendo que aquilo ali não ia dar muito certo, chamo eles pra tirar mais umas fotos lá na sala. Marcos levanta e vejo ele ajeitando o pau duro dentro da calça. Vitória desce da mesa e vesti a calcinha de novo. Sentados no sofá os dois cochichavam, mas eu não consigui escutar. Vitória já fica d4 e empina aquela bunda linda na cara do marcos. Ele manda eu tirar umas fotos ela assim, então o faço. Enquanto tirava as fotos ele chegou perto e fez como se fosse chupar o cuzinho dela. Esticou a língua bem perto da bucetinha dela, mas ela ainda de fio dental. Ele deitou e entrou no meio das pernas dela ficando com a cara bem na xaninha dela e esticou a língua. Eu já tava loca de tesao só olhando as poses dos dois. Marcos começa a baixar o fio dental da Vitória e quando abaixa um pouco ele coloca a língua na calcinha e puxa pra baixo, mas vi quando ele encostou a língua na grutinha melada na minha filha, mas não falei nada. Vitória só revirava os olhos e gemia e eu só tirando as fotos. Mudando de posição, Vitória já sem calcinha fica pé no sofá e Marcos sentado no meio das pernas dela, tira a saia deixando ela só de blusinha. Minha filha com a bucetinha e a bundinha toda exposta na frente do meu patrão. Vitória segura os cabelos ele e puxa contra a buceta dela, mas não encosta.
– acho que agora é a vez da Vitória tirar a sua roupa Dr Marcos.
– claro, pode vir. Como quer que eu fique?
– fica sentado… filha fica d4 no chão e fingi colocar a mão no pau dele. Vitória faz aquela pose e o Dr não perdoou.
– essa tua bundinha fica linda d4. Depois daí não precisei mais dizer o que Vitória deveria ir fazendo enqto eu tirava as fotos. Ela já sabia bem o que fazer. Ela ficou ajoelhada no chão na frente do Dr e foi abrindo o zíper e o botão da calça. Tirou o cinto e puxou a calça até as canelas deixando ele de cueca. Por sinal estava toda molhada e tinha um volume considerável dentro. Vitória nem olhava pra mim, estava fixada no pau do Dr.
– mãe vai tirando as fotos agora. Ela sem vergonha alguma mete a mão dentro da cueca dele e faz cara de surpresa.
– vamos ver o que temos aqui rsrsrs – deita a cabeça na coxa dele filha e vai tirando o pau dele pra fora. Com uma mão ela puxa pra fora e com a outra segura a cueca. O pau dele pula pra fora e Vitória maravilhada com aquilo nas mãos.
– que pauzão Dr. Tá tirando fotos mãe?
– tô sim filha continua. Fiquei com água na boca vendo aquele caralho lindo. Eu já tinha visto maiores, mas aquele tava bem duro e era reto. Marcos estava com cara de satisfação enquanto Vitória alisava seu pau com uma mão batendo uma punheta lentamente. O pau dele tava todo babado e Vitória fica passando o dedo na cabecinha espalhando o caldinho. Ela fingi colocar a boca e eu tiro várias fotos.
Vitória fazia várias poses com a boca e língua no pau do Marcos e não largava ele rsrsrs. Não aguentei e falei.
– vocês tão me deixando molhadinha tbm com essa putaria toda.
– mas não estamos fazendo nada demais Lídia. A Vitória que se empolgou um pouco quando pegou no meu pau. Como eu ti prometi, eu não vou ultrapassar os limites, apenas estamos nos divertindo fazendo essas fotos.
– eu sei Dr Marcos, mas isso tudo muito estranho pra mim. Ver minha filha fazendo essa coisas sendo de menor.
– vocês vão parar de drama e continuar com as fotos. Mãe se você está excitada tira a roupa tbm.
– isso Lídia, acompanha nós dois.
– tlvz depois eu faça isso.
– mãe então tira umas fotos dele metendo na minha xotinha.
– como assim Vitória, meter na tua xotinha. Isso não vai acontecer. Não Vai ter penetração, são apenas fotos eróticas e não explícitas.
– é só maneira de falar mãe.
