#

Velho tarado e novinha safadinha

830 palavras | 6 |4.71
Por

Tenho 18 anos, sou uma menina deslumbrante que ngm imagina o quão suja é.

O que vou relatar aconteceu já faz bastaaaaaaaaaaante tempo. Eu era bem novinha. Meu pai começou uma oficina de motos, a oficina era na frente da minha casa e a gente morava nos fundos. Ele tocava a oficina com um homem de uns 55 anos que já trabalhava com isso fazia mais tempo. Esse homem, era daqueles homens grandes com mãos ásperas enormes, meio feio mas era musculoso e um pouco barrigudo. Desde mudamos para lá, esse homem tentava conquistar minha confiança e ficava puxando papo quando ngm estava perto. Pq eu vivia passando pela oficina e nos fundos da oficina que era a frente da minha casa.

Eu era uma menina pequena sempre fui magrela com bundinha empinada e pouco peito. Mas nessa época eu já sentia um comixao na perereca. Eu fiquei amiga daquele velho, eu comecei a ir lá quando não tinha muita gente só para ficar lá com ele. Eu comecei a usar roupas mais curtas e ele ficava sempre me olhando com cara de tarado. Um dia ele começou a passar a mão na minha cintura de pedir beijinho e virar a boca, eu ficava doidinha. Ele ficava nisso é eu já não aguentava mais, só que ainda era virgem então não sabia bem o que fazer. Adorava sentir aquele cheiro se homem perto se mim e ficava toda molhada. Teve um dia que eu acordei mais cedo e vi pela janela q ele já estava na oficina, meu pai tinha saído e minha mãe estava dormindo. Eu saí de casa só de camiseta e calcinha, fui até lá me fazendo de sonolenta.

Ele na hora que me olhou ficou assustado e me perguntou se eu tinha dormido daquele jeito, e eu disse que sim. Ele ficou quieto, eu sentei numa daquelas cadeiras altas de balcão redonda, eu estava com uma calcinha branca com uma flores desenhadas, eu abri as perninhas e fiquei de cabeça baixa meio que fazendo manha, ele estava sem reação. Eu continuei de cabeça baixa e puxei a calcinha para o lado mostrando bucetinha. Ele me deixava toda arrepiada só queria que ele fizesse algo comigo logo. O velho levantou e botou o pau para fora, que era gigante, uns 23 cm duro e roxo, torto, pau de monstro mesmo. Ali eu me assustei. Pq ele me pegou no colo e arrastou para um canto atrás de uma parede, ele me beijava toda na buceta e no cuzinho mas foi meio bruto me me chamou de putinha e perguntou para quem eu tinha dado novinha daquele jeito. EU fiquei quieta e fiz cara de boba, ele me levantou no colo, colocou o pau no meio das minhas perninhas e eu senti o calor daquela coisa dura do velho, uma carne quente e as mãos enormes dele me agarrava quase toda. Ele colocou na entradinha e viu que estava molhada. Ele perdeu a razão e enfiou o pau sem pena, eu chorei bem baixinho, o velho tirou o pau e viu sangue, ele ficou ainda mais louco e falou que me queria para ele é foi socando cada vez mais fundo, ele falava que ia botar um filho em mim e me levar, ficava mexendo o pau dentro de mim como se fosse uma colher. EU notei algo quente batendo no fundo de mim eram jatos e mais jatos. O velho gozou e ficava dentro gozando mais e mais e colocando cada vez mais porra dentro se mim. Nunca vi nenhum outro homem fazendo isso. Ele metia fundo uma vez e ficava gozando dentro e mexendo e massageando meu útero pequeno, eu nem mestruava ainda. Ele falava coisas absurdas para mim. O velho começou a me comer e me leitar todos os dias da semana menos domingo. Ele me pegava me botava de costas me segurando pelas pernas pq EU era mto leve, ele dava umas metidas bem gostosas e gemia igual um tarado louco e já começava a gozar uma vez atrás da outra, era tanto esperma de velho dentro de mim tão quente. E ele ficava dentro enquanto gozava no fundo mexendo aquela colher enorme de porra, ele depositava tudo em mim, cada gota e continuava esfregando a porra contra meu uterozinho com aquele pau enorme de velho tarado comedor de buceta. Uma delícia, ele ficou fazendo isso todo dia e ficava bravo que não me engravidava pq eu não menstruava ainda, coitado. Ele queria tanto, era tanta porra que ele me dava todo dia. Queria achar ele hoje em dia para fuder desse jeito e deixar ele me empenhar com muita gozada dentro. Quero ser a putinha de um velho tarado outra vez. Melhor coisa se sentir um objeto de prazer de um macho velho tarado, ainda mais se gozar muito e tiver pau grande.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,71 de 17 votos)

Por #

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Ednardo

    É ?
    Não tenho 26cm, tenho 22cm, e comi o cusinho da neta do meu vizinho e ela aguentou tudo. Ela tinha só 13a na época. Chorou um pouco na hora, reclamou de dor, mas aguentou tudo, e soquei gostoso até gozar naquele cusinho apertado. Dias depois de arregaçar suas preguinhas, ela foi na minha casa. Perguntei se estava tudo bem, ela respondeu que depois que meti no rabinho dela, passou a tarde toda com o cusinho ardendo, mas que já estava legal. Perguntei se estava pronta pra outra, ela riu e respondeu. – quem sabe…
    Comecei atiça-la, e ela perguntou.
    – na “frente” também dói ?
    Eu disse que não, que era até mais gostoso.
    Resumindo… tirei o cabacinho dela também, e aguentou minha rola na buceta também. Gozei por muito tempo na bucetinha e no cusinho dela, e ela só reclamava um pouco qdo dava o cusinho, mas era valente, e aguentava tudo.

  • Responder Ítalo

    Totalmente sem nexo, repetitivo…enfim, inverossímil, dado o tamanho da rola 26cm…
    Uma guria de 13a, não aguentou minha rola inteira dentro da bucetinha dela que mede só 16cm…imagina se uma novinha como vc iria aguentar 26cm…
    Menos bebê…menos

  • Responder ANÔNIMO-ES

    adorei seu conto, espero saber como foi suas outras fodas com ele

  • Responder Wagner

    Tenho 55 anos se quiser conversar
    [email protected]
    Podemos nós conhecer melhor

  • Responder Was

    Show

  • Responder Yankee Lorran

    Que conto show. Me manda um email.
    [email protected] vamos trocar experiências e quem sabe nós conhecer .