#

Eu e minha Afilhada

468 palavras | 12 |3.79
Por

Bom após muito receio de relatar o que ocorreu comigo , tomei coragem e estou aqui.
Sou Carlos, 45 anos, casado.
Conto para vocês como foi a experiência de incesto , uma das coisas mais gostosas que aconteceu comigo.
Tenho uma afilhada de nome Julia, 14 anos,que cada dia fica mais linda e mocinha.
Julia uma menina normal , que começa a aflorar seus dotes e eu toda vez que vou na casa dos meus compadres ou eles vem na minha com Julia, estou começando a ter pensamentos de desejo com aquela ninfetinha.
Certo dia, em casa num churrasco de amigos, tive oportunidade de olhar ela com olhos de desejo real, onde meu pau logo reagiu e ficou duro como pedra.
Fiquei imaginando como seria poder roçar naquela bucetinha.
Após umas cervejas e o álcool fazendo efeito, percebia onde poderia aproximar dela, sem chamar atenção dos demais convidados e dos meus compadres.
Percebi que Julia foi para parte da frente da casa, na garagem, onde não tinha ninguém, afinal todos no quintal no churrasco.
Fingi que ia ao banheiro e entrei pela cozinha e segui para a frente da casa. Chegando e vendo Julia pensativa e olhando pro nada, cheguei por trás e deu um grande abraço nela, onde seu cheiro de menina nova logo me fez ficar com o pau duro como pedra. Agarrei e disse , gosto muito de você viu afilhada e sinto muita vontade de te abraçar sempre, nisso a segurando pela cintura e fazendo meu pau encostar na sua bunda. Que delícia.
Nisso ela vira de frente e diz, também gosto muito do senhor padrinho e me deu um abraço forte, onde pude sentir sua bucetinha encostar no meu pau. Fui ao delírio.
Mas sempre preocupado em não demorar para não chamar atenção.
Não resistindo mais e com medo de a situação piorar, falo vou indo , seu padrinho não vai segurar , se continuar assim com vc e apertei ela mais ainda para meu pau.
Tomei um susto e coração acelerou, quando ela fica parada e me olhando fixamente em sinal de reprovação, pensei acho que fiz merda.
Foi quando, ela diz padrinho,não tem problema relaxe, sei que o que vc tá sentindo e tesão por mim, seu pau tá duro percebi.
Ali gelei, pedi para ela nunca contar a ninguém o ocorrido me desculpando.
Ela diz, será meu segredo, mas vou cobrar o senhor e quero sempre ganhar presente do senhor.
Sai dali com o pau explodindo de tesão em saber que ela no fundo é uma safadinha e soube muito bem se aproveitar do meu medo.
Conto noutro momento como ficou nossa relação a partir daquele churrasco.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,79 de 19 votos)

Por #

12 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder alice

    @sovietdupremo gostei do seu relato foi homesto e sincero

    • Carlos PB

      Boa noite. Não localizei no Telegram.

  • Responder alice

    Nossa muito bom gostei do seu conto e muito real bom mesmo aquieu telegram Alice p

  • Responder Leão

    Muito fraquinho, talvez na continuação fique mais interessante e completo .

    • Carlos PB

      Obrigado pela opinião.
      Reproduzir a verdade, sem fantasias, ocorreu real.

  • Responder Anónimo

    Ansioso para saber a continuação dessa aventura
    PDR18S

    • Carlos PB

      Farei em breve.

    • Anónimo

      Ficarei a espera Carlos PB
      Você tem telegram?

  • Responder Carlos PB

    Pessoal, acabei não deixando, como vcs entrarem em contato.
    Deixem Telegram ou E-mail.

    • Ze

      Conto virou novela? Publica em partes.

    • Scot Mendes

      Me chama no telegram, Scot Mendes

    • Kaio

      Que Delicia tenho 30 anos ja como minha enteada de 10 apertadinha tirei o cabaço dela com 14 deve ser gostoso tbm