– hein, vamos fazer então meninas, meu pau ainda tá duro rsrsrs.
– mandei Vitória ficar sentada com as pernas abertas e o Dr colocando o pau na boca dela. Vitória abria a buceta com uma mão e a outra segurava no pau do Marcos fazendo que ia chupar. Marcos pega nos cabelos dela e fingi que mete na boca da Vitória. Ela coloca a língua pra fora, fingi lamber e faz várias caras e bocas rsrsrs no pau do Dr Marcos.
– filha tu já tá bem espertinha né safada. Aprendeu essas coisa olhando filmes foi rsrsrs com essa cara de puta que tu tá parece uma profissional rsrsrs
– eu vou ter que ficar de calcinha se vocês não se importarem, por que tô pegando fogo aqui vendo vcs dois.
– tira mãe que depois eu tiro umas fotos tuas.
– eu não vou fazer fotos nenhuma.
– deixa de ser boba Lídia, acho que já passamos da fase da vergonha. Tirei a calça que eu tava usando e fiquei de calcinha ali com eles.
– a buceta dela é toda depilada Marcos, igual a minha.
– para com isso filha.
– viu mãe vocês podem até transar na minha frente depois
– podi dar a buceta pro Dr Marcos kkkk foi aquela gargalhadas de nós três, mas eu não disse que sim nem que não. Minha buceta tbm tava encharcada de tanto tesão que eu tava.
– tá vendo Lídia, a Vitória que se empolga. Meu pau babando e ela batendo punheta. Melhor parar de me alisar menina, assim vou acabar gozando na tua cara.
– é melhor parar filha senão já sabe. O Marcos vai fazer sujeira aqui não sala e eu que vou ter que limpar rsrsrs Dr Marcos pediu pra eu tirar uma foto deles e ele escolheu a posição.
– senta aqui Vitória e abre a boca e coloca a língua pra fora. O Dr Marcos chega bem perto da boca dela segurando o pau.
– antes na cozinha tu fez eu lamber os teus dedos depois que passou na buceta. Agora é a minha fez de fazer vc lamber o meu.
– vou tomar o caldinho tbm Marcos?
– vai sim e a culpa é tua. Quando ele falou isso eu já senti a maldade e quando fui falar algo já era tarde demais. Dr Marcos batendo punheta gozou muito na cara e na boca da Vitória enchendo ela de porra.
– isso putinha toma minha porra engoli tudo cadelinha safada. Aaahaaahaah
– Dr Marcos o que foi isso? Como pode goza na boca da minha filha.
– desculpa Lídia não consegui me segurar. A Vitória tá me deixando loco e eu mandei ela parar de me arretar. Vitória se lambia, passava a língua em volta da boca comendo porra. Puxava do rosto e largava na boca.
– para mãe com essa crise. Eu adorei tomar a porra do Dr Marcos me senti uma vadiazinha.
– melhor a gente parar com isso por aqui antes que aconteça mais alguma coisa. Vitória pega e sobe pra cima do colo do Dr e senta. Na hora me gelou por dentro pq achei que o pau dele tinha entrado na buceta dela.
– Vitória sai do colo dele agora.
– não aconteceu nada mãe o pau dele não tá dentro de mim, olha. Tá até mole. Levei um susto, mas vi que o pau tava mole mesmo e de lado, depois de ter gozado na cara da putinha, mas parecia que tava dentro.
– vai mãe tira fotos assim, vai parecer que o pau dele entrou na minha xotinha.
– vai limpar essa cara cheia de porra guria.
– não tem mais eu comi tudo kkkkk vai mãe tira foto. Como eu tava loca de tesão, mas tentava disfarçar, não resisti e voltei a tira mais fotos deles. Vitória ajoelhada no sofá em cima do Dr e ele segurando o pau mole come se fosse meter nela. O pau dele até encostava na bucetinha da Vitória, mas não entrava então fiquei um pouco mais despreocupada.
– fica d4 pra mim Vitória que eu vou fazer como se tua buceta tivesse engolido meu pau. Vitória peladinha se empina toda em cima do sofá e o Dr vem atrás dela e encosta o pau dele na bunda dela. Aquilo ali me deu um calorão e um medo ao mesmo tempo mesmo o pau dele estando mole.
