#

Fui socorrer o filho e ganhei a mãe

2967 palavras | 1 |4.33
Por

História de um negão que foi ajudar um garoto epilético de 12 anos, e assim teve assunto pra conversar com Aline a mãe desse garoto. e virou amante.

Achei esse blog legal, e resolvi escrever meu relato verídico. bom, eu ja moro no local, a mais de 15 anos, o mesmo tempo do meu casamento, que no decimo quarto ano, entrou em crise e hoje eu moro na mesma casa mas não tenho mais nada com minha esposa, que agora ja é ex, aconteceu que a 3 semana, eu afastado do trabalho devido, o isolamento, estava brincando com minha cachorras, quando escutei, um choro, fui ver o que era, era Igor, que mora em frente a minha casa, com seus avós, e sua mãe, Aline, ele embora tenha 12 anos, é muito inocente, criado com muita proteção devido ser epilético, Então numa tarde ele saiu com sua cachorrinha pra passear, porem a goleira quebrou, e a cachorra escapou, ele começou a chorar, eu vi e fui atraz da cachorrinha, e a trouxe para, ai a segurei no colo, visto que ele não aguentava eu a levei dentro do quintal dele, ele agradeceu, quando eu estava subindo a mãe dele estava chegando, os avós dele haviam saído pra tomar vacina e logo voltariam, inclusive eles antes de sair falou pra eu ficar de olho na casa, visto que o menino estava sozinho, embora ja eramos velhos conhecido, mas eu não tinha assunto com as filhas dele, devido elas serem funcionaria de multinacional, ganham bem, carro novos, enfim, eu nem caro tenho, além do mais elas loiras, lindas, e eu negao, meio gordo, pobre, enfim, como se diz, incompatível, mas enfim, nem tinha e nem pensava em nada, mas nesse dia, após deixar a cachorrinha na casa, eu estava saindo, e ela chegando do trabalho, ela falou. Pois não, veio entregar algo a minha mãe? Eu falei. Não, só vim trazer a cachorrinha que escapou, Ela agradeceu fechou o carro e ia descendo, quando uma sacola que ela carregava, se rasgou, e caiu no chão varias calcinhas, visto que ela estava com outras coisas nas mãos eu fui ajudar, peguei todas as calcinhas e sutiãs, coloquei em outra sacolinha e entreguei a ela, até ai tudo normal, mas aquelas pernas aquela boca, sempre me chamou a atenção e eu ficava sempre na vontade, só isso, ai nesse dia, ela desceu entrou em sua casa, eu voltei pra minha ficando só na vontade, ai mais a noite no mesmo dia começou a chover fraco, eu fui ao portão atender visto que alguém chamava, e Aline estava chegando, eu atendi a pessoa que estava em meu portão, e escutei um barulho de alguém caindo, fui ver e era Aline, ela estava descendo as escadas de sua casa e escorregou, visto que ela tem problema na coluna, ela ficou sem conseguir levantar e continuar, ai gritou para seus pais, que são idosos, eu fui ajudar, os pais dela chegou, mas ela devido ser grande e cheia, era pesada demais para eles, ai eu desci onde ela estava, tentei levanta-la, mas ela estava com muita dor na região lombar, ai não teve jeito, a peguei no colo, terminei de descer as escadas com ela no colo, e a coloquei dentro de sua casa, e visto que sou massagista, quirojpraxista, eu fiz alguns alongamentos nela, e me ofereci pra fazer um alinhamento de coluna nela, ai fiz os alongamentos, alinhei a coluna dela, e enfim a dor nas costas, ficou bem mais fraca, ela e os pais dela gostaram muito, ela tirou 100 reias e me pagou, eu tentei recusar mais ela colocou em meu bolso, ai se movimentou dizendo que estava bem melhor, ai eu falei, bom se quiser eu posso fazer massagem e falei que seria boma ela ter outras sessões de quiro, ela gostou muito, e falou que me avisaria, eu sai, com o cheiro dela no nariz, embora ja achava ela bonita, mas nunca nem tinha chegando tão perto dela, no dia seguinte eu sai bem cedo, e quando cheguei em casa tomei banho, e ouço a campanhia tocando, era Aline, Oi tudo bem? Eu acabei de chegar, vou tomar um banho, e