# # #

Tios Safados, Sobrinha Puta

4262 palavras | 13 |4.40
Por

Minha esposa já sabia que a nossa filha era puta e ajudou os irmãos dela a fuderem nossa filha

Pra quem não me conhece, leia o conto anterior Deixei Meus Amigos Fuderem Minha Filhinha e vão entender do que eu estou falando. Depois de algumas críticas e alguns elogios do conto anterior, resolvi contar-lhes mais uma das façanhas da minha filha novinha e não foram poucas. Eu sempre de longe observando as provocações dela com outros homens e em alguns casos até metendo em público sem ninguém perceber, mas isso é outra história. Muitos vão me chamar de um monte de coisas, mas nunca prostitui minha filha. Vão dizer que sou um pai trouxa, tonto, canalha por deixar homens mais velhos abusarem da minha filha, mas abuso pra mim é quando o ato é uma coisa forçada, sem consentimento. Raquel faz tudo pq gosta, deixa que façam nela e nada é forçado. Ela gosta de ser tratada com uma verdadeira vadia. Muitas vezes me faço de cego, finjo que não percebo, mas na verdade tudo isso que ela faz me deixa com o maior tesão e eu deixo acontecer pra ver até onde vai a safadeza da minha menina. Desde novinha ela já tinha jeito bem atrevido de ser e com o passar dos anos se tornou cada vez mais putinha, sendo que nunca toquei nela. Apenas deixo ela livre pra aproveitar a vida. Nesse conto me fiz de doente pra ver minha filhinha em ação outra ver. Eu não combino nada com Raquel as coisas simplesmente acontecem e ela sabe que eu vejo as coisas e sabe tbm que eu não vou falar ou fazer nada. Minha esposa tem dois irmãos, meus cunhados, que eu não vou muito com a lata deles. Eu trabalho durante a noite, começo às 22hs e saio 6hs da manhã e minha esposa trabalha durante o dia. De noite ela fica com Raquel e durante o dia eu cuido dela. Um dia estava eu em casa e tinha acabado de sair da mesa com Raquel e meus cunhados chegam aqui em casa e junto trazem um amigo. Vieram pedir umas ferramentas minhas pra arrumar o carro deles que tava com problema. Recebo eles e disse que as ferramentas estavam no quartinho dos fundos. Uma peça nos fundos da casa onde eu guardo as bugigangas. Digo que não estou muito bem do estômago e tava cansado. Depois do almoço sempre da aquela bobeirinha e nisso aparece Raquel. Como sempre com um shortinho vermelho curtinho atolado na bunda. Empinando a bunda ela cumprimenta os tios e o amigo. Uns dos tios abraça ela e desce a mão pela costas dela até chegar na bundinha e dá uma leve passada de mão. Na hora já percebi o olhar faminto do amigo deles pra cima dela. Raquel pergunta o que eles tavam fazendo aqui e eu digo que vieram pegar umas ferramentas minhas.
-Raquel mostra pra eles onde tá que eu vou deitar um pouco pra ver se essa dor passa. Raquel chama eles e vai lá pro fundos.
-Por aqui tio, eu mostro pra vcs.
Eu vou pro quarto que tem uma janela bem de frente pro quartinho. Deixo ela entre aberta pra ver a movimentação. Consigo ouvir a conversa deles.
-Como vc tá bonita Raquel, tá virando uma mocinha.
– Brigado tio, mas eu já sou uma mocinha rsrsrs
-É verdade, já tá bem grandinha e gostosinha. Ainda mais usando esse shortinho. Não é verdade fulano?
Outro tio diz que sim que a sobrinha dele já tá uma mulher.
Eles na porta do quartinho, Raquel se inclina pra frente pra olhar num buraco da parede. Um dos tios dela, chega pro trás e encosta o pau na bundinha dela e dá um tapinha.
– Que bundinha boa de bater…
-Ai tio, não bate na minha bunda seu tarado. Raquel abre o quartinho e os quatro entram e deixam a porta aberta. Eu ainda conseguia ouvir eles.
-Será que eu posso dar um tapinha nessa bundinha tbm minha sobrinha?
-Mas bate devagarzinho.
-Assim? Plaft! plaft!
Ouvia os estalos dos tapas na bunda dela. Vejo Raquel quase d4 empinando a bunda, apoiada numa bancada e levando tapinhas na bunda dos três. Raquel pergunta pra eles se eles não vão pegar as ferramentas e um dos tios fala que vão pegar outra coisa.
-E eu posso saber que coisa é essa?
-Pode sim, vamos pegar na sua bundinha.
– Ai seus pervertidos, tarados. Sou novinha ainda e vcs querem passar a mão em mim. Novinha mais já é bem safadinha que eu sei.
Nisso eu grito lá de dentro do quarto.
-Vocês acharam as ferramentas? Fico espiando eles passarem a mão na bunda dela e Raquel toda empinadinha.
