#

Desejo de Grávida – parte III

752 palavras | 7 |4.86
Por

Depois de passar a querer leite de pau todo dia, Carol começa a ter outros desejos na gravidez…

Oi gente, Anna Carolina aqui de novo. Esse é meu terceiro conto com minhas peripécias da gravidez. Quem já leu os contos anteriores sabe que eu gosto de homens de atitude e que meu maridinho aos poucos se tornou meu cúmplice para cumprir com meus desejos de grávida.
Pois bem, meu desejo por chupar paus desconhecidos foi abrindo margem cada vez maior para outras curiosidades da gravidez, mas para entender isso eu preciso explicar o que vem acontecendo com meu corpo. Com o passar das semanas, mais e mais mudanças foram aparecendo: minha pele ficou mais macia, meu cabelo cresceu mais rápido e com mais brilho e meus peitos foram ganhando volume de um jeito impensável. Ficaram grandes, bicudos e com as veias saltadas em alguns pontos. Uma delícia de sentir, principalmente quando alguém pega neles e balança um pouquinho. Mas além dos meus seios, minha bucetinha ficou toda diferente. Deu uma inchadinha, os lábios ficaram mais grossos e eles acabaram se abrindo de um jeito muito doido. Só vendo para entender, mas basicamente minha xaninha ficou abertinha o tempo todo, com os lábios saltadinhos balançando ao menor toque dos meus dedos (ou dos dedos de algum safado). Acontece que andar com a xana aberta assim é terrível. Praticamente toda hora dá vontade de fazer algo sacana. Meu marido até acostumou a me ver sentada no sofá com os dedos nela, mexendo para tentar aliviar a vontade de dar. E foi nessas vontades que ele acabou fazendo algo que fugiu do controle dos dois: estávamos sentados no sofá, tomando café da manhã antes de iniciarmos nossos trabalhos (estou trabalhando de casa), quando involuntariamente eu arrumei meu shorts de pijama, meio que ajeitando os lábios da minha buceta que estavam grudadinhos e pegando no pano. Meu marido vendo aquilo passou a mão de leve por cima, sentindo o voluminho dos meus lábios e já me provocando com seu polegar para cima e para baixo. Não deu outra, pelo fato do shorts ser curtinho, eu só puxei para o lado e falei para ele:
– Olha amor, ela tá diferente, você viu? Agora fica abertinha toda hora, ó – e fiz questão de puxar com os dedos os lábios para fora do shorts para ele ver.
– Nossa Carol, acho que inchou de tanto que você fica mexendo. Tudo isso é vontade de usar ela? – já me provocando sentindo ela ficar molhadinha com o dedo dele… mas foi aí que ele fez algo que me acendeu todinha. Seu dedo escorregou pela minha buceta e tocou em volta do meu cuzinho que instintivamente piscou com o toque.
– Ai amooooor, toca de novo! – e ele muito safado começou a fazer massagem bem em cima do buraquinho do meu cú. Tava uma delícia tão gostosa que falei pra ele se deixava eu experimentar como era dar o cuzinho para outro pau.
Cabe aqui dizer que eu nunca tinha feito anal com outra pessoa na vida. Dizia sempre que era privilégio dele poder comer meu cú, mas ali no tesão da massagem eu falei meio que instintivamente para provoca-lo.
– Essa gatinha quer dar esse cuzinho, é isso? Aposto que já tem até para quem dar. – nessa hora eu lembrei de cada um dos e-mails que recebi pelos contos anteriores e de cada pau que me mandavam a foto para me provocar. Obviamente que eu tinha em mente o que mais me agradava. Era também o mais safado nos e-mails. Edu foi o cara que me mandou um e-mail com um vídeo balançando o saco dele enquanto punhetava e falava o que queria fazer comigo. E eu, que sempre amei saco de homem, ainda mais quando é cheinho e durinho, tinha ficado com aquela cena na cabeça.
– Tenho, amor. Deixa eu mandar mensagem para ele? A gente marca que nem da outra vez e eu deixo você ver bem de pertinho ele me enrabando. – Empinei mostrando bem minha bundinha esfregando no dedo dele e falei – Será que essa bucetinha vai ficar assim bem aberta quando ele meter no meu cú? – foi o suficiente para ele tirar o pau para fora e mostrar todo melado na cabeça de tesão. Não deu outra, caí de boca naquela mamadeira e em minutos estava matando minha sede de leitinho matinal. Restava saber se o Edu ia aceitar comer o cuzinho de uma gravidinha safada…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,86 de 7 votos)

Por #

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Nicolas

    Carol, seus contos são maravilhosos.
    Mas tenho uma dúvida, não faz mal para o nenê?
    Eu tinha medo de dar para minha esposa ela sempre pedia quando estava grávida, estamos tentando que ela engravide de novo, mas não sei se faz bem tomar desde a barriga.

  • Responder Grisalho

    Oi Carol… fiquei de pau duro ao ler teu conto, minha namorada que tb está grávida e adora que eu enrabe ela… chegou e eu despejei tudinho lá dentro dela… mostrei teu conto a ela, ficou louca pra ver tua xota, nós fizemos com uma colega de serviço dela, transamos eu gozo na colega e ela me chupa e vice-versa, mas adoraria ver tua xota…
    manda uma fotinho [email protected]
    bjs

  • Responder Velhinhosp

    Que delícia de conto Carol, fiquei de pau duro e melado com sua história. Seus peitos deve tá muito gostoso pra chupar e dar umas mordidas de leve. Tá com vontade de fazer anal? Posso me candidatar à realizar o seu desejo??
    [email protected] meu email
    Pra gente conversar melhor!!

    • CarolNeko

      Ah eu adoro saber como meus contos deixam vcs. Qualquer coisa fala comigo por e-mail. Beijinhos ^^

  • Responder Casadosafado

    Nossa Carol , esses relatos que vc escreve me deixa doido de tesão.. adoro grávidas justamente por isso , fica tudo inchado , grande e deliciosamente apetitosos..
    Eu adoraria ver sua buceta , vc deixa?
    [email protected]
    Responde aí por favor..

    • CarolNeko

      me convence lá, quem sabe eu deixo sim 🙂

    • Casadosafado

      Chama lá no meu e-mail pq não sei o seu