quero massagem me fez muito bem ontem, você pode fazer:? Eu, Claro que sim. Ela falou, então vou tomar banho e te ligo pode ser? Eu. Claro que sim? Ai me arrumei e esperei, em alguns minutos ela me liga, eu vou em sua casa, e ela fala, Eu quero massagem relaxante, e quero também massagem nos pés. no caso reflexologia, eu expliquei como era a massagem relaxante, no caso com creme ,ela de biquíni e sutiã, ou short curto, expliquei que ela teria que ter um lençol pois ela ficaria coberta eu só descobriria onde eu estivesse massageando, ela falou que ja conhecia, mas nunca tinha feito, ai ela me levou em seu quarto, tirou a roupa ficando só de calcinha e sutiã, ai deitou na cama, e disse que não precisava de lençol, ela me deu um creme que ela gostava, e eu comecei a fazer a massagem, ela foi relaxando, eu massagiei um perna, depois a outra, ela gostando muito, ai ate dormiu, eu fiquei ali massageando, confesso que as vezes eu dava um cheirada em sua bunda, que estava um delicia, ai terminei as costa, pedi pra ela virar, e massagem na frente, ela gostou muito, ai pediu a reflexologia, eu falei, Ok, agora voce pode se vestir, ela falou, Ah não precisa, eu fico assim mesmo, eu massageando seus pés, ela ali deitada, ai ouvi ela mandando um mensagem pra amiga dela, Gi estou recebendo uma delicia de massagem, sabe, um vizinho meu, que tem mãos magicas, ja conheço a anos e nunca imaginei que era tão bom massagista, estou sem dor, relaxada, mais leve, muito bom, ele tera que fazer massagem em mim todo dia, ela mandou esse audio pra amiga, ai passou a mão na minha cabeça, e me elogiou, eu com um pouco de vergonha, mas ali fazendo o melhor que podia, ela perguntou se eu voltar no dia seguinte, eu falei que sim, ai depois de 2 horas em sua casa eu falei que terminou e voltaria no dia seguinte, ela falou, Volte mesmo, obrigado foi bom de mais. Ai ela me abraçou, bem forte, ainda só de calcinha e sutiã, eu acendi na hora, ela olhou pra baixo eu pedi desculpa, e ela só me olhou, não falou nada, eu fiquei sem graça, ela olhando pra pra mim com cara de risada, mas sem mostrar os dentes, ficamos uns instantes sem falar nada, ai eu falei. Bom vou indo até amanhã, Ela e todos os vizinhos, inclusive os parentes de minha ex, ainda acham que nosso casamento é valido, e exemplar, ai Aline perguntou. Bom ja escureceu, será que Julia, vai se importar se eu te convidar pra jantar comigo, hoje eu estou sozinha, pois o Igor foi com meus pais pra Ubatuba? Ubatuba é onde os pais dela tem casa, e Julia é minha ex, que todos pensam que ainda estamos casados, eu falei a Aline, Bom ninguém sabe, mas nosso casamento ja era, estamos morando na mesma casa, mas não temos mais nada, Ela perguntou o que aconteceu, pois nos conhece desde quando estávamos namorando, e achava que eramos o casal exemplar, Eu expliquei ,ela ficou até chocada em saber, mas ai não tinha problema em jantar com ela, ela continuou de calcinha e sutiã, embora estava um pouco frio, mas ela havia ligado o aquecedor, e dentro de casa estava bem gostoso, e ela havia transpirado devido a massagem, mas estava deliciosa, Ai ela falou com uma vóz bem macia, então não tem problema nenhum, você vai me fazer companhia, ai me abraçou de novo, bem forte, e ficou abraçada a mim por alguns instantes, ai falou, sabe, sempre achei que você fosse o único homem do mundo fiel, mas vejo que não é bem assim né? Eu falei, Bom sempre fui fiel a Julia, mas enfim ela não me ama mais, agora também o que eu fizer não será infidelidade, ela falou, Tem razão, e me beijou, que beijo gostoso, ficamos um tempo num beijo de lingua delicioso, ela abraçando meu pescoço, eu passando a mão em suas costas, ai chegava no elástico da calcinha, que delicia, meu pau ja duro, em sua barriga, pois ela é um pouco mais baixa que eu, ai ela foi me empurrando sem desgrudar os lábios, e eu deitei na cama, ela