# # #

Estuprei o vizinho de 7 anos dormindo

1660 palavras | 21 |4.20
Por

Douglas não aguentou de tesão pelo vizinho novinho e aproveitou que tava dormindo pra arrombar ele e transformar numa verdadeira putinha

Me chamo Douglas, tenho 16 anos, não me considero muito alto ou forte, mas sou definido e tenho um cacete de 18cm bem grosso.
Minha vida é normal como a todo mundo, eu estudo, jogo videogame, vejo série e penso no futuro, a única coisa que muda é que eu ensinei meu vizinho novinho a como ser uma putinha. Fabinho tinha acabado de fazer 7 anos quando a mãe dele veio perguntar se eu podia cuidar dele durante a tarde. Eu moro só com o meu pai e como eu passo a tarde sozinho não vi problema nenhum nisso, Fábio sempre pareceu um menino muito comportado, ele era baixinho pra idade e parecia ser até mais novo, um cabelo cacheado grande, óculos quadrados e de pele bem escura, ele gostava de usar shorts colados e como criança dificilmente usava cueca.
Os primeiros dias juntos foram tranquilos, pois Fabinho era realmente muito obediente. Tive que me acostumar a não ficar pelado nem fazer o que queria durante a tarde, mas não era tão incômodo pois tinha companhia agora. Nós assistíamos filmes e ele sempre surgia com uma brincadeira nova, provavelmente que ele aprendia no colégio. Conforme os dias iam passando e a gente ia ganhando mais intimidade eu passei a ficar mais a vontade com ele em casa, agora eu usava só um shorts desses de academia e pedia pra ele se quisesse também tirar a blusa caso tivesse calor, afinal nós dois éramos homens ali. Logo Fabinho ia ficando mais a vontade e de vez em quando eu conseguia fazer ele ficar sem camisa, sei corpo era bem bonito, magro e com peitinhos grandes que dão uma vontade boa de chupar, mas sempre que eu tinha esses pensamentos tentava me conter, mas eles não me largavam, mas isso mudou fácil.
Em uma dessas tardes Fabinho chegou cansado lá em casa e perguntou se podia tirar um cochilo no meu quarto
– Claro amigão, pode deitar a vontade e liga o ar que tá quente
Ele foi direto pra lá, tirou a roupa e deitou só cueca de bundinha pra cima, enrolado nos travesseiros o que fez aquela bunda empinar e a cueca entrar nela. Eu fiquei na sala e aproveitei que tava temporiamente sozinho pra ver um porno de tarde, por algum motivo comecei a procurar vídeos de garotos sendo fudidos enquanto dormiam e não conseguia parar de pensar no Fabinho dormindo no meu quarto, indefeso e inocente, sem saber que eu desejava fuder aquele cuzinho, não me contenho e com o pau de fora caminho até meu quarto e tenho a visão dele empinado na minha frente
– Caralho Fabinho, parece até que você tá pedindo por isso – Caminho até ele delicadamente tiro sua cueca do rabo e finalmente vejo aquele buraquinho lindo, ele nem se move já que tem o sono muito pesado, busco meu lubrificante e passo no meu caralho e depois de cair de boca no seu cuzinho e sentir seu corpo arrepiar lubrifico também, me posiciono em cima dele e usando o travesseiro pra empinar mais aquela raba encaixo a cabeça da rola na sua entrada
– Vamo lá, coragem. Um, dois e.. Três – forço com tudo o que eu tinha pra dentro de Fábio que acorda num grito gemido de dor enquanto eu rasgava ele no meio arrombando aquele menino
– o que é isso Douglas?? Tá doendo!! Paara! – ele se esperniava e gritava embaixo de mim, mas não havia escapatória, eu tinha enterrado todo o caralho dentro e segurava seu corpo com vontade
– Ei ei, relaxa, o Tio Douglas quer só brincar com você, tá sentindo? Isso é o meu pau dentro do seu buraquinho é bom né? – Ele nega com a cabeça e eu podia ver suas lágrimas caindo – Bem, uma hora vai ficar, agora aguenta até o tio ficar satisfeito – Começo a me mexer dentro dele e seus gritinhos se tornaram mais altos, mas eu não ligava, só conseguia sentir ele espremendo meu caralho e o cuzinho contraindo enquanto eu tirava e colocava tudo de volta, arrombando diversas vezes aquela putinha até ele soltar uns gemidos abafados
– Tá gostando de ser fudido né putinha – Enfio todo meu pau nele e estapeio aquela bunda recebendo um gritinho de resposta, não sabia dizer se de dor ou prazer, mas sinto seu cuzinho me apertar e piscar – Tá gostando de sentir esse caralho no rabo né, pois agora vai sentar nele – Com ele atolado no meu pau ainda, seguro com força e faço ele sentar de frente pra mim, seu rosto vermelho e seus olhos lacrimejando por ter sido arrombado, puxo seus cabelos compridos com força e ordeno ele a começar a quicar e que nem pensasse em sair ou eu mesmo ia meter nele. Meio sem jeito ainda vejo aquela criança pelada, seu pintinho duro e sua bunda recheada, começar a sentar na minha rola, sua carinha se retorcendo em caretas quando descia até a base – Mais rápido anda – meto com força pra estimular e logo ele está descendo e subindo no meu caralho