-Sim, pai já achamos. Os tios tão separando elas.
Vejo Raquel abaixando o shortinho virada de costas pra porta, bem na direção da janela que eu tava. Ela fica só de calcinha e os tios dela começam a passar a mão na bunda e na buceta dela. Um tio abraça ela por trás beijando o pescoço e passando as mãos nos peitinhos dela enquanto ela pega no meu pau dele. Minha sobrinha tá virada numa putinha mesmo. O amigo deles abaixa a calcinha e mete a boca na buceta da Raquel. Coloca as pernas dela sobre os ombros dele e chupa sua buceta e encostada no tio que segura ela por trás. Eu chamo Raquel e eles largam ela.
-Fiiilha, vem cá um pouco. Eles se assustam e soltam ela. Que se veste rápido e volta pra dentro de casa. Eu lá na sala peço pra ela pegar umas folhas de chá que tem lá na rua. Vejo que a parte da frente do shortinho tá todo molhado então percebo que ela tá sem a calcinha devido ao formato da bucetinha no calção. Vou até a cozinha esquentar uma água pro chá. Os tios dela pegam as ferramentas e vão lá dentro de casa me mostrar.
-Vamos levar essas pode ser cunhado? Amanhã ou depois a gente te trás de volta.
-Pode levar sim não vou precisar delas. Vou tomar um chá e deitar. Raquel volta com as folhas e me entrega e digo pra ela ficar na sala com os tios dela. Da cozinha fico conversando com eles, mas como diz o ditado…”um olho no peixe outro lo gato”. Vejo Raquel abaixando como se estivesse tirando o shortinho e sentando no colo de um dos tios. Vou até a sala e vejo os dois sentados no sofá e Raquel sentada no colo de um deles com as pernas esticadas no colo do outro com uma almofada em seu colo.
-Filha deixa de ser abusada, fica aí pulando no colo dos teus tios.
-Não tem problema cunhado faz tempo que a gente não se via mesmo. Deixa ela aproveitar. Quem tava aproveitando eram eles, metendo a rola na bucetinha da minha filha. Isso aconteceu pouco tempo depois dos meus amigos comerem ela na minha frente, perto do final do ano de 2018. Raquel ainda tava com 11 aninhos. Nitidamente Raquel dava umas reboladas no colo dele, provavelmente encaixando melhor o pau na buceta ou no cú dela. O amigo parado na porta da garagem só observava. Dou uma rápida olhada pro lado e vejo o shortinho vermelho dela no chão ao lado do sofá. Minha filhiha estava peladinha no colo do tio. Raquel abraçava o tio forçando o quadril pra cima e quicava devagar. Tomando o chá e vendo aquela cena fingindo não ver e meu cunhado pergunta…
-Que horas minha irmã chega em casa?
-Lá pelas 17:30hs.
-Podemos ficar e esperar ela pra dar um oi? A Raquel faz companhia pra gente, já que tu vai descansar. -Pode sim, ela até tinha comentado que queria ir lá no sítio no final do ano. Eu vou até a cozinha largar a xícara de chá e quando viro as costas escuto Raquel cochichando baixinho.
-Coloca no meu cuzinho tio… volto pra sala e vejo Raquel no colo do outro tio.
-Vai matar a saudade do outro tio agora filha rsrsrs
-Tem que ser um pouco pra cada um né pai, senão dá briga rsrs. Vai deitar pai, qualquer coisa eu ti chamo. Vamos espera a mãe tá.
– Tá bom filha, só não sei se acordo pq o remédio que eu tomei me derruba.
-A gente não vai fazer muito barulho. Vou em direção ao quarto e ouço aqueles filhos da puta falarem…
-A Raquel disse que vai brincar com a gente até a Célia chegar. Finjo entra e bater a porta do quarto, mas fico no corredor e escuto a conversa deles.
-Raquel que cuzinho mácio engoliu todo meu pau.
-Vai tio soca pra dentro no meu cú, soca. Tudo isso era dito baixinho, cochichando e eu atrás da parede do corredor escutando já de pau duro. Então dou uma rápida olhada pra sala sem ninguém perceber e a cena que eu vejo é de matar qualquer um. Raquel sentada no colo do tio de frente pra ele com as pernas levantadas no peito e ombros dele levando rola no rabo e o amigo deles segurando e erguendo ela pelas costas, fazendo Raquel sentar e quicar na rola do tio. Enquanto isso o outro tio sentado num sofá ao lado batendo punheta. Raquel gemia muito e dava pra ouvir as batida da bunda dela nas coxas dele, enquanto o tio socava forte no rabinho da minha filha. Aquela batida de pele me deixa com mais tesão. Raquel começa a gemer mais e a se tremer toda. Tava gozando.
– Ai meu cú… aí meu cú tio… mete… mete na sobrinha novinha…
O outro tio então fala.