– que rabinho tu tem Vitória, essa bucetinha melando meu pau.
– Dr o senhor prometeu, olha olha.
– eu sei Lídia só estou elogiando essa menina safadinha. A buceta dela é bem quente. Eu tinha parado de tirar fotos e estava ali conversando com eles e Vitória continuava d4 e o Dr encostado na bunda dela.
– filha pq não muda de posição pra eu tirar mais fotos.
– tá bom assim mãe. Fiquei observando, mas sem dizer nada, eles faziam uns movimentos bem lentos, então resolvi ver oq que estava acontecendo. Dr Marcos estava bem colado na bundinha da minha filha e ela dando uns gemidos, começou a se tremer toda. Cheguei perto e o safado tava com metade do pau dele dentro da bucetinha da Vitória. Eu olhei aquilo ali fiquei loca de raiva e um puto tesão ao mesmo tempo.
– por isso que tu tava gozando né safada. Tá levando um pau na xota.
– mãe eu não estava mais aguentando, queria sentir um pau de verdade na minha xotinha.
Desculpa Lídia, ela pediu e meu pau foi crescendo atrás dela e entrou direto. Dr Marcos ia tirar e eu disse.
– deixa aí, agora fodi a buceta dessa vagabundinha. Soca tudo.
– sério mãe?
– sim ele já gozou na tua boca, meteu na tua buceta e ti fez gozar 2x agora termina. Fodi ela com vontade Dr Marcos, goza na buceta dessa cadelinha. Ele começou a socar o pau nela e era lindo ver aquele pau entrando e saindo da buceta dela deixando ela toda arregaçadas. Vitória gritava de prazer e o Dr socando nela. Ele sentou puxando ela, mas não tirou o pau de dentro e fez ela cavalgar. Vitória gozou de novo e eu comecei a tocar uma siririca vendo aquilo. O Dr ficou olhando pra minha buceta toda gozada e disse.
– vou poder comer mãe e filha hoje?
– safado não basta fuder minha filha e agora quer me fuder tbm. Dr Marcos tirou o pau da bucetinha da Vitória e disse que ia gozar. Ela deitou no sofá e ele chegou em cima dela e começou a bater punheta. Cheguei perto e peguei no pau pra bater pra ele. Disse que ia gozar. Direcionei o pau e ele gozou na boquinha dela de novo. Fui derramando a porra na cara e na boca da minha filha e a puta engolindo tudo. Sentamos os três no sofá e rimos bastante. Falamos sobre o que havia acontecido que ficaria só entre nós. Ficou por um tempo rsrs, agora Vitória com 14a é a putinha do Dr e de alguns colegas dele. Eu tbm faço algumas participações, mas prefiro ver a minha filhinha sendo enrabada por outro homens. Isso eu deixo pra outra vez. Espero ué tenham gostado. Deixem comentários. Grande beijo a todos.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,44 de 43 votos)

Por # # #

10 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Adoro aventura

    Conte mais [email protected] e manda fotinhos gostosa

  • Responder Safado

    Conto maravilhoso.
    Conte mais no meu e-mail [email protected]

  • Responder Rafaella

    Muito bom.. beijos às duas.

    • Irineu

      Conto maravilhoso, sonho de todo homem

  • Responder Clayton

    Alguma mãe com filha assim, mande msg pra mim [email protected]……moro em Belém- Pá.

  • Responder LIA

    Oi pessoal! Vamos nos conhecer melhor .. ★ .Na plataforma, muitas garotas online. usuários reais – garotas com relacionamento livre .. abra a comunicação .. ..Siga e avalie (grátis … Sem pagamento) .. (copie o link) = >> abre.ai/splatform

    • Casadosafado

      Esse site não abre kkkkk

  • Responder Ln

    Onde eu arrumo uma empregada dessas??

  • Responder Alex

    Mulheres meninas mães que queiram bater um bom papo sobre o assunto desabafar suas histórias podem me procurar no telegrama
    @Pixany

  • Responder anónimo

    Qero conversa com vc e sua filha .adorei o conto meu email [email protected]