– Tio, tá doendo – ele fala com uma voz manhosa e cortada de gemidos – A gente pode parar a brincadeira, por favor? – Aquela putinha em cima de mim fazendo biquinho, abocacho um de seus peitinhos e chupo até deixar a marca, passando pro outro, o corpo dele tremia e a boca já gemia de prazer
– A gente pode apressar as coisas, mas você vai ter fazer exatamente o que eu disser tá bom? – Ele acena com a cabeça sem nem saber o que viria a seguir, segurei e abracei Fábio forte, nesse momento ele relaxou, provavelmente achando que eu tinha terminado, mas foi o suficiente pra eu começar a meter com tudo naquela puta, suas se cravaram nas minhas costas e podia sentir ele gemendo e suspirando no meu peito, agarrava sua bunda e abria cada vez mais, boto ele de frango e continuo metendo frenético, seus olhos em lágrimas ainda pela dor, mas seus gemidos eram de prazer, seu cuzinho tinha o formato do meu pau esculpido e completamente arrombado por ele piscando como se pedisse mais- Vamo Fabinho, pede pra eu te fuder vai, fala que tu é minha putinha pra sempre – Ele pareceu assustado – AGORA! – E cravei o cacete dentro dele enquanto dava um belo na sua carinha
– Me, me fode tio Douglas. E-eu sou a sua put-putinha – ele gemia e falava e aquilo me excitava cada vez mais, fazendo ele se chamar de puta, cadela, dizendo que ia dar pra mim todos os dias agora, eu abusava dos peitinhos dele, dava um tapa ou outro e cheguei até a enforcar ele enquanto metia, seu rosto assustado e vermelho até eu soltar, depois de quase uma hora fudendo comecei a sentir a porra vindo e tava na hora de outro ensinamento, tirei o pau de dentro dele e ouvi um suspiro de alívio, seu buraco estava judiado e arrombado como deveria estar, mas ainda assim logo voltaria quase ao estado de virgem como eu fui descobrir depois – Ok Fábio, de frente pra mim, chupa a rola do tio que nem picolé anda, põe na boca – eu dizia batendo na cara dele com o cacete todo melado de pré-gozo, ele cara de nojo, mas sabia que era melhor não reclamar, começou a mamar pela cabecinha e mal conseguia passar disso, mas eu estava impaciente e com tesão demais, agarrei seus cabelos e forcei sua garganta, metade do pau desapareceu e podia sentir sua garganta forçando meu cacete e apertando naquela boquinha quente, ele lutava pra respirar enquanto eu fudia aquela boquinha deliciosa e jovem logo senti os jatos de porra vindo e jorrei dentro dele, que logo engasgou, mas forcei a não tirar meu pau da boca fazendo vazar em cima dele o gozo que saia, ele engoliu e eu cai exausto em cima dele, abraçando e fazendo carinho
– Você fez muito bem hoje viu Fabinho? Deixou o tio muito orgulhoso – ele tentava limpar as lágrimas e porra e sorria pra mim – Desculpa ter sido meio violento, mas foi bom não foi? – ele concordou com a cabeça com vergonha de ter sentido prazer ao ser estuprado por mim
– Doeu bastante
– Eu sei
– Mas o tio conseguiu fazer eu me sentir bem
– Você gostou quando eu chupei os seus peitinhos?
– Huhum
– E quando eu tava metendo minha rola em você, foi bom também? – Vi ele pensando, como se lembrando de tudo que havia acontecido
– De início não. Doeu muito, mas depois começou a ficar bom, doía mas era bom
– Que bom que você gostou amor, por que a gente vai fazer isso bastante a partir de agora viu? Mas primeiro, banho – Me levantei e dei a mão pra ele que disse que não conseguia andar direito, tava com a bunda doendo muito, então eu o peguei no colo e tomamos banho juntos, eu lavei ele e ele me lavou, a sua curiosidade despertada pra esse novo mundo fez com que ele me mamasse no chuveiro por conta própria e dessa vez engoliu tudo.
Depois desse dia eu fudi muito Fabinho, algumas vezes com carinho, outras algo bem selvagem e algumas vezes até encenamos eu estuprando ele de novo, ele delira com aquilo e tem vários orgasmos comigo, mas o melhor foi quando ele começou a se interessar por outros rapazes, mas isso é outra história.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,20 de 50 votos)