-Não é melhor a gente ir pra garagem? Essa guria gemendo desse jeito vai acabar acordando o pai dela rsrsrs. Dou outra rápida olhada e vejo Raquel saindo daquela posição e caindo de boca no pau do amigo e do tio. O tio que tava batendo punheta vai e se ajoelha atrás da Raquel e mete na buceta dela e o tio que tava sendo chupado fala.
-Soca nela agora, a boca dela vai tá cheia e ela não vai gemer. Pelo movimento que ele fazia atrás da sobrinha, ele metia no cú, tirava e metia na buceta dela e vice-versa. Eu dali, só via o corpinho da minha filha se encolhendo e relaxando a cada revesada do tio no cú e na buceta. Como eles tavam de costas pro corredor, eles não conseguiam ver que eu espiava. Depois de uns 5min metendo na sobrinha e os outros dois sendo chupados, o amigo levanta e manda Raquel abrir a boca.
-Abre a boca menina, vou encher essa tua boquinha de porra quente. Ele agarrou ela pelos cabelos puxando a cabeça dela pra trás e foi só apontar o pau pra cara dela e despejou aquele líquido viscoso na cara, boca, cabelo da minha filha, espirrou até no tio que estava sentado no sofá. O amigo metia o pau dentro da boca da minha filhinha e começava a fuder a boca dela. Raquel se masturbava enquanto era fodida na boca. Saia muita porra em forma de espuma da boca da Raquel que dava risada, pois adorava aquilo. O amigo batia com o pau na cara dela. Enfiavam e tirava da garganta dela. Esfregava o pau sujo de porra por todo seu rostinho. O tio que metia nela disse que ia encher o rabo dela de porra tbm. Raquel empinou bem aquela bundinha d4 no chão e disse…
-Enche meu rabo tio, enche com essa porra gostosa. Ele parecendo um frango desasado, apoiado e com as pernas arriadas avisa e soca no cú da sobrinha dele e goza fazendo movimentos de metidas.
-Hummm… hummm… Hummm…
Ainda com o pau duro no cú da Raquel o outro tio diz que quer encher a boca dela de porra tbm. Ele levanta e ela abre a boca. A porra era tanta que fez Raquel cuspir um monte fora.
-Nossa tio que tanto leite. Quer me alimentar por uma semana rsrsrs. Ele ainda diz que era pra ela lamber a porra que caiu no chão e que ela jogou fora. Raquel começa lamber o chão comendo a porra toda e ainda tava com a cara toda melecada da gozada do amigo. O amigo e o tio esfregavam o pau na cara dela, batiam na cara dela com o pau, colocavam os dois paus dentro da boquinha dela, mas só a cabeça entrava. Os três já tinham gozado e Raquel brincava com o pau mole deles, chupando e batendo punheta, mas não levantava rsrsrs.
-Ninguém vai querer comer meu cú e a minha bucetinha juntos?
-Dá um tempinho pra nós sua putinha, depois a gente brinca mais.
-Eu vou lá no banheiro me lavar e já volto.
-Já dá uma olhada se teu pai tá dormindo. Sai de fininho pro quarto, abri a porta e chaviei por dentro. Simulei estar roncando e vi a massaneta da porta ser forçada. Raquel foi conferir se eu tava dormindo e só escutei ela dizer. Tá roncando e ao fundo algumas risadinhas. Ainda faltava umas 2hs pra minha esposa chegar em casa e eu fiquei imaginando o que eles ainda fariam com minha filhinha. Escutei Raquel sair do banheiro e me posicionei na porta de novo. Quando vi que ela já estava na sala eu saí do quarto. Fui até a sala fingindo estar meio grógue do remédio, falei com eles e os três sentados no sofá só de cueca. Disse que vim tomar um pouco d’água e já ia deitar de novo. Perguntei o que eles fizeram ali e me disseram que a Raquel tinha ensinado um jogo pra eles.
-Legal, mas esse teu jogo, tu joga pelada? Cadê o teu shortinho filha? Ela sentada no meio dos tios dava pra ver a bucetinha dela toda molhada.
-Aah pai é que eu virei água nele e tirei pra trocar.
-Ata, posso jogar tbm eu perguntei…Raquel logo falou que só pode ser jogado com 4 pessoas e já tinha as 4 e eu tava doente e não podia jogar. Disse que era pra eu ir deitar que logo a mãe estaria em casa.
-Ta bom eu vou deitar mais nao quero gritaria aqui.
-Tá pai, a gente vai jogar na garagem né tio?
-Pode ser, assim não fazemos barulho. Era tudo que eu queria ouvir. Eles indo pra garagem eu poderia ver tudo o que eles faziam pois tem uma janela de venezianas no quarto da Raquel que dá pra garagem e na frente da janela tem um sofá velho que provavelmente eles pegarão ela ali. Fingi Voltar pro quarto, bati a porta e fiquei uns min no corredor e escuto Raquel chamando eles pra garagem e fui pro quarto da dela. Chegando lá, logo avistei eles. Raquel já d4 em cima do sofá e o amigo mete 2 dedos no cú dela e fica fazendo vaivém. Nossa o cú da Raquel já tava bem laciado de tanto os homens comerem ela. Os dedos do amigo nem fizeram tanta força pra entrar. Acho que ela já deu pra uns 15 a 20 homens aquele cuzinho. Eu sabia dos meus amigos e dois vizinhos aqui da rua. Agora esses três aí e mais os que vieram depois que contarei em outra ocasião. Ele metia os dedos no cú dela e dava pra ela chupar. Aquilo me deixava com o maior tesão. Vendo minha filhinha sendo abusada e ela adorando aquilo tudo como uma verdadeira vagabunda. Ela falava pra eles.
-Vocês gostam de judiar de mim né seus tarados, agora é minha vez de judiar de vcs. Raquel provocava os tios que ainda estavam de pau mole. Ela sentava nos braços do sofá e abria as pernas e a buceta mostrando pra eles. Só o amigo tava de pau duro de novo e que pau, devia ter uns 20cm. O amigo coloca o pau dele na boca dela e manda ela chupar. Raquel brincava com a língua na cabeça e se mostrava pros tios. Raquel sabia provocar tanto que não aguentei e acabei gozando em cima da cama dela. O amigo comia minha filha de todas as maneiras. Pegou ela no colo e fez ela cavalgar com o pau dele enfiado na buceta. Ela parecia um bebezinho no colo dele. Era fácil ele manipular e ficar com ela no colo. Raquel abraçava o amigo e forçava a buceta no pau dele. Ela crava as unhas nas costas dela, tinha acabado de gozar de novo. O amigo fodi minha filhinha por uns 15 a 20min e só depois os tios começaram a ficar de pau duro de novo. Os dois tios pegaram a Raquel e fizeram um DP nela.
-Era isso que tu queria sobrinha, então vai levar no rabinho agora. Raquel de costas pra um dos tios que tava sentado no sofá com o pau dele enfiado no cú e o outro vem pela frente e mete na buceta dela. Minha filha quase desaparecia no meio daqueles dois brutamontes que não perdoavam ela. A vadiazinha da minha filha rebolava muito mesmo com duas rolas dentro dela. Eles bem na minha frente, só que eu tava escondido assistindo tudo da janela. Que cena magnífica ver dois homens velhos fudendo a minha menininha. Raquel pede pra eles pegarem ela como frango assado e meterem no cuzinho dela. O amigo bota ela deitada no braço do sofá e ergue as pernas dela e logo seu pauzão já está dentro do cú dela. Como eu já disse nem precisou fazer muita força pra entrar, mesmo sendo grande. Um dos tios faz ela chupar seu pau enquanto leva rola no rabo. Os três vão brincando no cú da minha menina. Ficam metendo e tirando deixando o cuzinho dela aberto. Os três então começam a tratar ela como uma verdadeira vagabunda. Metem no cú dela, dão tapas na cara dela, cospem na cara dela e Raquel pedia pra xingar, chamar ela de vagabunda, de novinha puta, de arrombada. Raquel avisa que tá gozando e quer mais no cú. O amigo pega ela no colo de novo mete na buceta e um do tios vem atrás e mete no cú dela. Nunca tinha visto aquilo em pé, fazendo dupla penetração. Escuto um barulho na porta da garagem e minha esposa gritando…
-Que bonito hein…..
-Pronto, agora fudeu de vez pensei eu. Até meu pau amoleceu na hr do medo que eu fiquei. To perdido, minha esposa vai denunciar e eu serei preso. Eu olho pela janela e tenho uma baita surpresa. Célia ao invés de dar uma bronca neles e na filha ela ainda assiste o irmão e o amigo deles fuderem a filha dela e diz que gosta disso.
-Eu sabia que vcs iam aprontar alguma com a Raquel seus tarados pervertidos. Comendo a própria sobrinha e fazendo dela uma prostituta de menor. Teu pai tá em casa Raquel?
-Tá dormindo. Tomou remédio e deitou. Olha mãe, um pau no cú e outro na buceta.
-Sua cadelinha sem vergonha, adora ter várias rolas nos teus buracos né putinha da mamãe.
-A mãe sabe que eu adoro isso. Tudo isso acontecendo e eu ali na janela olhando e escutando tudo e mesmo assim eles não tiram os paus de dentro da minha filha. Continuam fudendo ela na frente da mãe. Ela já sabia que a filha era vadia e já andava dando pra todo mundo. Minha esposa sentada ao lado do irmão no sofá alisando o pau dele. Eu não tava acreditando no que eu tava vendo.