em cima, eu comecei a passar a mão na bunda dela, e fui descendo a calcinha, em me beijando numa euforia imensa, ai ela me puxa pra cima dela, eu vou em cima, a calcinha dela meio baixa, ai ela abril minha calça e tirou meu pau ja duro pra fora, eu a beijando e ela foi conduzindo meu pau em sua buceta, cabeluda, eu fui bombando, devagar, e o beijo continuava, aos pouco fui colocando mais, e aumentando a velocidade, ela colocou uma das pernas em cima da minha, a velocidade aumentando a respiração também, ela gemendo forte, ai coloca a outra perna em cima da minha, ficando entrelaçada a mim, ambos transpirando muito, ela mordia meus lábios, me aranhava os braços, rasgando minha camisa, a tirou completamente, ai gemia tão forte, e gozamos juntos, muita porra, muito melado, ambos molhando de suor, ficamos exaustos, deitado um ao lado do outro, respirando forte, ai ela levanta da cama, tenta caminha, e cai de novo, a mija na cama mesmo,ai eu ja melhor, a ajudo a chegar no banheiro ligo o chuveiro e começo a dar banho nela, e tomar banho oo mesmo tempo, ela sem falar nada só respirando forte, ai depois pego a toalha seco ela me seco, e a levo pro sofá, no colo, totalmente pelados, a deixo la, e vou limpar a cama, tiro o lençol mijado e molhado de suor, levo pra maquina de lavar, pego o lençou com elástico também e depois passo um pano no chão procuro no guarda roupa os panos de cama ai fórro e deixo tudo arrumado e o quarto limpo, ai seco o banheiro, e vou ao sofá, ela como que desmaiada, ai a pego no colo e a levo pra cama, procuro uma calcinha e sutiã pra ela, a ajudo a vestir, depois um calça e blusa, ela sem falar nada, só me olhando e ainda respirando forte, visto que minha calça molhou, e ela havia rasgado minha camisa eu esta sem roupa, ai ela me puxa pra seu lado na cama, e deita em cima de mim, ficando com o rosto em meu paito sem falar nada, ai começa a chorar, eu quieto também, passando a mão em seus cabelos, ficamos algum tempo acho que uma hora, ali deitados, ela em cima de mim, chorando, com a cabeça em meu peito, eu até cochilei, ai ela levanta, e fala vou pedir algo pra comer, pode ser pizza|? Eu falo, Sim o que você achar melhor. Eu continuo deitado ela procura no guarda roupa, algo, ai pega um calça de moleton e me da, e uma camisa, eu visto. Ai ela fala, É sua essa roupa, fica grande pra mim. Eu falo. Obrigado. você ta legal? Ela fala. Sim to ótima. Mas devido ela ter chorado, e agora esta tão séria, eu falei. Bom não parece, pois ficou tão seria derrepente, fiz algo de errado? Ela. Não eu quem fiz, ta certo, você, esta separado de Julia, mas sei la, ainda esta casado no papal, eu amei e quero mais sexo, mas vai ser só isso, sem compromisso, ta bom? Eu falei. Ta legal, do jeito que voce achar melhor. ai a pizza chegou, ela foi pegar no portão, ai voltou, começos, bebemos, pois ela pediu vinho também, eu mandei mensagem pra Julia avisando que dormiria fora, ai ficamos na sala bebendo ela calada, falando bem pouco e num tom de séria, ai fomos ficando meio bêbados, a irma dela liga, ela nem atende, ai desliga o celular, e fala, bom agora eu quero outra coisa, e me beija, eu retribuo, e ai ela fala, vamos pro quarto ,e me puxa, ai ja tira minha roupa, eu tiro a roupa dela, ela me puxa pra cama, ai eu começo a beija o seus seios passando a mão na bunda, ai vou descendo, beijando a barriga, e chego na buceta, e quando beijo a buceta, ela fala. Não, é nojento, meu ex-marido dizia que fede muito. Eu falei meio sem jeito, gaguejando, Bom é, sei la, acho que é por isso que é seu ex-marido, não, não soube ou não quis sentir a delicia de mulher que tinha. Ai eu cai de boca na buceta dela, lambi bem, e com a lingua bem molhada eu passei a lamber o clitóris, ela me segurando firme pela cabeça, eu com as mãos em sua bunda, ela gemendo mais forte, eu insitir ali com a lingua, e começo a