Por # # #

21 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Reinaldo.

    NÃO GOSTEI, NADA DE VIOL3NCIA.

  • Responder Boby

    Adoro receber fotos de piroca pica meladinha gosada e gostosa envie sua foto da sua pica gostosa para [email protected] adoro fotos de pica toda babadinha lambuzada de gozo gostoso envie sua foto pelado no banho de cuequinha miltar fardado da guarda municipal exercito aeronautica marinheiro porteiro bombeiro policial guarda civil guarda nacional e segurança vai no banheiro e tira uma foto da sua pica gostosa adoro receber fotos de homem safado e sua deliciosas piroca rola gostosa envie suas fotos da sua pica gostosa para [email protected] vou adorar receber a foto da sua piroca gostosa ai que pica gostosa Aí Que ROLA GOSTOSA [email protected]

    • Putinhosafado

      @Babyshark90 sou novnho curioso, quem tiver telegram chama lá. Vou fazer 12 anos quero muito ser fudido

  • Responder Marco_Shotara

    Conto super excitante 🤤😋😏

  • Responder lucas novinho

    meu papai fez o mesmo cmg quando tinha 7 aninhos hj em dia nem uso mais cueca pra dormir

    • Julio

      Oi delicinha. Você tem twitter ou telegram? Manda aí, quero trocar uma ideia com você

    • SafadoM

      Meu sonho é mamar um pau pequeno de novin

  • Responder Marcelo o tesudo

    Não vai ter a continuação dessa historia

  • Responder Alba

    Quem quiser conversar sobre fetiches me chama no telegram: @albazinho

  • Responder pe. dofilo

    a melhor forma de começar o contato com uma criança é pelo estupro mesmo!!

    • Anonimoo

      Isso mesmo. O tesão é que manda hehe

    • Andre Felipe

      Sim

    • Abusador

      Eu adoro… Meu sonho um dessa idade.. já peguei de 13.

  • Responder Taradinho

    Põe seu pai no meio

  • Responder Luiz

    Que delícia. Já namorei uma criança de 7 anos. Não penetrei mas foi incrível.

    • Leitador

      Aprontou o que com ela?

    • Edie

      Tbm ano esta Ida DE dos 7 aos 10

  • Responder Flavette

    Nossa que delicia coloca seu pai para arrombar ele de vez se vc tem 18 cm grosso seu pai deve ser um cavalo, coloca que seu pai pegou você é ele é fudeu ele gostoso. Ainda mais que vc mora sozinho com seu pai.

    • Mineiro

      Tesão demais né!

    • G.

      geralmente pais não tem dote maior que o filho, filhos superam os pais, se fosse homem saberia disso.

  • Responder [email protected]

    Uau