# #

Eu e minha mulher voltamos a ser comidos pelo meu treinador

1064 palavras | 0 |4.75
Por

Passado uns 3 dias da ultima vez voltamos a combinar com o Mister para ele ir lá a casa passar o serão, ele já sabia o que queríamos e disse que sim eu disse a ele pelas 22 horas como já sabia onde era a casa ele foi lá ter connosco, como já havia amizade tocou a campainha e eu fui abrir a porta ele entrou e disse hoje vou dormir cá em casa, eu disse que por mim não havia problema. sentou-se na sala e eu fui chamar minha mulher dizendo a ela que o meu treinador tinha chegado ela disse eu já vou ter á sala, eu disse que o que mais dava tesão a um homem era uma mini saia ela que vestisse uma bem curtinha e que não pusesse cuecas.

Vim para a sala com uma mini saia bem curtinha e sem cuecas pois já sabia o que a esperava, ela sentou e abriu um pouco as pernas e sua cona ficou á mostra, pedi a ela que fosse buscar cerveja para nós e bebemos quando acabamos o Mister estava de caralho teso ela não deixava de olhar e diz para ele tivemos saudades suas, ele diz eu também.
Ai ele tira o caralho para fora e me diz vem cá mamar para ficar grosso que depois fodo a tua mulher, eu não me fiz rogado e me ajoelhei começando a fazer lhe um broche a minha mulher vendo e se masturbando até que ele ficou com o caralho bem teso e duro e pega na minha mulher ao colo de frente para ele e lho encavou todo ela só gemia pois estava a ser bem fodida ele urrou e se esporrou todo e me diz anda vem lamber e eu fui era só leite a escorrer para a minha boca ela sentou na minha cara e como estava já á vontade me dizia mama corninho mama tudo paneleiro safado eu sei que tu queres é leite de caralho eu não podia falar pois ela tinha a cona na minha boca, e quando terminei lhe retorqui sua puta hoje vou enrabar como estava de pau teso a pus de quatro e lhe meti todo dentro mas como é pequeno ele nem gritou que estava doendo me esporrei e o Mister quando eu tirei fora foi para ela e lhe fodeu o cu ai sim ela começa a gritar não é muito grosso e grande mas levou com ele todo, quando ele tirou seu cu estava uma lastima tinha as pregas rebentadas e estava deitando sangue, e eu disse para ela então sua putinha ficou toda arrombada, foi correndo para a casa de banho se lavar e quando chegou disse Mister na cona pode meter sempre que quiser mas no cu não vai meter mais.
ficamos na sala mais um pouco e fomos para a cama os 3 e dormimos lindamente, pelas 6 da manhã me deu vontade de mijar e quando voltei me deitei ao meio dos dois.
Não conseguia adormecer e comecei a alizar o caralho do Mister e este começou a engrossar e a ficar duro fui para baixo e pus a cabeça da vara na minha boca passando a língua nela e cada vez estava mais duro até que ele se esporrou todo na minha boca e não foi pouco mas eu estava cheio de tesão bebi tudo e comecei a tocar uma punheta quando me estava quase a esporrar virei para a minha mulher que já estava acordada e lhe esporrei na boca e na cara ela não disse nada pois tinha-se apercebido do que se tinha passado com o Mister e eu disse a ela eu limpo tudo e comecei a lamber sua cara e boca quando terminei ela me diz amor se fodesses tão gostoso como lambes seria uma maravilha.
Ai pelas 8 horas eu estava deitado de lado e o Mister se começou a encostar mim puxando meu traseiro para ele estava novamente de pau feito e encostou a cabeça no meu cu e começou a meter entrou mais ou menos metade quando ele me vira de barriga para baixo e me arrebita o cu para cima não meteu mais mas eu senti liquido a entrar no meu cu e pensei como pode ter tanto tesão e o liquido começou a escorrer ele me encheu o cu de mijo a cama ficou toda suja e quando ele tirou fora do meu cu só saia mijo e ele me diz para a próxima vez que dormir cá vou encher a cona da tua mulher também que ela até vai pensar que se está mijando.
A minha mulher ao ouvir isso se senta na minha barriga e diz já que temos que lavar isto tudo eu vou fazer uma coisa que sempre te quis fazer e começa a mijar para cima de mim os esguinchos até me chegaram á cara e boca ,me levantei e fui tomar um duche e quando chego ao quarto o Mister estava fodendo minha mulher eu disse para ele o Sr: é como um cavalo fode que se farta e sempre sai bastante esporra e ele me diz tu seu corninho vais lamber a minha mulher tinha uma almofada debaixo do traseiro e quando ele tirou fora não saia nada até que ela me diz põe a boca a tapar a minha cona e se vira ficando com a cona sobre a minha boca e me encheu esta de esporra que me ia engasgando mas chupei tudo, ela que já tinha perdido a vergonha me chamava nomes como, mama corno, brochista, maricas e puta do Mister, e se levantou eu respirei fundo, e comecei a dizer a ela que era tudo isso como eu e uma puta de rua que andava fodendo por fora ou pensas que eu não sei que até estas fodendo com o teu antigo namorado que te tirou a virgindade nesta casa onde vivemos e já algumas vezes te tem vindo cá foder, e pensas que eu não sei que o namorado da tua irmã te tem fodido, e o teu amigo do serviço por isso fode com quem quiseres que eu também faço o que gosto que tu dissestes.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,75 de 4 votos)

Por # #

Nenhum comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos