# # #

Padrasto ejaculador e eu novinha

1251 palavras | 29 |4.32
Por

Eu sou uma mulher de 20, sou branca, cabelo marrom longo 1,65 é 59k, sou uma garota atraente e todo mundo acha isso. Só transei com meu namorado que está comigo desde primeiro ano que do ensino médio e sempre usamos camisinha, e com meu padrasto que tirou minha virgindade aos 11. Eu digo para o meu namorado q não quero tomar pílula pq faz mal, mas na verdade eu desejo se possuida por um homem que me domine e me seja um homem grande e bruto como meu padrasto. Aí sim, eu quero meu útero cheio e transbordando de homem de verdade. Eu fico molhadinha imaginando a época que meu padrasto descobriu que eu tinha interesse num menino aos 9 anos, coisa boba de escola, mas ele ficou furioso e dizia para minha mãe que eu viraria uma puta se continuasse assim. Eu chamava atenção de homens é meninos pois sempre fui muito bonita. Eu me sentia muito humilhada, mas ao mesmo tempo, ele me olhava com uma cara de bravo que me dava muito tesão. Eu desenvolvi uma personalidade meio exibicionista nessa idade, mesmo sem saber direto o que estava fazendo, eu apenas seguia meus hormônios. Eu gostava de usar roupas curtinhas e provocar meu padrasto e o dono da mercearia que tinha ao lado da minha casa. Nessa época eu escutava meu padrasto transando com a minha mãe e ela pedindo para ele parar e ir devagar, aquilo me deixava com a perereca piscando. Nessa época, aos 9 ou 10 anos, comecei a me masturbar me esfregando num bichinho de pelúcia. Nem sei como consegui descobrir isso sozinha. Ele começou a ficar ainda mais louco pq achava que eu tinha namorados, era louco de ciumes e eu gostava daquilo. Enquanto isso ele nem imaginava que o dono da mercearia estava passando a mão nos meus peitinhos e me chamando para o fundo da mercearia. Eu entrava rapidinho, ele pregava os peitinhos e bundinha e eu saia correndo de medo. Ele me deixava arrepiada e me olhava com cara de homem tarado tbm. Esse homem começou a querer roçar, ele roçava muito disfarçadamente e fingia para todo mundo que eu era só amiguinha dele. Aquilo me deixava com muito tesão, mas eu queria meu padrasto, não gostava tanto dequele velho. Meu padrasto tbm Era 50tão mas era daqueles homens grandes encorpados com mãos enomes, uma delicia. EU só pensava nisso na época, me consumia aquele desejo e ele me só ignorava e nunca falava comigo. Acho que era conflituoso para ele. Mas ele claramente ficava me olhando e tantando me pegar pelada abrindo a porta do meu quarto só para ver o que eu estava fazendo. Até que um dia ele ele uma briga horrível com a minha mãe, chegou bêbado em casa e bateu nela fez uma gritaria é eu no quarto só ouvindo com medo. Passou um tempo e eles ficaram quietos. EU resolvi sair do quarto e vi ele sentado no sofá de cabeça baixa, ele olhou para mim e disse para eu ir até ele. Ele me pediu desculpas e me abraçou pela primeira vez na vida. EU fiquei alucinada piscando na hora, ele percebia algo em mim e deu um beliscão na minha bucetinha. EU usava um short de pijama e blusinha. Ele ficou me olhando e eu fiquei paralisada de desejo e terror. Ele passou a mão na minha perereca e cheirou os dedos, eu achei muito esquisito. Aí ele falou que perereca molhada é vontade de namorar. Depois disso, minha mãe tava entupida de remédios, e ele me levou para o meu quarto. Ele começou a me passar a mão em mim toda e tirar meu pijama e ficava falando um monte de coisas… falava que me amava que ia me dar todo amor. Ele colocou um pau enorme para fora, era grande mesmo roxo e torto. EU fiquei apavorada pq já sabia que ele ia colocar em mim. Ele me botou deitada é subiu em cima e me beijou que nem mulher e foi forçando e forçando, estava ardendo mas eu estava muito quietinha, apenas dava uma chorada abafada. Ele ficou assim passando o pau em mim percebendo a minha bucetinha tava molhada, ele começou a perder o controle e colocou tudo me segurando contra ele. Ficou assim um tempo me segurando contra ele muito forte eu gritei e acabei fazendo xixi. Ele tirou o pinto todo sem fazer vai e vem. Ele olhou minha perereca, e olhou para mim fazendo uns rosnados que parecia de cachorro segurando o pau é balançando. Eu não falei mais nada fiquei de perna aberta e ele voltou a penetrar dessa vezes mais devagar e eu sentia arder mas foi o melhor sentimento da minha vida. Ele não ficou no vai e vem, ele só colocou tudo bem fundo me segurando contra ele e começou a rosnar muito e tremer e gozou. Nunca vou esquecer de sentir aquele liquido dentro de mim, nossa carne junta ali. Ele ficou colocando a porra que saia da minha perereca para dentro e começou a penetrar outra vez, dessa vez ele deu mais umas mexidas leves mas bem no fundo e gozou de novo. Foi muito rápido. Eu estava toda molhada de mijo e porra. E ele disse que a gente ia namorar escondido, que ele ia me dar bicicleta que que queria. Que estava apaixonado por mim. Ele saiu do quarto e depois eu tive que fingir que fiz xixi dormindo. Ele viu que eu menti para encobrir ele e ficou mais safado. Ele me lambia cheirava mas queria mesmo era meter na minha buceta. Começou a me pegar e dar umas rapidinhas comigo em casa várias vezes por dia sempre gozando dentro de mim. Uma vez ele sussurrou no meu ouvido que era assim que se fazia neném, eu fiquei toda molhada de desejo me sentindo mulher dele. As vezes eu ia na oficina que ele tinha e ele me levava no banheiro e dava umas metidas em mim por trás e gozava dentro todo leite dele umas duas vezes sempre. Ele tinha uma tara em me comer e me me dar leite na buceta. EU dei para ele várias vezes nessa época e ele sempre gozando dentro como um animal forçando porra dentro de mim que era uma menina magrela. Eu fiquei viciada, queria sempre também e ficava andando pela casa igual uma gata no cio. Era um coisa carnal muito forte sentir aquele pau duro roxo enorme de homem e mim e ele rosnando de prazer dizendo que me amava. Ele fez isso por um tempo e depois que eu menstruei ele ficou ainda mais tarado, eu tinha 11 anos e ele ignorava completamente e gozava dentro ainda parecia que queria mesmo me engravidar, pq ficava falando do meu útero pequeno na cabeça do pau dele. Era uma delícia sentir que aquela dominação e e frio na barriga. O leite dele todo dia na minha buceta. Poucos meses depois eu engravidei dele, ele sabia e ficou me comendo nos primeiros meses grávida antes de aparecer barriga. Ele falou que ia cuidar de tudo e eu fiz um aborto escondido da minha mãe. Foi traumático mas excitante. Depois disso ele não aguentou a culpa e parou.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,32 de 34 votos)

Por # # #

29 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Sérgio

    Que tesão esse conto pqp , esse é meu email [email protected]

  • Responder Júlio César

    Adorei seu conto guria, quando tiver um tempo me fala mas com um pouco de detalhes por favor adoro ler as entre linhas, meu email [email protected],com estou a sua espera

  • Responder Guria

    Armando. Vem me pegar. Quero ser essa puta aí, mas ao msm tempo tenho medo. Tem que ser a força. Tenho 20 anos estou em plena idade reprodutora.

  • Responder Nenhum

    Isso não é um conto erótico, é um relato de estrupro de vulnerável!
    Vc devia denunciar ele, não achar isso incrível!

    • Guria

      Sim, é um relato. Eu sei que fui abusada e ele deveria ter ido preso. Mas tesão é tesão né, vai me condenar por isso tbm? Eu já sinto bastante culpa.

    • Nenhum

      Nunca! A culpa de forma alguma foi sua!
      E o fato de isso te dar tesão não muda o fato de que essa história é assustadora e não excitante.

  • Responder Guilherme

    [email protected]

  • Responder Leonardo-zs-SP

    Depois do divórcio, meu pai casou de novo. A mulher dele, tinha uma filha. Uma linda ruivinha de olhos azuis. Na época eu tinha 12a e ela 8. Ficamos amigos rápido, ela era uma graça de menina. Eu visitava meu pai toda semana. Um ano depois, ela com 9a e eu 13, já éramos íntimos até demais. O corpo dela já chamava atenção, e a cada dia ela estava mais gostosa.
    Enfim, começamos a “brincar”. Eram caricias, beijos na boca, entre outras coisas, como, tomar banho juntos, sem que nossos pais soubessem, estávamos muito ousados mesmo. E aconteceu. Tirei o cabacinho dela. Nos quatro anos que seguiram, continuarmos juntos, sempre escondidos é claro. Dois dias depois de completar 13a, ela me ligou chorando… estava grávida. Resumindo…estamos juntos até hj, a pequena Cléo está com 7a, é a cópia da mamãe…que morre de ciúmes dela, e de qualquer outra novinha, que porventura eu ouse olhar. E quanto aos nossos país, hj já nos perdoaram, conversam com a gente e babam pela Cléo.
    Como não troquei os nomes, talvez sejamos identificados, e conhecerão a nossa história, pq ela é real.

  • Responder Guria

    Quem quiser conversar comigo para eu contar os detalhes, deixa o email aí. Mas eu não aceito passar meus contatos pessoais e nem compactuo com atos de abuso com menores de idade . Aconteceu comigo e eu gostava, e é algo bastante conflituoso para cabeça de uma menina e de um pai ou padrasto tbm. Muitas pessoas sofrem com isso e sentem vontade de conversar. Eu posso conversar e tenho muitas fantasias com isso, gostaria de achar homens que se identifiquem. Mas só converso por email sem mais.

    • 1337

      Nossa tenho uma história assim só que foi minha babá que abusava de mim e do meu irmão ela adorava isso quando eu tinha 8 anos

    • Pr.casado 34 rj

      Oie Guria. Que Delicia… Email: [email protected]

    • Carlos

      Oi Guria adorei seu conto, gostaria de trocar ideias
      meu email [email protected]

    • Armando

      Que bom quando o Autor/a retorna com comentários, etc…

      Realmente gozar fora da pepeka acho um desperdício mesmo… A não ser quando a puta ainda está em fase de lactação…. Algumas nunca saem. Aí sim o pai ou padrasto podem escolher onde leitar.
      Com 11, bem acompanhada, poderia ser uma gravidez como todas… Além disso, se viesse uma baby??? Quanta coisa maravilhosa poderia fazer o pai-padrasto!!!
      Um pequeno Harém de pepekinhas ou boquinhas para esvaziar o saco a hora que quisesse… O tema de gravidez (precoce melhor ainda) e aleitamento acho um dos mais excitantes…
      Poderia relatar outras histórias..

    • Gil

      [email protected]

    • N.p

      Qual seu email guria

  • Responder Farias

    Muito excitante sua história. Se puder entre em contato: [email protected]

  • Responder Henrique Vitor

    Caraca que dlç bucetinha pequenininha q dlc

  • Responder Silvio Ribeiro

    Faltou ele comer o seu cuzinho!

    • Guria

      Tesão dele era me engravidar e minha buceta. Odeio ler contos de homem gozando no cu do final, acho um desperdício.

  • Responder ORFHEU

    adorei seu conto, é desse jeito mesmo quando uma putinha aprender a sentir prazer com um macho que sabe tratar ela como sua femea, ja fiz mto isso rs, espero que esse nao seja seu unico conto e continue, parabens nota 10

  • Responder Rolagostosa

    Muito bom o conto fiquei de pau duro querendo te comer [email protected]

  • Responder Fernando

    Nossa guria delicia seu conto, conta mais me deixou de pau duro aqui. @Fernando1970

    • Guria

      É gmail?

  • Responder Guria

    Agora que vi que meu texto ficou cheio de erros de digitação e palavras repetidas. EU escrevi quando estava com muito tesão, peço desculpa. Se gostaram posso contar mais, esponder perguntas e tentar escrever melhor.

  • Responder Armando

    Que triste.. podeira ter tido o bebê .. seria lindo. O único erro foi este. Já o tesão de leitar um útero de criança é muito excitante…

    • Guria

      Eu também penso assim mas teria sido muito terrível para minha mãe. Mas não sai da minha cabeça como ele gostava de gozar dentro de mim até me engravidar. Eram tantas vezes por dia que eu vivia com a bucetinha cheia de porra seca.

    • Guria

      Eu não sei se queria ter tido o filho com 11 anos, não sei se quero nem hoje em dia. Mas o risco é muito excitante, acho que se achasse um homem tipo meu padrasto, ou ele me procurasse, eu não resistiria em deixar. Me da tesão imaginar um homem me comendo sem camisinha e dizendo que vai gozar dentro e me emprenhar.

    • Anônimo

      Você tem telegram??

    • Guria

      Tenho. Mas só passo por email. Manda aí.