-Nossa mano, esse pau melado é da buceta da Raquel? Olha só chega tá babando seu safado. Vem aqui filha senta nesse pau aqui. Os dois soltam Raquel, minha esposa segura o pau do irmão e direciona no cuzinho da filha. Raquel apoia os pés no sofá e vem descendo de costas pro tio e vai engolindo o pau com o cuzinho.
-Nossa filha que delícia de sentada. Mano, come o cuzinho da tua sobrinha puta. Ela adora levar no cú. Raquel sobe e desce quicando no pau do tio dela. O cuzinho dela engole todo pau a cada sentada e a bundinha dela bate nas coxas dele fazendo barulho. Era lindo ver aquela menininha sendo enrabada. O tio segurava ela pela cintura e forçava ela pra cima pra baixo enfiando o pau nela. Os outros dois assistiam a cena e minha esposa pede pra eles sentarem no lado dela. Minha esposa tira a calça que usava e fica só de calcinha. Puxa pro lado e mostra a buceta dela pra eles.
-Olha manos, minha buceta tbm tá melecada.
-Deixa a gente ti comer tbm mana?
-Hj não. Vocês já gozaram na boquinha da Raquel? Tomou leitinho filha?
-Tomei mãe, o tio fulano quase me fez vomita de tanta porra que largou na minha boca.
-Eu sei, esse safado goza que nem um cavalo. Minha esposa alisava o pau o outro irmão e do amigo dele e eu assistia aquilo. Quero fazer vcs gozarem na boca da minha filhinha. Raquel ainda dava o cú pro tio no sofá. A mãe dela chamou os outros dois e ficou na frente da filha punhetando os irmão e o amigo. Minha esposa pegou nos cabelos da filha e enclinou ela pra frente. Mando ela abrir a boca enquanto punhetiava o amigo. Que não demorou muito pra gozar e encher a boca da minha filha de porra. Ele deu uns 5 jatos de porra e minha esposa ia apontando o pau dele pelo rostinho da Raquel, deixando a cara dela toda suja de porra. Come porra cadela chinelona, vadiazinha puta. Come toda essa porra putinha da mamãe. A porra foi na boca, no rosto, na testa, nos olhos dela. Minha esposa pegava no pau dele e esfregava na cara dela, que usava a língua pra ir lambendo a porra. Pegou no pau do irmão e punhetiou tbm. Que gozou pouco mais o suficiente pra melecar a cara da filha. Minha esposa apertava o pau o irmão tirando o restinho de porra que saia. Minha esposa com os dedos puxa a porra da cara da Raquel e ia colocando na boca da filha, fazendo ela engolir. Raquel continuava sentada no pau do tio.
-Vai gozar na boca da tua sobrinha tbm mano?
-Ela vai tomar porra 6x hj, minha sobrinha é muito cadela. O tio tira o pau do cú da raquel e faz ela chupar, minha esposa mete os dedos na buceta da filha fazendo ela gozar de novo. Raquel d4 em cima do sofá chupa o pau do tio e leva dedadas na buceta. O tio goza na cara da minha filha é minha esposa começa a lamber a porra do próprio irmão que escorria pelos peitinhos dela.
-Nossa mana, por isso a tua filha é tão vagabunda assim. O amigo começa a passar a mão na bunda da minha esposa que tava só de calcinha. Dá uns tapas e passa a mão.
-Que delícia filha ver esses machos ti fuderem todinha. Lembra aquela vez que tomou porra de 6 homens?
-Lembro mãe, foi uma delícia mesmo. Minha filha toma porra de 6 homens e eu nao vejo isso. Vou ter que saber dessa história pra contar pra vcs.
-Agora é melhor vcs irem embora pra nós duas entrar. Terminem de se arrumar que eu preciso entrar em casa. Escuto minha esposa dizer que final de ano ou depois do ano novo iremos lá pro sítio deles e que vão fazer uma festinha com a Raquel e a Bárbara, sobrinha dela de 10 aninhos. Vou correndo pro quarto e me deito antes delas entrarem. Fica passando mil coisas na cabeça quando ouvi minha esposa falar da sobrinha dela. Aquela outra menina mais novinha, tbm é puta como a minha filha. Célia entra no quarto só de calcinha e finjo estar acordando. Ela me vem me dar um beijo e sinto o cheiro de porra na boca dela.
-Tá melhor amor?
-Sim aquele chá que eu fiz me fez bem. A dor na barriga já passou. Falou com teus irmãos?
– Sim falei, eles tavam saindo quando eu cheguei. Ti convidaram pra ir pescar lá no sítio.
-E a Raquel?
-Tá no banho.
-Ela deve ter brincado bastante com eles né. Ela disse que os ensinar um jogo pra eles quando eu fui deitar.
-Acho que se divertiram sim, ela tava bem contente. Fudendo daquele jeito como não ia estar. Fim…
Tô ansioso pra contar pra vcs o que aconteceu em 2019 lá no sítio e a história dos 6 homens. Aposto que vão gostar e gozar muito. Aguardo as críticas e elogios de vcs. Abraços de um PaiOrgulhoso .