sentir um melado inundando minha boca, ela ja gritando apertando minha cabeça em sua buceta, ai goza muito, e vai me soltando, eu ainda lambo todo o melado, que delicia de mulher, ai ela me puxa pra cima dela, e me deixa com a cara entre seus seios, me abraçando com as perna, ai fala, quase sem vóz, Mé ajuda a ir ao banheiro. Eu levanto, pego ela nos braços e a levo ao banheiro, ela mija, eu lavo o rosto, ai levanta segurando em mim e me beija, ai diz que nunca gozou tão gostoso, não achava que seria tão bom ser chupada, ai sentamos no sofá ainda pelados, bebemos mais um pouco, ai fomos pro quarto novamente, ela vira de costa pra mim, ficando de lado, e me puxa, eu aponto meu pau em sua buceta por traz, e meto gostoso, vou bombando devagar e logo aumento a velocidade, e gozamos muito, eu com um dos braços debaixo do pescoço dela, ela segurando minha outra mão,ai me pediu pra puxar o cobertor, eu puxo no cobrimos, ai voltamos a mesma posição, meu pau na ainda na buceta dela, mas ja meio mole, ela com a cabeça, em cima do meu braço, segurando minha outra mão, ficamos ali, parado, e dormimos, ai ela acorda de madrugada, e me chama, e diz. Ei o que voce está fazendo aki? Eu expliquei, ela meio zonza, falou, bom são 4 horas agora você pode ir. eu tentei argumentar algo, mas ela falou. Por favor. Eu me vesti e ia saindo, ela pega 5 notas de 100 me da e fala, Obrigado por tudo, depois eu te ligo quero mais massagem, ai me conduziu pra fora, e eu fui pra casa, durante o dia eu a vi, lavando o carro, dei bom dia, ela respondeu, era um sábado, ai quando deu 18 horas ela me liga e diz que quer massagem, eu vou la, ela fala, Tira a minha roupa e depois a sua. Eu faço o que ela manda, ai ela me manda chupar sua buceta, eu chupo bem gostoso, um um bom tempo chupando, até ela gozar gostoso, ai deu eu meto gostoso e gozo muito ela também goza de novo, ai bebemos um pouco, começos uns petiscos, e bebemos mais, ai ja meio tonto, ela também, vamos pro quarto e a chupo de novo, depois ela me chupa eu gozo gostoso em sua boca, que delicia, ai dançamos um pouco, depois ficamos ouvindo musica nos beijando, ai voltamos a transar de novo, mais tarde dançamos mais um pouco, depois tomamos banho juntos, ai fomos pelado pro quarto onde a chupei mais uma vez, eu ja sentindo a linga assada de tanto chupa-la, ai ela deida de lado eu vou atraz introduzo o pau em sua buceta, coloco o braço debaixo de seu pescoço, ela segura minha mão, ja cobertos, e dormimos acordamos no dia seguinte as 9 o pau ja não estava mais dentro da buceta, mas estávamos na mesma posição,ai ela vira pra mim e fala, quero café, eu vou a cozinha, ela fica na cama coberta, ai eu faço café, esquento leite, pego, preparo pão com queijo, alguns pedaços d queijo, granola, coloco o café num bule de porcelana, o leite em outro ,pego alguns guardanapos, coloco numa bandeija e levo pra ela no quarto, quando ela vé, começa a chorar, ela senta na cama, e começa a tomar o café, chorando, eu tento falar algo, ela fala, pra eu ficar quieto,e tomar café com ela, e eu sento na cama e tomo café junto com ela, ela chorando o tempo todo, ai depois que tomamos, eu levo a bandeija com o resto do café, lavo os copo, a bandeija e deixo tudo arrumado, ai volto ao quarto, ela dormindo, eu vou deitando devagar, ela acorda, e fala, Foi ótimo va embora. eu levanto me arrumo e saio, mais tarde, eu a vejo saindo, nem falou comigo, ai ela volta, e manda mensagem pra mim, Olha tudo foi ótimo, mas amanha vou acordar de madrugada, fim de semana meus jpais vao viajar e faremos tudo de novo, foi ótimo mesmo, mas eu continuo contando na próxima.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,33 de 6 votos)

Por #

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Rincon

    Legal cara, até que é ou parece ser real, mas o titulo não condiz com o conto, vamos ver a continuação.