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,40 de 15 votos)

Por # # #

13 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Leitor safado

    Opa, espero que não demore muito para contar a história do sítio.

  • Responder Ade 22 Cm

    O pai gosta de rola acho que na casa tem 3 putinha, a estoria ja está ficando chata mentirosa vamos ser realista uma menor de 11 anos ja trepó com mais de 15 Homens….

    • PaiOrgulhoso

      Bom seu otário, acho que tu não sabe nem interpretar texto, muito menus ler um. Se tu tivesse prestado atenção no que estava escrito saberia. Eu nunca disse que a menina com 11a deu pra 15 homens….Acho que ela já deu pra uns 15 a 20 homens aquele cuzinho. Eu sabia dos meus amigos e dois vizinhos aqui da rua. Agora esses três aí e mais os que vieram depois… VIERAM, VIERAM DEPOIS. ELA TEM 13A HJ. Aprende a ler primeiro depois faz o comentário…e se acha chato, vai ler a bíblia.

  • Responder Jairo

    Na verdade o pai gosta de rola.

  • Responder Eduardo e filha

    pai orgulhoso podemos conversa meu [email protected] tenho duas filha

    • DM

      Tenho experiência se quiser chamar, qual idade das tuas filhas? 😍

    • Sou teu Fã

      Cara amo contos assim mas sinceramente o que quebra o clima e esconder as coisa me bateu uma raiva da sua esposa.

  • Responder Júlio

    Parabéns pelas duas putas que vc tem em casa!

    • PaiOrgulhoso

      Eu agradeço Júlio e sou muito feliz assim.

  • Responder Rafaella

    Lindo conto.. parabéns.

    • PaiOrgulhoso

      Aguarde que tem mais

  • Responder grande

    Caramba lembrou um caso que tive com uma mulher de 26 anos com um filha de 12 anos com mais corpo que a mãe e evangélicas. Mae viúva, com uma filha louca para transar

    • ANÔNIMO-ES

      ja vi varias historias assim tbm com mae e filhas putinhas, queria saber como foi essa historias sua Grande, pq nao posta em um conto